CRIME DE ILHA SOLTEIRA É ESCLARECIDO, MAS MOTIVOS SEGUEM “NEBULOSOS”

“Era chegar, esperar e matar”, diz a dentista sobre professor. A notícia é do jornal Impacto On Line:

ILHA SOLTEIRA – Há pouco mais de uma semana, a cidade de Ilha Solteira ganhou destaque no noticiário após uma aluna de mestrado da Universidade Estadual Paulista (Unesp) invadir a casa de seu professor determinada a matá-lo. Ela levava consigo uma pistola 380 e 12 balas, uma já engatilhada.

A espera do alvo, a acusada fez a empregada doméstica Maria de Lourdes, de 52 anos, refém por mais de 3h. Foi contida pela polícia e o caso acabou sem feridos. Contudo, não totalmente esclarecido. “O crime foi elucidado, mas os motivos ainda são nebulosos”, afirma o delegado Miguel Ângelo Micas, que deve encaminhar o inquérito à Justiça nesta terça-feira.

De um lado está Rosângela Conceição Mioti de Souza, a acusada. Cirurgiã-dentista de 33 anos, aluna de mestrado, casada, mãe de um garoto de 12 anos e de uma menina de 6, sem passagem pela polícia. Ela afirma que seu co-orientador a ameaçava e estuprava e, por isso, queria se vingar.

Do outro, Elerson Jardim Jr., professor de pós-graduação de uma das principais instituições do País, também casado, 41 anos, pai de uma menina de 2 anos e meio. Nega todas as acusações, está de licença da universidade e se diz “exposto e chocado”. Ainda custa a acreditar que há dias quiseram-lhe tirar a vida e ele escapou por pouco.

A notícia completa pode ser lida aqui.

ANTES DE MORRER, ATRIZ CIBELE DORSA POSTOU VÍDEO NO TWITTER EM HOMENAGEM AO NAMORADO

Deu no site de notícias Extra, do Rio de Janeiro:

O corpo da atriz e escritora Cibele Dorsa foi enterrado por volta das 11h40 deste domingo (27) no Cemitério do Araçá, em São Paulo. Cibele morreu na madrugada de sábado (26) após cair da janela do apartamento onde morava, no sétimo andar de um prédio na região do Morumbi, Zona Sul de São Paulo. O enterro foi acompanhado por cerca de 40 familiares e amigos próximos da atriz.

Horas antes de morrer a atriz postou, no Twitter, uma mensagem de despedida e também um vídeo com imagens dela e de seu noivo, Gilberto Scarpa, que morreu caindo da mesma janela, no dia 30 de janeiro. Em sua última mensagem no site de microblogs, Cibele escreve que não suportou a morte do namorado e lutou até onde pôde.

A atriz e escritora foi casada durante quatro anos com o cavaleiro brasileiro Álvaro Affonso de Miranda Neto, o Doda, atual marido da bilionária Athina Onassis. Cibele é mãe da filha do cavaleiro e também tem um menino, de outro casamento. As duas crianças moram com Doda na Europa e não vieram ao Brasil para o enterro da mãe.

Os últimos anos foram marcados por casos difíceis na vida de Cibele. Em 2008, ela sofreu um grave acidente de carro na Avenida Cidade Jardim, na Zona Sul de São Paulo. Um amigo que dirigia seu veículo morreu. A atriz ficou mais de 20 dias internada e precisou passar por duas cirurgias. Após o acidente, ela escreveu um livro relatando o ocorrido.

Já em janeiro de 2010, o noivo da atriz, o apresentador de TV Gilberto Scarpa, de 27 anos, morreu ao cair da mesma janela. Ele era sobrinho do empresário Chiquinho Scarpa e apresentava o programa de variedades “Brasil bites” no canal da TV paga E! Entertainment Television. Abaixo, o vídeo postado por Cibele no Twitter

You need to a flashplayer enabled browser to view this YouTube video

EM VOTUPORANGA, SOGRO TENTA ESTUPRAR A NORA

Nelson Rodrigues, um grande conhecedor da alma humana, dizia que todo brasileiro é chegado na cunhada. Aqui em Jales, já tivemos o caso de um genro que era fissurado pela sogra. Agora, cá entre nós, um sujeito vagabundo atacar a mulher do filho, já é demais. A notícia está no Região Noroeste:

Uma jovem de 19 anos procurou a polícia para denunciar que foi vítima de tentativa de estupro, na última quarta-feira, no bairro Pozzobon. O crime teria sido praticado pelo sogro dela, que, segundo a moça, teria lhe agredido e forçado um relação sexual. A vítima, que não teve o nome divulgado pela polícia, foi ao Segundo Distrito Policial, na Zona Norte de Votuporanga, onde denunciou que há algum tempo vem sendo assediada pelo sogro, de iniciais JF.

Ela informou que, na manhã da última quarta-feira, o homem foi à casa dela, em um momento em que o marido não estava e disse que ela e o filho teriam que sair da residência, que é de propriedade dele, pois JF pretendia vender a moradia.

Diante da situação, a vítima afirmou que sairia da casa, mas o sogro teria oferecido uma corrente de ouro para que ela tivesse relações sexuais com ele. Ao receber uma resposta negativa, o homem teria segurado os braços e, em seguida, o pescoço da nora, dizendo que se ela gritasse, a mataria com um golpe de foice.

A vítima ignorou as ameaças e começou a gritar por socorro, conseguindo escapar correndo em direção à rua. O caso foi enviado para apreciação do delegado Mário Antonio Bento, que tomará as medidas pertinentes.

GOVERNADOR DESMENTE FECHAMENTO DE DELEGACIAS

Geraldo Alckmim já desmentiu essa história em entrevista ao Tony Ramos, no Jornal do Povo, da Rádio Assunção, mas não custa reproduzir um trecho da notícia do DiarioWeb, que ouviu o governador ontem, em Votuporanga:

“O governador Geraldo Alckmin (PSDB) recuou e disse que nenhuma delegacia será fechada na região de Rio Preto. “Nós vamos manter todos os investigadores e escrivãos. Apenas em cidades de mil e dois mil habitantes não há necessidade de manter um delegado titular, como não tem juiz ou promotor”, afirmou Alckmin ao ser aplaudido pela plateia recheada de tucanos.
O governador afirmou que a partir do segundo semestre deste ano serão contratados mais 2,2 mil policiais militares. “Teremos, no mínimo, 11 policiais em cada cidade do Estado de São Paulo. Para municípios menores o número é suficiente”, afirmou Alckmin. Atualmente, há cidade com seis policiais apenas. De forma imediata, a região vai receber 80 novos policiais militares provenientes da contratação recente de outros 2,3 mil policiais. O governador anunciou ontem em Votuporanga a abertura de concurso para a contratação de 140 delegados da Polícia Civil.”

A notícia completa do DiarioWeb pode ser lida aqui.

PIB JALESENSE CONTINUA PROCURANDO CANDIDATO DE CONSENSO

E um grupo de empresários jalesenses esteve reunido novamente, na quarta-feira, sob a batuta do diretor da Antena 102, Wanderley Garcia, e do seu filho, João Luiz Canhada Garcia. O objetivo da reunião foi, mais uma vez, tentar unir o PIB jalesense em torno de uma candidatura de consenso para 2012, visando tirar o PT do poder.

Além dos empresários, representantes de entidades, formadores de opinião e até candidatos a candidatos foram convidados. Os participantes da reunião receberam a recomendação de não comentar o que foi discutido por lá, mas, como em política ninguém consegue guardar segredo por muito tempo, um dos convidados tratou de cometer algumas inconfidências na rede de relacionamento Facebook.

Particularmente, penso que nem é preciso tanto consenso assim prá derrotar o candidato que vier a ser “apoiado” pelo prefeito Humberto Parini à sua sucessão. Pelo que ouço nas ruas, acho que, se a oposição lançar três candidatos, o candidato do prefeito – seja lá quem for – vai ficar em quarto lugar. Mas a idéia do doutor Wanderley é válida. O problema vai ser convencer alguns pretensos candidatos a abrir mão de suas candidaturas.

Ah!, eu ia me esquecendo: a minha fonte me confidenciou que a administração Parini foi bastante “elogiada” durante a reunião.

E, por falar em Wanderley Garcia, que a essa hora deve estar apresentando o Improviso, na Antena 102, agora eu já estou na  Regional FM, onde apresento o Brasil & Cia. Mais tarde posto outras novidades.

DESTAQUES DOS JORNAIS

Estas foram as manchetes dos jornais locais, neste final de semana:

Folha Noroeste: “Governador Geraldo Alckmim estará hoje em Votuporanga para autorizar início da duplicação”

Folha Regional: “Produtores reclamam da chuva que atrapalha plantação e colheita de hortifrutis na região”

Jornal de Jales: “Prefeito de Santa Fé do Sul prega criação da Região Administrativa dos Grandes Lagos”

A Tribuna: “Duplicação começa imediatamente”

Na Folha Noroeste, a manchete principal faz referência ao evento marcado para Votuporanga, onde o governador Geraldo Alckmim esteve no sábado para anunciar o início da duplicação da Euclides da Cunha. O jornal destacou também que “restruturações e novidades marcam os 40 anos da Unijales”. Na coluna FolhaGeral, uma nota sobre a filiação do ex-juiz Pedro Callado ao PSDB e outra sobre o julgamento da ação de perda de cargo por desfiliação , movida pelo PMDB de Jales contra o vereador Luiz Henrique Viotto, o Macetão. Na coluna social, destaque para o aniversário do advogado Sidinei Aldrigue, que apagou velinhas ontem, sábado.

A Folha Regional foi ao comboio ouvir os produtores de hortifrutis e os consumidores que, segundo o jornal, aguardam ansiosamente a chegada do outono para sentirem no bolso a redução de preços dos produtos de época, como as frutas, legumes e verduras. O jornal destacou também as festividades de aniversário de Aspásia, onde o prefeito Lia do Bar preparou uma extensa programação para comemorar a data. Do mesmo modo, Vitória Brasil também comemorou 66 anos com uma série de atividades e eventos programados pelo prefeito Eliseu Alves da Costa. Na coluna Ella, o destaque é beleza oriental da fofíssima Lara Yoshida, realçada pelas lentes do fotógrafo Marcos Oliveira.

No Jornal de Jales a manchete principal faz referência a um texto do prefeito de Santa Fé do Sul, Toninho Favaleça, onde ele sugere a criação de uma região administrativa reunindo Votuporanga, Fernandópolis, Jales e, é claro, Santa Fé do Sul. Destaque também para uma ação da Polícia Federal que gravou ameaças de advogado a um aposentado e para a visita de dois sobreviventes da bomba de Hiroshima a Jales. Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior escreve que o PSDB, sem poder contar com o Dalua, agora investe todas as suas fichas no juiz aposentado Pedro Callado. E na coluna Contexto, uma análise sobre a iniciativa de um grupo de empresários jalesenses, que está a procura de um candidato para a sucessão do prefeito Humberto Parini.

No jornal A Tribuna, que foi a Votuporanga cobrir a vinda do governador Alckmim, o destaque principal foi, é claro, para o anúncio do início da duplicação. O repórter Alexandre Ribeiro esteve por lá e ouviu o governador dizer de viva voz que “esta é a maior obra do governo este ano, depois do Rodoanel Metropolitano de São Paulo”. Outra manchete de primeira página chama a atenção para o caso da Rodoviária, que está se tornando ponto de prostituição, uso de drogas e bebedeiras, depois que o prefeito Parini retirou o único vigia que trabalhava naquele local. Destaque também para a ação que o Ministério Público Federal de Jales está movendo contra um advogado, acusado de extorquir e enganar clientes ingênuos.

VEREADORES DE MESÓPOLIS RECLAMAM DE DITADURA IMPOSTA PELO PREFEITO

Recebi um e-mail de um amigo de Mesópolis, onde ele relata a falta de transparência da administração municipal e o regime ditatorial imposto pelo atual prefeito, Otávio Cianci. Segundo o amigo, o prefeito e os seus assessores jurídicos indeferem a maioria dos pedidos de informações encaminhados pelos vereadores e até mesmo por cidadãos comuns.

Desde o mais simples pedido, como a cópia de uma lei municipal ou a relação das pessoas beneficiadas por programas sociais, tudo é negado pelo prefeito e sua equipe, sempre sob a alegação de que a solicitação é impertinente ou alguma outra desculpa esfarrapada. A ordem, pelo jeito, é esconder os atos da administração. No indeferimento aí do lado, por exemplo, utilizou-se o “argumento” de que o requerente não tinha ética, disciplina e nem respeito à hierarquia. É mole?

Bem, segundo a informação que me foi passada, os vereadores tomaram a atitude correta: encaminharam uma representação ao Ministério Público, denunciando a atitude do prefeito Tavinho Cianci, que, ao que parece, se acha acima da lei. Deve ser por pensar assim que ele e alguns dos seus assessores não saem das páginas do Diário Oficial, acusados e ou condenados por coisas erradas.

É incrível que, em pleno 2011, ainda existam administradores públicos que não se acham na obrigação de prestar contas de seus atos aos contribuintes, que são, de resto, os seus patrões. Afinal, são os contribuintes que pagam os salários e todas as outras mordomias desfrutadas pelo prefeito e seus assessores. Infelizmente, o prefeito de Mesópolis parece que não se deu conta disso ainda.

TICO-TICO NO FUBÁ, COM O “DUO SIQUEIRA LIMA”

Falemos de coisas boas. O Poletto me mandou um vídeo e o texto abaixo, que eu, com alguns pequenos adendos, divido com vocês.

“Tico-Tico no Fubá” é uma canção de choro composta por Zequinha de Abreu, o bonitão da foto aí do lado. Com o tempo, tornou-se uma das canções brasileiras mais conhecidas de todos os tempos. Foi gravada por Carmem Miranda e Ray Conniff, entre outros.

Foi apresentada pela primeira vez em um baile da cidade de Santa Rita do Passa Quatro, em 1917 (o Célio Baião tava lá), sob o nome de Tico-Tico no Farelo. A canção recebeu o nome atual em 1931, uma vez que já existia outra de mesmo título, composta pelo violonista Canhoto. No mesmo ano, foi incluída, pela primeira vez, em disco, gravado pela Orquestra Colbaz.

Atingiu o ápice de sua popularidade nos anos 1940, quando foi incluída em cinco filmes americanos: Saludos Amigos, A Filha do Comandante, Escola de Sereias, Kansas City Kitty e Copacabana, em versão interpretada por Carmem Miranda. Em 2009, foi regravada por Daniela Mercury em seu décimo terceiro álbum de estúdio, Canibália.

Pitaco deste aprendiz de blogueiro: além da Daniela Mercury, outros grandes artistas da nossa MPB deram lindas interpretações ao “Tico-Tico no Fubá”. Recomendo ouvir as releituras do João Bosco, da Roberta Sá, do Ney Matogrosso e da deputada Leci Brandão. Todas muito bonitas. Vamos ao vídeo com o Duo Siqueira Lima. Vale a pena conferir:

You need to a flashplayer enabled browser to view this YouTube video

FILHA DO PREFEITO PEDE EXONERAÇÃO DO CARGO QUE TINHA NA REDE FERROVIÁRIA FEDERAL

O Diário Oficial da União, edição de ontem, publicou a exoneração da filha do nosso prefeito, Maria Gabriela Alves Parini, do cargo em comissão que ela ocupava na inventariança da extinta Rede Ferroviária Federal. O despacho assegura que a exoneração foi “a pedido”.

Como eu já escrevi aqui neste espaço democrático, enquanto a nossa punjante cidade comemorava, distraída, os seus sessenta e nove anos de fundação, no dia 15 de abril do ano passado, a filha do prefeito era presenteada com um empreguinho na Rede Ferroviária Federal. A RFF é vinculada ao Ministério dos Transportes, onde o deputado federal Valdemar da Costa Neto(PR) tem grande influência. Valdemar recebeu o “apoio” de Parini nas eleições de 2010.

E, para que não pensem que eu invento coisas, estou reproduzindo, abaixo, a publicação do Diário Oficial da União, Seção 2, página 48, edição de 25 de março de 2011: 

GABINETE DO MINISTRO

PORTARIA Nº 42, DE 24 DE MARÇO DE 2011 

O MINISTRO DE ESTADO DOS TRANSPORTES, no uso da competência que lhe foi subdelegada nos termos do inciso I, art. 1º, da Portaria Ministerial nº 1056, de 11 de junho de 2003, da Casa Civil da Presidência da República, resolve: Exonerar, a pedido, MARIA GABRIELA ALVES PARINI, CPF 327.735.728-74, do cargo em comissão, código DAS 101.2, da Inventariança da extinta Rede Ferroviária Federal S.A. – RFFSA, em caráter de transitoriedade.
ALFREDO NASCIMENTO

PARINI NÃO APARECE NO EVENTO DE ALCKMIM PARA LANÇAMENTO DA DUPLICAÇÃO

O prefeito de Jales, Humberto Parini, não deu as caras no evento de hoje cedo, em Votuporanga, quando o governador Geraldo Alckmim anunciou o início das obras da duplicação da rodovia Euclides da Cunha. Ao contrário de Parini, os demais prefeitos das principais cidades da região – São José do Rio Preto, Mirassol, Votuporanga, Fernandópolis e Santa Fé do Sul – fizeram questão de marcar presença no oba-oba com o governador.

Não se sabe se Parini foi convidado, mas, se foi, ele deve ter desconfiado que sua presença no evento não seria muito bem recebida. Afinal, além de ter classificado a promessa tucana de duplicação da rodovia de “estelionato eleitoral”, Parini e seu fiel-escudeiro, Liberato Caldeira – e mais dois outros trapalhões, cujos nomes não me lembro – andaram tramando um movimento de “protesto” contra a suposta fraude eleitoral.

O problema agora é descobrir por onde andou o nosso prefeito neste sábado. O Carioca propôs um enquete:

(   ) Parini, mais o Caldeira e os outros dois trapalhões, resolveram fazer uma pescaria no Pantanal;

(   ) Parini e a primeira-dama aproveitaram esta bela manhã de sábado para visitar um pai-de-santo, em Fernandópolis;

(   ) Parini, mais o Shimomura, o Chaparim e a Marli foram prá Israel conhecer novas plantações de pinhão-manso;

(   ) Parini foi a Ribeirão Preto resolver um probleminha no encanamento do apartamento.

1 1.281 1.282 1.283 1.284 1.285 1.335