NÁDIA FIGUEIREDO E GILBERTO GIL – “A PAZ”

Nádia Figueiredo é uma cantora e compositora brasileira pouco conhecida pelos brasileiros. E não é para menos. Afinal, ela não canta música sertaneja. Nádia é uma cantora lírica que, de vez em quando – como se verá no vídeo – também canta músicas populares.

Nascida em Belo Horizonte, começou a cantar e tocar violão aos 10 anos. Graduada em Publicidade e Propaganda e pós-graduada em Artes Cênicas, ela já atuou como modelo em campanhas publicitárias. Em 2008, começou a estudar canto lírico e recebeu muitos elogios pelo timbre de voz e grande extensão vocal.

Nádia não é apenas um rostinho bonito. Além do português, ela canta em diversos outros idiomas, como espanhol, esperanto, francês, hebraico, hindi, inglês, latim e russo. Em 2013, uma de suas composições que fala de aquecimento global foi tema de uma exposição na Rússia.

Em 2014, uma composição de Nádia, em esperanto, ganhou destaque internacional, sendo considerada pelos esperantistas como uma das músicas mais bonitas ouvidas nesse idioma. Em 2017, ela recebeu a Medalha Cinquentenário das Forças Internacionais de Paz da ONU.

E por falar em paz, no vídeo, Nádia canta com Gilberto Gil a música “A Paz”, uma parceria de Gil com o pianista João Donato. No CD Acústico, Gil contou como foi o processo de criação de “A Paz”. Donato chegou um dia na casa de Gil com uma fita na qual tinha gravado várias músicas e pediu que Gil fizesse a letra para uma delas.

Gil alegou que estava sem tempo naquele dia, mas Donato insistiu tanto que ele acabou cedendo: “tudo bem, eu vou ver o que faço…”. Enquanto Gil ouvia a fita, Donato cochilou no sofá. E foi justamente a imagem de Donato cochilando sossegadamente em plena luz do dia, que inspirou Gil a falar sobre a paz.

“Me veio à lembrança o título do livro “Guerra e Paz”, de Tolstoi, e a letra foi sendo construída sobre essa contradição”, conta Gil. Quando ele terminou a letra, chamou Donato, que continuava roncando no sofá: “taí a letra; veja aí se ficou bom…”. Vejam vocês, no vídeo abaixo, se ficou boa a interpretação da Nádia Figueiredo com Gil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *