Categoria: Variedades

BRIGAS DE EX-CASAL: PAULA TOLLER É CONDENADA A INDENIZAR LEONI

Outro dia eu contei aqui no blog a história da música “Como eu Quero”, que muita gente pensa ser uma canção de amor, mas que, na realidade, não é. A prova definitiva de que “Como eu Quero” é mesmo uma falsa canção de amor é que ela está servindo de mote para uma briga de Paula Toller e Leoni (o primeiro à esquerda, em foto de 1984), que fizeram a música quando ainda dividiam o mesmo edredom.

Por sinal, Leoni deixou o Kid Abelha em 1986, depois de uma briga na qual Paula Toller foi coadjuvante. A briga de Leoni foi com Leo Jaime, que não integrava a banda, mas a Paulinha – que à época tinha terminado com Leoni e namorava o Herbert Vianna – tomou partido, ficando do lado de Léo. Depois disso, Leoni, baixista e principal compositor do Kid Abelha, saiu da banda. 

Como se vê, o ex-casal continua brigando por qualquer coisa e isso só tem uma explicação: eles ainda se amam. Afinal, segundo um grande pensador, cujo nome eu esqueci, “o contrário do amor não é o ódio; é o desprezo”.

Em tempo: apesar da briga de 1986, coisa normal entre roqueiros, Leoni e Leo Jaime continuam amicíssimos. No disco de 2003, “Áudio Retrato”, do Leoni, eles cantam juntos o clássico “Lágrimas e Chuva“, outro sucesso do Kid.

Mas, vamos à notícia da revista Fórum:

A cantora Paula Toller, do Kid Abelha, foi condenada pela 2ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro a indenizar o músico Leoni por ter chamado de “Como eu quero” a turnê que fez em 2017. A música “Como eu quero” é uma parceria do ex-casal, quando Leoni ainda estava na banda, no início dos anos 80.

O valor a ser pago ainda não teria sido definido, após o músico recusar o pagamento de R$ 50 mil por danos morais, segundo informações de Ancelmo Góis, divulgadas na coluna F5, da Folha de S.Paulo, nesta segunda-feira (8).

Leoni entrou com a ação depois que Paula Toller acionou a justiça contra ele e o PT por adaptação da música “Pintura Íntima” na campanha de Fernando Haddad, em 2018.

A cantora, apoiadora de Jair Bolsonaro (sem partido), afirmou que a música foi usada sem sua permissão. Ela é coautora da canção. O músico teve que indenizar a ex-parceira em R$ 50 mil, segundo decisão expedida pela 1ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro.

COLUNISTA LITERÁRIO CLASSIFICA LIVRO DE ROSÂNGELA MORO COMO PIOR LEITURA DE 2020

Parece que a conja não agradou como escritora. Deu no DCM:

Rodrigo Casarin, colunista do Página Cinco no UOL, elegeu o livro Os Dias Mais Intensos – Uma História Pessoal de Sergio Moro, escrito por Rosangela Moro, como a pior leitura de 2020.

“A cada coluna, indico aos leitores boas obras e também os previno de eventuais ciladas. Mais do que criar um ranking com as leituras, é no dia a dia que compartilho o que vale ser lido e o que merece o desprezo”, escreveu Casarin.

Rosangela ganhou o ‘Prêmio Menino do Acre – Troféu Auto Revolucionar-se a Si Mesmo’ com o pior livro do ano.

Em 2019, esta premiação foi dada a E. L. James por “Mister”.

“Neste ano, a jaca voltou para o Brasil”, declarou Casarin.

FOTOS ÍNTIMAS DE DIEGO COSTA E GABRIEL JESUS COM MULHER MISTERIOSA SÃO ENCONTRADAS EM BÍBLIA

Os dois rapazes não se pronunciaram sobre o assunto. A moça, aparentemente, é uma daquelas personagens que os boleiros chamam de “maria chuteira”. A notícia é do iG:

Uma história no mínimo inusitada está chamando a atenção na Inglaterra. Isso porque, fotos íntimas dos brasileiros Diego Costa, do Atlético de Madrid, e Gabriel Jesus, do Manchester City e ex-Palmeiras , foram encontradas em uma Bíblia entregue em uma loja de caridade.

Nas imagens, publicadas pelo periódico inglês The Sun, ambos os jogadores aparecem com a mesma mulher, em momentos diferentes. Além disso, eles aparecem rindo e relaxados. Não se sabe quando as fotografias foram tiradas.

Segundo informações, a Bíblia estava em uma sacola entregues por uma mulher a uma loja de caridade em Marylebone, no centro de Londres.

A responsavel pela doação não foi identificada até o momento, mas, aparentemente se trata de uma mulher de aparência espanhola ou latina, que queria deixar o Reino Unido e deixou a Bíblia com as fotos.

Vale ressaltar que Gabriel Jesus, de 23 anos, foi contratado pelo Manchester City em 2017 e se separou da modelo Fernanda Queiroz no início deste ano.

O PAPEL RESERVADO A JALES NA NOVA SÉRIE DA NETFLIX

Dia desses, sem coisa mais importante a fazer, dediquei-me a assistir de uma só tacada os oito episódios de uma série brasileira da Netflix – “Bom dia, Verônica” – que vem sendo bem recomendada pela crítica especializada.

Trata-se de uma série de ficção policial baseada em um livro de mesmo nome, cuja capa registra como autor a escritora Andrea Killmore. Na verdade, Andrea Killmore é um pseudônimo dos verdadeiros autores, Raphael Montes e Ilana Casoy.

O elenco tem Tainá Muller interpretando a personagem central, além de Camila Morgado, Eduardo Moscovis e Antonio Grassi. A trilha sonora vai de Belchior a Zezé di Camargo e Luciano.

A criminóloga e escritora Ilana Casoy, sobrinha do boca-murcha Boris Casoy, é uma das principais estudiosas do país, quando o assunto envolve mentes perturbadas, crimes hediondos e serial killers.

Ilana já estudou mentes perversas como as de Suzane von Richtofen, do casal Nardoni, Chico Picadinho e do Vampiro de Niterói.

Mas o que me chamou a atenção na série não foi o conhecimento da autora sobre o que vai pela cabeça de psicopatas, nem a elogiada atuação de Camila Morgado. Foi, em verdade, o papel reservado a Jales: o de cidade natal da personagem de Camila, a sofrida Janete, que, além de apanhar do marido – um policial assassino – ainda era obrigada a testemunhar os crimes praticados por ele.

Jales é citada três ou quatro vezes em diálogos de Janete com sua irmã Janice, interpretada pela atriz Marina Provenzzano. Fiquei curioso pra saber por que, afinal de contas, Jales foi escolhida como a terra natal das duas personagens, mas não consegui descobrir nenhuma ligação dos autores com a nossa cidade.

Ilana é paulistana, enquanto Raphael é carioca e, certamente, nunca puseram os pés neste pedacinho de Brasil. O mais provável é que tenha sido uma escolha aleatória. Ou então, pode ser que os autores tenham sido influenciados pela presença constante de Jales no noticiário policial, nos últimos anos.

Seja lá qual for o motivo, o importante é que Jales foi lembrada pelos autores. E quem também foi lembrado é o saudoso Belchior. Uma das músicas da elogiada trilha sonora da série é “Coração Selvagem”, que pode ser ouvida aqui.

LILIAN RAMOS, FAMOSA POR APARECER SEM CALCINHA AO LADO DE ITAMAR FRANCO, CHAMA A ATENÇÃO DA IMPRENSA ITALIANA

Na internet, é possível encontrar fotos sem a tarja preta. Em entrevista ao UOL, no ano passado, a Lilian disse que, depois daquele dia, nunca mais saiu de casa sem calcinha. Ela teria ficado tão traumatizada com repercussão do caso ocorrido no carnaval de 1994, que foi embora do Brasil e só voltou a curtir um carnaval 25 anos depois.

A notícia é do jornal Extra:

Há 26 anos, Lilian Ramos ganhou ainda mais fama por aparecer ao lado do então presidente Itamar Franco no Sambódromo do Rio e ser fotografada sem calcinha. Uma marca que leva até hoje, mesmo longe dos holofotes e do Brasil. Na semana passada, a ex-modelo acabou sendo lembrada mais uma vez pelo acontecimento.

Mas, desta vez, justamente por estar usando calcinha, que deixou descuidadamente à mostra ao posar para uma foto num restaurante italiano. O clique bastou para que muitos internautas relembrassem o caso. Muitos comentários foram apagados pela atriz, de 56 anos. Todos lembrando a história com Itamar, em 1994.

Lilian passou a maior parte da pandemia do coronavírus no Brasil. Radicada em Roma há duas décadas, ela não estava conseguindo voltar à Itália, mas agora já curte o verão europeu.

EX-MISS BUMBUM QUE VIROU PASTORA DESABAFA NA WEB: “AS PESSOAS ATIRAM PEDRAS EM MIM”

Deu no portal Cenapop:

Ex-Miss Bumbum e agora pastora evangélica, Ana Akiva contou em seu Instagram que muita gente não acredita em sua conversão.

“As pessoas atiram pedras em mim, questionam a minha conversão e o meu testemunho. Mas Deus sabe da minha história e da minha verdade. Atirar pedras e julgar o próximo é uma realidade, isso sempre aconteceu. Se fizeram isso com Jesus, por que não vão fazer comigo? Encaro isso com oração e sigo na minha missão de resgatar outras vidas, de ajudar pessoas e de levar a palavra de Deus por onde eu passar”, desabafou a ex-modelo, que hoje é casada e tem dois filhos.

Durante uma live na rede social, Ana falou sobre o passado cheio de polêmicas, e revelou, entre outras coisas, ter inventado um romance lésbico para ganhar mais destaque na mídia.

“Tenho um passado vergonhoso, onde fazia de tudo para aparecer, ter status e ser vista como uma mulher sensual. Cheguei a forjar um relacionamento com uma amiga só para ter fama. Era tudo mentira”, confessou. “Hoje tenho Deus em minha vida, tenho um arrependimento profundo e uma nova missão de vida. Deixei as polêmicas e uma vida de subcelebridade para levar adiante a palavra de Deus. Recebi um chamado e é isso que venho honrado nesses anos”, continuou.

Decidida a mudar de vida, Ana trocou os holofotes pelo evangelho, e passou fome com os filhos no meio da caminhada. Sem trabalho e com dívidas, buscou apoio na fé e passou a frequentar igrejas em Goiânia, onde morava.

“Foi um período muito difícil, minha filha chegou a comer macarrão cru porque não tinha dinheiro para comprar gás. Me apeguei à Bíblia e à minha fé e tive a certeza que Deus muda decretos e histórias. E hoje louvo todos os dias por ter me resgatado da vergonha, por ter me exposto tanto, e me submetido a tantos escândalos. Eu vivi uma vida que não era minha, eu estava tomada pelo pecado”, lembra.

Com uma vida renovada, a pastora agora foca suas energias em projetos sociais no interior de São Paulo, onde mora atualmente. Ana também fez cursos de capelania, que capacita religiosos para fazerem cultos e prestar assistência em órgãos públicos. Ela já visitou alguns hospitais e pretende estender esse trabalho a presídios femininos.

REGINA DUARTE PEDE AJUDA PARA VOLTAR ÀS NOVELAS DA GLOBO

À época do “casamento” com o Bozo, La Duarte abriu mão de um salário de R$ 50 mil na Globo, segundo colunas de fofocas. Mas o casório não durou três meses. A notícia é da coluna do Ricardo Feltrin, no UOL:

Desempregada desde que foi exonerada do cargo de secretária especial de Cultura, em maio, a atriz Regina Duarte já vinha comentando com amigos nas últimas semanas sobre seu desejo de retornar a carreira e os papéis em novelas da Globo.

Aos 73 anos, a atriz largou uma carreira de cinco décadas na Globo em março para assumir um cargo político no governo Jair Bolsonaro. Por causa de sua decisão foi criticada por colegas da categoria e fãs. O apoio foi mínimo.

Pior: foi muito mal recebida no governo e teve sabotada sua atuação pela ala ideológica que grassa naquele órgão —os chamados discípulos de Olavo de Carvalho, o que esta coluna já havia antecipado em maio. Regina ainda tentou se emplacar num cargo na Cinemateca, mas o cargo que desejava (e chegou a ser anunciado por ela e Bolsonaro) nem sequer existia.

Desde então Regina Blois Duarte tenta retomar a carreira de atriz e para isso vinha sinalizando aos amigos que restaram na Globo que gostaria de não ser esquecida. Reiterou que está disponível para voltar às novelas —mesmo que seja com um novo contrato por obra, e não de longa duração, como sempre teve.

Nos últimos dias, porém, Regina decidiu pedir ajuda diretamente à novelista Glória Perez. Glória está escalada para assumir uma novela em horário nobre no próximo ano. A atriz demonstrou interesse em integrar o elenco, que ainda não está fechado.

Aliás, a história ainda está sendo escrita pela novelista. A previsão inicial era de que essa novela (ainda sem nome definido) estreará no primeiro semestre de 2021. Mas, com a pandemia, nada é certo. Mas, Regina está a postos para assumir um papel, caso queiram.

MULHER DE FÁBIO PORCHAT APARECE PELADA DURANTE LIVE

Uma live sobre assuntos políticos ente Fábio Porchat e Guilherme Boulos, realizada ontem, sexta-feira, foi interrompida por uma situação inusitada. Durante a transmissão ao vivo, a mulher de Porchat, Nataly Mega, passou rapidamente (e agachada) atrás do apresentador, mas deu pra ver que ela estava seminua, apenas com uma toalha na cabeça. 

“Alguém passou pelado aí atrás”, alertou Boulos, dando risada. “Todo mundo te viu”, disse Porchat a Nataly. “Deu pra ver?”, questionou ela. “Lógico que deu pra ver, totalmente. Até o Boulos viu”, respondeu o humorista. Confira a cena:

DEBORAH SECCO DIZ QUE FAZIA SEXO COM MARIDO DEZ VEZES POR DIA

Deve ser por isso que o Roger Flores pediu arreglo. A notícia – notícia? – é do UOL:

Deborah Secco, convidada do quadro “Cada um no Seu Banheiro”, do canal de YouTube de Sabrina Sato, falou à apresentadora sobre sexo e maternidade. Ela contou que, no início do relacionamento com Hugo Moura, hoje seu marido e pai de sua filha, Maria Flor, 4 anos, o casal transava em média dez vezes por dia.

Ao ser questionada sobre diminuição de frequência de sexo depois do nascimento da filha, Deborah confirmou que isso aconteceu, mas fez a ressalva: “Eu engravidei com dois meses de namoro, então a gente transava dez vezes ao dia, quando transava médio. A gente estava naquele momento em que só transava. Depois, a gente começou a conversar, transar e cozinhar, transar e ver um filme, mas antes era só transar”.

Ela disse, ainda, que ainda fazia sexo enquanto estava grávida, mas um pouco menos no início da gestação, por receio. “Mas no fim da gravidez, deu uma animada master”, contou.

Ela acredita que não perdeu o desejo pelo marido, mas que o casal não tem mais a possibilidade de ter mais momentos juntos. “Eu, no elevador, saindo para trabalhar, penso ‘PQP, que delícia, como queria’.”.

JORNALISTA ANDREIA SADI, QUE EMPAREDOU ADVOGADO DOS BOLSONAROS, JÁ JOGOU FUTEBOL

Não por acaso, Andreia Sadi, da Globo News, namora um jornalista esportivo. Ela gosta de futebol e até já tentou – na adolescência – carreira no esporte, jogando no time feminino do São Paulo FC, seu clube de coração. As informações são do UOL:

A jornalista Andréia Sadi se tornou um dos nomes mais comentados deste fim de semana. O motivo foi sua entrevista com o advogado Frederick Wassef. “O Queiroz pulou o muro? Apareceu voando na casa do senhor? Ou foi levado por alguém?”, perguntou a jornalista, chamando a atenção.

E você sabe quem é Andréia Sadi? Sim, a gente sabe quem é a repórter que completou 33 anos em 8 de maio. Mas tem algumas curiosidades em sua trajetória que as pessoas não estão acostumadas.

Sadi brinca que “já nasceu” como notícia. Ela veio ao mundo em um carro. A bolsa de sua mãe estourou no chuveiro, mas não deu tempo de chegar de onde morava, no Morumbi até o hospital, na região da Paulista. O trânsito foi bloqueado e seu parto ganhou até aplausos de pessoas que estavam em um ônibus.

Os pais de Sadi são descendentes de árabes. O seu avô materno veio do Iraque para o Brasil “descascando batata no navio”. A parte paterna tem ascendência libanesa e síria.

Sua família tem diversos advogados, inclusive seu pai. Na hora do vestibular, Direito foi uma das opções junto com Jornalismo e História. Ela passou em Direito e Jornalismo e optou pela segunda. O motivo da escolha? “Era rebelde.”.

Apesar de ser nova, Sadi já foi casada. Ela teve um relacionamento com o jornalista Paulo Celso Pereira. Atualmente, namora o apresentador André Rizek, do SporTV, seu fã assumido nas redes sociais.

A repórter já foi homenageada por Gilberto Gil. Ela é a personagem da música “Lia e Deia”, uma composição do artista com Jorge Bastos Moreno. A atriz Maria Ribeiro, Lia, é a outra pessoa citada na canção.

“Tudo isso é mágico porque o Gil compôs com o Moreno, que é meu mestre no jornalismo (ele morreu em junho de 2017, vítima de um edema pulmonar] – e Gil é nosso mestre na música. Pra mim, tem um significado muito especial. Brinco que posso me aposentar porque ter uma música do Gil, composta no contexto da amizade dele com Moreno, é muito especial”, disse Andreia em agosto de 2018.

Abaixo, a música de Gil e do falecido Jorge Bastos Moreno:

1 2 3 58