NOVO CONCURSO DA PREFEITURA ABRE VAGAS NA SAÚDE E NA EDUCAÇÃO

Como já foi dito em um post anterior, a Prefeitura de Jales pretende realizar, nos próximos dias, mais um concurso público e um processo seletivo. Dessa vez, os certames serão organizados e aplicados pela Consesp Ltda, empresa que já foi responsável por outros concursos aqui em Jales.

O concurso abrirá 20 vagas para 05 cargos públicos da Saúde e da Educação. Os mais atrativos estão, é claro, na Educação, uma vez que a Saúde, em termos salariais, anda meio que jogada às traças. O recém-criado cargo de “gestor público educacional”, por exemplo, terá  vencimentos de R$ 2 mil mensais, por 40 horas semanais de trabalho.  Outro cargo, o de “professor de educação musical”, terá salário de R$ 1,4 mil, por 25 horas semanais.  

Já o processo seletivo pretende selecionar 12 agentes de endemias, para compor a equipe de combate à dengue. O salário continua sendo o mais baixo da região: R$ 534,00, mais abonos de R$ 90,00. No processo seletivo anterior, aplicado pela empresa Persona Capacitação, 32 pessoas se inscreveram para as 20 vagas de agente de endemias. Apenas 12 foram aprovadas e, dessas 12, somente 06 toparam assumir o cargo. Abaixo, as vagas, os cargos e os salários:

Vagas Cargos     Vencimentos
05 Técnico em enfermagem     767,08  +  277,80
07 Técnico em farmácia     767,08
01 Fonoaudiólogo     998,87  +  551,81
02 Gestor Público Educacional  1.176,42  +  833,72
05 Professor Educação Musical  1.427,44
12 Agentes de Endemias     534,05  +   90,00

 

 

 

7 comentários

  • Nós

    Os salários são vergonhosos…se é que pode chamar isso de “salário”!

  • Anônimo

    estranho esse salario do professor de musica hein, perante os outros cargos

  • Luiz Antonio

    Concurso público e processo seletivo em Jales é igual sanfona de bebado um larga e outro pega, é um discaso com o dinheiro publico é uma vergunha, precisava fazer um corte no funcionalismo municipal de 50% pois esta uma vergonha, tem orgão municipal que tem funcionario sentado um no colo do outro pois não tem cadeira para os mesmo sentar. E aonde estão os nossos vereadores que aceitão tudo, até parece que os mesmo tem rabo preso com o “NOSSO SENHOR PREFEITO” ou leva alguma vantagem com isso.

    • Luiz Antonio:
      Não temos que cortar 50% do funcionalismo público municipal… esta é uma afirmação leviana e irresponsável. Retiro o que estou afirmando se voce apontar claramente onde está esta metade do funcionários publicos… números locais, funções…

      A realidade é que podemos e devemos evoluir na gestão de pessoal, com planos de cargos, carreiras e salários e tambem com controle.

      São varios os setores em que são necessários mais servidores públicos concursados e estáveis.

  • chico

    Não é preciso sentar no colo.
    Gauclho resolve este problema com cadeira especial.

  • annonymous

    Luiz Antonio
    vc esta muito enganado, até para tirar férias esta uma dificuldade que vc não tem idéia, por falta de servidor concursado. Sim a prefeitura esta abarrotada de gente, mas a maioria são cargos de confiança e tercerizados, que não cobre férias de servidor concursado e nem faz o mesmo trabalho. Esses serviços tercerizados é só pra enfraquecer os servidores concursados, pois o prefeito tem nas mãos esses fucnionários que hoje é um numero maior que os efetivos.

  • florzinha

    olha com esses salários é desanimador trabalhar, na Unidade que trabalho a enfermeira e a técnica de enfermagem receberam uma porcaria de salário, pois a insalubridade que deveria vir não veio…… que vergonha ……..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *