CAROL GUZZO: “O PREÇO DA CORRUPÇÃO”

Eis o artigo “O preço da corrupção“, da Carol Guzzo, publicado no Jornal de Jales e no blog da Carol:

“Na verdade a terra está contaminada por causa dos seus moradores; porquanto têm transgredido as leis, mudado os estatutos, e quebrado a aliança eterna. Por isso a maldição tem consumido a terra; e os que habitam nela são desolados; por isso são queimados os moradores da terra, e poucos homens restam.” Isaías 24:5,6.

Esse trecho do novo testamento da Bíblia foi escrito no ano 42 depois de Cristo. Eis que nos deparamos com a nossa realidade. Não é difícil percebermos o quanto o país ou melhor as pessoas encontram-se contaminadas pela maldade e corrupção.

Tanto que os brasileiros aparentam um ar de cansaço, não suportam mais ligar a televisão e assistir sempre a mesma coisa ou abrir notícias online relatando mais um investigado em alguma operação. Estamos de “saco cheio” dessa política mau-caráter, vamos continuar pagando o preço dos ladrões até quando? Ladrões em todos os sentidos, aquele que assalta você na rua e aquele que ataca você no senado, na câmara, no parlamento, entre outros.

Já percebeu o quanto pagamos de impostos? E os reajustes abundantes nos combustíveis que a Petrobras parece não ter limite e vive repassando todos os rombos aos consumidores com preços absurdos? É uma falta de respeito com os brasileiros que acabam pagando pelo bolso cheio dos poderosos.  

Segundo uma pesquisa o Brasil encontra-se na posição 55º no ranking de 96 países que mais cobram imposto de renda, mesmo não estando no topo da classificação, o nosso país é o líder entre os que dão o pior retorno à população do dinheiro arrecadado.     

Não é por menos, não sobra dinheiro para investimentos, afinal, a conta da Suíça precisa ser abastecida. De acordo com o Ministério Público Federal estima-se que foram R$ 20 bilhões roubados da Petrobras. Já um laudo da Polícia Federal, de 2015, estipulou que o prejuízo chegou a R$ 42,8 bilhões. Como não entrar em crise com esse “pouquinho de dinheiro”, agora a gente paga por isso, simples assim.

Particularmente isso me revolta demais, afinal, todos nós somos trabalhadores, ralamos dia e noite para que alguns políticos fiquem rindo da nossa cara. É hora de demonstrarmos a nossa indignação nas urnas. Minha sugestão é você avaliar bem em quem votar, pesquise, questione, nosso voto mais do que nunca é algo valioso nas eleições desse ano.

Ah, como já escrevi em outros artigos, nós temos o país que merecemos, afinal, também cometemos atos corruptos, mesmo que você acha que é pouco. Repense em suas atitudes. Uma frase de Leandro Karnal relata bem isso “não existe um país no mundo em que o governo seja corrupto e a população honesta e vice-versa”.

4 comentários

  • Leitor

    O livro de Isaías não fica no novo testamento e sim no antigo testamento. Que gafe.

  • A frase do Leandro Karnal é ótima.Afinal,os políticos saem de onde?

  • O livro de Isaías é tão citado no novo testamento que o profeta é conhecido como ”o quinto-evangelista”,deve ser por isto que a editora do blog fez confusão.

  • O DRAMA DO LADRÃO.

    Cármen Lúcia pode “apequenar” STF ou deixar Lula seguir seu caminho para a prisão.

    Há poucos dias, a presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen afirmou que a Corte não poderia tratar o caso do ex- presidente com excepcionalidade e revisar a decisão sobre prisão após segunda instância. Segundo a presidente do STF, isto seria o mesmo que “apequenar” o tribunal.
    “Não sei porque um caso específico geraria uma pauta diferente (Analisar o tema por Lula), seria apequenar muito o Supremo”, afirmou a Ministra.
    Lula já foi condenado em segunda instância. Pela regra em vigor no país, o petista, assim como qualquer criminoso condenado em segunda instância, pode iniciar o cumprimento da pena preso, enquanto recorre as instâncias superiores.
    Esta semana, além de garantir que o recurso de Lula será julgado rapidamente, o presidente do Tribunal Regional Federal da 4a Região (TRF-4), desembargador Carlos Eduardo Thompson Flores, voltou a defender a manutenção da prisão após condenação em segunda instância. Ao confirmar a condenação de Lula a uma pena de 12 anos e 1 mês de prisão em regime fechado pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro por unanimidade, os desembargadores recomendaram a prisão de Lula, logo após exauridos os recursos no próprio TRF-4.
    Este fato precipitou uma verdadeira corrida de advogados e membros do PT ao STF. Foram pressionar os ministros a rediscutir a prisão em segunda instância. Pressionados, nada menos que 7 ministros passaram a cobrar que Cármen Lúcia inclua o tema na pauta, segundo informou o Estadão.
    Lula tem apenas duas ou três semanas de liberdade. Caso a ministra Cármen Lúcia não resolva” apequenar “a Corte incluindo a discussão na pauta do STF, o juiz Sérgio Moro, de acordo com determinação do TRF-4, poderá decretar a prisão do petista imediatamente, após apreciação de seu recurso no Tribunal da Lava Jato em Porto Alegre. Caso a presidente do STF mantenha sua convicção de que a Corte Suprema do País não deva se” apequenar “, Lula sera preso e, assim como qualquer criminoso, deverá aguardar na cadeia por decisões de instâncias superiores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *