CARLOS DRUMOND DE ANDRADE, 109 ANOS

          “Ser  feliz  sem  ter  motivo  é  a  mais  autêntica forma  de  felicidade”

Se não tivesse deixado o mundo dos vivos em 17 de agosto de 1987, o poeta Carlos Drumond de Andrade estaria completando, neste 31 de outubro, 109 anos de idade. Nascido em Itabira, nas Minas Gerais, Drumond formou-se farmacêutico, mas, bulas e agulhas à parte, foi com as palavras que ele se deu melhor. Além de poesia, ele produziu livros infantis, contos e crônicas.

ETERNO

Eterno, é tudo aquilo que dura uma fração de segundo, mas com tamanha intensidade que se petrifica, e nenhuma força jamais o resgata!

Fácil é ditar regras.
Difícil é segui-las. Ter a noção exata de nossas próprias vidas ao invés de ter a noção da vida dos outros.

Fácil é perguntar o que se deseja saber.
Difícil é estar preparado para escutar esta resposta. Ou querer entender a resposta.

Fácil é dar um beijo.
Difícil é entregar a alma sinceramente, por inteiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *