LULA PUBLICA DOCUMENTOS RELATIVOS A IMÓVEL NO GUARUJÁ E DESMENTE QUE SEJA DONO DE TRIPLEX

lula images_cms-image-000474391

O ex-presidente Lula distribuiu à imprensa, no sábado, através do Instituto Lula, um dossiê completo com vários documentos referentes ao famoso “tríplex” do Guarujá. Entre os documentos, estão os contratos assinados em 2005 por dona Marisa Letícia com a Bancoop, a declaração de Imposto de Renda de Lula e a declaração de bens apresentada ao Tribunal Superior Eleitoral nas eleições de 2006.

Em ambas as declarações, consta a aquisição de uma cota do empreendimento originalmente chamado de Mar Cantábrico (atualmente, Solaris), na praia de Astúrias, em Guarujá, o que demonstra, segundo o Instituto Lula, que o ex-presidente jamais ocultou seu único e verdadeiro patrimônio no Guarujá: a cota-parte da Bancoop. 

Os documentos apresentados pelo ex-presidente incluem, também, o contrato de desistência da ex-primeira-dama Marisa Letícia, em que ela abre mão de ficar com o imóvel e solicita a devolução do valor investido – R$ 286 mil, em valores de hoje. O dinheiro, diz a nota do Instituto Lula, ainda não foi devolvido a dona Marisa.

Segundo o Instituto, o patético recurso de procurar um crime num apartamento que nunca pertenceu a Lula nem a sua família, é mais uma tentativa dos adversários de enredar o ex-presidente na Lava Jato, uma vez que as tentativas anteriores fracassaram. Da mesma forma que caminha para o fracasso – diz a nota – a suposta “venda de Medidas Provisórias” plantada pelo jornal Estadão, no âmbito da Operação Zelotes.

A nota do Instituto Lula termina dizendo que a “nova” denúncia – a do apartamento – restará sepultada nos autos e perante a História. “Sem ideias, sem propostas, sem rumo, a oposição acabou no Guarujá“, finaliza a nota, num sutil trocadilho com a peça teatral “Greta Garbo, quem diria, acabou no Irajá“.

A nota completa e os documentos podem ser vistos aqui.

45 comentários

  • Anônimo

    Esse não sabia de nada. O grande chefe vai cair, a hora dele vai chegar. #lulanacadeia

    • Marcio

      Se o rombo praticado pelo PT se resumisse a um triplex, nossos problemas seriam beeemmm menores. Assim fosse. Burro de quem acha que isso é motivo pra explicar uma crise sem precedentes ou para desmerecer um ‘atual’ presidente.

      Vamos falar a realidade gente, isso não é nem a ponta do iceberg, chega ser ultraje ver tempo e dinheiro ser gasto atrás disso. Vão atrás das grandes fazendas, empresas e roubos bilionários de autarquias, não só do PT, mas de todos os que passaram e estão no governo.

      E esqueçam a Dilma, essa terrível marionete não sabe nem conversar.

  • cleber

    Rapaz o cara é santo mesmo hein !!!!

  • zucão

    Documentação inidônea fabricada na calada da noite. Esperteza quando é muita, vira bicho e come o dono.

  • Jalesense

    Nenhuma alma viva do Brasil acredita nesta estória do 4 dedos.

  • Rolando Caio da Rocha

    Tá “serto”… O ap é meu…

  • Somos otários

    Cara como pode ter gente tão otaria e acreditar em partidos político e defende lo como tal. Nossa como.este e outros blogs partidários chega a um ponto desse,me desculpe os leitores mas acreditar em PSDB e PT e aos demais partidos, somos verdadeiros otários. Exemplos são leis onde os inocentes são presos ( nas suas próprias casas) e a mercê dos bandidos, onde sindicatos mandam mais q o (a) presidente da república e governadores, onde 90% dos deputados são corruptos. Vou parando por aki pq se for falar vai longe. Até

  • SERVIDOR PÚBLICO

    Rolando Caiado da Rocha o apartamento e da mamãe

  • PARIS

    AOS BOIOLAS COXINHAS:——-

    FHC admite ser dono de apartamento milionário em Paris
    ContextoLivre — 23/12/12

    FHC admite ser dono de apartamento milionário em Paris

    Algum problema com as pessoas que moram na Avenue Foch em Paris? Nenhum problema, exceto se a pessoa não tiver renda para isso ou se essa renda for obtida de forma ilegal. Quem conhece esse local de Paris, muito bonito e disputadíssimo, apesar de o metro quadrado por lá ser caríssimo, diz que a Avenue já teve como moradores alguns dos carniceiros africanos, ditadores e gente rica, mas de muito má fama. De certo que moram lá também e, provavelmente são maioria, moradores honrados e honestos, gente que tem dinheiro declarado e ganho de forma limpa e, portanto, que não deve satisfação a ninguém.
    O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso tem um apartamento na Avenue Foch, só agora, porém, admitiu isso. Parece que comprou o apartamento de um milionário brasileiro que dizem ter participado de operações durante a ditadura. Tudo isso, quanto custou o apartamento, quando e de quem foi comprado, é teoricamente da conta de FHC e eu não estou insinuando que ele comprou esse apartamento sem poder ou com dinheiro ilegal.

    Só não entendo é o motivo de ele esconder por tanto tempo que tem o apartamento, de durante anos e anos afirmar que era “emprestado” e nossa imprensa (sic) sempre ter embarcado nessa história e jamais explorado o fato, como, com certeza, exploraria se o apartamento fosse do Lula, que tivesse mentido sobre ser proprietário

    FHC e apartamento de luxo em Paris. E se o apartamento fosse de Lula, o que a mídia diria?
    Nos idos de dezembro de 2002, quando FHC já sabia que seu candidato estava fora do páreo, perdendo o cargo de presidente da República para o torneiro mecânico Luiz Inácio Lula da Silva, o ainda presidente já se arrumava para se mudar do Palácio da Alvorada. Fernando Henrique estava juntando tudo para guardar em um depósito em São Paulo até que a reforma de seu novo apartamento da rua Rio de Janeiro — a dois quarteirões de seu antigo endereço na Rua Maranhão, em Higienópolis — ficasse pronta.
    Contudo, logo após a entrega da faixa presidencial para Lula, …
    Folha de S.Paulo, 17/12/2002

    Fernando Henrique Cardoso vai passar três meses na Europa, baseado em Paris. Ele ficará hospedado em um apartamento de Jovelino Mineiro, seu ex-sócio na fazenda Córrego da Ponte, em Buritis (MG). A parte de FHC hoje está em nome dos filhos do presidente.
    Entretanto…
    Folha de S.Paulo, 17/12/2002
    O presidente Fernando Henrique Cardoso espera ver concluída no início de 2003 a reforma pela qual passa seu novo apartamento no Edifício Chopin, na rua Rio de Janeiro, bairro de Higienópolis, em São Paulo.
    O apartamento tem uma área de cerca de 400 metros quadrados e fica de frente para a rua Pernambuco. No mesmo prédio, um apartamento com 200 metros quadrados – metade da área do imóvel de FHC – está sendo vendido por R$530 mil.

    Incrível, né?

    Folha de S. Paulo, 12 de janeiro de 2003, página A7, Coluna de Janio de Freitas

    O endereço
    Janio de Freitas

    Data imprecisada, ou imprecisável, e não recente. Fernando Henrique Cardoso, no uso de toda a simpatia possível, discorre para os comensais suas apreciações sobre fatos diversos e pessoas várias. De repente, intervém a mulher de um brasileiro renomado, há muito tempo é figura internacional de justo prestígio, ministro mais de uma vez, com importantes livros e ensaios. Moradores íntimos de Paris por longos períodos, mas não só por vontade própria, constam que nela nada restringe a franqueza. Se alguém na conversa desconhecia a peculiaridade, ali testemunhou um motivo para não esquecê-la:
    “Pois é, mas nós sabemos do apartamento que Sérgio Motta e você compraram na Avenue Foch.”
    Congelamento total dos convivas. Fernando Henrique é quem o quebra, afinal. Apenas para se levantar e afastar-se. Cara fechada, lívido, nenhuma resposta verbal. A bela Avenue Foch, seus imensos apartamentos entre os preços mais altos do mundo, luxo predileto dos embaixadores de países subdesenvolvidos, refúgio certo dos Idi Amim Dada, dos Bokassa, dos Farouk e, ainda, de velhos aristocratas europeus.
    Avenue Foch, onde a família Fernando Henrique Cardoso está instalada. No apartamento emprestado, é a informação posta no noticiário, pelo amigo que passou a figurar na sociedade da fazenda também comprada por Sérgio Motta e Fernando Henrique Cardoso, em Buritis. Avenue Foch é ela que traz de volta comentários sobre a historieta, indagações de sua autenticidade ou não, curiosidade em torno do que digam outros possíveis comensais.

    Um acréscimo necessário:

    O endereço de moradia é a Avenida Foch, 51, no apartamento que pertenceu ao falecido ex-governador de São Paulo Abreu Sodré. A história de Sodré como organizador da OBAN – Operação Bandeirantes, de repressão e tortura a ativistas políticos brasileiros de esquerda nos anos 70, parece incomodar menos ao ex-presidente do que a distância física do imóvel aos distritos dos mais iniciados à cidade.
    ESSE CHIFRUDO PODE?

  • AÉCIO -COCA

    AOS COXINHAS FASCISTA
    Apartamento de Aécio Neves no Rio é declarado com valor 60 vezes abaixo do seu preço de mercado.

    O apartamento localizado na avenida Epitácio Pessoa, na Lagoa Rodrigo de Freitas, que o senador Aécio Neves elencou entre seus bens, aparece com o valor de R$ 109.550,00. Um dos cartões postais do Rio de Janeiro, palco da famosa árvore de Natal que é armada no centro de suas águas todo fim de ano, a lagoa está rodeado de prédios luxuosos e que, não raro, custam milhões. O apartamento em questão, de 279 metros quadrados, duas vagas de garagem e quatro quartos, está avaliado em R$ 6,5 milhões, de acordo com pesquisa entre imobiliárias da cidade carioca que trabalham com corretagem na área.
    “Trata-se de um dos metros quadrados mais caros do Brasil. Algo em torno de R$ 20 mil, dependendo do tamanho do imóvel”, avalia o presidente da Câmara do Mercado Imobiliário de Minas, Flávio Galise. Na comunidade do Vidigal, vizinha da Lagoa Rodrigo de Freitas, alguns imóveis já custam de R$ 170 a R$ 500 milhões
    ISSO A MÍDIA GOLPISTA NÃO PÚBLICA.

  • AÉCIO -COCA

    ISSO PODE

    JOAQUIM BARBOSA CRIA EMPRESA PARA COMPRAR IMÓVEL EM MIAMI

    O presidente do STF, Joaquim Barbosa, comprou, à vista, um apartamento em Miami (EUA) em maio do ano passado, usando uma empresa que ele abriu para obter benefícios fiscais no futuro. O valor do imóvel é estimado no mercado entre R$ 546 mil e R$ 1 milhão – segundo corretores ouvidos pela Folha de S. Paulo, que foi o primeiro veículo a divulgar o negócio. A matéria é assinada pelos jornalista Matheus Leitão e Rubens Valente.
    O ministro não quis informar valor real pago. Ao criar uma empresa para realizar a transação, Barbosa diminuiu o custo dos impostos que eventualmente seus herdeiros terão que recolher nos EUA para efetuar a transferência do imóvel depois da morte dele.
    De acordo com a legislação em vigor, o Estado da Flórida poderia ficar com até 48% do valor do imóvel na hora da transferência para os herdeiros se ele fosse registrado em nome do cidadão Joaquim Benedito Barbosa Gomes. Ele tem 58 de idade atual.
    Como o apartamento foi adquirido por uma pessoa jurídica, não haverá cobrança de imposto. As ações da empresa poderão ser transferidas aos herdeiros sem tocar na propriedade do imóvel.
    Dois corretores de imóveis em Miami e dois advogados brasileiros disseram à Folha que o procedimento é perfeitamente legal e costuma ser adotado por outros brasileiros que investem em Miami. Se Barbosa ou seus herdeiros quiserem vender o imóvel, porém, o custo será maior do que se ele tivesse registrado o apartamento em seu nome. Empresas pagam 35% sobre os eventuais lucros. Pessoas físicas recolhem 15%.
    Outra vantagem da escolha de Barbosa é a discrição. Nos registros públicos da Flórida, quem aparece como proprietário do apartamento é sua empresa, que foi batizada como Assas JB Corp., e não ele, pessoa física.
    A empresa foi criada em maio de 2012, poucos dias antes da compra do apartamento, e o endereço residencial de Barbosa, em Brasília (SQS 312 Bloco K – apto. 503) aparece como sua sede nos documentos públicos examinados pelo jornal paulista.
    O apartamento em Miami tem 73 metros quadrados, um quarto, sala, cozinha e banheiro. Ele fica no 22º andar de um edifício que faz parte de um condomínio de alto padrão, composto por três torres às margens do rio Miami, na região central da cidade.

    O que diz Joaquim Barbosa

    Por meio de sua assessoria de imprensa, Barbosa afirmou que a aquisição do apartamento foi feita “em conformidade com a lei norte-americana” . Disse também que a constituição da empresa foi recomendada por um advogado contratado para a transação.
    O ministro afirmou que incluiu a empresa e o imóvel em sua declaração de Imposto de Renda à Receita Federal no Brasil. Segundo ele, o apartamento foi adquirido com economias acumuladas em 25 anos e também declarada
    Barbosa afirmou que, como ministro do STF, professor universitário e procurador da República, sempre recebeu salários acima da média do país e sempre teve o hábito de poupar parte de seus ganhos. “Tenho, portanto, meiosos de sobra para adquirir imóvel desse porte” , afirmou.

    Relações com a Globo

    O jornalista brasileiro Eliakim Araújo, que reside em Penbroke Pines, nos arredores de Miami, revelou no domingo (21) em seu saite Direto da Redação, que “um filho de Barbosa está trabalhando com o apresentador Luciano Hulk, da Globo, o que também não é nenhum crime, mas fica sempre uma suspeita sobre ligações nefastas entre o poder e a mídia” .
    Eliakim adverte que, “daqui a pouco vão acusar o filho de Barbosa de ter amealhado uma fortuna tão grande que se tornou dono de fazendas e outras participações societárias milionárias, se é que me entendem” .

  • Bruno Japa

    Campanha, vamos fazer uma vaquinha e comprar uma passagem só de ida para CUBA ou VENEZUELA para o Editor do Blog e toso os apoiadores desse sistema PTralha que esta acabando com um dos países mais ricos do MUNDO !!!!

  • Jalesense

    Vejam a defesa dos trouxinhas: O FHC e o Barbosa -pega petralha- também fizeram. Tem que ser trouxinha mesmo pra defender com estes argumentos.

  • AÉCIO -COCA

    Jalesense trouxinha é a mamãe e o papai.

  • AÉCIO -COCA

    LULA 2018 E OS COXINHA CHUPANDO O DEDO.

    Ataques a Lula redobram quando economia começa a dar indícios de recuperação
    Para o JornalistaPaulo Vannuchi, mídia e oposição se aproveitam de fragilidade econômica e de suposto combate à corrupção para tirar Lula do jogo.
    Ataques políticos disfarçados de combate à corrupção visam tirar Lula do páreo.
    Os ataques quase sem precedentes ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na semana passada, lembram as manipulações realizadas nas eleições de 1989 que culminou com a eleição de Fernando Collor de Mello, e acontece justamente no momento em que a economia começa a das sinais de recuperação. A observação é do colunista político e jornalista da Rádio Brasil Atual, Paulo Vannuchi.

    Sobre o suposto apartamento do ex-presidente no Guarujá, Vannuchi sugere a leitura da nota de esclarecimento do Instituto Lula, que desmonta a farsa.
    O comentarista classifica a imprensa como “grande partido de oposição”, que tem nas dificuldades econômicas enfrentadas, em grande medida decorrentes do cenário externo, clima favorável á proliferação de noticiário negativo, reforçado pelas manchetes proporcionadas pela Operação Lava Jato. Para Vannuchi, a operação permite evidenciar a estratégia de ataque político disfarçada de combate à corrupção ao permitir que, em casos envolvendo agente ligados a partidos com o PSDB, em conluio com a grande imprensa, as denúncias sejam minimizadas ou escondidas.
    Como mais um indicativo de perseguição, Vannuchi cita a Operação Zelotes, que investiga sonegação de impostos no âmbito do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), envolvendo empresas como Bradesco, Safra, Gerdau, RBS (afiliada da Rede Globo no Rio Grande do Sul). Segundo ele, a operação deixou de lado esses envolvidos e passou a concentrar esforços em atingir Lula, chegando a tomar do ex-presidente depoimento de mais de seis horas, para explicar operações de patrocínio absolutamente legais, do ponto de vista técnico-jurídico, realizadas por seu filho.
    Vannuchi avalia que as forças democráticas, especialmente o movimento popular e sindical, devem preparar ações de resistência. “Na hora que tiverem condições (os partidos de oposição e a mídia) vão acabar com os programas sociais e, nesse sentido, é preciso tirar de cena o Lula.”
    Fascistas Golpistas não terão vez e Lula 2018

  • RIO PRETO

    COXINHAS CANALHAS ISSO PODE?

    Aloysio Nunes, vice de Aécio, declarou ao TSE que possui duas fazendas avaliadas em R$ 1,00 cada
    O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) multou, na quinta-feira (10), o candidato à Presidência da República Aécio Neves e a Coligação Muda Brasil em R$ 40 mil por terem veiculado oito inserções na televisão escondendo o nome do candidato a vice-presidente, Aloysio Nunes Ferreira (PSDB).
    Aécio estaria escondendo Aloysio para engavetar o fato de seu vice ter duas fazendas por, R$ 1,00 cada uma?
    Isso mesmo. Aloysio tem fazenda avaliada emUM REAL . É isso que o tucano declarou junto ao TSE.
    Quanto a esconder o vice, o ministro do TSE disse;“Após assistir à mídia, identifiquei violação ao artigo 36, parágrafo 4º, da Lei das Eleições, pois, de fato, não consta o nome do candidato a vice-presidente integrante da chapa lançada pela coligação ora representada, o que atrai, portanto, a sanção do parágrafo 3º do mesmo artigo, como assentado por esta egrégia Corte em diversas oportunidades”, afirmou o ministro em sua decisão.
    “Trata-se de propaganda eleitoral apresentada pelo representado Aécio Neves em benefício próprio, visando à eleição ao cargo de presidente da República. Dessa forma, revela-se impossível que o candidato não teve ciência do conteúdo da publicidade veiculada nas inserções impugnadas, tendo em vista que, repise-se, fora apresentada por ele próprio, muito próximo à realização do pleito”, concluiu Tarcísio.
    Esse é o sangrador da Presidente, que não passa de um corrupto.

  • RIO PRETO

    O corretíssimo Aloysio nunes e sua declaração sobre a fazenda que custa 1,00 real:

    http://4.bp.blogspot.com/-oTrqWGdEuTA/VDl8eZujc-I/AAAAAAAARIg/PEPBgm0m45Y/s1600/1%2Ba%2Bae.jpg

  • Márcio

    Como qualquer cidadão comum ele pagou prestações e desistiu do negócio e hj tem uma carta de crédito, devidamente declarada à receita federal. Engraçado que tem político aqui da região que declara uma casa e um automóvel pra receita e tem uma rede de laranjas que dá pra fazer um pomar. E ninguém vem aqui dar um pio.

  • salomão ayala

    É tudo pilantra, num salva um. Agora, vamos e venhamos, o cara vem e diz: ” Num tem viva alma mais honesta do que eu”. É pra acabá com pequi do Goías.

  • ALKIMIM

    ISSO PODE COMEÇAR O ROUBO DENTRO DO PALÁCIO DO GOVERNADOR DE SÃO PAULO, MESMO ELE SENDO O CHEFE> o QUE O MORO VAI FAZER? CHEGOU A HORA DOS COXINHAS FASCISTAS GOLPISTA RESPONDEREM. A NOTÍCIA É DA UOL E DO ESTADÃO:–

    Grampos apontam que “Moita”, do PSDB, operava “do Palácio” para máfia da merenda.
    Estadão

    Palácio dos Bandeirantes, sede do governo de São Paulo
    Interceptações da Operação Alba Branca indicam que Luiz Roberto dos Santos, o Moita, então chefe de gabinete de Edson Aparecido, secretário chefe da Casa Civil do governo Geraldo Alckmin (PSDB), conversava com suspeitos de participar de um esquema de fraudes na merenda escolar de sua sala no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo de São Paulo. Santos foi flagrado no grampo da Polícia Civil várias vezes dizendo a interlocutores que falava do Bandeirantes.
    Relatório policial mostra que ele mantinha sucessivos contatos ao celular, de seu próprio gabinete, com integrantes da organização sob suspeita de fraudar licitações e superfaturar produtos agrícolas e suco de laranja destinados à merenda escolar da rede pública.
    Um dia antes de a Alba Branca ser deflagrada, em 19 de janeiro, Santos foi demitido do cargo de confiança que ocupava. O secretário Edson Aparecido o devolveu à função de origem na Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).
    Boa parte dos grampos flagra o ex-chefe de gabinete orientando o lobista Marcel Ferreira Júlio, apontado como operador de propinas da organização que se infiltrou em pelo menos 22 prefeituras paulistas e mirava em contratos da Secretaria da Educação do Estado. Ele fala sempre de um celular e diz que está “no Palácio”.

    O dossiê da Alba Branca indica o campo de ação do investigado. Segundo as investigações, Santos age diretamente para atender os interesses da Cooperativa Orgânica Agrícola Familiar (Coaf), apontada como carro-chefe da fraude.
    O presidente da Coaf, Cassio Chebabi, confessou à Polícia e ao Ministério Público como era o trabalho de “cooptação” de gestores municipais e que as propinas pagas eram equivalentes a 10% sobre o valor dos contratos. Segundo ele, “quando a Coaf atrasava (as comissões), devido a dificuldades financeiras, eram feitas retaliações e ameaças”.
    “As apurações demonstraram que Marcel trabalhou em duas frentes para a Coaf. A primeira, num contrato firmado com a Secretaria de Educação do Estado, onde aparentemente se deu a participação de ‘Moita’, e a segunda, em contratos firmados com Prefeituras”, afirma o relatório policial.
    Escutas
    Numa interceptação de 4 de dezembro do ano passado, o então assessor de Edson Aparecido sugere a Ferreira Júlio que ele peça o reequilíbrio financeiro de contrato de merenda, e não aditamento. Santos contou que tinha falado antes com Fernando Padula, na época chefe de gabinete da Educação, de quem disse ter recebido a orientação. Em entrevista ao Estado na semana passada, Padula negou ter feito a sugestão.
    “As interceptações trouxeram a lume a participação no esquema dos indivíduos apontados como ‘Moita’ e ‘Alex'”, destaca o inquérito. “Marcel menciona mais de uma vez que Alex, que seria da executiva do PMDB, iria fazer o primeiro contato com prefeitos para depois a prefeitura ser visitada pelos vendedores da Coaf. A partir daí, o órgão público é visitado, já com a proposta da comissão, negociada de acordo com o valor do contrato pactuado.” O relatório assinala que “os valores enviados em espécie para Marcel pelo vendedor César (Bertholino, também investigado no caso) se deu em razão do contrato firmado entre a Coaf e a Secretaria de Educação”.
    O documento, de 7 de janeiro, é subscrito pelos delegados de polícia Mário José Gonçalves, presidente do inquérito, Paulo Roberto Montelli e João Vitor Silvério.
    “Sobre este tema o investigado Marcel se refere diretamente ao indivíduo apontado como ‘Moita’ e conversa com ele sobre o assunto. As informações trazidas por eles mesmos nas conversas se trata de Luiz Roberto dos Santos, atual chefe de Gabinete da Casa Civil de São Paulo, conhecido também por ‘Luiz Moita’, o qual demonstra nas conversas interceptadas saber e interferir nos assuntos de interesse da Coaf e que estaria agindo diretamente num contrato da cooperativa com o Estado, cujo reajuste de preço deveria ser tratado como reequilíbrio financeiro”, continua o documento.
    Segundo a Polícia, os grampos “demonstram que Moita mostra claramente estar íntimo de César e que se imiscui, profundamente, nos assuntos da Coaf”.
    Procurado, o ex-chefe de gabinete da Casa Civil do governo Alckmin Luiz Roberto dos Santos não retornou contatos da reportagem. Os outros citados não foram localizados.

    RESPONDE COXINHAS CORRUPTOS. OS LADRÕES E SEU CHEFE ALKIMIN, ROUBANDO DE DENTRO DO PALÁCIO DOS BANDEIRANTES, CADEIA NESSES CORRUPTOS.

  • DEU ZEBRA

    NOTICIA VINCULADA NO JORNAL CORREIO DO BRASIL–UOL—-FOLHA DE SÃO PAULO E CARTA CAPITAL, ESSA BELA NOTICIA É PARA AGRADAR PELO MENOS UMA VEZ OS TUCANOS, GOLPISTA, CAPITALISTA E FASCISTA DO MEU BRASIL. EU ADOREI:

    Justiça acata ação de Lula contra família Marinho por mentir sobre triplex.
    Apesar da ação em curso, o diário carioca seguiu na publicação de outras matérias sobre o imóvel de Guarujá, o que valeu um novo desmentido, no último sábado.
    A Justiça do Estado de São Paulo acatou o processo proposto por advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva contra os proprietários do diário conservador carioca O Globo. Os irmãos Marinho, filhos do falecido empresário Roberto Marinho, respondem agora à ação civil por danos morais, após publicar matéria no jornal, intitulada Dinheiro liga doleiro da Lava-Jato à obra de prédio de Lula.
    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva abriu um processo contra a família Marinho.
    Nos autos do processo, agora registrado em cartório na capital paulista, os advogados de Lula anexaram a matéria publicada no dia 12 de agosto do ano passado, na qual o diário que apoiava a ditadura militar afirma que o ex-presidente seria dono de um apartamento triplex no Edifício Solaris, no Guarujá (SP), e que o empreendimento estaria ligado, de alguma forma, ao doleiro Alberto Youssef.
    Antes da publicação do artigo, o Instituto Lula esclareceu ao jornalista que Marisa Letícia, mulher do ex-presidente, adquiriu a prestações, uma cota no empreendimento e que a família do ex-presidente não tem nenhum apartamento, quanto menos um tríplex. “Não foi a primeira vez que isso foi esclarecido a este repórter e o jornal carioca optou por dar continuidade à mentira que vem repetindo desde dezembro do ano passado”, disse o Instituto Lula, em nota.
    Resposta de Lula
    “O autor da matéria insistiu na versão mentirosa, com amplo destaque tanto na versão impressa do jornal, quanto na internet. O Instituto Lula respondeu ao Globo, em nota, no dia 14: ‘Lula não tem apartamento no Guarujá. E se tivesse?’ Em sua edição de sábado (15 de agosto), o jornal tentou justificar a atribuição da propriedade do imóvel pelo ex-presidente por informações passadas pela ‘vizinhança’, ou seja, fez um jornalismo baseado em fofocas de corredor de prédio”, acrescenta a nota do Instituto.
    Ainda no documento, Lula afirma, por meio de sua assessoria, que “a ação demonstra que a matéria teve claro caráter difamatório e o mero registro burocrático do outro lado não compensa os danos morais causados pela veiculação de graves mentiras. Que foram criadas relações que não existem entre uma cota de empreendimento adquirida a prestações pela família do ex-presidente e Alberto Youssef, criminoso reincidente”.
    Apesar da ação em curso, o diário carioca seguiu na publicação de outras matérias sobre o imóvel de Guarujá, o que valeu um novo desmentido, no último sábado que, segundo advogados do ex-presidente, será anexado ao processo contra a família Marinho, como demonstração do caráter persecutório dos meios de comunicação de propriedade das Organizações Globo.
    Na nota da semana passada, o Instituto Lula demonstra, com uma série de documentos, “como os adversários de Lula e sua imprensa tentam criar um escândalo a partir de invencionices”.
    DESENHEI.

  • Rolando Caio da Rocha

    Não vejo a hora do Jean-Claude Duvalier de 9 dedos ir morar na Papuda… Quero acabar com os rojões e a cerveja do mundo comemorando…

  • Fern@ndinho

    Não adianta os MILITONTOS ficarem apresentando esse ou aquele, quando o assunto é o ladrão de nove dedos…
    Não adianta tentar desviar o foco, ele foi pego e não há como negar.

  • Eu

    FER@NDINHO:::Tonta , militontos e nove dedos, tenho a leve impressão, que é sua geradora, ou o ser do gênero feminino, que cria e cuida de alguém cujo décimo dedo do Lula deve estar lá dentro. Abraços, de seu amigo

  • Papagaio de Pirata

    A Bancoop era efetivamente uma organização criminosa, se transformou num balcão de negócios e que foram desviados quase R$ 100 milhões naquela época para abastecer campanhas político-partidárias, caixa 2, bem como também para dar estrutura de empresas fantasmas e obviamente beneficiar pessoas que estavam de alguma forma atreladas ao Partido dos Trabalhadores. Vacari, o do pixuleco, era o seu presidente. O pior são os coitados que foram lesados. Confiaram no Bancoop e ficaram sem dinheiro e sem casa. E a corja do PT sem nenhuma dor na consciência. Vão sendo levados presos e ainda erguem o braço e cerram os punhos. Lastimável!

  • FHC

    ROLANDO CAIO DA ROCHA—seu boçal , sabe onde esta o décimo dedo do Lula? Lá mesmo onde pensaste, fala para mim tá doendo ou não?

    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=534375740069251&set=gm.182231048806445&type=3

  • Meu triplex, minha vida

    Esta’ sendo dificil para Lula demonstrar que o triplex e o sitio nao sao dele mesmo que os documentos mostram laranjas como donos.
    Quando todas as evidencias mostram que sim, essa historia nao vai virar nada pois basta seu amigo e ministro da justiça ligar para o chefe da investigaçao arquivar o caso
    Logicamente ele recebeu propinas dos empreeiteiros “amigos” e agora paga caro por isso.
    A sua candidatura

  • FALTA DE SABER ACENTUAÇÕES

    Meu triplex , Minha Vida……

    Ninguém pode acusar a Polícia Federal de não dar show, especialmente para o público sedento de escândalos dos mesmos atores. O famoso triplex 164-A no Guarujá foi classificado pela PF como um imóvel com “alto grau de suspeita quanto à sua real titularidade”.
    A delegada Erika Mialik Marena, da Lava Jato, aponta num relatório que “manobras financeiras e comerciais complexas envolvendo a empreiteira OAS, a cooperativa Bancoop e pessoas vinculadas a esta última e ao Partido dos Trabalhadores apontam que unidades do condomínio Solaris, localizado na Avenida General Monteiro de Barros, 638, em Guarujá-SP, podem ter sido repassadas a título de propina pela OAS em troca de benesses junto aos contratos da Petrobrás”.
    O promotor Cássio Conserino, conhecido como “o promotor da Veja”, intimou Lula e a mulher Marisa Letícia a depor no dia 17 de fevereiro, no Fórum da Barra Funda, em São Paulo.
    Para todos os efeitos, o apartamento já é de Lula. O trabalho é confirmar a suspeita e não exatamente verificar a verdade. Lula terá de esclarecer. Mas a mensagem que se quer passar adiante, entre outras, é a do “aí tem”, objetivo já plenamente alcançado.
    É de se perguntar onde estava essa, digamos, fome de bola de apropriação no episódio do Helicoca. Para refrescar sua memória: no dia 24 de novembro de 2013, um helicóptero com 445 quilos de pasta base de cocaína foi apreendido numa fazenda no Espírito Santo.
    A aeronave pertencia à Limeira Agropecuária, do ex-deputado estadual Gustavo Perrella, da irmã dele, Carolina Perrella, e do pai, o senador Zezé Perrella, ex-presidente do Cruzeiro e amigo de Aécio Neves.
    O piloto, Rogério Almeida Antunes, era funcionário da Limeira tinha um cargo na Assembleia Legislativa de Minas Gerais por indicação de Gustavo.
    A droga veio do Paraguai, onde esteve quatro dias antes do flagrante. Passou pelo Campo de Marte, na capital paulista, e por Minas Gerais. A carga estava avaliada em 50 milhões de reais.
    Nunca houve qualquer dúvida quanto a quem pertencia o helicóptero.
    No entanto, o doutor Leonardo Damasceno, da PF de Vitória, em velocidade estonteante, inocentou os Perrellas de qualquer participação no crime. Damasceno chegou a essa conclusão em escassos 15 dias, baseado, oficialmente, nas ligações telefônicas dos celulares capturados.
    Zezé Perrella não foi sequer ouvido, nem para dizer que não tem nada a ver com nada. Não houve indignação popular seletiva, não houve vazamento e a cobertura foi escassa.
    Meia tonelada de coca num helicóptero de um parlamentar jamais rendeu uma declaração pública das autoridades de que havia “alto grau de suspeita” com relação ao homem.
    Seja no caso do triplex na praia, seja no do sítio, seja no barco, Lula é culpado a priori — e o esforço hercúleo da Polícia Federal é juntar pontos que provem isso, eventualmente sem provar muita coisa, para que o show possa continuar.
    Explica conhecedor da língua portuguesa.

  • FALTA DE SABER ACENTUAÇÕES

    MEU TRIPLEX MINHA VIDA, por favor, como você me explica essa corrupção, mas com acentuações corretas, estou esperando, a resposta, mas correta para que nos possamos entender:

    OPERAÇÃO ALBA BRANCA
    Esquema de fraude das merendas em SP chega a Padula, braço direito de Alckmin.
    Escândalo de superfaturamento das merendas em São Paulo envolve alto escalão do governo Alckmin e não é o primeiro na pasta da educação. Todo trabalhador da educação sabe que existem muitos outros indícios de fraudes e superfaturamentos e mesmo compras desnecessárias. Esquema de fraude das merendas em SP chega a Padula, braço direito de AlckminMárcio Barbio
    Comentários 9Email Imprimir Twitter Facebook Compartir por Google+
    Como noticiado pelo Esquerda Diário, a Operação Alba Branca vinha investigando um esquema milionário de superfaturamento da merenda escolar na rede estadual de São Paulo e pelo menos mais 22 prefeituras de norte a sul do Estado. No inicio das investigações, aparecia envolvidos o presidente da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo, Fernando Capes, do PSDB, e a Cooperativa Orgânica Agrícola Familiar (COAF). Entretanto, com o avançar das investigações, e a divulgação de interceptação telefônica mais três indivíduos aparecem envolvidos até o pescoço. São eles: Fernando Padula, chefe de gabinete da secretaria de educação, braço direito de Alckmin e famoso por ordenar uma “guerra” contra os secundaristas num áudio vazado de reunião em meio a luta contra a reorganização; o lobista Marcel Ferreira Júlio, filho do ex-deputado Leonel Júlio (cassado em 1976 pelo regime militar no “escândalo das calcinhas”), e ainda, Luiz Roberto dos Santos, o “Moita”, ex-assessor da Secretaria da Casa Civil de Alckmin, ou seja, gente de alto escalão no tucanato paulista.
    Padula foi exonerado depois de ser chefe de gabinete da Secretária Estadual de Educação desde 2007, ou seja, durante os Governos Serra e Alckmin, e era tratado, conforme demonstram as gravações, com os outros dois envolvidos como “ nosso homem”. Por sua vez “Moita”, foi exonerado da chefia de gabinete de Edson Aparecido, secretário da Casa Civil, um dia antes de a operação Alba Branca ser deflagrada, no dia 19 de janeiro.
    Os três investigados foram flagrados discutindo aditamento a um contrato. A partir da análise dos grampos, a Polícia destaca que os alvos da investigação se referem a Padula como “nosso homem”.
    Esse não é o primeiro escândalo envolvendo a secretaria de educação de SP
    Em outra matéria também divulgada nesse site, também denunciamos os estratosféricos salários de Hermann, quando esse era ainda secretário. Na última semana publicamos também o salário do atual Secretario quando esse era Presidente do tribunal de Justiça. Salários esses totalmente ilegais, uma vez que ultrapassam em muito o teto salarial dos funcionários públicos, e ainda mais imorais, em um momento que os trabalhadores da educação amargam um arrocho salarial sem precedentes, com 0% de reajuste ano passado e com a promessa de mais um ano sem reajuste, o que fará com que nossos salários percam cerca de 20% do seu valor de compra comparado com os do inicio do ano de 2015.
    Todo trabalhador da educação sabe que existem muitos outros indícios de fraudes e superfaturamentos e mesmo compras desnecessárias. Podemos fazer uma lista bastante longa. Podemos citar, apenas a titulo de ilustração, as centenas de milhares de apostilas que não são usadas, por sua qualidade sofrível ou por chegar totalmente fora de tempo. As assinaturas de revistas de editoras que constam na lista de doadoras de campanha de Serra e Alckmin. Sem falar nas parabólicas instaladas e nunca usadas em anos passados e um sem números de pequenas e grandes falcatruas.
    Podemos concluir que todo o discurso que o estado não tem dinheiro para pagar melhores salários para professores e funcionários, possibilitando assim uma educação de melhor qualidade para os nossos alunos, não passa de falácia. Dinheiro tem, o problema é que tem ainda mais roubalheira nos corredores da Secretaria Estadual de Educação do Estado de São Paulo.
    É preciso por de pé uma comissão de investigação independente do governo e da ALESP, uma comissão composta de trabalhadores (professores e funcionários administrativos) por estudantes e pais de alunos, para que se investigue até o fim e que se puna todos os envolvidos. Não podemos confiar numa assembléia legislativa que votou todas as leis de desmonte da educação – lei da categoria O, lei das faltas médicas, etc- e cujo presidente Fernando Capes é um dos envolvidos, tão pouco podemos confiar no próprio governo que nomeou e manteve por anos “ Moita “ e Padula. Exigimos punição de todos os envolvidos nesse e em todos os casos de fraude.

    Se não conseguir explicar pode desenhar, mas coloca acento nas palavras.

    • Meu triplex, minha vida

      FALTA
      Esse caso esta’ sendo investigado pela policia e o ministerio federal. Eu acho que esses assessores e politicos tem que ser preso

  • FALTA DE SABER ACENTUAÇÕES

    MEU TRIPLEX MINHA VIDA, sua inveja e seu ódio pelo futuro presidente do Brasil de 2018, é simplesmente por que o mesmo veio pobre do nordeste e soube com dignidade escrever sua história na politica brasileira, e você quem é ( um analfabeto até hoje ),, o que faz ( nada ) o que produz ( bosta ), o que fez pelo país ( cagada ) e queres ser o que, ao escreveres tão bem ( um burro de carga ), enquanto isso:++

    Luiz Inácio Lula da Silva
    Aos sete anos de idade, Luiz Inácio Lula da Silva mudou-se com a família para Santos (SP), para escapar da miséria do sertão de Pernambuco. Quatro anos mais tarde, em 1956, foi para a capital do Estado de São Paulo. Lá, ainda criança, trabalhou como vendedor ambulante, engraxate e office-boy. Aos 15 anos, tornou-se aprendiz de torneiro mecânico.
    Em 1970, depois de perder a esposa grávida do primeiro filho, Lula passou a se dedicar intensamente à atividade sindical. Em 1973, casou-se com Marisa, sua atual mulher. Em 1975, chegou à presidência do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo e Diadema. Liderou a primeira greve de operários do ABC paulista em 1978, durante o regime militar.
    Em 1980, aliou-se a intelectuais e a outros líderes sindicais, para fundar o PT (Partido dos Trabalhadores), do qual se tornou presidente. No ano seguinte, liderou nova greve de metalúrgicos, foi preso e teve seu mandato sindical cassado.
    Participou da fundação da CUT (Central Única dos Trabalhadores) e, em junho de 1983, integrou a frente suprapartidária pró-eleições diretas para a presidência da República com os governadores de São Paulo, Franco Montoro (PMDB), e do Rio de Janeiro, Leonel Brizola (PDT).
    Lula foi eleito, em 1986, deputado federal constituinte com a maior votação do país. Concorreu à presidência da República em 1989, quando foi derrotado no segundo turno por Fernando Collor de Mello, e em 1994 e 1998, quando perdeu para Fernando Henrique Cardoso.
    Em 1995, deixou a presidência do PT e tornou-se presidente de honra do partido. Em 2002, foi eleito presidente do Brasil com votação recorde de 50 milhões de votos. Reelegeu-se em 2006, vencendo, em segundo turno, o candidato do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), Geraldo Alckmin.
    Na presidência, a gestão de Lula tem seguido a política econômica de seu antecessor, conseguindo com isso colocar o país no rumo do desenvolvimento econômico. Lula também tem surpreendido os observadores da cena política por conseguir manter altos índices de aprovação e conseguindo reeleger sua sucessora por duas vezes, sem precisar comprar os votos de deputados federais e senadores para se eleger e reeleger, tanto ele como Dilma e 2018 vem ai.

    • Meu triplex, minha vida

      FALTA……………….
      O Bancoop deixou 3 mil pessoas — que pagaram mensalmente — sem entregar os apartamento para desviar dinheiro para o partido do PT
      Esse triplex que acusam o Lula de ser dono, era um deles pois ganhou de “presente”. Eis a pergunta sera’ que essas 3000 pessoas tem raiva do PT e de Lula?
      Por essa “ajuda” para pagar as dividas do PT, o Lula (em agradecimento) deu um cargo de tesoureiro do PT a Vaccari (presidente da Bancoop) pois ele viu que o Vaccari tinha jeito para a “coisa”
      Resultado : o ex tesoureiro Vaccari esta’ preso

  • EU

    A MÍDIA MAFIOSA, FASCISTA, GOLPISTA. COMANDADA PELA REDE GLOBO, ESQUECEU DE DIZER QUANTAS VIAGENS O AÉCIO TRAFICANTE, CHEIRA CHEIRA, FEZ DE BRASÍLIA AO RIO DE JANEIRO E PARA CASA DE SUA NAMORADA EM FLORIANÓPOLIS E OS COXINHAS, O QUE FALAM DISSO, TALVEZ ENFIA O DEDO LÁ E CHUPA.

    LULA FOI MENOS A ATIBAIA DO QUE AÉCIO AO RIO
    :
    Em sua nova “bomba”, Época calculou que o ex-presidente Lula foi 111 vezes a um sítio em Atibaia (SP), que fica a menos de 50 km de distância de seu apartamento em São Bernardo do Campo (SP); o curioso é que as 124 viagens de Aécio Neves, como governador Minas, ao Rio de Janeiro, em aviões oficiais, jamais foram tratadas como escândalo pela Globo; jihad da família Marinho contra Lula pode incendiar o País.
    A nova polêmica que a Globo tenta emplacar na perseguição ao ex-presidente Lula, sobre suas viagens ao sítio de Atibaia, não leva em conta, por exemplo, que o líder da oposição, senador Aécio Neves (PSDB), usou mais vezes aeronaves oficiais para ir ao Rio de Janeiro.
    A Globo publicou, no site de Época, que Lula visitou, em pouco mais de quatro anos, 111 vezes a propriedade em Atibaia (SP) pertencente aos sócios de um de seus filhos, como isso representasse um crime.
    O grupo dos irmãos Marinho não cita, no entanto, o relatório produzido pelo atual governo mineiro, comandado pelo PT, sobre as 124 viagens de Aécio Neves ao Rio de Janeiro, nos sete anos e três meses que governou Minas Gerais (2003-2010), em aeronaves do Estado.
    A maioria das viagens foi entre quinta e domingo. Além disso, há em 2008 e 2009 seis passagens para Florianópolis, onde morava a namorada e hoje mulher do tucano, a ex-modelo Letícia Weber, inclusive no período do Carnaval.
    O uso de aeronaves pelo tucano era regulado por um decreto assinado por ele mesmo, que permitia o uso de aviões oficiais pelo governador “em deslocamento de qualquer natureza, por questões de segurança”.
    NESSA MÁFIA ONDE PREVALECE O PSDB-DEM-PMDB. TUDO PODE, TUDO É LEGAL, TUDO É DENTRO DA LEI, E O PODER JUDICIÁRIO BRASILEIRO, CONTINUA CADA VEZ MAIS PODRE, LIDERADO POR GILMAR MENDES E JUIZ MORO, QUE ESTÃO ENCHENDO O BOLSO DE $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$, TEMOS QUE ANALISAR TAMBÉM O APARTAMENTO DE FHC EM PARIS, DE JOAQUIM BARBOSA EM MIAMI, A FAZENDA DE ALOYSIO NUNES ESTIPULADA NA RECEITA FEDERAL EM 1 REAL ETC……. NESSA TURMA SÓ DA BANDIDO. NUNCA ESQUECENDO AGORA, TAMBÉM O ROUBO DA MERENDA DOS ESTUDANTES DO ESTADO DE SÃO PAULO, QUE ERA LIDERADO DE DENTRO DO PALÁCIO DOS BANDEIRANTES PELO CHEFE MOR ALKIMIN.

  • Companheiro

    Roubei, mas não fui eu

  • Honesto é o Aécio Neves ….cheirador….

  • REDE GLOBO

    AOS OTÁRIOS GOLPISTAS QUE ACREDITAM NA MÍDIA GOLPISTA, OU SEJA AOS FASCISTA BURGUESES, ESTE É O ULTIMO FURO DA REDE GLOBO:–

    O verdadeiro dono é parceiro da Fundação Roberto Marinho
    Sítio do Lula: O verdadeiro dono é parceiro da Fundação Roberto Marinho
    3 de fevereiro de 2016

    A vantagem de só ter coxinha reaça trabalhando no Jornal Nacional é que não entendem nada de povão e acabam dando tiro no pé. Acabam fazendo matérias ridiculamente idiotas.
    Daqui para baixo liguem o modo ironia para ler a palavra “escândalo”, hein gente.
    Na ânsia de agradar os patrões e atacar o presidente Lula, o Jornal Nacional gastou 3 minutos denunciando um “escândalo”:
    Lula passa os fins de semana com a família. Oh!!! Em um sítio em Atibaia, de propriedade de amigos da família. Oh!!!!
    “Escândalo” dos “escândalos”: Lula e a família não vão de helicóptero nem de avião para o sítio. Vão de carro! Oh!!!
    O “escândalo” de viajar para o sítio aconteceu pelo menos 8 vezes em 2012. Oh!!!
    Em 2013 foram 19 fins de semana e feriados. Oh!!! Em 2014, 18 viagens. Oh!!!
    Em 2015, 22 fins de semana. Oh!!!
    Somando os 4 anos, Lula e a família viajaram 111 vezes para o sítio. Oh!!!
    O JN faz as contas e diz: “Em média, uma visita a cada duas semanas”. Oh!!!
    Mas o “escândalo” não acabou. Ainda tem o último reveillon! Lula e família não passaram em Paris, nem em Nova York, nem Trancoso, nem em Florianópolis, nem em Copacabana, nem em Fernando de Noronha. Passou no… tchan… tchan… tchan… sítio dos amigos em Atibaia. Oh!!!
    Segundo o JN, a fonte é a revista Época, a partir de levantamento no Portal da Transparência do Governo Federal dos deslocamentos entre São Bernardo do Campo e Atibaia dos funcionários que fazem a segurança dos ex-presidentes.
    O JN destila veneno e diz “apesar da frequência, o ex-presidente diz que usa o sítio em dias de descanso e que não é o dono, o lugar pertence a amigos. No cartório, o sítio está registrado em nome de Fernando Bittar e Jonas Suassuna, sócios de Fábio Luís Lula da Silva, filho de Lula”.
    Ou seja, o JN comprovou no cartório que Lula fala a verdade, mas o telejornal tenta enganar o telespectador dando um tom de suspeita se os donos no cartório são donos de fato do sítio, coisa que qualquer estagiário de jornalismo resolveria perguntando diretamente aos donos.
    Acontece que a Globo omite de propósito porque sabe muito bem quem é Jonas Suassuna, um dos donos do sítio. Não é nenhum “laranja”. É muito bem conhecido pela turma da Globo. Fez fortuna produzindo CDs da Bíblia narrados por Cid Moreira. Hoje sua Editora Gol é parceira da Fundação Roberto Marinho e edita 45 publicações de livros e DVD’s dos telecursos e outros títulos.
    O outro dono do sítio, Fernando Bitar, é filho de Jacó Bittar, fundador do sindicato dos petroleiros de Paulínia, do PT, ex-prefeito de Campinas e velho amigo de Lula.
    Aqui em casa ninguém entendeu qual é a “denúncia”. Ter amigos e passar fins de semana com a família e amigos em sítio de amigos agora é “suspeito”? Então quase todo mundo que eu conheço é “suspeito”.
    Vamos traduzir o que o povo, mais cedo ou mais tarde, entende.
    Lula, assim como grande parte do povo brasileiro, tem amigos e se visitam, reúnem as famílias para um churrasco, uma pescaria, uma galinhada. Geralmente o anfitrião é quem tem a casa, ou sítio, com mais espaço para lazer, para filhos e netos poderem brincar.
    Os hábitos de Lula são simples e mesmo tendo condições de rodar o mundo a passeio todo ano, se quisesse, passa a maior parte dos fins de semana no mesmo sítio dos mesmos amigos a 80 Km de São Bernardo do Campo, onde mora.
    Ao contrário do que o JN pretende, a maioria da população que coloca o tico e teco para funcionar, se identifica com Lula.
    Ah! O JN ainda tentou requentar uma mal contada estória da dona de uma pequena loja de material de construção que não tem tamanho, nem estoque para suprir vendas de R$ 500 mil e disse que vendeu esse tanto de material para “a Odebrecht” reformar o sítio. Me lembrou o caso Rubnei Quicoli.
    Por fim o JN pagou o mico de dizer: “A imprensa atribuiu a propriedade do sítio a Lula em outras ocasiões, como o ‘Portal Terra’ em 29 de dezembro de 2011. E a ‘Folha de S. Paulo’ em 3 de janeiro de 2012. Na época, Lula não corrigiu essas informações publicadas pela imprensa”.
    E desde quando Lula tem que ler tudo quanto é “reporcagem” para corrigir? Ainda mais se quem faz as “reporcagens” não faz o dever de casa de ouvir as pessoas de quem falam?
    O Instituto Lula respondeu com a elegância que o JN não tem: afirmou que não se responsabiliza pelos equívocos de informação publicados pela imprensa brasileira.
    Em tempo: vocês não imaginam como o Brasil é bem melhor quando a gente fica longe de ler os jornalões, nem assiste a Globo. O Brasil tem problemas sim, e temos principalmente que lutar para voltar a gerar mais empregos. Mas é impressionante como a realidade do cotidiano da grande maioria pessoas é diferente da pauta imposta pelo PIG.
    E AGORA GLOBO, PROCESSADA, TERÁ QUE SE EXPLICAR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *