CARDOSÃO REPRESENTA JALES EM REUNIÃO E SOLICITA HOSPITAL REGIONAL PARA JALES

Na sexta-feira passada, a Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento da Assembléia Legislativa de São Paulo reuniu-se em Fernandópolis, para discutir o Orçamento Estadual de 2012 e ouvir as demandas da região. Já houve um tempo em que essas reuniões eram realizadas em Jales. Em Fernandópolis, a reunião começou com algum atraso, pois faltou energia elétrica no prédio da Câmara. Bem feito prá eles!

Presentes, os deputados Itamar Borges(PMDB), Orlando Bolçone(PSB), Mauro Bragato(PSDB) e José Zico Prado(PT), todos membros da tal Comissão. Presentes também, prefeitos e vereadores da região, além de cidadãos comuns. Fernandópolis, a anfitriã, reivindicou várias coisas, incluindo câmeras de monitoramento, para melhorar a segurança. Houve também quem pedisse mais verbas para as Santas Casas da região, etc.

O amigo leitor já deve estar se perguntando, a essa hora, se o nosso premiado estadista esteve por lá, certo? Claro que ele não esteve!  Nosso prefeito é um homem ocupado! Jales foi representada pelo presidente do PSDB local, o ex-vereador Carlos Roberto Cardoso da Silva, que, para não deixar passar em branco, aderiu à nova onda da cidade e reivindicou um hospital regional para Jales.

Então, se tudo correr bem, para 2012 teremos uma extensão da UFSCar, uma unidade do Instituto Federal de Tecnologia e um Hospital Regional.

Post Scriptum: escrevi o post acima hoje pela manhã, com base em texto do Diário Oficial do Estado. Por um questão de justiça, devo acrescentar que o presidente do Legislativo, Claudir Aranda(PDT), também esteve em Fernandópolis, representando nossa cidade, conforme release distribuído pela assessoria de imprensa da Câmara, agora à tarde. Além de Claudir e Cardosão, estiveram por lá, conforme demonstra a foto ao lado, a nossa sempre elegante  dirigente regional de Ensino, Marlene Medaglia Cavalheiro Jacomassi, e a Célia Sílvia Bochio Belão, também da Diretoria de Ensino de Jales.   

9 comentários

  • zE DAS cOVES

    Pergunte ao Garça se ele está contente com essa história de hospital regional. Não cuidam nem do que temos, vão inventar de ter mais um????

  • Camarada Martini

    Como são incompetentes ou maus intencionados.

    Esses caueras ou desonestos porque não unifica as

    Santas Casas de Votuporanga, Fernandópolis, Jales e

    Santa Fé do Sul.

    Coloque um provedor Regional a cada 2 anos, sendo

    1 de Jales, depois Fernandópolis ou Votuporanga e

    Santa Fé.

    Cada Santa Casa fica com seu provedor local mas

    o comando do Regional.

    O provedor regional que faz toda compra por pregoes

    eletrônicos, isto faz uma economia de 30 p cento em

    quase todas as compras.

    Todas as pequenas Santas Casas, como por exemplo

    Urânia, Estrela, Palmeira, Cardoso, Nhandeara,

    Auriflama, Gen. Salgado seriam vinculas a Regional.

    Por exemplo um aparelho moderno que viria para Jales,

    o atual em uso iria para uma Santa Casa menor, e assim

    sucessivamente.

    Unidas todas as Stas Casas, poderiam ter até labora-

    tório na fabricações de remédios, você imagina a eco-

    mia.

    Pare com essa de hospital Regional, isto sim seria

    um hospital regional.

    Claro que tem provedor não muito bem intencionado não

    iria gostar, mas a população ia adorar.

    • Anônimo

      ÓTIMO COMENTÁRIO CAMARADA MARTINI, PENA QUE AS PESSOAS NÃO SABEM LER OU FINGEM, POIS UM PALPITE DE BOA VISÃO COMO ESTE MERECE SER BEM ANALISADO, PARABÉNS NOBRE CAMARADA.

  • Anônimo

    Construir é fácil quero ver manter funcionando.

  • PTralha

    Esse oba-oba criado pelo Dr Luis Henrique é a maior furada. O poder subiu na cabeça só pq é diretorzinho do AME. Tá querendo ser diretor do hospital estadual caso venha pra Jales. Estamos penando pra manter a santa casa, ainda vamos querer um outro hospital? É como mandar um assalariado manter dois carros financiados + IPVA. Ao invés de continuar com essa baléla, que tal melhorarmos a nossa santa casa?!

  • Vale a pena se informar antes de criticar

    “O Hospital Regional do Vale do Paraíba é um hospital geral, do Governo do Estado de São Paulo (Dinheiro Público estadual), através da Secretaria de Estado da Saúde, voltado para a média e alta complexidade, com sede na cidade de Taubaté, tendo como perfil principal o atendimento cirúrgico, o que o torna referência para 39 municípios do Estado de São Paulo.

    Inaugurado em maio de 2004 e administrado pela Sociedade Beneficente São Camilo (SBSC)(O de Jales poderia ser administrado pela Santa Casa) desde julho de 2010, o Hospital consolida sua referência com uma gama de serviços ampla e diversificada. A Instituição oferece Pronto Atendimento Adulto e Infantil, UTI geral e cardiológica, exames clínicos e diagnósticos por imagem, além de Hemodinâmica 24h”.

    Como unidade de referência, possui destaque para as especialidades de traumato-ortopedia, neurocirurgia, oncologia, cirurgia cardíaca, hemodinâmica, cardiologia intervencionista e o tratamento de doenças renais, sendo sede do 1º pólo de tratamento conservador ao paciente renal.

    Em Jales um hospital regional desafogaria a Santa Casa com isso diminuiria as despesas.

  • Vale a pena se informar antes de criticar

    Hospital regional de osasco

    Em 1988 o Hospital Castelo Branco-CEMEL, sofreu intervenção estadual, tornando-se assim um hospital público mantido e administrado pelo Governo do Estado de São Paulo, através da Secretaria de Estado da Saúde. Em 04/05/92, o Decreto de n.º 34.854, criou e organizou o Hospital Regional de Osasco, que pela Lei 8.355, passou a ser denominado de “DR. VIVALDO MARTINS SIMÕES”.

  • Vale a pena se informar antes de criticar

    Hospital Regional de Assis
    1970 -Rotary Club Criar um hospital para suprir o déficit de leitos hospitalares da cidade de Assis
    1972 -Rotary Club Mitra Diocesana e
    Outros Segmentos Filantrópicos Iniciam a construção do hospital para a cidade de Assis, denominado ” Hospital Distrital de Assis” .
    1988 – Após 16 anos de construção, essas entidades filantrópicas entregam o hospital com 75% da obra construída para o Governo do Estado de São Paulo.
    1990 – Governo Quércia Após dois anos de paralisação o Governo do Estado de São Paulo retoma a construção da obra, e designa a equipe de profissionais do Escritório Regional de Saúde de Assis- “ERSA-20”.
    1991 – O Hospital Regional de Assis “Dr. Joelson Leal Lisboa” é inaugurado e aberto para atendimento da população em 21/09/1991, sendo regulamentado pelo Decreto Lei 33.380 de 23/09/1991, que cria sua estrutura
    1995 – O Hospital Regional de Assis “Dr. Joelson Leal Lisboa” deixa de ser subordinado ao ERSA-20,atualmente DIR VIII- Direção Regional de Saúde de Assis e passa a ser vinculado diretamente a Coordenadoria de Saúde do Interior -CSI.
    2001 – O Hospital Regional de Assis atende unicamente aos usuários do Sistema Único de Saúde -SUS, compreendendo a população do 25 municípios de abrangências da DIR VIII.
    2002 Celebrado Termo de Cooperação Técnica entre a Secretaria do Estado de Saúde de São Paulo e FAMEMA- Faculdade de Medicina de Marília .
    2010 – O Hospital Regional de Assis fica em 9º lugar, entre os melhores do Estado de São Paulo, na avaliação feita pelo SUS (Sistema Único de Saúde), que realizou uma pesquisa que ouviu 158 mil pacientes que passaram por internações e exames em 630 estabelecimentos conveniados.

  • Vale a pena se informar antes de criticar

    Fica a pergunta… porque não um Hospital Regional em Jales, cosntruído e mantido pelo governo do estado, que venha atender os pacientes do SUS.
    Criticam o SUS, por repassar uma quantia abaixo do necessário a Santa da Casa de Jales, porque não se livrar do SUS, despejando-o no Hospital Regional a ser construído.
    Pelo que leio nos jornais, conclui-se que um Hospital Regional irá absorver pacientes da Santa Casa e assim diminuir os gastos de referida entidade.
    Não sou médico muito menos funcionário da saúde, sou servidor público, bacharel em direito e tecnologo em informática, mas como muitos leigos opinam sobre assuntos que pouco entendem ou desconhecem completamente, me senti no direito de opinar também e mais parabenizar o Cardosão pela postura de cobrar obras e melhorias para nossa querida Jales.
    resolvi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *