BOSQUE: DEPOIS DE UM ANO DE PARALISAÇÃO DAS OBRAS, PREFEITURA RESCINDE CONTRATO

Eis mais uma obra paralisada da administração Parini. A placa sugere que a intenção era das melhores: a urbanização do Bosque Municipal “Aristophano Brasileiro de Souza”. Mas, como apenas boas intenções não bastam – o inferno está cheio delas, dizem – a repaginação do bosque, por enquanto, deu em nada. Ou quase nada!

A empresa contratada, a WS Mattos Construções Ltda, bem que chegou a iniciar alguns dos serviços, como mostram as fotos abaixo, mas, sabe-se lá por quais motivos, resolveu abandonar tudo e ir cantar em outra freguesia, transformando a urbanização do bosque em mais uma obra inacabada da administração Parini.

Se eu não estiver enganado, a obra está paralisada há quase um ano. Mas não há razões para desespero! O Diário Oficial do Estado, edição de hoje, está trazendo novidades: segundo foi publicado, nosso premiado estadista mandou extinguir, com alguns meses de atraso, o contrato com a WS Mattos Construções Ltda, além de aplicar-lhe uma multa de R$ 68 mil.  

Motivo da extinção e da multa: a empresa deixou de atender às notificações da nossa Prefeitura para reinício dos serviços. Tudo indica que a encrenca vá parar na Justiça. E, com isso, a urbanização do Bosque fica, quem sabe, para o próximo governo municipal.

 

 

 

 

 

          A construção da guarita e do escritório, na entrada do Bosque, foi iniciada pela WS Mattos, mas está paralisada há quase um ano.   

FRANCÊS É CONDENADO POR NÃO FAZER SEXO COM SUA MULHER

Deu no G1:

Um homem de Nice, no sudeste da França, foi condenado a pagar a sua mulher uma indenização de 10 mil euros (cerca de R$ 23,3 mil) ao término de um processo de divórcio por não haver mantido relações sexuais com ela durante anos, publicou neste sábado o jornal “Le Parisien”.

A sentença condenou este homem, agora com 51 anos e de quem o periódico deu apenas o nome e a inicial do sobrenome, Jean-Louis G., por ‘ausência de relações sexuais durante vários anos’.

O tribunal não aceitou suas alegações no sentido que “as relações simplesmente tinham se espaçado com a passagem do tempo”, tinha “problemas de saúde” e sofria de “uma fadiga crônica gerada pelos horários de trabalho”.

“Jean-Louis G. não justificou os problemas de saúde que o faziam totalmente incapaz de ter relações íntimas com sua esposa”, responderam os juízes na sentença.

A esposa, por sua parte, tinha insistido que a ausência de sexo entre ambos estava na origem de sua separação, e que isso tinha contribuído em grande medida à deterioração da relação do casal, o que foi referendado no veredicto a seu favor.

A mulher não quantificou com que frequência gostaria de manter relações, ressaltou o “Le Parisien”, que lembrou também que a lei francesa não oferece detalhes sobre esse aspecto, o que deixa a apreciação do caso nas mãos dos juízes.

A PRAÇA DE EXERCÍCIOS DO IDOSO

Vão custar R$ 17.950,00 os materiais – ou “aparelhos”, se preferirem – da “Praça de Exercícios do Idoso” que está sendo instalada nos fundos do Terminal Rodoviário de Jales. Segundo convênio assinado em 17/06/10, o governo estadual está repassando R$ 12 mil, ficando o restante, inclusive a instalação, a cargo da Prefeitura. A “Praça de Exercícios do Idoso” é uma idéia do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo – FUSSESP, presidido pela primeira-dama, dona Lu Alckmin, e está sendo implantada em várias cidades do estado.

Os “aparelhos”, ou as estações que compõem a “Praça” são padronizados. Em Jales, como já informado por este aprendiz de blogueiro, os materiais foram adquiridos junto à empresa Ivair Gonçalves dos Santos & Cia, de Parisi, vencedora de um convite aberto pela nossa Prefeitura. Em Dirce Reis, por exemplo, os materiais da “Praça” custaram R$ 15.430,00, ou seja, R$ 2,5 mil a menos do que está custando aqui em Jales.

Araçatuba também ganhou a sua “Praça de Exercícios do Idoso”. Clicando aqui você terá as informações do blog Ninho da Vespa sobre os objetivos e o funcionamento da Praça.

ESTUDO MOSTRA QUE MARCA CORINTHIANS É A MAIS VALIOSA ENTRE TIMES BRASILEIROS

Deu no portal da Gazeta Esportiva:

Um estudo realizado pela auditoria BDO RCS mostrou que o Corinthians segue com a marca mais forte do futebol brasileiro. Na análise divulgada nesta sexta-feira, a equipe de Parque São Jorge alcançou o valor de R$ 867 milhões e liderou a lista pelo segundo ano seguido. Mas o fato que mais chama a atenção é a diferença entre o Timão e o seu maior rival: o Palmeiras.

Quarto colocado da lista, o nome do Verdão está avaliado em R$ 452,9 milhões. Se seguir com a atual evolução, o Palmeiras corre risco de ter, em breve, metade do valor do Alvinegro de Parque São Jorge.

A vantagem corintiana para o segundo colocado é também significativa: o Flamengo chegou ao patamar de R$ 689,5 milhões. O São Paulo é o terceiro colocado da lista, com R$ 664,2 milhões. Além do Palmeiras, também foram citados no estudo Internacional (R$ 277,9 mi), Santos (R$ 227,9 mi), Grêmio (R$ 224,6 mi), Vasco (R$ 162,5 mi), Cruzeiro (R$ 151,3 mi), Atlético-MG (R$ 150,3 mi), Fluminense (R$ 135,7 mi) e Botafogo (R$ 90,7 mi).

Na comparação das receitas da temporada, o Corinthians também está na primeira colocação. No ano passado, o clube de Parque São Jorge obteve R$ 212,6 milhões em arrecadações. Já a sequência da lista apresenta diferença em relação à análise das marcas: Internacional (R$ 208 mi), São Paulo (R$ 195,7 mi), Palmeiras (R$ 148,3 mi), Flamengo (R$ 128,6 mi), Santos (R$ 116,5 mi), Grêmio (R$ 113,7), Cruzeiro (R$ 101,4), Atlético-MG (R$ 93,3), Vasco (R$ 83,9), Fluminense (R$ 76,8) e Botafogo (R$ 52,7).

CASAL QUASE CAI DE TOPO DE PRÉDIO AO NAMORAR NO CARRO

Pelo menos o cara levou a chinesinha às alturas. A notícia é do UOL:

Um casal foi forçado a pisar no freio em um momento de paixão depois que o carro dentro do qual estavam namorando bateu em uma barreira no topo de um edifício e ficou perto de cair de uma altura de mais de dezoito metros.

O incidente ocorreu na província de Hunan, no sul da China. O casal considerou o estacionamento no alto do prédio um local tranquilo para alguns minutos de intimidade. Quando o corpo-a-corpo começou a ficar mais animado, os dois decidiram manter o motor do carro ligado, assim poderiam usar o ar condicionado.

Mas, por um descuido, Qiao Hou acionou a marcha a ré do veículo, que foi bruscamente para trás. O casal foi salvo porque pessoas que passavam perto do edifício ouviram os gritos da namorada de Hou, Lili Tang, enquanto o carro balançava na beirada do prédio.

BARBOSA DÁ 15 DIAS DE PRAZO PARA JAQUELINE RORIZ DEFENDER-SE DE DENÚNCIA DE PROPINA

Parece que o ministro Joaquim Barbosa, a quem incumbirá julgar dois recursos de Parini no STF, voltou animado da licença médica que tirou para tratar da coluna. Nesta sexta-feira, o site do Supremo está noticiando que o ministro determinou a notificação da deputada Jaqueline Roriz, a fim de que ela apresente resposta à denúncia de recebimento de propina, oferecida (a denúncia, não a propina) pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel.

Além da propina, cujo total seria de R$ 100 mil recebidos em espécie, o procurador-geral da República afirma que a acusada teria sido beneficiada, ainda, com aparelhos “Nextel” pertencentes ao Distrito Federal “cujas contas continuaram a ser pagas com recursos públicos”, além de poder de indicar um nome para o cargo de administrador regional de Samambaia (DF).

PARINI PEDE À CÂMARA PARA VOTAR PROJETO QUE AUTORIZA DOAÇÃO DO CAMPO DA FEPASA

Não sabia exatamente o que estava acontecendo, mas agora já estou começando a entender. A vereadora Tatinha recebeu um convite para uma reunião, ainda hoje, na sede da OAB. E eu recebi um e-mail que fala sobre uma nota distribuída pela assessoria de imprensa da Prefeitura. Como o pessoal da Prefeitura não manda nada prá este aprendiz de blogueiro, corri ao portal da Mais Interativa e lá estava a tal nota.

O prefeito Parini está solicitando à Câmara para colocar em discussão o projeto que autoriza a doação do Campo da Fepasa para instalação de alguns órgãos federais. Um dos argumentos para a pressa é a possibilidade de perdermos esses órgãos, caso não façamos rapidamente a doação. Curiosamente, tal possibilidade havia sido levantada pelo procurador federal, Thiago Lacerda, e desmentida pelo próprio Parini, em entrevistas ao Antena Ligada.

Vamos ao e-mail que eu recebi, com o título de “Palhaçada”:

Tendo em vista a inusitada noticia de que o Sr. Prefeito Humberto Parini encaminhou à Câmara os Projetos que tratam da doação da área de terreno onde está localizado o “campo da fepasa” para o Tribunal Regional Federal – 3ª Região (Justiça Federal) e Ministério Público Federal,  objetivando a construção de suas respectivas sedes, estamos anexando a Nota da assessoria do Poder Executivo Jalesense que cita em determinados trechos o Forum da Cidadania, OAB de Jales e o empresário que apresentou a proposta de estabelecer uma parceria com a Secretaria Estadual de Justiça e da Cidadania para a construção do novo prédio do Fórum Estadual de Jales.
 
Como todos devem se lembrar, o projeto de uma “cidade judiciária” como vem sendo denominada  contempla um projeto maior, ou seja, viabilizar junto aos POderes constituídos ( Executivo e Legislativo) gestões para que fosse adquirido uma área maior que seja possível a construção de diversos órgãos públicos de interesse da cidadania, tais como: Forum Estadual; Justiça Federal; MPF; Policia Federal; Ministério Público Estadual; Justiça do Trabalho e outros que no futuro se viabizassem.
 
Diante dessa noticia o que se depreende é que o Prefeito Parini sem antes ao menos informar  e por respeito aos integrantes do Fórum da Cidadania de Jales o quanto decidido, decidiu levar em frente o projeto originário e abotar o projeto da cidade judiciária. Procurados pela imprensa local para emitir nossa opinião sobre tais fatos, não concedemos entrevistas sem antes ouvir o Fórum da Cidadania.
 
Nossa posição foi de dizer que o Fórum da Cidadania ainda não havia se pronunciado até porque não tinhamos conhecimento do inteiro teor da Nota distribuída á imprensa.
 
Para não estabelecer um desgaste entre as instituições e não deixar comentários infundados,  decidimos procurar o Presidente Luiz Flávio Borges D’Urso da OAB/SP., oportunidade que informamos tudo o que estava ocorrendo em Jales com esse importante projeto.
 
Passamos para ele a informação de que consta no documento emitido o temor de que não sendo aprovado o projeto de doação à Justiça Federal e outros órgãos poderão sair da cidade.
 
Por sugestão do Presidente, ele pediu que encaminhassemos com a maior urgência esse expediente à São Paulo que pessoalmente em nome da OAB/SP., providenciará um pedido da Secional para o Presidente Roberto Haddad, do TRF3ª região, para que essa possibilidade ou boato de que não aprovado esse projeto da forma em que foi apresentado à Câmara,  a Vara Federal de Jales vai embora daqui, seja afastada, pelos motivos legais e de que existe um projeto maior de iniciativa da comunidade.
 
Enquanto isso, na segunda-feira, o projeto será lido na Sessão da Câmara.
 
 
Esclarecemos para aqueles que não tiveram tempo de relembrar os fatos: Após a reunião com a Secretária de Justiça em São Paulo,  o Prefeito recebeu oficio de São Paulo cobrando os projetos referentes a área de terreno para construção do novo Fórum. Sai na imprensa também a nomeação de uma comissão para encontrar uma área viável para receber esse projeto de cidade judiciária. Após foi publicado na imprensa uma reunião realizada na Prefeitura com representantes de Imobiliárias para avalairem o campo da fepasa.
 
Após esses fatos, todos sabem, houve o problema judicial com o Parini, e agora retornando ao poder o mesmo se esqueceu de dar ouvidos a comunidade, mais uma vez, já que eleito com 60% dos votos, se julga estar com o rei na barriga. 

VEREADORES DE MONTE MOR QUEREM CASSAÇÃO DO PREFEITO

Ministério Público, improbidade administrativa, bloqueio de bens, superfaturamento na merenda escolar… Pelo jeito, os cenários estão sempre mudando, mas o enredo continua o mesmo. A notícia é do portal RAC Campinas:

O vereador Walton Assis Pereira (PDT) protocola nesta quinta-feira (1º) na Câmara Municipal de Monte Mor um pedido de abertura de Comissão Especial de Inquérito (CEI) contra o prefeito Rodrigo Maia (PSDB) por susposto envolvimento no superfaturamento de um terreno desapropropiado na cidade. Os veradores devem pedir o afastamento de Maia e a cassação de seu mandato. O tucano autorizou o município a pagar R$ 850 mil por um terreno que , de acordo com imobiliárias da cidade, vale no máximo R$ 450 mil.

A Justiça determinou recentemente o bloqueio dos bens do prefeito após ação de improbidade administrativa ingressada pelo Ministério Público (MP) atribuindo ao prefeito e a outras três pessoas participação no esquema.De acordo com o vereador, já foram reunidas seis assinaturas, das três necessárias para que o pedido seja protocolado. A CEI terá prazo de 90 dias e deve ter os integrantes da Comissão escolhidos na próxima semana. A assessoria de imprensa do prefeito informou que ele não iria se pronunciar até que o pedido da CEI seja votado.

O prefeito também é investigado pelo MP por suposto envolvimento no superfaturamento de merenda escolar na cidade.

MACETÃO, O BRINCALHÃO

O vereador Luiz Henrique Viotto, o Macetão, é mesmo um grande brincalhão. Ou um grande cara-de-pau, se preferirem. Vejam só ao lado de quem ele fez questão de ser fotografado. O encontro se deu hoje, pela manhã, durante a entrega de um cheque ao prefeito Humberto Parini. Reparem como a presença de Macetão, no gabinete do alcaide, deixou o nosso premiado estadista bem à vontade.

CÂMARA DEVOLVE R$ 200 MIL À PREFEITURA PARA AQUISIÇÃO DE ÔNIBUS

(por Roberto Timpurim)

A Câmara de Jales, através de seus vereadores, fez a entrega de um cheque no valor de R$ 200 mil ao prefeito municipal Humberto Parini referente à devolução de recursos. O superávit de recursos é fruto de um trabalho de economia realizado pelo Legislativo Municipal.

O cheque foi entregue em um ato no gabinete do prefeito, nesta sexta-feira, 02, às 9h, com a presença do presidente da Câmara, Claudir Aranda (PDT), e dos vereadores Rivelino Rodrigues (PPS), Luiz Henrique Viotto (sem partido) e Osmar Pereira Rezende (PMDB).

Segundo o presidente da Câmara, o valor do cheque é parte do compromisso que foi feito com a administração para adquirir um ônibus. Claudir reafirmou o compromisso social do Legislativo para com o setor da saúde e que a aquisição vai melhorar as condições dos pacientes que viajam para Barretos em busca de tratamento médico.

Claudir destacou que a economia se deu através de um trabalho conjunto, desenvolvido pelo Poder Legislativo e que os Nobres Edis e funcionários usaram apenas o que foi estritamente necessário para o bom andamento dos trabalhos. “Só foi possível fazer esse repasse graças à compreensão dos vereadores e nossos colaboradores, que entenderam nossa proposta e se prontificaram a reduzir gastos, o que viabilizou a devolução dos recursos”.

1 1.302 1.303 1.304 1.305 1.306 1.442