HOMEM MATA EX-MULHER E ENTEADOS E SE MATA EM GENERAL SALGADO

A notícia é do Diário da Região:

Um homem tirou sua própria vida após matar a ex-mulher, de 37 anos, a enteada de 14 anos e um enteado de 19 anos, esfaqueados, na madrugada desta quarta-feira, 11, em uma residência no bairro Cohab III, em General Salgado. 

Segundo a Polícia Civil, que está investigando o caso, o motorista Valteni Ferrari, 55 anos, teria abusado da enteada Vitória Yasmim dos Santos Ferrari há cerca de um mês. Na ocasião, a adolescente relatou o ocorrido à mãe, Sandra Regina dos Santos, que se separou do motorista e o entregou à polícia.

Desde então, o motorista fugiu e, por meio de ligações e mensagens, ameaçava a ex-mulher e a família, prometendo voltar para fazer vingança.

Nesta madrugada, ele retornou e cometeu os homicídios. Seu outro filho com Sandra, de apenas 9 anos, desesperado com a cena, se escondeu em um quarto para não ser morto pelo pai e ligou para a Polícia Militar da cidade, pedindo ajuda.

O namorado de Vitória, Rafael Ribeiro Ferreira, de 21 anos, também estava no local no momento do crime, mas não foi atingido.

De acordo com o relato de Rafael à polícia, Valteni chegou por volta das 5 horas e pulou o muro. Ele portava um canivete e ameaçou a ex-mulher, Sandra, que tinha uma medida protetiva contra ele devido às investigações do estupro.

TRAGÉDIA EM FAMÍLIA

Antes mesmo que o dia amanhecesse de vez, os moradores da pequena cidade de General Salgado (a 108 km de Rio Preto) já ficaram sabendo do crime e a reação foi apenas uma: tristeza.

Segundo um morador da vizinhança, que não quis se identificar, a família era de poucos amigos, mas conhecida por todos no município que tem pouco mais de 10 mil habitantes e que nunca antes haviam se envolvido em crimes ou escândalos.

“Era uma família de bem”, disse o prefeito Leandro Rogério de Oliveira, o Leandro do Correio (PR) sobre as vítimas e o acusado. “Este crime e a acusação de estupro deixaram todos nós espantados”, contou.

De acordo com informações de populares da cidade, Valteni trabalhava como motorista em uma usina da região. A reportagem entrou em contato com uma usina próximo à cidade de General Salgado, mas por telefone, foi informado que o acusado nunca trabalhou no local.

Ainda segundo o prefeito, a Secretaria de Assistência Social do município já está prestando todo o apoio necessário à criança, filha de Valteni e Sandra. “Estamos aguardando a chegada dos familiares das vítimas, que são de Votuporanga e Mirandópolis, para decidir sobre a guarda junto ao Conselho Tutelar”, explicou Leandro.

O suporte funerário foi cedido pela Prefeitura de General Salgado, que emitiu também uma nota de pêsames ao caso. “Era uma família muito próxima de nós da Prefeitura”, finalizou o prefeito.

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *