TOFFOLI, O MINISTRO PETISTA, ARQUIVA INQUÉRITO CONTRA DEPUTADO TUCANO

Sempre que o ministro Dias Toffoli dá uma decisão favorável a algum petista, como no caso do José Dirceu, o ex-urubólogo Alexandre Garcia faz questão de lembrar que ele, o ministro, já foi advogado do PT.

Tudo indica, porém, que Toffoli usa o mesmo critério para julgar petistas e tucanos. O que não parece ser o caso, por exemplo, do ministro Edson Fachin, fartamente elogiado por Garcia, em função de suas decisões (e manobras)  contra o ex-presidente Lula.

Ex-advogado da CUT e do MST, Fachin só conseguiu chegar ao STF graças à atuação firme da então presidente Dilma, pois era visto por tucanos e Cia como um esquerdista. Instalado no STF, a primeira decisão de Fachin foi contrária aos interesses de Dilma, àquela altura tentando se defender dos ataques de golpistas como Aécio Neves, Eduardo Cunha e outros da mesma estirpe. 

A notícia do UOL:

O ministro Dias Toffoli, do STF (Supremo Tribunal Federal), determinou o arquivamento do inquérito contra o ex-ministro e deputado federal Bruno Araújo (PSDB-PE), aberto a partir das delações da Odebrecht.

Executivos da empreiteira afirmaram que Araújo teria recebido R$ 600 mil nas campanhas eleitorais de 2010 e 2012, do setor de propina da empresa.

A defesa do deputado afirma que as doações recebidas foram declaradas à Justiça Eleitoral e que não houve irregularidade. O inquérito foi instaurado em abril de 2017 e em maio deste ano a PGR (Procuradoria-Geral da República) pediu a prorrogação da investigação por mais 60 dias.

Mas, na última sexta-feira (29), Toffoli determinou o arquivamento da investigação. Na decisão, o ministro afirma que as investigações duraram por tempo demais sem que fosse possível apresentar provas das declarações dos colaboradores, ou provas outras”, diz Toffoli na decisão.

Bruno Araújo foi ministro das Cidades no governo do presidente Michel Temer (MDB).

4 comentários

  • Moro prende e eles soltam

    Os 5 ministros da segunda turma do STF resolveram fazer politica e acabar com a operação Lava Jato. Depois que a Lava Jato prendeu mais de 300 criminosos do colarinho branco
    Alem disso, aproveitaram o período da copa do mundo –quando o brasileiro está preocupado com os jogos — para :
    (1) trancar uma ação penal contra o um deputado do PSDB e soltar Paulo Preto (2) manter a liberdade de um operador financeiro do MDB e de Janu (PP) (3) anular a busca e apreensão no apartamento de Gleisi Hoffman (PT) (4) soltar Zé Dirceu, da cadeia e (5) agora arquivar o processo de Bruno Covas (PSDB)
    Eles passaram vergonha quando Dias Toffoli quis soltar Zé Dirceu e bateu boca com Fachin que disse “nós dois estamos estendendo o que estamos falando”.
    Agora, eles querem soltar Lula e Eduardo Cunha, basta ter uma oportunidade. Claro!

  • Lula quer que petistas passam fome, por ele

    Essa noticia saiu da folha
    “Após as seguidas derrotas no STF e os sinais de que a Cármen Lúcia, não vai pedir a revisão da prisão após segunda instância até setembro, 11 militantes de movimentos sociais ligados ao PT começarão uma greve de fome em apelo à libertação do Lula.
    O protesto será deflagrado no fim deste mês e tem o respaldo da direção do partido. Os manifestantes prometem acampar em Brasília até que a situação do petista seja reavaliada.
    A greve de fome faz parte de uma série de movimentos que o PT vai promover para tentar reverter a prisão de Lula. O partido quer entregar um abaixo-assinado a tribunais superiores em 15 de agosto, quando haverá ato para o registro da candidatura do petista.”
    Bora petistas do blog! Vai a Brasilia fazer greve de fome

  • Eike Batista, preso mas Gilmar solta!

    Depois que Gilmar soltou 35 investigados, em 8 meses, presos pela operação Lava Jato que já prendeu mais de 300 bandidos de colarinho branco inclusive politicos.
    Agora o juiz Bretas do MPF/RJ mandou prender (de novo) o ex bilionário Eike Batista que Gilmar Mendes soltou em abril deste ano.
    Mas Eike vai recorrer para a segunda turma — em que Gilmar mendes é o grande chefe — pois certamente vão solta-lo.
    Gilmar muda os fundamentos juridicos de acordo com que ele precisa para prender ou soltar. Isso foi feito com o empresario de transportes, Barata Ribeiro, suspeito de pagar propina. Gilmar foi acusado de manter vinculos de amizade intima com o bandido.

  • Quem não tem cão, caça com gato

    Sem conseguir a soltura de Lula, no STF, principalmente na 2a. turma, o PT deverá tentar o registro da candidatura de Lula, na Justiça Eleitoral. Gilmar Mendes era a salvação!!!!!
    Para isto, fez uma lista dos candidatos que concorreram com o registro indeferido pela Justiça Eleitoral. De 145 eleitos em 2016, 70% conseguiram reverter a decisão depois do pleito, foram diplomados e tomaram posse.
    Baseado nesta estrategia, o PT vai tentar registrar Lula como candidato, se não conseguir, entrará com recurso, recursos, e ai vai……….Irá, no fim, até na ONU, OEA, sei lá? Vão dizer que eleição sem Lula é golpe!
    Que vergonha para um ex presidente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *