Arquivos mensais: Janeiro 2011

OS BRASILEIROS ESTÃO SE CANSANDO DOS REALITY SHOWS

Abaixo, o editorial de hoje, do Jornal do Brasil. Vale a pena ler:

Pesquisa do Ibope na Grande São Paulo mostrou que o reality show Big Brother Brasil, exibido pela Rede Globo de Televisão, amarga agora, em sua 11ª edição, a pior média de audiência. Os dados são referentes às duas primeiras semanas de programa (de 11 a 25 deste mês), mas atestam um nítido esvaziamento do formato e podem dar margem à conclusão de que o telespectador está cansado de ver gente trancada numa gaiola repleta de câmeras de vídeo.

Os esforços da direção da atração em criar pseudonovidades parecem não estar dando resultado. Desta vez, incluíram um transexual no grupo de jovens bonitos e musculosos de sempre. Também liberaram o consumo de vodca, na esperança de que, alcoolizados, os participantes protagonizassem cenas de ofensas verbais e até de pugilato. Em vão.

Os reality shows, que ganharam as emissoras do mundo nos últimos dez anos, prometiam a oportunidade de se observar as reações humanas num ambiente de confinamento. Com a repetição, no entanto, viraram uma espécie de palco onde aspirantes à fama – ou simplesmente ao prêmio oferecido – fingem ser quem nunca foram. A artificialidade das reações, a falta de imaginação dos roteiristas e a previsibilidade da fórmula, porém, jogam contra essas produções.

Pode ser que, nas próximas semanas, a audiência suba, afinal de contas, na TV, a apelação não conhece limites. Mas, por enquanto, podemos nos deleitar, imaginando que o povo brasileiro está virando mais essa página de mediocridade.

EUCLIDES DA CUNHA: PRESIDENTES DE 15 CÂMARAS SE REÚNEM EM FERNANDÓPOLIS, NESTA TERÇA

Deu no site de notícias CidadãoNet, de Fernandópolis

A presidente da Câmara de Fernandópolis, vereadora Creusa Nossa, deverá receber amanhã, 1º de fevereiro, no Palácio 22 de Maio, às 16horas, 14 presidentes de Câmaras da região. Entre eles, os chefes do legislativo Mehde Meidão Kanso e Claudir Aranda, das cidades de Votuporanga e Jales, respectivamente.

A reunião é para dar continuidade ao movimento regional pelas obras da Euclides da Cunha, lançado dia 20 de janeiro, na cidade de Votuporanga, pelo Poder Legislativo daquela cidade, juntamente com Fernandópolis e Jales.

Estão sendo aguardados para a reunião os representantes das Câmaras das seguintes cidades: Meridiano, Pedranópolis, Macedônia, Mira Estrela, Indiaporã, São João das Duas Pontes, São João do Iracema, Ouroeste, Guarani D´Oeste, Populina, Turmalina e Estrela D´Oeste, além de Votuporanga e Jales.

Pergunta do blogueiro: e aquela entidade criada para defender os interesses dos municípios do oeste paulista – a AMOP, atualmente “presidida” pelo prefeito Humberto Parini – por onde é que ela anda mesmo?

MORRE, AOS 115 ANOS, A MULHER MAIS VELHA DO MUNDO

Notícia do Correio Braziliense, edição desta segunda-feira:

Jacksonville (EUA) – A mulher mais velha do mundo morreu nesta segunda-feira (31/1) em sua casa no Texas, sul dos Estados Unidos, aos 115 anos, informou seu assistente à AFP.

Eunice Sanborn foi a pessoa mais velha do mundo por menos de três meses, depois da morte de Eugenie Blanchard, uma freira das Antilhas francesas, falecida em 4 de novembro de 2010.

Embora a organização que registra e verifica as pessoas acima de 100 anos indicasse que Sanborn tinha 114 anos, sua família garante que o departamento americano do censo registrou erradamente sua data de nascimento em 1896 ao invés de 1895.

Sanborn comemorou 115 anos em 20 de julho passado.

Besse Cooper, do estado americano da Geórgia (sudeste dos EUA) é agora a pessoa mais velha do mundo. Ela nasceu em 26 de agosto de 1896.

A FALECIDA AMOP

Diante da celeuma que se instalou sobre a duplicação da Euclides da Cunha, um amigo me ligou perguntando por onde anda a AMOP – Associação dos Municípios do Oeste Paulista. Bom, prá dizer a verdade, a última notícia que li sobre a AMOP foi em janeiro de 2009, quando a imprensa divulgou a posse do novo presidente da entidade, o prefeito de Jales, Humberto Parini(PT). De lá prá cá, não me lembro de ter visto mais uma notinha sequer sobre a AMOP.

Quando entregou o cargo de presidente para o petista Parini, o ex-presidente da AMOP e também ex-prefeito de Valentim Gentil, Liberato Caldeira, proferiu um inflamado discurso na Câmara de Jales, destacando a importância da entidade em várias conquistas para os municípios do oeste paulista.

A AMOP realmente teve, em outros tempos, os seus dias de glória, mas àquela altura do campeonato, janeiro de 2009,  já era apenas um cadáver insepulto, à espera de um buraco ou de um improvável milagre da ressurreição. Perdera, por falta de lideranças, o bonde da história e a importância que tivera outrora. Ao passar o bastão para Parini, o ex-presidente Caldeira imaginava que, sendo o nosso prefeito o único petista eleito para um cargo executivo por estas plagas, era ele o sujeito ideal para liderar a entidade e operar o tal milagre da ressuscitação.

Ledo e Ivo engano! Ao entregar a AMOP à “liderança” de Parini, Caldeira praticamente entregou um cadáver insepulto aos cuidados do coveiro. Resultado: a AMOP, hoje, está morta e enterrada. E sem direito a missa de sétimo dia. 

A foto lá de cima é da posse de Parini. Desafio os leitores deste blog a encontrarem alguma outra notícia sobre a atuação do nosso prefeito à frente da AMOP, nestes dois anos de presidência. Uma reuniãozinha que seja!

BANHEIRO GLBT

O prefeito Humberto Parini bem que poderia aproveitar a reforma que está sendo feita na “Praça João Mariano de Freitas”, a Praça do Jacaré, para ousar um pouco mais em termos de modernidade. Com certeza, ele ficaria de bem com a comunidade gay se resolvesse incrementar aquela praça com uma das últimas novidades vindas do Rio de Janeiro e que promete se espalhar pelo Brasil. Trata-se do banheiro GLBT. Isso mesmo! Agora, além dos tradicionais banheiros feminino e masculino, alguns administradores mais plugados com os tempos atuais já estão investindo também nos banheiros para transexuais, travestis, drag queens e simpatizantes. Seria mais do que justa a iniciativa: afinal, na própria Prefeitura, há uns dois ou três anos, tivemos algumas situações, digamos assim, “delicadas”, em função da falta de uma toilette para o pessoal do terceiro sexo. Na foto aí de cima, a atriz Suzana Pires faz uma incursão rápida ao banheiro GLBT da quadra da Escola de Samba Viradouro.

CORRENTE PELO ALEX

Corre no Facebook e, provavelmente, em outras redes sociais, uma corrente de orações e pensamentos positivos pela recuperação do Alex Brasileiro de Souza. Filho da Elizabeth Duran, funcionária aposentada do Banco do Brasil, e do Bolivar Brasileiro de Souza, o Alex sofreu um grave acidente com sua moto, quando voltava do rancho da família, nesse final de semana. Na sexta-feira, o Alex – que é funcionário público municipal e trabalha na Escola “Elza Pirro Vianna” –  prestou serviços na Secretaria Municipal de Educação, ajudando no recebimento de inscrições para as bolsas de estudo da Prefeitura.

As últimas informações dão conta de que Alex já teria recobrado a consciência, mas passaria hoje por uma delicada intervenção cirúrgica, em São José do Rio Preto. Daí a corrente organizada pelos amigos.

POLIESPORTIVO DO ARAPUÃ: MAIS UMA OBRA PARADA

Pois é, a administração Parini é um prodígio, quando se trata de não conseguir levar adiante os seus projetos. A repaginação da Praça Euphly Jalles, por exemplo, está paralisada há dois anos. O mesmo acontece com as melhorias previstas para o Bosque Municipal. E os dois campos de futebol – Big Plaza e Jardim Aeroporto – cuja construção já deveria ter começado há muito tempo, também não saíram do papel. Agora, vejam essa:

Deu no jornal A Tribuna, edição de ontem

Apesar da proximidade dos Jogos Regionais e a despeito de a licitação para construção do Ginásio Poliesportivo do Jardim Arapuã ter ocorrido há mais de oito meses, a obra ainda não começou e, tudo indica, nem vai começar nos próximos dias.

O contrato – no valor de R$ 296 mil – com a empresa Construtora Miranda & Alves Ltda, de Pontalinda, a mesma que está cuidando da obra de revitalização do centro, foi assinado em abril do ano passado, quase na mesma data em que foi firmado também o contrato para a realização da contestada repaginação do centro comercial. Apesar disso, no local onde deverá ser erguido o Poliesportivo do Arapuã, bem em frente à entrada do Conjunto Habitacional “Pedro Nogueira”, o único sinal de que ali será executada uma obra são as placas que enfeitam o terreno.

Um dos sócios da empresa, o senhor Manoel Alves, confirmou que não pretende iniciar a obra, enquanto a Prefeitura não pagar pelos serviços que estão sendo realizados no centro. Ele argumenta que sua empresa não teria condições de investir recursos próprios na construção do ginásio, sem a garantia de que a Prefeitura faria os pagamentos “em dia”.

A demora para o início da obra já começa a preocupar inclusive a Câmara Municipal, principalmente os vereadores aliados ao prefeito Humberto Parini. Em novembro do ano passado, o vereador Rivelino Rodrigues, da base do prefeito, encaminhou um requerimento solicitando informações sobre os motivos que estariam impedindo o início da construção do Poliesportivo do Arapuã. Segundo informações obtidas junto à Câmara Municipal, no começo desta semana, a Prefeitura ainda não havia enviado uma resposta ao vereador, apesar de já ter transcorrido quase dois meses do pedido de informações.

FACIP COMEÇA A VENDER MESAS E CAMAROTES

O empresário Oswaldo Costa Júnior, o Bexiga, anunciou em entrevista ao jornal A Tribuna, que a empresa BX Eventos já colocou à venda as mesas e os camarotes para a Facip 2011. Por sinal, essa seria a 42ª Facip, mas os organizadores preferem que ela seja chamada simplesmente de Facip 2011, o que talvez seja uma tentativa de desvinculá-la das edições anteriores – como se isso fosse possível – para evitar futuros problemas. Uma bobagem, já que o responsável pela obscura terceirização – o prefeito Parini, um ex-paladino da transparência – parece ter certeza do que está fazendo.

Pelo menos, é o que se depreende da resposta que o chefe de gabinete, Léo Huber, deu a um requerimento da vereadora Tatinha. Na peça, Huber declara que não foi feita nenhuma licitação para permissão de uso do Recinto de Exposições Juvenal Giraldelli, uma vez que o imóvel não mais pertence ao município, embora o mesmo esteja cedido à municipalidade pela atual proprietária, a UNIMED, pelo prazo de 10 anos. Disse mais o chefe de gabinete: que não foi solicitado nenhum parecer jurídico a respeito da legalidade da permissão de uso.

Quanto à logomarca FACIP, Huber argumenta que não foi encontrado nenhum documento que comprove sua propriedade, portanto, ela pode ser utilizada pela BX Eventos, ou qualquer outra empresa, sem ter que dar satisfações a ninguém. Mas, ao mesmo tempo, Huber diz que, se a experiência com a BX Eventos for positiva, a permissão de uso poderá ser objeto de licitação futura. Alguém entendeu? Não? Nem eu! 

De qualquer maneira, parece que há controvérsias…

DESCULPE, FOI ENGANO!

Na administração Parini acontece de tudo! O vice-prefeito Clóvis Viola, todo mundo sabe, é o presidente do Comitê Municipal de Combate à Dengue e, por conta disso, necessita quase que permanentemente da colaboração de alguns setores da Prefeitura. O Almoxarifado – que, ultimamente, não é um bom exemplo de limpeza – é um desses setores, já que o combate ao Aedes Aegypti exige, muitas vezes, a limpeza de terrenos e outras ações que dependem das máquinas, caminhões e dos servidores vinculados àquele departamento.

Um dia desses, o vice-prefeito Clóvis Viola precisou acionar o Almoxarifado e, ao fazê-lo, utilizou-se do celular de um funcionário da Prefeitura, já que o dele estava sem bateria. Do outro lado da linha, atendeu-o um importante auxiliar do prefeito Parini, que, sem ao menos dizer bom dia e sem esperar que o interlocutor se identificasse, já foi logo soltando os cachorros:

  –  Escute aqui, meu amigo, se você tá me ligando prá fazer algum pedido em nome do Clóvis Viola, pode ir tirando o cavalo da chuva. Eu aqui tenho coisas mais importantes do que ficar atendendo esse vice-prefeitozinho…

E o assessor de Parini seguiu desfiando suas razões para não atender os pedidos do vice, até que o Clóvis, finalmente, conseguiu interrompê-lo:

 – Ô fulano, aqui quem tá falando é o Clóvis Viola…

 – Quem???

 –  O Clóvis Viola! O vice-prefeito!

 – O Clóvis? Caramba! Me desculpe, mas eu pensei que tava falando com o…. Esse telefone não é do…?? 

Em seguida o assessor do prefeito pediu mil desculpas, mas aí a trapalhada já tava feita.

ITAMAR BORGES CONTINUA DE FORA

Em dezembro do ano passado, o ex-prefeito de Santa Fé do Sul, Itamar Borges, estava escalado para entrar em campo como titular de uma cadeira da Assembléia Legislativa, mas uma jogada no tapetão o encaminhou para o banco de reservas. Um dia antes da diplomação, o TRE de São Paulo resolveu, com base na Lei da Ficha Limpa, anular os votos que haviam sido dados ao ex-prefeito de Barretos, Uebe Rezek, que também havia sido candidato a deputado estadual pelo PMDB, o mesmo partido de Itamar. Por conta disso, o coeficiente do PMDB diminuiu e lá se foi a vaga do beijoqueiro Itamar.

Uma das esperanças do ex-prefeito de Santa Fé do Sul, para voltar ao time titular, era o julgamento de uma liminar que Uebe Rezek havia apresentado ao Supremo Tribunal Federal, pedindo a suspensão da Ação por Improbidade Administrativa que o incluiu entre os candidatos fichas-sujas.

Pois bem, notícia do site Região Noroeste, desta segunda-feira, nos dá conta de que o presidente do STF, ministro Cesar Peluso, indeferiu o pedido de liminar apresentado por Uebe Rezek, que continua com a ficha suja, pelo menos até o julgamento do mérito da Ação por Improbidade. Desse modo, os votos obtidos por Uebe nas eleições de 2010 continuam no rol dos não-contabilizados e, por conta disso, Itamar continua no banco de reservas.

Mas ainda existem outras possibilidades do beijoqueiro conseguir sua cadeira, e ele, pelo jeito, não está disposto a entregar os pontos.

1 2 3 19