FANTASIA DE PAOLLA OLIVEIRA DIVIDE OPINIÃO DE INTERNAUTAS

Sinceramente, com tanta coisa ruim acontecendo no Brasil e a patrulha do politicamente correto preocupada com a fantasia da Paolla. Não demora e marchinhas como “Índio quer apito” e “Maria Sapatão” serão proibidas. Vejam isso:

A atriz Paolla Oliveira, 35, foi criticada por internautas após divulgar uma foto, no seu Instagram, na quinta (8), em que aparece vestida de índia. 

Usuários da rede social acusaram a artista de apropriação cultural nos comentários da imagem. “Que no Carnaval tenhamos consciência de que os povos indígenas não são fantasias para nos divertir”, disse um. “Índios e negros não são fantasias, são pessoas”, disse outro.

A polêmica acontece em meio a uma campanha contra fantasias de índios divulgada nas redes sociais pela ativista indígena Katú. Um dia antes de Paolla mostrar seu figurino para o baile do Sarongue, que aconteceu no Rio de janeiro (RJ), Katú criou a hashtag #índionãoéfantasia.

(…)

“Linda como índia. Linda como sempre… Quem critica deveria se preocupar com aquilo que realmente necessita suscitar preocupação”; “Essa geração de nascidos nos anos 80 e 90 tem uma turma ‘ética moderninha’ muito chata. Tá linda, Paolla”; e “Muito linda. Espelha a beleza da mulher brasileira, inclusive as índias. Não vejo desrespeito mas sim uma homenagem às índias brasileiras”, são alguns dos comentários em amparo a atriz.

O “F5” procurou a assessoria de Paolla, que não se pronunciou nem respondeu o pedido de entrevista da reportagem até a publicação deste texto.

4 comentários

  • A onda do politicamente-correto,importada dos Estados Unidos ,tem um certo fundamento que é reorientar as relações sociais modernas,começando pela linguagem.Vários conceitos e denominações foram redefinidos,como trocar o termo mongolóide por síndrome de down (talvez pela palavra mongolóide rimar com debilóide,não sei),trocar o termo maníaco-depressivo por transtorno-bipolar (pela carga pejorativa que tem a palavra maníaco),e até impotência-sexual por disfunção erétil dá pra entender,o sujeito ser chamado de impotente acaba se sentindo mais impotente ainda.Mas há os exageros,como chamar pobre de vulnerável social,favela de comunidade, negro de afrodescendente (eu sempre uso) e banir certas palavras como denegrir,mulato,homossexualismo e até te obrigar a chamar um anão de verticalmente prejudicado.

  • O caso da apropriação cultural indevida é outro absurdo.Me lembrei da jovem branca de turbante que foi interpelada por uma senhora o acusando de estar usando um adereço da cultura negra.A menina simplesmente estava fazendo quimioterapia e queria se sentir bonita.

  • Ela é linda.

    Muito interessante, em uma mini série que ela aparece linda, maravilhosa, de costas, que aliás, foi considerada a foto mais sensual do ano.
    Alguém reclamou, postou alguma coisa, isso são pessoas (homens e melhores) recalcados.
    Ela é linda, maravilhosa, sorte do seu marido, que inclusive é diretor de elenco de novelas da Rede Globo, o popular Papinha.
    Vão se achar seus feios, barrigudos, boiolas.

  • Thiago

    Ela não foi criticada pela fantasia, foi criticada porque é uma mulher LINDA.

    Esse é o real motivo das críticas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *