TIAGO ABRA SOLICITA À PREFEITURA INFORMAÇÕES SOBRE PAGAMENTO DE HORAS EXTRAS

A notícia é da assessoria de imprensa da Câmara:

O vereador Tiago Abra (PP), em Sessão Ordinária (10), encaminhou um requerimento à Prefeitura solicitando dados de servidores municipais que receberam pagamento de horas-extras, entre 1º de janeiro e 31 de maio de 2019.

Abra justificou que a função do Poder Legislativo é fiscalizar as práticas administrativas da Prefeitura e a preocupação deve ser redobrada, pois já houve ocorrências de práticas impróprias à boa gestão dos recursos públicos.

O vereador falou sobre o requerimento: “No mandato passado, gastava-se menos da metade do que o atual prefeito gasta com horas-extras. Será que todo mundo faz esse monte de horas-extras para gastar quase R$ 200 mil por mês? Será que todo mundo que está ganhando por horas-extras faz essas horas-extras? Ou é o chefe que coloca no caderninho? Estamos aqui para fiscalizar o dinheiro do povo”, disse.

O vereador Vanderley Vieira – Deley (PPS) comentou sobre a propositura: “Até parece que pegamos Jales às mil maravilhas de gestões passadas. Lá [Prefeitura] tem pessoas altamente capacitadas. Eu sempre valorizo os funcionários públicos. Se um falhou, não foi todo mundo. Lá teve erros, mas graças à Polícia Federal e ao Ministério Público esses erros estão sendo corrigidos”.

Abra solicitou os nomes dos servidores que receberam horas-extras, das Secretarias às quais estão vinculados, a quantidade de horas-extras pagas, o valor total dos vencimentos e o valor pago de horas-extras.

O requerimento foi aprovado por unanimidade e encaminhado ao Poder Executivo, que tem até 15 dias úteis para enviar resposta ao Legislativo.

10 comentários

  • Eu

    É capaz de ter gente do esporte nesse pacote de extras!!!

  • Concursando

    Vai analisar aquelas pessoas que tem direito a aposentar e fica ocupando o lugar de quem precisa trabalhar e contribuir com Instituto, e o mesmo isento de contribuir com o pagto da previdência por causa do abono permanência sem contar que tem muita gente fazendo compras no mercado a hora de expediente

  • RABO ARDENDO

    População tem que denunciar funcionários desonestos que enrola para fazer horas extras finais de semana.
    Dinheiro que se gasta em horas extras quantas pessoas desempregadas poderiam contratar.
    Prefeito não deve pagar em dinheiro esses caras e sim pagar com bancos de horas.
    Tem sujeito que esta super endividado pela ganancia de querer impossível e depois vem exigir horas extras para
    cobrir rombo.
    Tem senhores vereadores fazer denuncia ao M.P e TCE para acabar com FABRICA DE HORAS EXTRAS

  • Eu

    Duzentos mil em horas extras e não pode pagar 3 ou 4 horas para limpar o comboio após a feira do sabando.

  • Eu

    Parabéns Tiago Abra, esse negocio de horas extras, na maioria das vezes é enganação, e ainda tira lugar de alguma pessoa trabalhar.

  • Cidadão

    E nada de investigarem os funcionários públicos municipais, que ganham mais do que o Chefe do Poder Executivo Municipal???

    Gente, vamos abrir o olho é inconstitucional – E.C 41.

    Tem aposentado também ganhando mais do que o prefeito. Acorda !!!!

  • Os ETs estão de olho

    O correto é fazer com que as pessoas que receberam de forma irregular, devolvam o dinheiro dos últimos 5 anos com juros e correção e punir os superiores que autorizaram os pagamentos indevidos.

    • Pedindo socorro aos vereadores

      Será que nós não temos nesta Câmara de vereadores, pelo menos um com coragem suficiente pra pedir a cassação deste prefeito? Mais quantos escândalos serão necessário para que isso possa ocorrer? A ex-prefeita caiu por muito menos que isso gente, vamos acordar por favor, só não vê quem não quer. A cada flash uma denuncia nova, aff, ninguém merece…

  • Ze ruela

    Tem diretor de divisão que ganha por que trabalha, agora a maioria dos diretores e chefe de setor não sabe nem o significado de MAIS OU MAS SUJEITO OU PREDICADO agora pra pedir hora extra, falar que não assina nada abonada e conhecer direito eles sabe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *