JORNAL AUSTRÍACO CRITICA BOLSONARO E DIZ QUE “O BRASIL ELEGEU UM IDIOTA”

A notícia é do jornal Extra:

O jornal austríaco Die Presse – um dos mais antigos do país, fundado em 1848 – publicou uma reportagem em que chama o presidente Jair Bolsonaro de “idiota”. A reportagem, com o título “O Brasil elegeu um idiota”, cita algumas medidas e declarações polêmicas do presidente brasileiro nestes sete meses de governo.

A publicação diz no subtítulo da matéria que Bolsonaro espalha teorias da conspiração e tenta reescrever a história brasileira. O jornal ainda critica a indicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para a embaixada do Brasil nos Estados Unidos.

“Ele é um mentiroso, espalhando teorias da  conspiração e tentando nomear seu filho embaixador nos Estados Unidos”,  diz a matéria.

Em outro trecho da reportagem, o jornal ainda cita o episódio em que Bolsonaro cancelou a reunião que teria com o chanceler da França, Jean-Yves Le Drian. O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, afirmou que o encontro não se realizou por “problema de agenda” do presidente da República. A audiência estava marcada para ocorrer às 15h, com duração de 30 minutos. Às 15h50, porém, Bolsonaro estava cortando o cabelo, o que foi transmitido ao vivo por suas redes sociais.

23 comentários

  • mané

    *****O desembargador Tutmes Airan, detona Moro e Gebran e diz que eles cometeram crime ao impedir a libertação de Lula.
    “O que é aberrante e o que chega a ser, inclusive, criminoso, é um juiz de primeira instância [Sergio Moro], viajando, de férias, portanto, sem jurisdição alguma, se arvorar na condição de super-juiz e determinar que a PF não cumprisse a decisão do desembargador. Isso é um absurdo, criminoso”, afirma o desembargador Tutmés Airan
    O desembargador Tutmés Airan, do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), afirma que as ações adotadas por Sergio Moro e pelo desembargador Gebran Neto para impedir a libertação de Lula no último domingo foram criminosas. Ele explica que a competência para julgar o habeas corpus era do plantonista “e fim de papo” e que, se fosse, o caso, o TRF-4 poderia revogar a decisão após o término do plantão.
    A PF se negou a cumprir a decisão do desembargador Rogério Favreto, dando tempo para que os demais magistrados entrassem em cena.

  • mané

    COMO O IDIOTA ADMINISTRA O BRASIL.

    “Reportagem exclusiva do JORNAL “O POPULAR” trás matéria inédita provando mais uma vez que todo dito “cidadão de bem, eleitor do Bolsonaro” não passa de falsos paladinos da moral e da ética, e mais cedo ou mais tarde são desmascarados porque são mais sujos corruptos que pau de galinheiro.
    Vereador corrupto do PSL é preso dentro da fazenda de Amado Batista cometendo corrupção usando trator da Prefeitura de Goianápolis para fazer serviço milionário de graça na fazenda onde recentemente Bolsonaro esteve comendo banquete de luxo rodeado ao cantor de músicas de cornos em retribuição ao apoio recebido na campanha presidencial.*
    O Custo de uma máquina com tratorista do porte da que foi presa trabalhando na fazenda do cantor custa milhões de reais porque é cobrado por hora e essa máquina trabalhou na fazenda por quase um ano.
    Delegado vai apurar o crime de corrupção ativa e passiva com apropriação indébita (Roubo) de Amado Batista e deve concluir o inquérito em 30 dias.”

  • mané

    SOBRE O IDIOTA.

    Governo alemão rebate Bolsonaro sobre verba para a Amazônia Presidente da República, Jair Bolsonaro durante reunião da Comissão de Ética Pública Imagem: Isac Nóbrega/PR 12/08/2019 11h02 “Isso mostra que estamos fazendo exatamente a coisa certa”, afirmou hoje a ministra alemã do Meio Ambiente, Svenja Schulze, em resposta à declaração do presidente Jair Bolsonaro de que o Brasil “não precisa do dinheiro” de Berlim para preservar a Floresta Amazônica. “Apoiamos a região amazônica para que haja muito menos desmatamento. Se o presidente não quer isso no momento, então precisamos conversar. Eu não posso simplesmente ficar dando dinheiro enquanto continuam desmatando”, afirmou a min… – Veja mais em https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/deutschewelle/2019/08/12/governo-alemao-rebate-bolsonaro-sobre-verba-para-a-amazonia.htm?fbclid=IwAR2lygniRNzeSXy6ROOVRh0G0Vuty3KRN2hnfM3Dp7wj82B_b1tzlvFjIsU&cmpid=copiaecola

  • mané

    GOVERNO DO IDIOTA

    Bomba do ‘Intercept’: Deltan Dallagnol tentou intimidar Alexandre de Moraes a votar pela prisão em segunda instância –
    O novo capítulo da Vaza Jato também revela a ação de Deltan Dallagnol na articulação de movimentos de rua para pressionar o ministro Alexandre de Moraes, indicado à vaga de Teori Zavascki, a votar pela prisão em segunda instância – o que, de fato, aconteceu
    Após a morte de Teori Zavascki, Michel Temer indicou Alexandre de Moraes, então ministro da Justiça, para a vaga de Zavascki no Supremo. “Um ano depois, o ministro tornou-se alvo de uma investida dos movimentos coordenada por Dallagnol após o Tribunal Regional Federal da 4ª Região confirmar, em janeiro, a condenação do ex-presidente Lula no processo do triplex do Guarujá”, revelam as novas mensagens da Vaza Jato, na reportagem de Rafael Neves e Rafael Mora Martins
    “Em meio às especulações sobre a provável prisão do petista, circulou a informação de que o Supremo estudava permitir o cumprimento da pena só após a condenação ser ratificada Superior Tribunal de Justiça, a terceira instância. As atenções então voltaram-se para Moraes, o único no STF que ainda não havia emitido voto sobre o assunto”, aponta o texto. Confira abaixo um dos diálogos:
    Três dias após a confirmação da sentença de Lula, Dallagnol expôs sua preocupação à procuradora Thaméa Danelon:
    27 de Janeiro de 2018 – Chat privado
    Deltan Dallagnol – 20:41:03 – Tamis, qto à execução provisória, temos que deixar mais caro pro Alexandre de Moraes mudar de posição
    Thaméa Danelon – 20:41:26 – Claro
    Danelon – 20:41:31 – O q vc sugere?
    Danelon – 20:41:49 – Eu vi q vc replicou um tt de uma cidadã.
    Danelon – 20:41:54 – Vou replicar
    Dallagnol – 20:43:56 – Temos que reunir infos de que no passado apoiava a execução após julgamento de SEGUNDO grau e passar pros movimentos baterem nisso muito
    Dallagnol – 20:44:09 – Deixar cara a mudança
    Danelon – 20:44:16 – Ok. Eu posso passar para os movimento.
    Danelon – 20:44:31 – Para o Vem pra Rua e Nas Ruas
    Dallagnol – 20:44:33 – Mostrar que a mudança beneficia Aécio e PSDbistas do partido a que vinculado
    Danelon – 20:44:43 – Ótimo
    Danelon – 20:44:58 – Eu lembro q ele se manifestou favorável a segunda inst
    Dallagnol – 20:45:00 – Que vão perder foro neste ano provavelmente
    Danelon – 20:45:06 – Mas não lembro como ele declarou isso
    “Se por causa da pressão ou não, certo é que poucos dias depois, em 6 de fevereiro, Alexandre de Moraes fez o que Dallagnol, Danelon e o Vem Pra Rua desejavam: votou a favor da execução da pena do deputado federal João Rodrigues, do PSD de Santa Catarina, que havia tido uma condenação pela Justiça Federal confirmada em segunda instância”, informam os repórteres.

  • Fern@andinho

    Jales também…
    Vejam o prefeito e o bando de idiotas na câmara!
    Não esquecemos o aumento do IPTU, isso ainda vai ter troco.

  • Rapizodia

    Envergonhado, confirmo a afirmação do jornal! Não tem como esconder o óbvio!

  • Presidente fala muito!

    Os austríacos nem sabem onde fica o Brasil. Sempre menosprezaram o Brasil. Acham que aqui tem macacos e mulheres nuas e prostitutas. kkkk Sua opinião não me interessa.
    Já na campanha, uma parte da mídia internacional estava com medo de Bolsonaro citando um risco internacional à a democracia??? Isso aconteceu com o Lula. Queriam influenciar o voto do brasileiro.
    O temor. já em campanha, foi motivo de várias reportagens e capas de jornais e revistas. Alguns jornais internacionais definiram a personalidade de Bolsonaro como fascista, odeia gays, uma ameaça a democracia, admira autocratas, um jagunço, tropical, homofóbico e machista, militarista, xenófobo, populista perigoso, etc..
    Os petistas concordaram! Mas o Brasil votou em Bolsonaro. Certamente ele fala demais! Atrapalha os seus apoiadores.
    Atualmente a Veja e a Folha criticam o presidente. Bolsonaro tirou as caras propagandas da Globo que critica. Silvio Santos e o pastor Edir Macedo ficaram se tornaram os queridinhos de Bolsonaro.
    A grande verdade é que Bolsonaro perdeu muitos seguidores e eleitores da eleição para cá. Tudo que ele fala tem muito impacto. Acho que ele não sabe disso. Podia ficar mais quieto principalmente nas redes sociais

  • O PT comprou e pagou. Se deu bem!

    Depois que o PT comprou as gravações hackeadas; Para divulgar por um site petista e ter legalidade com isenção de responsabilidade. O PT não quis aparecer. O PT sabia que não iria derrubar o ministro Moro e talvez, um afastamento de Deltan. O dois são acusados pelos petistas de prender Lula. O objetivo era sotar Lula.
    A revista Veja revelou que Toffoli, presidente do STF, soltará o Lula — presidiário mais famoso do País — “de supetão” para evitar manifestações. Lula sabe disso pois já disse que não quer tornozeleira.
    A notícia é dada na mesma ocasião em que a Folha disse que “STF arquiva todos os processos de suspeição contra si”. Foram 111 ações desde 1988, (em 31 anos)numa prova da impunidade dos ministros que se consideram o máximo. O STF é uma vergonha!
    Certamente, Toffoli, Gilmar Mendes e Lewandowski esperavam um fato para soltar Lula. O PT comprou esse fato para eles

  • Eleitor do Frota

    É o Frota, um dos mais votados e importantes do Brasil! Meu herói

  • Enfermeiro cubano

    Toffoli descreveu um cenário sombrio”, escrevem os autores, Felipe Recondo e Luiz Weber, ambos jornalistas. “Lembrou que o então comandante do Exército, general (Eduardo) Villas Bôas, tinha 300 mil homens armados que majoritariamente apoiavam a candidatura de Jair Bolsonaro.”
    O que ele falou ali é relatado no livro que acaba de ser lançado com histórias da mais alta corte, ‘Os Onze – O STF, seus bastidores e suas crises’.
    Quando Bolsonaro tomou uma facada, em 6 de setembro, altos oficiais haviam se rebelado e decidido ir às ruas. A ameaça de golpe era real. Como o então presidente Michel Temer não tinha autoridade moral para enquadrá-los, sobrou para Toffoli, que assumiria o comando do STF uma semana depois, descascar o abacaxi.
    O relato do livro é outro tijolinho em um enredo que um dia a História com letra maiúscula contará sobre o Brasil e a eleição de 2018. Sobram pistas de que as Forças Armadas deram um “golpe branco” pró-Bolsonaro, emparedaram o STF para impedir a soltura e a candidatura de Lula, algo até hoje a desanimar muito lulista quanto à libertação dele, e não aceitavam a volta do PT ao poder.
    Por André Barrocal

  • eu

    O PT comprou e pagou . Se deu bem! o Imbecil e psicopata não vai parar de escrever as mesmas besteiras de sempre seu cagão. E a Mula como vai, ainda esta te dando de mamar?

    • O PT comprou e pagou. Se deu bem! (2)

      Eu
      Continua lendo as minhas besteiras kkkkkkkk Talvez um dia voce vai parar de mamar na mula. Se um dia voce concordar comigo. Você deixara de ser um imbecil e psicopata;
      Seu cagão

  • Enfermeiro cubano

    DALLAGNOL CHEFIAVA FACÇÃO DE MILÍCIA DIGITAL, REVELA INTERCEPT,JUNTAMENTE COM O MORO.

    “O Intercept mostra que Deltan militou pela escolha do novo relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal apenas um dia após a morte do ministro Teori Zavascki. O coordenador força-tarefa atuou pela rejeição dos nomes de Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e do atual presidente da Corte, Dias Toffoli, para a relatoria das ações da operação.
    Nem o ministro Alexandre de Moraes escapou das estripulias de Deltan Dallagnol, segundo os diálogos da #VazaJato. Temia-se que o sucessor Zavascki no STF fosse contra o cumprimento antecipado da pena. Então, o procurador usava os “movimentos sociais” laranjas para escrachar, pressionar e influenciar ministros nas decisões do Supremo, orientando e executando atos conjuntamente com milícias digitais”.

  • Enfermeiro cubano

    QUEREMOS VER SE O MILICIANO BOLSONARO TEM CORAGEM E MORAL PARA ISSO QUE ESTA NO TEXTO ABAIXO.

    Argentina: Bolsonaro ameaça destruir Mercosul se Macri perder
    Jair Bolsonaro encomendou a seus assessores uma avaliação completa sobre a derrota do presidente da Argentina, Mauricio Macri, seu aliado, na eleição primária de domingo [11/8].
    Auxiliares do chefe do Planalto ligados ao grupo ideológico defendem rever a participação do Brasil no Mercosul com uma eventual vitória do candidato de esquerda Alberto Fernández, que tem a ex-presidente e senadora Cristina Kirchner como vice.
    A ala mais conservadora do Planalto entende que é preciso aguardar os desdobramentos da eleição no país vizinho e evitar posicionamentos precipitados.
    De acordo com o jornal O Globo, assessores do Planalto lembram que Bolsonaro sempre se posicionou contra o bloco, mas reviu a opinião ao se aproximar de Macri.
    Um auxiliar informou que rever a participação do Brasil no Mercosul não significaria romper relações comerciais com a Argentina, mas optar apenas por negociações bilaterais para avançar na agenda de abertura comercial.
    Com 99,37% das urnas apuradas, Alberto Fernández teve 47,66% dos votos. Macri, candidato à reeleição e que tem o apoio declarado de Bolsonaro, recebeu 32,08% dos votos, uma diferença de menos 15 pontos percentuais. Na Argentina, para vencer no primeiro turno é necessário ter 45% dos votos ou 40% com uma diferença de ao menos 10 pontos sobre o segundo colocado.

    O BURRO IMBECIL NÃO TEM SACO PARA TOMAR ESTA ATITUDE.

  • Enfermeiro cubano

    *****Com Bolsonaro, Brasil vive “tentativa de imbecilização coletiva”, diz filósofo português!!!
    Diogo Sardinha prepara novo livro que aborda o contexto político e social do Brasil nos últimos anos
    Os últimos anos da política brasileira, desde as manifestações de junho de 2013 até a eleição do presidente de extrema direita, Jair Bolsonaro, passando pelo impeachment de Dilma Roussef, chamaram a atenção da comunidade internacional. O filósofo Diogo Sardinha, pesquisador da Universidade de Lisboa e ex-presidente do Colégio Internacional de Filosofia sediado em Paris, é mais um membro da academia que viu no contexto brasileiro um terreno rico para uma reflexão sobre a democracia e sobre a fragilidade do sistema representativo. Em entrevista à RFI, ele detalhou as ideias contidas em seu próximo livro sobre as “grandes tendências da sociedade brasileira”.
    A nova obra de Diogo Sardinha, que será lançada nos próximos meses em São Paulo pela editora Contracorrente, ainda não tem título definido, mas tratará do contexto político e social do Brasil dos últimos anos. “Sobretudo esse período que vai de junho de 2013, com a reeleição de Dilma Roussef, até os dias de hoje. A situação brasileira atual desperta atenção em todo o mundo. Paris é um dos centros de debates sobre o que está acontecendo no Brasil”, afirmou Diogo Sardinha à RFI.
    De acordo com o pesquisador, os governos do PT fizeram com que a comunidade internacional acreditasse em uma sociedade de democracia saudável, “com instituições estáveis”, o que não era o caso. A impressão, para Diogo Sardinha, era de que essa situação de “direitos garantidos” iria se manter “porque estava consolidada”.
    “Compreendi mais tarde, lendo e conversando com amigos, que essa não é a realidade. O Brasil viveu um período de início de construção de democracia, especificamente no sentido de integração nos direitos econômicos e sociais”, reflete o filósofo. “Tudo isso que foi desenvolvido num período de aceleração da história entre 2002 e 2016, foi uma exceção na vida da sociedade e das instituições políticas brasileiras.”
    Nos últimos anos, entretanto, ficou claro que o Brasil não tinha instituições sólidas para garantir oxigênio suficiente à democracia, de acordo com o pesquisador. “Vemos isso no caso do poder judiciário, que é um poder dominado por um grupo de pessoas de um certo perfil e que toma decisões ao sabor daquilo que alguns magistrados sentem que é o desejo político das pessoas ou da população”, afirma, ressaltando que existem algumas exceções de juízes “comprometidos com o exercício equilibrado” da profissão.
    Homem branco: chave da compreensão da situação brasileira
    Para Diogo Sardinha, a figura do “homem branco das classes privilegiadas” é um elemento-chave para entender a situação brasileira atual – um personagem onipresente que participa de todos os grandes momentos da história do país. Eles dominam áreas de poder como, por exemplo, o judiciário, ressalta Sardinha, citando Sérgio Moro, ministro da Justiça, como representante desse “perfil”.
    O impeachment de Dilma Roussef foi outro “momento decisivo” da história brasileira povoado por “homens brancos”. Com o agravante, segundo Sardinha, de que, dessa vez, eles se uniram para tirar uma figura feminina do governo. “Foi claramente uma afirmação do grande poder econômico e político branco das grandes cidades e das grandes famílias contra uma mulher. O impeachment não se resume a isso, mas ele é incompreensível sem isso. Claro que houve mulheres, como Janaína Paschoal, mas quando vemos o núcleo central dos opositores são os homens brancos da elite familiar brasileira.”
    O processo de destituição de Dilma teve como objetivo reforçar o poder de grupos que foram ligeiramente afastados dele, de acordo com Sardinha, que cita polos importantes da sociedade brasileira, como a igreja ou o exército.
    Tentativa de “imbecilização coletiva”.
    Parte dos eleitores do presidente Jair Bolsonaro, no entanto, são pessoas de classe baixa, negros e mulheres e elegeram, democraticamente, um homem branco da elite para governar o País. Diogo Sardinha apresenta diversos argumentos para decifrar esse episódio da história brasileira e lembra, antes de tudo, que nem todos se sentiram representados no discurso do chefe de Estado.
    “É complexo. Muitas vezes, as pessoas votam contra seus próprios interesses. Mas o que se passa no Brasil é muito curioso: poderíamos chamar de ‘tentativa de imbecilização coletiva’. (…) É como vemos agora com o caso do hacker envolvendo Sérgio Moro e [Deltan Martinazzo] Dallagnol”, explica. “Tem esse velho provérbio que diz que, quando o sábio aponta para a lua, o imbecil olha para o dedo. Ao invés de olharmos para o que foi revelado entre a troca de conversas entre Moro e Dallagnol, isso não interessa, o importante é saber quem encontrou ‘criminosamente’ essas mensagens. É o processo de imbecilização, com um grupo de pessoas dizendo ao povo para ‘olhar para o dedo’”.
    De acordo com Diogo Sardinha, esse fenômeno é o mesmo responsável para que “negros votem em um candidato racista e mulheres em um anti-feminista”. “Agora, vamos tentar fazer com que as pessoas se dêem conta do erro em que caíram. Nem todas, mais uma vez, mas é preciso trabalhar para que aqueles que se equivocaram compreendam isso e entendam que o erro pode ser corrigido”, conclui.

  • Thiago

    Melhorou, lembro da época em que o PT deu asilo ao terrorista Cesare Battisti, na ocasião os italianos disseram que essa era uma das atitudes que haviam transformado o Brasil em um “anão diplomático”.

    Ao menos elegemos um idiota que tem culhões

  • Sérgio

    Culhão ou cocô? Será q vc não errou ao digitar??? Kkkm

  • E o Zé Dirceu, onde anda ?

    O senhor Zé Dirceu anda meio sumido da mídia neh petezada ? Será que voltou pra CANA ?
    E o senhor Delubio ?, Sumidinho ele heim, voltou pra CANA também ?.
    Senhores PTRALHAS, prá vocês se redimirem perante o povo brasileiro, só na outra encarnação, porque nessa já era, seus pilantras, acabaram com o país, e querem que o novo presidente resolva em sete meses o que vocês deixaram de tanta MERDA, de tanta CORRUPÇÃO ?????

  • SÓ JUMENTO VOTOU EM BOZONARO.,

    IDIOTA NÃO É O BOZO, IDIOTA É O POVO QUE VOTOU NISSO AI.

  • eu

    O PT comprou e pagou. Se deu bem ( 2. 24 ) para quem não tem quase nada para fazer como eu, ler suas asneiras de vez em quando vai bem, só para dar rizada do Palhaço que tu és.
    Na mula quem mama é você seu mentecapto eu mano na sua femme e, é uma delicia. kkkkkkkkkkkk

    • O PT comprou e pagou. Se deu bem! (3)

      Eu
      Alem de vagabundo, você gosta de ler asneiras e palhaçadas. Mas não consegue discutir porque é um mentecapto.
      Com esta frase que você escreveu. Você é um burro. Não sabe escrever, seu analfabeto

  • eu

    O PT comprou e pagou. Se deu bem ( 3. 24 ) seu Ogro FDP falando em Mula, Vagabunda eu lembrei de sua Mãe e de sua Esposa, que são as mais procuradas do \Pontilhão.
    E Lembrei de sua pai o homem que saiu do armário, quando você citou mentecapto e analfabeto outro FDP, que tem um Filho Burro pois sua mãe a ( Mula ) cruzou com seu seu pai ( o Cavalo Chifrudo ), seu retardado mental. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Enfermeiro cubano

    *****Sergio Moro será processado pelo caso “PT-PCC”
    Notícia falsa vazada pela Polícia Federal de Sergio Moro relacionava o PT ao PCC. Informação foi cabalmente desmentida pelo promotor Lincoln Gakiya, que há mais de uma década investiga o Primeiro Comando da Capital
    Sergio Moro processado caso PT PCC bolsonaro
    O Partido dos Trabalhadores (PT) vai acionar a Justiça nesta segunda-feira (12) contra a informação divulgada depois de uma operação da Polícia Federal (PF) de que a legenda tem ligações com o Primeiro Comando da Capital (PCC). O partido vai apresentar uma notícia crime no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro Sérgio Moro por abuso de autoridade e uma representação eleitoral contra o presidente Jair Bolsonaro por propaganda negativa extemporânea.
    “O que vimos essa semana foi mais uma armação grotesca das forças reacionárias para tentar criminalizar o PT. A notícia falsa, vazada pela Polícia Federal de Moro, foi cabalmente desmentida pelo promotor Lincoln Gakiya, que há mais de uma década investiga a facção criminosa“, reclamou a presidente nacional do partido, Gleisi Hoffmann, que classificou a situação como uma “farsa armada por Moro e Bolsonaro“.
    Para o PT, Moro vem usando a Polícia Federal “com objetivos políticos e mentindo sobre condução dos trabalhos da força policial“, quando seu papel é, na verdade, “coibir e solicitar investigações sobre tais tipos de vazamentos e não fomentá-los“. Por isso, em ação que será protocolada no STF, o partido acusa o ministro da Justiça e Segurança Pública dos crimes de abuso de autoridade e prevaricação – quando um funcionário público retarda ou deixa de praticar indevidamente ato de ofício ou o pratica contra disposição expressa de lei para satisfazer interesse ou sentimento pessoal.
    Os integrantes da Polícia Federal responsáveis pela operação que investigou o núcleo financeiro do PCC também serão processados no STF, pois, de acordo com o PT, divulgaram “a fala de um criminoso, sem nenhum indício, relacionando o partido ao PCC“.
    Já o presidente Jair Bolsonaro será alvo de uma representação eleitoral por ter compartilhado essa informação em suas redes sociais. “Ao divulgar, reiteradamente, notícias falsas e acusações infundadas contra o Partido dos Trabalhadores, o presidente incorre em crimes e comete uma série de irregularidades eleitorais, atentando contra as regras democráticas da disputa política“, argumenta o partido.
    O PT ainda vai apresentar pedidos de direito de resposta ao jornal o Estado de São Paulo, à TV Record e à Rádio Jovem Pan, que divulgaram as conversas atribuídas a lideranças do PCC que dizem ter tido relações com o PT, e uma ação criminal por difamação contra a deputada Estadual Ana Campanolo (PSL-SC).
    *****Diálogos vazados para a TV Record que ligam PT a PCC exalam cheiro de armação:::
    “O que estamos vendo é uma escalada autoritária, que começa exatamente assim, com o uso político das polícias. Vamos enfrentar essa prática e fazer este embate em todas as frentes, judicial, midiática, política, até a verdade prevalecer”, justificou Gleisi Hoffmann.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *