QUATRO HOMICÍDIOS MARCAM VIRADA DO ANO NA REGIÃO

A notícia é do Jornal de Jales:

A violência marcou a passagem de ano na região, com o registro de pelo menos quatro homicídios, dois dos quais ainda estão sendo investigados pela polícia.

Um dos crimes aconteceu em Urânia, no dia 30 de dezembro, sábado, onde um homem de 32 anos foi morto a facadas em um bar próximo ao cemitério.

O suspeito, de 47 anos, que segundo informação da polícia, morava com a vítima em uma república, foi preso em flagrante. O agressor disse aos policiais que os dois se desentenderam porque a vítima não teria pago sua parte das despesas da república

Segundo a polícia, a vítima estava no bar quando o suspeito apareceu de repente, já desferindo golpes com uma faca que chegou a quebrar. A vítima foi atendida pelo Samu, mas não resistiu aos ferimentos e morreu logo em seguida.

O agressor fugiu, mas passou a ser procurado pelos policiais de Urânia e Aspásia, até ser encontrado em uma mata, portando outra faca.

DEGOLA

Outro homicídio foi registrado no dia 1º de janeiro, desta vez em Santa Albertina, durante um desentendimento entre o criminoso e seu cunhado. Segundo informações de familiares, o agressor teria levado um tapa no rosto, foi em casa, pegou uma faca e degolou a vítima.

Na sequencia, o criminoso foi até a delegacia e se entregou. Segundo os policiais, ele disse que tinha matado seu cunhado e queria pagar pelo que fez. Ele foi ouvido pelo delegado de plantão e encaminhado para a delegacia de Santa Fé do Sul.

VIRADA DO ANO

Em Suzanápolis, um homicídio aconteceu em plena virada do ano, quando uma grande confusão se armou no centro da cidade, por volta das cinco horas da madrugada do dia 1º. Segundo a polícia, logo depois da confusão, um rapaz de 22 anos morreu, ao levar uma facada. Outro jovem também foi esfaqueado pelo mesmo agressor e chegou a ser atendido na Santa Casa de Pereira Barreto, onde foi medicado e liberado.

Os policiais que atenderam a ocorrência informaram que o jovem que morreu levou uma facada no abdômen, perdeu muito sangue e morreu a caminho do hospital.

O suspeito fugiu tomando rumo de Aparecida d’Oeste. A polícia está investigando para procurar saber detalhes sobre os motivos da confusão e do crime.

PRAINHA

Também na noite de sábado, dia 30, um rapaz de 28 anos morreu depois de receber vários tiros, na prainha de Riolândia. Ele participava de uma festa de confraternização quando o agressor apareceu e segundo a polícia, foi logo atirando.

Os motivos do crime ainda estão sendo investigados, mas sabe-se que o homem levou pelo menos 8 tiros à queima-roupa. Ele era operador de máquina em uma usina da região e deixa dois filhos, um de 9 anos e uma menina de 1 ano e nove meses.

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *