JALES PERDE ELEITORES

Parece que o governo Parini está conseguindo mais uma proeza. Segundo informações, Jales foi o único entre os dez municípios atendidos pelo Cartório Eleitoral de Jales a registrar uma diminuição no número de eleitores aptos a votar nas eleições de outubro. 

Segundo dados do Cartório, Jales tinha 37.334 eleitores em 2010. Findo o prazo para alistamento eleitoral e transferências de título, Jales contabiliza, neste ano, 37.325 eleitores aptos. Ou seja, nove a menos que em 2010.

Pode parecer pouco, mas o dado é significativo, considerando que, em todas as demais cidades da região, o número de eleitores aumentou. Exemplo: Urânia, a segunda cidade em número de habitantes, saltou de 4.558 para 4.769 eleitores, isto é, 211 títulos eleitorais a mais. No total, as demais nove cidades vinculadas ao Cartório de Jales tiveram um acréscimo de 1.628 eleitores.

Mas o que o Parini tem a ver com isso, dirão os fãs do estadista. Ora, a diminuição só pode ser consequência da falta de empregos, uma das promessas de campanha não cumpridas pelo prefeito. Dados extraoficiais demonstram que Jales está perdendo muita gente na população que vai dos 18 aos 30 anos. São pessoas que vão embora da cidade, em busca de oportunidades de emprego.   

NA TRIBUNA DE DOMINGO: MULHER PROCESSA PREFEITURA POR TOMBO EM CALÇADA REVITALIZADA

A “revitalização” promovida pelo prefeito Humberto Parini no centro da cidade vai ficar mesmo para a história. De vez em quando, nós ouvimos relatos de comerciantes sobre pessoas – principalmente mulheres – que já passaram pelo vexame de sofrerem quedas na nova calçada.

E pelo menos uma dessas pessoas está processando a Prefeitura, por danos morais. A mulher alega que, além do vexame – ela caiu bem em frente as Casas Bahia – teria fraturado um pé. O assunto estará na edição do próximo domingo do jornal A Tribuna

DEPOIS DE MARCHAR, ESTADISTA DEVE TOMAR CONHECIMENTO DOS RESULTADOS DA PESQUISA QUE ENCOMENDOU

O prefeito Humberto Parini passou boa parte da semana em Brasília, participando da XV Marcha de Prefeitos. Por sinal, algumas pessoas andam se perguntando se o nosso premiado estadista foi um dos que vaiaram a presidenta Dilma ou se ele se colocou entre os que aplaudiram.  Parado como é, possivelmente ele não fez nem uma coisa nem outra.

De volta a Jales, nesta quinta-feira, ele deverá ficar sabendo os resultados da pesquisa de intenção de votos que encomendou a uma empresa especializada. E ficará sabendo, também, se a sua profícua administração está sendo aprovada pelos jalesenses. Como a pesquisa foi encomendada por ele, não se assustem se a administração tirar uma boa nota.

Uma coisa, porém já se sabe: o pré-candidato do PT, vereador Luís Especiato, não ficou nem um pouco contente com a iniciativa do prefeito de incluir a vereadora Pérola e o pré-candidato do PR, o Bexiga, na tal pesquisa.

SUPOSTO VÍDEO ÍNTIMO DE RENATA DÁVILA VAZA NA INTERNET

A internet foi uma grande invenção. Mas perigosa, também. Vejam a notícia do Diário de Pernambuco:

Caiu na rede um video erótico em que, supostamente, a ex-BBB Renatinha Dávila apareceria transando com seu ex-namorado Felipe Soldati. Ele já havia divulgado fotos comprometedoras da loira no twitter. Porém, Soldati negou ter sido responsável pelo vazamento, “Olha gente, eu não postei vídeo nenhum. Meu pc foi hackeado na época das fotos e parece q agora postaram os vídeos… putz…”, escreveu no microblog.

Já o ex-BBB Dr Marcelo criticou o ex-namorado de Renatinha no twitter, “Acabo de ver o vídeo que o ex-namorado da Renata publicou na internet dos dois transando. Definitivamente o rapaz é um sociopata.”

Soldati disse que o caso será investigado pela delegacia de crimes cibernéticos.

Já Renatinha está processando o ex-namorado. Ela já conseguiu liminar, proibindo que Felipe divulgue qualquer tipo de foto e vídeo dela, sob pena de R$ 5 mil.

FUNCIONÁRIOS DA ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL DE JALES GANHAM AÇÃO E, DEPOIS DE 13 ANOS, RECEBEM DIFERENÇA SALARIAL

Cerca de 80 funcionários ou ex-funcionários da Associação Educacional de Jales – AEJA, do grupo Soler, tiveram uma boa surpresa neste início de semana. Eles foram chamados a Fernandópolis, pelo Sindicado dos Profissionais de Educação da Noroeste Paulista, para tratar de assuntos referentes a um processo que tramita na Vara do Trabalho de Jales.

Quem foi, saiu de lá com um cheque nas mãos. O processo refere-se a uma defasagem salarial ocorrida em 1999, quando os salários do funcionalismo da AEJA deixaram de ser reajustados de acordo com a lei. Entre os funcionários, alguns já não moram em Jales e há até alguns que já faleceram, como é o caso dos saudosos professores Orlando Norberto  Cavenaghi e Gema Aparecida Prandi Rosa.

No total, estão sendo pagos R$ 200 mil aos beneficiários da ação, mas há quem diga que ainda  restou uma segunda parcela para ser paga posteriormente. A relação completa dos beneficiários está na página A14 da edição de domingo, de A Tribuna.

MINISTÉRIO PÚBLICO SUSPENDE TOQUE DE RECOLHER EM FERNANDÓPOLIS

A notícia é do G1:

Depois de sete anos em vigor, foi suspenso em Fernandópolis(SP) o toque de recolher que retirava das ruas menores desacompanhados, depois das 23h. O Ministério Público é contra alguns detalhes da portaria, e pediu na justiça o fim dela.

O próprio juiz que criou o toque de recolher preferiu não esperar o julgamento e derrubou a medida. Alguns pais já demonstram preocupação. Em contrapartida, muitos jovens comemoram a novidade.

A partir de agora, conselho tutelar e a polícia não poderão percorrer as ruas para recolher menores em situação de risco. “Foi uma surpresa. Não esperávamos esta decisão, mas já que houve a suspensão temos de trabalhar com ela. Não existe mais a proibição e os adolescentes podem andar pela rua”, afirma a conselheira tutelar Luciane Maria Dinardi.

A notícia do G1, completa, pode ser lida ou vista aqui.

PREFEITURA FAZ RECAPE EM 80 QUARTEIRÕES, MAS TRECHO DA RUA ITÁLIA CONTINUA ESQUECIDO

Eu já escrevi sobre esse trecho da Rua Itália, mas, considerando que nenhuma providência foi tomada e a situação está piorando a cada dia, creio que é válido voltar ao assunto. Como vocês podem ver, na foto acima, o trecho fica bem próximo da Avenida Francisco Jalles, que foi recentemente recapeada.

Aliás, nem sei se foi uma boa medida recapear aquele pedaço da Francisco Jalles, pois agora o pessoal do radar móvel está sempre nas redondezas.  Ontem, uma amiga me ligou para reclamar que passa por ali todos os dias e  já tomou três multas de R$ 127,00 cada. Se a Avenida ainda estivesse esburacada, certamente que ela andaria mais devagar.

Voltando à Rua Itália, é importante ressaltar que, um pouco adiante, na mesma rua, a Prefeitura recapeou uns três quarteirões. Fica difícil saber quais os critérios utilizados pelo pessoal da Secretaria de Obras para escolher os locais que serão recapeados. Vejam que a Rua possui várias residências e três empresas, as quais recebem vários clientes diariamente.

Acima, o mesmo trecho da Rua Itália visto por outro ângulo.

Vejam como está a situação da Rua, em frente à oficina do Mair Motos.     

GARÇA ANUNCIA ACORDO ENTRE PMDB-PSDB-DEM

O prefeiturável José Devanir Rodrigues, o Garça, anunciou hoje, no Jornal do Povo, da Rádio Assunção, que o PMDB fechou um acordo informal com o PSDB e o DEM, visando às eleições municipais de outubro. Segundo Garça, já está definido que os três partidos estarão juntos, faltando apenas definir quem serão os candidatos a prefeito e a vice.

Isso será definido até 30 de junho, data final para convenções partidárias e coligações. De acordo com o que disse Garça, a definição sobre os nomes dos candidatos a prefeito e a vice – Garça, Flá, Pedro Callado – será feita com base em pesquisas. Ou seja, aquele que, em junho, estiver melhor nas pesquisas, será o cabeça-de-chapa.

O acordo – por enquanto, informal – começou a ser costurado no fim de semana passado, quando lideranças dos partidos estiveram reunidas, e foi fechado na terça-feira, após conversas com caciques do PSDB local. Até o final desta semana, dirigentes dos três partidos e das demais siglas que já estavam fechadas com o DEM, se reunirão novamente para formalizar o acordo.

Como se sabe, alguns partidos – PP, PSB, PCdoB e PV – já estão praticamente fechados com o DEM. Segundo Garça, isso não exclui a possibilidade de outras siglas integrarem o acordo. “Nós ainda  vamos procurar outros partidos, como o PPS, que tem o Clóvis como pré-candidato, e até o PTB, da Nice Mistilides”.

JALES REALIZOU III CONFERÊNCIA DOS DIREITOS DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

Ontem, 15, tivemos a 3ª Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, realizada na sede da Associação dos Deficientes Físicos da Região de Jales – ADERJ, no Jardim do Bosque. Cerca de trinta pessoas compareceram ao evento, que acontece a cada dois anos. Neste ano, o destaque ficou por conta da palestra proferida pelo promotor André Luiz de Souza. 

A palestra focou o tema principal da Conferência: “O olhar através da convenção sobre os direitos da pessoa com deficiência: novas perspectivas e desafios”. Segundo o palestrante, alguns temas, como a acessibilidade, precisam ser discutidos e tratados com a sociedade que vai saber opinar e criticar quando for necessário.

O promotor falou ainda sobre a questão de descentralização da saúde, obrigações do Estado e do Município, aquisição de órteses e próteses, entre outros assuntos. “Direito de locomoção é um direito garantido em Constituição, portanto, precisamos oferecer aos portadores de necessidades especiais o direito ao movimento e à locomoção. Precisamos, urgentemente, discutir isso em conferência”, afirmou o doutor André.

MACETÃO JÁ TEM O SEU FRANCENILDO

Palocci, o poderoso ministro de Lula, caiu por conta das revelações de um caseiro. Antes, porém, de ir à lona, Palocci tentou pressionar o caseiro Francenildo com a quebra do sigilo bancário. Deu-se mal.

Macetão, o presidente da Câmara, já arrumou um Francenildo. E, agora, segundo consta, tenta passar à fase da pressão. Ao final da sessão de ontem, o presidente teria confidenciado a um vereador que pretende falar com Parini e pedir que o prefeito pressione o ex-motorista Cidinho a retirar a denúncia protocolada na Câmara. Pessoalmente, duvido que o estadista  vá se meter nessa encrenca.

Aparecido José da Silva, o Cidinho, é motorista concursado da Prefeitura e estava cedido à Câmara. Depois de exonerado por Macetão, ele voltou ao seu cargo na Prefeitura e foi escalado  para prestar serviços junto à Secretaria Municipal de Promoção Social.

Como se sabe, Cidinho protocolou uma representação na Câmara, onde acusa o presidente Macetão de mau uso do dinheiro público. Segundo a denúncia, antes mesmo de se tornar presidente, Macetão utilizou o carro da Câmara, em viagens a São José do Rio Preto e São Paulo, para tratar de assuntos de interesse pessoal.

Em uma dessas viagens, Macetão – além de levar seu inseparável irmão, André – deu carona ao ex-candidato a prefeito de Fernandópolis, Carlos Lima, e à sogra do rapaz. Segundo Cidinho, o carro oficial da Câmara teve que fazer um pit stop em Piracicaba para despachar a sogra de Carlos Lima.

Depois, seguiram viagem até São Paulo, onde, no escritório político do deputado federal Valdemar Costa Neto, trataram de assuntos relativos ao PR. Assim que chegou em Jales, Cidinho relatou o caso ao então presidente Luís Especiato, que, por sua vez, encaminhou a denúncia ao Conselho de Ética. No tal Conselho, Macetão tinha maioria e a denúncia foi arquivada.

Em viagem mais recente, Macetão e o irmão teriam se utilizado do carro oficial para uma visita ao deputado Eleuses Paiva, em São José do Rio Preto. De acordo com Cidinho a reunião tratou apenas da formação do PSD, o partido de Macetão.

Finda a reunião, a “comitiva” presidencial deslocou-se até uma churrascaria – a Estância Gaúcha – onde André, o irmão, que não tem nenhum vínculo com o Legislativo, teria degustado um apetitoso rodízio de carnes, tudo às expensas da Câmara.

Resta saber no que vai dar tudo isso. A denúncia, como manda o regimento, foi encaminhada ao presidente da Câmara, que, no caso, é o denunciado. O que significa que ela vai ficar engavetada por algum tempo.

NOVA ENQUETE: O PREÇO DA ZONA AZUL É JUSTO?

Estamos iniciando, hoje, uma nova enquete. O blog quer saber a sua opinião sobre o valor que será cobrado pelo estacionamento na chamada Zona Azul. Como se sabe, o prefeito definiu, via decreto, que a empresa ganhadora da licitação para exploração da Zona Azul deverá cobrar R$ 1,00 por hora, ou, se o usuário preferir, R$ 1,50 por duas horas. Você acha que é um preço justo? Participe da enquete aí do lado direito.

Quando à enquete anterior, 189 pessoas – ou 61% dos votantes – consideraram uma medida equivocada a instalação dos semáforos no cruzamento da Rua Dezessete com a Avenida João Amadeu. Outras 119 pessoas preferiram achar que a instalação dos semáforos foi uma boa idéia ou um mal necessário. No total, 308 pessoas participaram da enquete.

Aparentemente, as reclamações contra os tais semáforos cessaram depois que a Prefeitura providenciou algumas alterações no tempo de espera e proibiu o retorno em alguns pontos da Avenida João Amadeu. No entanto, nem todos os comerciantes daquele trecho da avenida ficaram satisfeitos, uma vez que, segundo as reclamações, as novas medidas afugentaram clientes e provocaram queda no faturamento.

Como se vê, é impossível agradar a gregos e baianos. Deve ser por isso que, de vez em quando, o nosso premiado estadista se vê obrigado a tirar uma folga.

EMPRESA DE GOIÁS DEVE FICAR COM EXPLORAÇÃO DA ZONA AZUL DE JALES

Além de exportar duplas sertanejas, cachoeiras e quejandos, Goiás também possui empresas especializadas nas mais diversas áreas. Para quem não se lembra, são de Goiânia as duas empresas que estão sendo investigadas no caso da Facip 2009. E, agora, parece que teremos mais uma representante de Goiás entre nós.

Trata-se da empresa Soluções em Tecnologia de Trânsito Ltda. Se não houver nenhum contratempo, ela deverá ser anunciada como a vencedora da concorrência aberta pela Prefeitura de Jales para administração da nossa Zona Azul.

A concorrente de Goiás apresentou a melhor proposta na abertura dos envelopes, que aconteceu hoje. Ela está oferecendo 20,50% do seu faturamento mensal à nossa Prefeitura. Uma empresa de Jales – a Guincho J.G. Ltda – concorreu, mas teve sua proposta desclassificada. Mesmo que tivesse sido classificada, a proposta da empresa jalesense perderia, pois ela ofereceu 18,50% do faturamento, ou seja, 2% a menos que a Soluções em Tecnologia de Trânsito Ltda.

As empresas desclassificadas terão cinco dias úteis para recorrer. A Zona Azul em Jales, como já foi divulgado, custará R$ 1,00 por hora ou R$ 1,50 por duas horas. Ultrapassadas as duas horas, o usuário terá que pagar outro cartão, ou ficará sujeito a guincho.  

PREFEITURA DE FERNANDÓPOLIS REALIZA SORTEIO DE 577 CASAS POPULARES

Trabalho escravo à parte, a Prefeitura de Fernandópolis realizou, no sábado passado, o sorteio de 577 casas populares construídas através do Programa Minha Casa Minha Vida. Segundo a notícia divulgada pela Prefeitura, 2.609 famílias fernandopolenses tinham feito a inscrição no Programa.

Reparem na diferença com relação às 368 “casas populares” que o prefeito Humberto Parini diz estar construindo em Jales, através do Minha Casa Minha Vida. Em Fernandópolis, as casas beneficiarão famílias com renda mensal até R$ 1,8 mil e a prestação custará algo próximo de R$ 80,00.

Em Jales, as casas estão sendo construídas por uma empresa privada e não tem essa história de sorteio. Leva quem tiver dinheiro para uma boa entrada. Elas estão sendo vendidas para famílias com renda mensal entre 3 e 6 salários mínimos e as prestações não ficam abaixo de R$ 350,00, podendo chegar, em alguns casos, a algo em torno de R$ 600,00.

Eis aí a vantagem de se ter um prefeito que se dizia amigo do Lula.

PARINI REVOGA LICITAÇÃO QUE FOI SUSPENSA PELO TRIBUNAL DE CONTAS

Após o passeio europeu, uma das primeiras providências do prefeito Humberto Parini – ao reacomodar o seu pesado bumbum na poltrona de prefeito – foi assinar a revogação de uma licitação aberta em abril para pavimentação e recapeamento asfáltico de diversas ruas da cidade e instalação de galerias pluviais.

Se eu não estiver enganado, boa parte do asfalto e das galerias  beneficiam a Avenida Industrial, no Distrito Industrial I. A licitação – no valor estimado de R$ 2,9 milhões – já havia sido suspensa na semana passada, por determinação do Tribunal de Contas.

A suspensão determinada pelo Tribunal de Contas atendeu a uma representação protocolada pelo advogado Eduardo José de Faria Lopes, onde ele constestou alguns itens do edital da concorrência. O mesmo advogado contestou, em abril, uma licitação que estava sendo realizada na cidade de Olímpia, igualmente suspensa.

Por sinal, os editais de Olímpia e de Jales são muito parecidos. Segundo o blog do Orlando Costa, os boatos davam conta de que a vencedora da licitação, lá em Olímpia, seria a Demop Participações Ltda. Eu não tenho a menor dúvida de que, aqui em Jales, a Demop e a sua irmã, a Scamatti e Seller, eram as favoritas.

MUSA DO VÔLEI, MARI PARAÍBA FAZ ENSAIO PARA A PLAYBOY

Nos anos 80, a então musa do vôlei, Vera Mossa, não quis saber de ensaio sensual, mas, para felicidade daqueles que apreciam (o esporte), a atual musa, Mari Paraíba, topou. Vejam a notícia do jornal O Dia:

A jogadora de vôlei Mariana Costa, mais conhecida como Mari Paraíba, fez fotos sensuais para a revista “Playboy” e contou que não descarta a possibilidade de estampar a capa da publicação. “Ainda estou pensando”, disse.

Dona de um corpo perfeito, Mari Paraíba ainda disse que é comum ouvir os marmanjos gritando “linda” e “gostosa” enquanto joga. Aos 25 anos e com 1,80 m de altura, ela foi eleita Miss Vôlei 2012. Mariana atua como ponteira do Usiminas/Minas. 

1 351 352 353 354 355 530