Categoria: Região

POLÍCIA FEDERAL DE JALES CUMPRE NOVOS MANDADOS EM OPERAÇÃO CONTRA PIRÂMIDE FINANCEIRA

Deu no Diário da Região:

A Polícia Federal de Jales cumpriu, na manhã de ontem, quinta-feira, dois mandados de busca e apreensão nas cidades de Rubineia e Casa Branca.

Os mandados foram expedidos pela Justiça Estadual de Santa Fé do Sul e são relacionados à Operação Ponzi, que desarticulou esquema de pirâmide financeira na região de Jales no último dia 11 de novembro.

Na ocasião, a PF apreendeu carros de luxo, embarcações e até aeronave. Desta vez, dois “consultores” do grupo investigado, que na verdade eram captadores de recursos financeiros das vítimas, foram os alvos da operação.

Após a deflagração da operação, a PF confirmou que os dois homens eram os principais captadores do grupo investigado e ganhavam entre 5% e 10% sobre o total dos valores captados dos “clientes”.

Segundo a polícia, os captadores chegavam a receber entre R$ 100 a R$ 200 mil por mês, sendo que um deles, de acordo com as investigações, teria recebido R$ 300 mil em um único mês de comissão sobre suas captações.

Considerando os volumosos recursos financeiros captados, é possível que os dois “consultores” possam ter auferido milhões de reais a título de comissão pelas captações. A Justiça também decretou medidas cautelares diversas da prisão a estes investigados.

Após representação da PF, a Justiça Estadual de Santa Fé do Sul decretou o bloqueio dos bens móveis e imóveis, além dos recursos financeiros das contas dos captadores investigados, bem como de suas empresas, que permanecerão à disposição da Justiça Estadual.

Nas buscas de ontem, os policiais federais apreenderam dois veículos, uma embarcação, celulares, mídias de armazenamento, computadores e farta documentação na residência dos investigados em Rubinéia e Casa Branca.

Dois cofres apreendidos na sede da empresa e na residência do empresário líder do esquema de pirâmide foram abertos na data de hoje e apenas algumas cédulas de moedas estrangeiras, além de algumas joias foram encontradas no interior de um dos cofres. O outro cofre estava vazio. As investigações prosseguem.

NA UPA DE JALES, CORPO ESTRANHO É ESQUECIDO DENTRO DE PACIENTE. EM RIO PRETO, TESTÍCULO DE APOSENTADO É RETIRADO POR ENGANO

Um morador do Jardim América protocolou no Fórum de Jales uma ação de indenização por danos morais e estéticos contra a Prefeitura de Jales e o Consórcio Intermunicipal de Saúde (Consirj), por conta de uma cirurgia aparentemente mal sucedida, realizada na UPA.

A alegação é de erro médico. A equipe médica da UPA que atendeu o morador após um acidente de trânsito teria esquecido um corpo estranho no paciente, que passou por um procedimento em uma das mãos. A mão do rapaz, que é mecânico, ficou visivelmente deformada e agora ele terá que passar por outra cirurgia para remoção do corpo estranho, dessa vez no AME.

O rapaz está pedindo R$ 50 mil de indenização por danos morais e mais R$ 20 mil por danos estéticos. 

Coisa pior aconteceu em São José do Rio Preto, onde um aposentado, de 71 anos, está processando Hospital de Base com uma ação de danos morais em que pede uma indenização no valor de R$ 120 mil.

Segundo o Diário da Região, o idoso foi internado no HB para a remoção de uma hérnia inguinal, mas a equipe médica do hospital, aparentemente por engano, retirou um dos testículos do paciente, que só deu pela falta do acessório depois do fato consumado. 

MINISTÉRIO PÚBLICO PROPÕE AÇÃO PARA RESSARCIR INVESTIDORES ENGANADOS POR SUPOSTA PIRÂMIDE FINANCEIRA

O Ministério Público Estadual de Santa Fé do Sul emitiu nota sobre ação contra o grupo acusado de praticar a chamada “pirâmide financeira”. Eis a íntegra:

Considerando o enorme número de vítimas e em atenção ao princípio da publicidade, informa-se que no dia de hoje (16 de novembro de 2021) foi proposta Ação Civil Pública pelo Ministério Público em face do Grupo B&G, com valor de R$ 75.000.000,00, objetivando o ressarcimento aos consumidores que foram lesados pelo esquema fraudulento gestado nesta Comarca.

Informa-se que a operação realizada era ilegal, porquanto não havia autorização do Banco Central do Brasil e da Comissão de Valores Mobiliários, sendo certo que o contrato de adesão disponibilizado aos consumidores possuía diversas ilegalidades.

Informa-se, ainda, que entre os valores bloqueados no processo penal (Operação Ponzi) e a estimativa de consumidores lesados, por ora, não há valores suficientes à indenização de todos, como é comum em esquemas de pirâmide financeira. Importante ressaltar que a propositura de Ação Civil Pública suspende o curso das ações individuais já propostas e as que vierem a ser propostas (Recurso Especial Repetitivo 1.110.549/RS – Tese 60), de modo que a ação individual não terá curso, senão após o trânsito em julgado da ação coletiva.

No mais, sendo procedente a demanda do Ministério Público, esta beneficiará todos os consumidores, conforme artigo 103, inciso I, do Código de Defesa do Consumidor.

Por derradeiro, o Ministério Público reitera seu compromisso com a sociedade e solicita para que as vítimas procurem a Promotoria de Justiça.

Santa Fé do Sul, 16 de novembro de 2021.

PIRÂMIDE FINANCEIRA: JUSTIÇA CONFIRMA PRISÃO DOS QUATRO SUSPEITOS PRESOS PELA PF DE JALES

Em audiência de custódia realizada na tarde de quinta-feira, 11, a Justiça Estadual de Santa Fé do Sul decidiu manter a prisão dos quatro suspeitos presos em consequência da “Operação Ponzi”, deflagrada na manhã do mesmo dia pela PF de Jales.

Eduardo Bercelli Mendes, sócio da empresa BG & Cred, suspeito da prática de pirâmide financeira, teve confirmada sua prisão preventiva (por tempo indeterminado), enquanto sua ex-esposa, Paula Cristina Gambatti Berceli, o sócio dele, Murilo Dantas Oliveira, e a diretora financeira, Carolina Correa, ficarão presos temporariamente, por cinco dias.

“Acredite e apoie os empreendedores da sua cidade do seu país. O resultado daquilo que eles lutam para dar certo vai refletir no local no qual estão”. A frase é de Eduardo Bercelli, postada no Facebook, como espécie de marketing pessoal, para vender a imagem de um jovem investidor bem sucedido.

Outra ação dele para vender a imagem de sucesso foi uma “matéria” publicada na revista Forbes e repercutida na imprensa de Santa Fé do Sul. A Polícia Federal descobriu que se tratava de matéria publicitária, ou seja, comprada pelo empresário, mas o detalhe não foi mencionado pela imprensa que ajudou a criar a imagem de sucesso de Eduardo.

A PF descobriu, também, que, depois de publicada, a matéria foi retirada do ar no site da Forbes, sob a alegação de que ela não atendia a critérios da revista. De qualquer forma, o objetivo do empresário já tinha sido alcançado.

Segundo o blog apurou, algumas vítimas investiram mais de R$ 1 milhão na BG & Cred. Algumas pessoas venderam bens para aplicar o dinheiro na empresa. Pelo menos uma delas vendeu a casa e investiu o dinheiro, R$ 300 mil, na expectativa de receber juros de – pasmem! – R$ 15 mil por mês.

Eduardo conseguiu convencer até policiais experientes a investir na empresa. Em Americana, dois policiais investiram R$ 100 mil, cada um, na segunda-feira, 08, ou apenas três dias antes da operação da PF. 

Consta que, além de “pagar” juros bem acima da realidade, a empresa pagava uma gratificação de até 5% a seus funcionários para que eles convencessem os investidores a não retirar os juros. Por exemplo: se um investidor tivesse R$ 15 mil a receber de juros e fosse convencido a não retirar o dinheiro, o funcionário receberia uma gratificação de R$ 750,00. 

Eduardo é originário de Rubineia e, antes de se fixar em Santa Fé do Sul, trabalhou em uma Financeira, em São José do Rio Preto. Segundo informações extraoficiais, quando chegou em Santa Fé, em 2015, sua situação financeira não era das melhores e corria até o risco de perder o carro financiado.

O “milagre” da captação de dinheiro com a promessa de pagamento de juros altos começou em 2018, quando Eduardo teria conseguido convencer um amigo/parente a investir R$ 50 mil. O crescimento foi meteórico e, neste ano de 2021, antes da operação da PF, a BG – que expandiu sua atuação para várias cidades – já tinha conseguido captar R$ 50 milhões.

Os políticos – sempre eles! – também deram sua contribuição para que a gente de Santa Fé do Sul e de cidades vizinhas visse em Eduardo a imagem de um rapaz bem sucedido e honesto. O prefeito Evandro Mura(PSL) não economizava elogios ao empresário, enquanto a Câmara o homenageou com um título de cidadão, entregue há menos de um mês.

OPERAÇÃO DA PF PRENDE SUSPEITOS DE PROMOVER ESQUEMA DE PIRÂMIDE FINANCEIRA EM SANTA FÉ DO SUL

A notícia não cita nomes, mas o líder do esquema investigado é o empresário Eduardo Bercelli Mendes, de 26 anos, preso na saída de uma casa de shows em São Paulo na manhã desta quinta-feira.

Há menos de um mês, no dia 22 de outubro, o empresário recebeu o Título de Cidadão Santa-Fé-Sulense, aprovado por unanimidade pela Câmara Municipal de Santa Fé do Sul. Na ocasião, o prefeito Evando Mura, disse que o título era merecido.

“Eduardo Bercelli trouxe inovação há 7 anos, quando abriu a BeG Cred em Santa Fé, e desde então tem sido um grande visionário com ótimas ideias e investimentos em nossa cidade”, enfatizou o prefeito na entrega do título. Tudo indica, porém, que os investimentos eram feitos com o dinheiro de terceiros. 

Deu no Diário da Região:

A Polícia Federal, com apoio da Polícia Civil e do Ministério Público Estadual de Santa Fé do Sul deflagrou, na manhã desta quinta-feira, 11, uma operação contra um grande esquema de pirâmide financeira que, segundo os policiais, pode ter movimentado mais de R$ 100 milhões nos últimos quatro anos.

Quatro mandados de prisão (um de prisão preventiva e três temporárias) e vinte e três mandados de busca e apreensão foram expedidos pela Justiça Estadual de Santa Fé do Sul e estão sendo cumpridos nas cidades paulistas de Santa Fé do Sul, Santa Clara d’Oeste, Votuporanga, Bebedouro, Araçatuba, Casa Branca, Americana, Santana de Parnaíba e São Paulo.

Durante as investigações da Operação Ponzi, a PF apurou que, em apenas dois anos, o empresário preso abriu dezenas de empresas e filiais em várias cidades do interior paulista, tendo como fachada a oferta de serviços de créditos de bancos diversos, mas na verdade, toda a estrutura era voltada para convencer poupadores a entregarem suas economias em troca de altas taxas de juros remuneratórios que chegavam até 6% ao mês, que eram pagos com recursos de novos investidores, caracterizando um esquema de pirâmide financeira.

O empresário investigado como líder de um esquema de pirâmide e o diretor geral do grupo investigado foram presos na saída de uma casa de shows em São Paulo, nesta manhã, por policiais federais à paisana e estão sendo conduzidos até a sede da PF em Jales para serem ouvidos pela autoridade policial. Os outros presos são a ex-esposa do empresário e a diretora financeira do grupo.

A PF também localizou uma mansão, chácaras e um terreno às margens do Rio Paraná, além de vários carros de luxo e uma aeronave que serão apreendidos. Três embarcações de grande porte também foram apreendidas com o apoio de equipes da Polícia Militar Ambiental de Fernandópolis. 

Os presos, segundo a PF, serão indiciados, na medida de suas culpabilidades, nos crimes contra o sistema financeiro nacional, falsidade ideológica, estelionato, crime contra a economia popular e organização criminosa, com as penas máximas somadas de até 24 anos de reclusão. 

DETRAN AUTUA DOIS DESMONTES DE VEÍCULOS EM JALES

Reportagem do jornal A Cidade, de Votuporanga, está informando que o Detran-SP autuou dois desmontes em Jales, por comercialização de peças de forma irregular. Jales não foi a única cidade visitada pelos fiscais do Detran.

Além de Jales, outras quatro cidades da região também foram alvo da fiscalização de uma força tarefa do Detran e, ao todo, quatro empresas foram autuadas, enquanto outras 23 responderão por irregularidades administrativas.

Em Votuporanga, por exemplo, duas estampadoras de placas para veículos foram autuadas pela não emissão de notas fiscais, venda de placas decorativas e não inutilização de placas e lacres. O mesmo ocorreu em Santa Fé do Sul, onde uma estampadora também comercializava placas decorativas e não inutilizava corretamente placas e lacres.

Em Fernandópolis, um desmonte foi autuado por irregularidades no cadastro de peças, prazo incorreto de desmontagem de peças, alvará de funcionamento vencido, armazenamento inadequado de peças e veículos colocados em área pública.

JALES ABRIU 58 NOVOS EMPREGOS FORMAIS EM SETEMBRO

Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) relativos a setembro, divulgados nesta semana, mostram que Jales registrou 365 admissões e 307 demissões no mês passado, resultando na abertura de 58 novos empregos formais. Com isso, Jales já contabiliza 337 novos empregos abertos em 2021.

Entre as principais cidades da região, apenas Fernandópolis registrou resultado negativo em setembro, com o fechamento de 22 empregos. Apesar disso, Fernandópolis tem o segundo melhor desempenho da região, nos nove meses de 2021, com 996 novos empregos.

Na região, o melhor desempenho é o de Mirassol, com 1.155 novos empregos abertos no ano, 197 deles gerados em setembro.

Votuporanga, de seu lado, registrou a abertura de 274 novos empregos em setembro, mas, no ano, contabiliza apenas 150 novos empregos, já que nos meses anteriores o saldo era negativo.

E Santa Fé do Sul contabilizou 323 admissões e 311 demissões em setembro, resultando em 12 novos empregos. No ano, Santa Fé do Sul apresenta um saldo positivo superior a Jales, com 466 novos empregos.

Por fim, é interessante registar que, em Jales, o melhor setembro, no quesito novos empregos, ocorreu em 2009, quando a cidade gerou 207 novos empregos no mês. Por sinal, nos oito anos de Lula – de 2003 a 2012 – todos os setembros apresentaram saldos positivos.

CÂMARA DE MIRASSOL APROVA CRIAÇÃO DE 13o SALÁRIO PARA VEREADORES

Se a moda pega… A Câmara de Mirassol aprovou, em regime de  urgência, um projeto que cria o pagamento do 13º salário no final do ano, além de um reajuste de 24% sobre os salários dos dez vereadores. O projeto foi apresentado e votado na sessão de segunda-feira, 4.

Com o reajuste, os salários dos parlamentares passam de R$ 3,6 mil para cerca de R$ 4,4 mil. O projeto inclui, também, o reajuste para o prefeito, cujo salário, atualmente, é de R$ 16,2 mil, e para o vice-prefeito, que recebe R$ 5,8 mil. O prefeito disse que vai esperar o projeto ser encaminhado a ele para se pronunciar sobre o caso. Se sancionada, a mudança entra em vigor em janeiro de 2022.

O projeto foi apresentado por sete vereadores no mesmo dia em que foi registrado um “apagão” nas redes sociais. Os vereadores favoráveis ao reajuste, defenderam a proposta. “É para reparar os quase dez anos sem aumento dos salários”, afirmou Walmir José Pereira Junior (PTB).

Mas, o trem da alegria mirassolense não se restringiu ao reajuste para vereadores, prefeito e vice. Na mesma sessão, a Câmara aprovou, também, a legalidade do projeto que cria dez cargos de assessores na Casa, de livre nomeação.

CÂMARA DE VOTUPORANGA REJEITA PROJETO PARA CRIAÇÃO DA TAXA DO LIXO

Em Jales, os vereadores aprovaram a taxa em uma sessão extraordinária, sem nenhuma discussão, o projeto enviado pelo prefeito. Em Votuporanga, depois de muita discussão, o projeto foi remetido ao cesto de lixo.

Deu no jornal A Cidade:

A Câmara Municipal de Votuporanga rejeitou ontem, segunda-feira(04), por 11 votos a 3, o projeto de lei que tinha como objetivo instituir a Taxa de Lixo no município. Com a decisão, a proposta segue para o Executivo, que terá de encontrar outra forma de atender às determinações do Marco Legal do Saneamento Básico.

Na tribuna e posicionaram apenas os vereadores Jurandir Benedito da Silva, o Jura (PSB), Osmair Ferrari (PSDB), Thiago Gualberto (PSD) e Chandely Protetor (Podemos). Apenas o primeiro justificou seu voto favorável, enquanto os demais explicaram porque votariam contra a iniciativa.

Esta não é a primeira vez que se tenta criar a Taxa do Lixo em Votuporanga. Em 2018, o então prefeito João Dado chegou a enviar um projeto para a Câmara, sob o argumento de que a criação da taxa era uma exigência do Tribunal de Contas, mas, depois de muitas críticas da população e de vereadores, a propositura foi retirada da pauta. 

SÃO FRANCISCO É DESTAQUE NO RANKING ESTADUAL DA VACINAÇÃO

Segundo o vacinômetro deste sábado, o vizinho município de São Francisco ocupa, proporcionalmente, o 4º lugar no ranking geral da vacinação no estado de São Paulo. Tecnicamente, no entanto, a cidade pode ser considerada a 3ª colocada, uma vez que em Botucatu, a 1ª, a população foi vacinada em massa, como parte de um estudo da Oxford/AstraZeneca.

Segundo o vacinômetro, São Francisco – que possui população estimada em 2.813 habitantes segundo o IBGE – já aplicou 2.376 primeiras doses, 1.966 segundas doses, 117 doses únicas (Janssen) e 43 doses de reforço, totalizando 4.502 doses. Ou seja, pelo menos 74% da população já foi imunizada com duas doses ou dose única.

São Francisco, sempre é bom lembrar, tem como secretária municipal de Saúde a médica cubana Dania Yelises Gomes Cabrera. Contratada através do Mais Médicos, ela chegou de Cuba em 2015 e trabalhou três anos em uma unidade básica de saúde. Com a eleição de Bolsonaro, Dania foi obrigada a deixar o cargo, mas em 2021, o novo prefeito de São Francisco, Sebastião de Oliveira Baptista(PTB), o Tiãozinho, a nomeou como secretária.

Voltando ao vacinômetro, a região tem outros destaques no ranking, como Turmalina (6ª colocada) e Populina (7ª). De seu lado, Jales ocupa a 215ª posição, com um total de 70.309 doses aplicadas, sendo 40.740 primeiras doses, 28.327 segundas, 296 doses de reforço e 946 doses únicas. Considerando a estimativa de 49.291 habitantes, 59,4% da população jalesense foi imunizada com duas doses ou dose única.

1 2 3 126