DOAÇÃO DO CAMPO DA FEPASA: PREFEITO MANDA PROJETOS PARA A CÂMARA

O prefeito Humberto Parini enviou à Câmara os dois projetos que tratam da doação do campo de futebol de Fepasa para a União Federal, visando a construção dos prédios próprios da Justiça Federal e do Ministério Público Federal (Procuradoria da República). Segundo os projetos, serão 5.250 metros quadrados para a Justiça Federal e mais 3.330 metros quadrados para a Procuradoria da República.

A iniciativa do prefeito, que, diga-se, começou a mexer com esse assunto em julho de 2009, parece não ter sido muito bem recebida em alguns setores da cidade. Até o dono do jornal Folha Regional, Ivair Bologna, o Cuca, está dando mostras de que não gostou da idéia. Estou dizendo “até o Cuca”, porque o jornal Folha Regional é o órgão encarregado de publicar os atos oficiais da Prefeitura e, nesses anos todos, atuou como um parceiro da administração Parini.

Boa parte do material utilizado na campanha da reeleição de Parini, por exemplo, foi impresso na Gráfica do Cuca. Portanto, não deixa de ser surpresa que ele, aparentemente, tenha tomado uma posição contrária aos interesses do prefeito. Consta que a Folha Regional preparou matéria com vereadores e com esportistas, a respeito desse assunto. E, a essa altura dos acontecimentos, o que o prefeito Parini menos deseja é que esse assunto seja objeto de debate. 

Consta também que, por iniciativa de Cuca, alguns esportistas estariam correndo um abaixo-assinado contra a doação do tradicional campo de futebol. E outro que já manifestou opinião contrária aos projetos do prefeito é o diretor da Antena 102, João Luiz Garcia. No Antena Ligada de hoje, Garcia declarou que faz questão de ser um dos signatários do abaixo-assinado.

LADRÃO DORMINHOCO É PRESO DENTRO DO CARRO QUE PRETENDIA FURTAR

A notícia é do EPTV, desta sexta-feira:

Imagine você entrar em seu carro e se deparar com um desconhecido dormindo dentro dele. Foi essa a cena que uma família presenciou na manhã desta sexta-feira (13) no bairro Paulista, em Piracicaba. E o desconhecido, nesse caso, era um ladrão, que, com o cochilo, acabou preso em flagrante.

Everthon José Bonilha Passarinho, de 25 anos, pulou o muro da casa onde mora a família, roubou o estepe do veículo, arrombou a porta, danificou o painel na tentativa de tirar o aparelho de som e, ao invés de fugir, pegou no sono. A dona da casa encontrou o ladrão quando saía para o trabalho. Na surdina, ela chamou a polícia, que acordou o homem e o levou para a delegacia.

No 7º Distrito Policial, onde o boletim de ocorrência foi feito, Passarinho continuou a soneca.

Segundo a polícia, esta é a quarta vez que o rapaz é preso por pequenos furtos, todos eles para sustentar o vício do crack. Junto com ele foi apreendido um cachimbo usado para o consumo da droga. Passarinho vai ser encaminhado para o Centro de Dentenção Provisória (CDP) de Piracicaba.

MP ACUSA EX-PREFEITO PETISTA DE VENDER BENS PARA ESCAPAR DE BLOQUEIO JUDICIAL

Já diziam os antigos que, neste país, nada se cria e tudo se copia. Como se já não bastasse a novela do Walcyr Carrasco – Morde e Assopra – onde a cidade de Preciosa guarda uma série de semelhanças com a nossa pacata Jales, agora nos chega uma notícia do Estadão sobre um petista que tenta se livrar de seus bens para não ter que devolver dinheiro aos cofres públicos. Alguém aí já viu esse filme? Leiamos a novidade:

O Ministério Público Estadual descobriu que o ex-prefeito de Jandira (SP), Paulinho Bururu (PT), apontado como um dos principais beneficiários do cartel da merenda escolar, estava se desfazendo de seu patrimônio para escapar à ação da Justiça criminal. A informação consta de medida cautelar em que a promotoria requereu o sequestro de todos os imóveis do petista. 

A promotoria identificou 17 casas, terrenos e apartamentos do petista – de 15 desses imóveis já foi apurada a origem e as condições de compra. A maior parte dos bens foi adquirida por Bururu no exercício do segundo mandato de chefe do Executivo, entre 2005 e 2008. Bururu ocupou o governo de Jandira por dois mandatos consecutivos, entre 2001 e 2008. A promotoria acusa o ex-prefeito de enriquecimento ilícito.

Ao ingressar no Fórum de Jandira com medida assecuratória de bens do ex-prefeito, a promotoria alertou que “alguns dos imóveis já estão sendo vendidos para terceiros, o que não pode ser tolerado”. “Imperioso, pois, assegurar que os imóveis a serem sequestrados não sejam transferidos para mãos de terceiros de boa fé e, ao mesmo tempo, que o patrimônio do ex-prefeito não seja dilapidado à vista da proximidade da ação penal”, anotou a promotoria.

O sequestro dos imóveis de Bururu foi decretado pelos juízes Mariana de Souza Neves Salinas e Seung Chul Kim, do Fórum de Jandira, em duas decisões datadas de 7 de abril e 10 de maio.

TRIBUNA EM PDF – EDIÇÃO DE 08/05/11

Além de noticiar, com exclusividade, os últimos lances do caso Facip 97, a edição do jornal A Tribuna, de domingo passado, repercutiu outros assuntos importantes. Por isso mesmo, estamos disponibilizando aquela edição em PDF. Se você ainda não leu as notícias de A Tribuna, de domingo, basta clicar em tribuna 08/05/11. Boa leitura! 

SANTA CASA INAUGURA NOVAS DEPENDÊNCIAS DE ORTOPEDIA E FISIOTERAPIA NO PRÓXIMO DIA 21

(por Vívian Curitiba)

A Santa Casa de Jales inaugura no próximo dia 21 (sábado), às 9h00, as novas instalações do Departamento de Ortopedia e Fisioterapia do hospital. A reforma de adequação dos setores foi possível através da destinação de emenda parlamentar no valor de R$ 149,4 mil, pelo então deputado federal Júlio Semeghini(PSDB), atual Secretário Estadual de Gestão Pública. O secretário já tem presença confirmada na solenidade.

Segundo o engenheiro responsável, Laurentino Tonin Júnior, a reforma foi concluída no segundo semestre de 2010 e inclui obras de readequação de sanitários, vestiários, acessibilidade para deficientes físicos, nova área de recepção, troca de piso e nova instalação hidráulica, elétrica e de gases. Além disso, os ambientes foram climatizados, modernizados e o laboratório de patologia totalmente reformulado.

O Departamento de Fisioterapia será nomeado “Dr. Nelson Lourenço Vanni”, uma homenagem ao saudoso delegado e provedor da Santa Casa entre os anos de 1988 e 1991, enquanto o Departamento de Ortopedia receberá o nome de “Dr. Satoru Yamada”, uma homenagem ao também saudoso médico que atuou por mais de 30 anos no hospital.

De acordo com o provedor do hospital, José Devanir Rodrigues, o Garça, foram investidos mais de R$ 20 mil na compra de equipamentos para o Departamento de Fisioterapia a fim de proporcionar melhores condições de trabalho aos fisioterapeutas e modernizar o atendimento à população. “Para nós, é uma alegria inaugurar essas obras. É mais um sinal de que estamos progredindo em melhorias e pretendemos continuar avançando para proporcionar o melhor atendimento”, afirmou Garça.

PARINI DIZ QUE ESTÁ FAZENDO “NOVO” PROJETO PARA REFORMA DA PRAÇA “EUPHLY JALLES”

A administração Parini está sempre dando novas demonstrações de como se move rapidamente para resolver os problemas que se apresentam. Em resposta a um requerimento dos vereadores Jota Erre e Tatinha, a respeito da repaginação da Praça “Euphly Jalles”, nosso premiado estadista informou que foram gastos R$ 30.532,34 na reforma dos banheiros daquele logradouro público. Disse mais o nobre alcaide: que está sendo confeccionado um novo projeto para a reforma restante.

Esse assunto já foi tratado aqui, mas não custa repetir: as reformas da Praça “Euphly Jalles” foram interrompidas pelo prefeito há mais de dois anos, quando ele resolveu alterar o projeto original, o qual previa a instalação de uma fonte luminosa no local. O convênio, de R$ 82 mil, reservava cerca de R$ 50 mil para a aquisição e instalação da fonte, que chegou a ser comprada – após processo licitatório – por menos de R$ 40 mil. Mas o prefeito talvez não tenha gostado do preço e resolveu cancelar a licitação, sob o argumento de que não queria mais a fonte luminosa.

Agora, vejam vocês como é agil a administração Parini. Passados mais de dois anos (na verdade, quase três), o prefeito tem a coragem de dizer que ainda está confeccionando um novo projeto. Enquanto isso, a Praça continua abandonada à própria sorte e os banheiros, cujas reformas custaram mais de R$ 30 mil, já estão em precisando de uma nova reforma, conforme afirmou um aliado do prefeito, o vereador Claudir Aranda.

SERVIDORA QUE RIFOU NOITE EM MOTEL É EXONERADA DO CARGO NA BAHIA

Pessoalmente , acho isso de um falso moralismo indecente. Os políticos, em qualquer Assembleia Estadual deste país, cometem atos muito mais lesivos aos brasileiros. Hoje mesmo, vi em um telejornal da tarde, um deputado baiano, com cara de corrupto dissimulado, travestir-se de vestal para condenar a atitude da moça. Vamos à notícia do G1:

A funcionária da Assembleia Legislativa da Bahia que distribuiu uma rifa dentro do órgão, cujo prêmio eram quatro horas em um motel, foi exonerada do cargo de chefia, na tarde desta quinta-feira (12), segundo a assessoria de imprensa da Assembleia Legislativa.

Ainda de acordo com a assessoria, Shirlei Góes (foto) é formada em publicidade e é funcionária pública da casa, na função de técnico de nível superior, portanto continua trabalhando na Assembleia, mas em outra função, que a assessoria não soube informar.

A assessoria disse ainda que a exoneração da funcionária do cargo de chefia que exercia será publicada no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (13) e que será instaurado um inquérito para apurar se houve crime.

Shirlei estava passando uma rifa que oferecia como prêmio um período de quatro horas em um dos motéis mais luxuosos de Salvador. A rifa circulou entre deputados e funcionários da Assembleia Legislativa da Bahia da capital baiana.

Segundo Marcelo Nilo, presidente da Assembleia Legislativa, ele decidiu exonerar a funcionária Shirlei Góes porque considera a atitude dela de vender a rifa dentro órgão e também de usar o número de telefone da instituição na rifa incompatíveis com o cargo de chefia que ela ocupava.

De acordo com Nilo, antes disso ele nunca teve motivos para questionar a função de Shirlei na Assembleia. “Ela sempre foi uma excelente funcionária”, completou.

JUSTIÇA BLOQUEIA BENS DE EX-PREFEITO PETISTA

O companheiro Martini, também conhecido como o “profeta do Apocalipse”, está sempre dizendo que a vida nos cobra, com juros, tudo o que nós fazemos de errado. “Um dia a duplicata chega”, diz ele.  Vejam o caso do ex-prefeito de Jandira, Paulinho Bururu, para quem as duplicatas, tudo indica, já começaram a chegar. A notícia está no jornal Estadão, desta quinta-feira:

A Justiça determinou o bloqueio de R$ 110,2 milhões em bens do ex-prefeito de Jandira(SP), Paulinho Bururu(PT), e de outros 11 acusados em ação civil por improbidade administrativa e formação de cartel no fornecimento de merenda escolar.

O esquema teria operado entre 2001 e 2008, período em que o petista ocupou por dois mandatos consecutivos o governo do município. Foram confiscados 17 imóveis de Bururu, inclusive em Campos, Caraguatatuba e Ribeirão Preto. Três promotores especialistas no combate à corrupção subscrevem a ação. “As provas produzidas em mais de 2 anos de investigação mostram cabalmente que houve verdadeira ladroagem de recursos públicos que deveriam ser utilizados na alimentação de crianças”, disse um deles.

Pois é, a notícia sobre o bloqueio dos bens do Paulinho Bururu mereceu meia página do primeiro caderno do Estadão. Aqui em Jales, a notícia sobre a acusação de tentativa de fraude na execução de sentença e o pedido de indisponibilidade dos bens do prefeito Humberto Parini, feitos pelo Ministério Público, só mereceu a atenção do jornal A Tribuna. Eu não ouço rádio todos os dias, mas, ao que parece, nenhum dos noticiosos locais abordou o assunto. Será que a acusação contra o prefeito e o pedido de bloqueio dos seus bens, ou ex-bens, não é notícia?

PMDB CONFIRMA: GARÇA É O NOSSO CANDIDATO A PREFEITO DE JALES

O secretário municipal de Planejamento e presidente do PMDB local, João Missoni Filho, esteve durante a semana em São Paulo, onde participou de discussões da Executiva estadual do partido. Depois de conversar com dirigentes partidários e algumas lideranças peemedebistas, João voltou de São Paulo com uma certeza: o PMDB está fechadíssimo com o provedor da Santa Casa, José Devanir Rodrigues, o Garça e pretende investir na candidatura do aliado a prefeito de Jales.

“O Garça só não vai ser candidato se não quiser”, garantiu João. Entre os peemedebistas com quem ele conversou, está o jalesense Jarbas Elias Júnior, no momento uma figura bastante influente no partido. Jarbas, como se sabe, é muito próximo ao vice-presidente da República, Michel Temer, e ao atual presidente estadual do PMDB, o deputado Baleia Rossi. No ano passado, Jarbas foi o grande responsável pela organização do evento promovido pelo partido, em Jales, ao qual compareceu figuras importantes, inclusive a então pré-candidata Dilma Rousseff.

O encontro promovido em Jales acabou dando alguma projeção ao nosso apagadíssimo prefeito Humberto Parini, mas aquela não foi a primeira vez que Jarbas deu uma mãozinha ao nosso premiado estadista. Antes, como assessor da liderança do PMDB na Assembléia Legislativa, Jarbas já tinha desempenhado um papel importante no andamento da licitação que vendeu a folha de pagamento da Prefeitura de Jales ao Santander. A venda rendeu R$ 4 milhões à Prefeitura e mais R$ 850 mil ao antigo IPASM, mas, até onde eu sei, o prefeito Parini nem se lembrou agradecer ao peemedebista.

Voltando às eleições de 2012, pelo que adiantou Missoni, naquilo que depender de Jarbas e do PMDB, o Garça é o candidato.

BOLSONARO

Uma coisa não se pode negar: esse Bolsonaro consegue mesmo criar umas polêmicas e, com isso, permanecer na mídia. E não se enganem, tem muita gente que pensa como ele. Vejam a notícia do blog do Marco Eusébio:

“Querem, na escola, transformar seu filho de 6 a 8 anos em homossexual” diz frase na capa de cartilha que o deputado federal do Rio de Janeiro, Jair Bolosonaro (PP), colocou à disposição em seu site criticando o plano nacional que defende os direitos homossexuais. Bolsonaro disse ao site do jornal Folha de S.Paulo que mandou imprimir 50 mil cópias do panfleto “antigay” para distribuir em residências e em escolas. Disse também que vai incluir a despesa na sua verba de gabinete para, posteriormente, pedir reembolso à Câmara.

“Ilustríssimos senhores e senhoras chefes de família, apresento alguns dos 180 itens deste que chamo Plano Nacional da Vergonha, onde meninos e meninas, alunos do 1º grau, serão emboscados por grupos homossexuais fundamentalistas, levando a mensagem de que ser gay ou lésbica é motivo de orgulho para a família brasileira”, diz a apresentação da cartilha.
1 1.104 1.105 1.106 1.107 1.108 1.185