JORGE BEN JOR – “QUE PENA”

Carioca de Madureira, Jorge Duílio Lima Menezes, nascido em março de 1945, bem que tentou ser jogador de futebol e até chegou a atuar no infanto-juvenil do Flamengo. A música, no entanto, gritou mais alto e, em 1963, quando lançou seu primeiro disco ele já era Jorge Ben.

O disco era um compacto com apenas duas músicas – “Por Causa de Você, Menina” e “Mas Que Nada” – que fizeram sucesso de cara. A segunda foi também uma das canções em língua portuguesa mais executadas nos Estados Unidos, na versão do pianista brasileiro Sérgio Mendes com um grupo de hip hop americano.

Em 1989, sabe-se lá por quais motivos, ele fez uma pequena alteração no nome artístico, passando a chamar-se Jorge Ben Jor. Há quem diga que a mudança foi provocada pela numerologia, mas há também quem garanta que foi para evitar confusões com George Benson, pois Jorge Ben começava a se tornar muito conhecido nos Estados Unidos

Em 1991, depois de um longo período longe das paradas, ele estoura nas pistas de dança – já como Jorge Ben Jor – com a música “W/Brasil”. Composta a pedido do publicitário Washington Olivetto, dono da agência de propaganda “W/Brasil”, a música foi também uma homenagem ao “síndico” Tim Maia.

Jorge Ben Jor anda meio sumido, mas continua na ativa, realizando shows que são vistos por muita gente jovem. A sua última música inédita foi lançada em 2018. Chama-se “São Valentim”, em homenagem a um ex-santo da Igreja Católica.

Valentim, um bispo romano, ousou desafiar o imperador Cláudio II, realizando casamentos às escondidas. Cláudio tinha proibido os jovens de se casar, pois queria formar um grande exército e acreditava que os jovens, sem poder se casar, se alistariam com maior facilidade.

As cerimônias de Valentim eram feitas em segredo, mas ele acabou sendo descoberto, preso e condenado à morte. Enquanto estava preso, muitos jovens jogavam flores e bilhetes dizendo que continuavam acreditando no amor.

Entre as pessoas que jogaram mensagens ao bispo estava uma jovem cega, Artérias, filha do carcereiro, a qual conseguiu a permissão do pai para visitar Valentim. Os dois – a exemplo do Lula e da Janja – acabaram se apaixonando e Artérias, milagrosamente, recuperou a visão.

Valentim não conseguiu, no entanto, o milagre de obter o perdão do imperador Cláudio e, no dia 14 de fevereiro de 270, acabou decapitado. Em homenagem a ele, em muitos países o “Dia dos Namorados” é comemorado no dia 14 de fevereiro.

Aqui no Brasil, o “Dia dos Namorados” é comemorado no dia 12 de junho, véspera do dia de Santo Antonio, nosso santo casamenteiro. A data foi escolhida pelo publicitário João Dória – pai do nosso atual governador – com o objetivo de incrementar as vendas do comércio.

No vídeo, Jorge Ben Jor – que é casado desde os anos 60 com uma de suas primeiras namoradas, Domingas Terezinha – canta “Que Pena”:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *