A MERENDA NOSSA DE CADA DIA

A charge aí do lado, do talentoso Nani, me foi enviada por um amigo. Ela trata de um assunto apetitoso – a merenda escolar – o que me fez lembrar que, aqui em Jales, nós temos uma Ação Civil Pública correndo para apurar possíveis desvios no fornecimento da alimentação escolar aos alunos do município.

Correndo é modo de dizer. Na verdade, ela está andando. E andando bem devagar. Passados mais de 18 meses desde que a ação foi ajuizada, em junho de 2011, a Justiça ainda não conseguiu notificar todos os envolvidos. Da última vez que visitei o site do Tribunal de Justiça, ainda faltava localizar um cidadão chamado Murilo Dias Costa. As últimas notícias apontavam  a cidade gaúcha de Campo Bom, como paradeiro do tal Murilo, mas parece que ele não foi encontrado por lá.   

Aliás, eu sou um dos envolvidos nesse caso, pois, além dos supostos desvios, o Ministério Público está acusando um possível direcionamento da licitação que escolheu a empresa Gente Ltda, de São Paulo. Se não me falha a memória, o certame foi realizado em 2006 e este aprendiz de blogueiro fazia parte da Comissão de Licitação, daí o meu envolvimento.

Direcionamento à parte, a empresa até que prestou bons serviços no primeiro ano da terceirização da merenda. A coisa toda descambou, segundo apurou o MP, em 2008, quando tivemos uma eleição municipal e a fome das nossas crianças aumentou consideravelmente. No segundo semestre daquele ano, o consumo de merendas alcançou números nunca dantes vistos na história desta cidade.

Na Câmara, abriu-se uma CEI, mas os aliados do prefeito deram um jeito de incluir saborosas  pizzas no cardápio da merenda escolar. Agora, resta a Justiça, mas, no ritmo que as coisas estão andando, ainda vamos comer muito feijão, antes de ver o final dessa história.    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *