CÂMARA MUNICIPAL TERÁ SESSÃO HOJE. E DEVE COBRAR CALLADO SOBRE CONTRATO DO LIXO

Depois da sessão extraordinária que cassou o mandato da prefeita Nice Mistilides, a Câmara Municipal volta a reunir-se hoje, a partir das 20:00 horas, em sessão ordinária. Entre os assuntos que serão debatidos, estão a merenda escolar e o ressarcimento dos prejuízos causados pelos contratos emergenciais firmados com a empresa Proposta Ltda.

Os vereadores deverão pedir informações específicas sobre o terceiro contrato emergencial do lixo, que ainda está em vigor. Aliás, até o momento, não ouvimos nenhuma palavra do prefeito empossado, Pedro Callado, a respeito do que será feito com o contrato da Proposta.

O prefeito precisa, no mínimo, providenciar para que os serviços da empresa sejam devidamente fiscalizados e para que o contrato seja integralmente cumprido. Afinal, a falta de fiscalização do contrato foi um dos principais argumentos utilizados para cassar o mandato da prefeita Nice.

DSC01960Na varrição, por exemplo, o primeiro contrato firmado com a Proposta previa a utilização de 44 varredoras. No segundo contrato, esse número caiu para 32 varredoras. Sabe-se, porém, que a empresa nunca empregou mais que 20 pessoas para varrer as ruas e, atualmente, os serviços estão sendo executados por apenas 16 varredoras.

Apesar disso, a Proposta, curiosamente, continua varrendo  praticamente a mesma quantidade de quilômetros que era varrida pela Ecopav. Sendo que a Ecopav tinha cerca de 50 varredoras. A rua onde mora este blogueiro, por exemplo, era varrida três vezes por semana. Desde que a Proposta assumiu, ela é varrida uma vez por semana. E olhe lá!

A população espera providências do novo prefeito, que deveria, inclusive, suspender os pagamentos à empresa até que tudo fique esclarecido. De outro lado, os vereadores têm a obrigação de cobrar essas providências. 

6 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *