MPF DE JALES VAI INVESTIGAR POSSÍVEL FRAUDE EM JORNADA DE TRABALHO DE PROFISSIONAIS DA SAÚDE EM 40 CIDADES DA REGIÃO

A notícia é do Diário da Região:

O Ministério Público Federal de Jales abriu investigação para apurar o cumprimento da jornada de trabalho de profissionais da saúde em 40 cidades da região de Rio Preto. A apuração da jornada de trabalho dos servidores será conduzida pelos procuradores da República José Rubens Plates e Carlos Alberto dos Rios Júnior. Além do cumprimento do horário, os procuradores vão avaliar as condições da prestação de serviços no setor da saúde nos municípios. 

Ele já despacharam ofícios às secretarias municipais de saúde dos municípios (veja relação em quadro acima) questionando se todas são vinculadas ao Sistema Único de Saúde (SUS). O MPF pediu ainda a relação dos nomes dos médicos, enfermeiras e odontólogos com os seus respectivos horários de serviço. Os municípios deverão explicar como fazem o controle da jornada de trabalho de cada um dos profissionais. 

ALL

O MPF de Jales instaurou ainda inquérito para apurar a suposta falta de condições de segurança em municípios que são cortados pela linha férrea operada pela ALL. A investigação deve exigir dos municípios obras de adequação ou transposição da linha férrea, com o objetivo de garantir as condições mínimas de segurança para a população. Neste inquérito, o MPF vai acompanhar falhas em Jales, Fernandópolis, Santa Fé do Sul, Urânia, Meridiano, Santa Salete e Três Fronteiras.

7 comentários

  • Joao

    Se for contar as horas de médicos que consta no papel vai achar , profissionais trabalhando 50 hora por dia.

  • Big

    Assinam o ponto,vão para seus consultórios e criticam Mais Médico. (Não são todos)

    • pitta

      Criam empresas com CNPJ para assinarem contrato com varias prefeituras e nao cumprir jornada com nenhuma.Inclusive atendendo dois dias por semana.

      • MORADOR

        SE FOR APURAR MESMO NÃO ESCAPA UMA PREFEITURA, INCLUSIVE TEM PREFEITURA QUE OS FUNCIONÁRIOS DE ENFERMAGEM TRAALHAM 06 HS E ASSINAM O PONTO COMO SE TIVESSEM TRABALHADO 08 HS, MÉDICOS QUE DURANTE O MÊS NÃO TRABALHAM 20 HORAS…PQ TEM CONSULTÓRIO, ATENDEM POR EMPRESAS, TRABASLHAM EM OUTRO ORGÃOPÚBLICO….E AÍ A CONSULTA É DE 2 MINUTOS….A SOLUÇÃO É COLOCAR PONTO DIGITAL…AÍ QUERO VER….

  • pitta

    Os prefeitos são coniventes pois não existe médicos para serem contratados. O brasil é um pais onde existe o menor numero de médicos por habitante.Desde o governo Lula estão tentando mudar esse cenário abrindo mais cursos de medicina e agora com o mais Medico.

  • Florinda

    Pois é, por aqui todo mundo se ferra, aqui a saúde faz a carga horaria de 6hs/dia, porém não é legalizado esta carga horaria aqui pq nenhum prefeito competente ainda realizou o PCCS da Saúde, o projeto de lei federal que regulariza a jornada de trabalho da enfermagem em 6hs/dia esta em tramite no congresso a mais de 10 anos, era pra ter sido votado se não me engano esse mês mas por falta de coro não foi a votação, porém lá em Brasilia a jornada de trabalho da Enfermagem é de 6hs/dia, pois lá eles não querem o pessoal na frente do congresso fazendo manifestação né, então ali eles agraciaram os profissionais.

  • banana

    Ministerio Publico federal,não é só essa classe trabalhadora que deveria ser investigada,meu vizinho é motorista da saúde de Jales Ambulanceiro,Ele me disse que todos os motoristas estão no limite estão trabalhando nove dias sem folga uma carga horaria de mais dez horas é só pegar as folhas de ponto e olhar,esse motorista brincando disse qualquer dia vou chegar em casa e minha mulher vai me chamar de tio,só tomo banho e durmo para levantar de madrugada,e ainda acrescentou os que vão para São Paulo dá dó chegam arrebentados e viajam horas depois,como podem ver tem mais funcionarios sofrendo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *