TENTATIVA DE FURTO NOS CORREIOS DE URÂNIA TERMINA COM UM SUSPEITO MORTO E TRÊS PRESOS

Deu no Jales Notícias:

Uma ação da Polícia Militar na madrugada deste domingo, 22 de outubro, resultou na prisão de três pessoas, inclusive uma mulher, e na morte de um quarto indivíduo. Eles teriam tentado furtar a agência dos Correios de Urânia e teriam sido interceptados pela PM quando tentavam acessar a rodovia Euclides da Cunha pela vicinal José Francisco Pereira, a “Transchico”. 

Segundo informações da PM, o grupo estava em um Fiat Uno e em uma GM Montana e seriam da região de Araçatuba e Birigui.

Ainda de acordo com a PM, por volta das 3h40, diversas viaturas da PM de toda a região se dirigiram  a Urânia, após receberem informações de que poderia ocorrer um furto a uma agência dos Correios daquela cidade por uma quadrilha da cidade de Araçatuba. O objetivo era intensificar o patrulhamento ostensivo e preventivo com o objetivo de prevenir e impedir o crime.

Durante o patrulhamento na cidade, duas viaturas se depararam com dois veículos suspeitos, que não obedeceram a ordem de parada. O Fiat Uno foi abordado poucos metros à frente e dentro os três criminosos presos, sendo dois homens e uma mulher.

Já a GM Montana persistiu na tentativa de fuga e foi perseguida pela Força Tática de Fernandópolis. Segundo os policiais, condutor e passageiro dispararam com armas de fogo por diversas vezes contra eles, iniciando uma troca de tiros. O condutor do veículo conseguiu despistar os policiais, sendo o veículo somente localizado após ser abandonado em uma propriedade rural nas proximidades.

O passageiro, que não teve a identidade revelada, mas seria o chefe da quadrilha e teria mandado de prisão contra ele, foi encontrado morto em uma pastagem, depois de abandonar o veículo e tentar empreender fuga a pé. Ele teria sido atingido no pescoço. Com ele foram encontrados um revólver calibre 38 com três capsulas deflagradas.

Não há informações sobre o outro ocupante. A ocorrência foi apresentada na sede da Polícia Federal de Jales, órgão responsável por crimes cometidos contra o patrimônio federal. A PF deverá investigar o caso para apurar as circunstãncias do tiroteio. 

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *