Categoria: Região

JALES ABRIU 26 NOVOS EMPREGOS EM MAIO. E PONTALINDA ABRIU 30

Os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) relativos a maio de 2022 mostram que, naquele mês, Jales criou 26 novos empregos com carteira assinada. Parece bom, mas, considerando que Pontalinda abriu 30 novos empregos no mesmo período, Jales não foi tão bem assim.

Entre as cidades mais importantes da região, destaque para Fernandópolis, que criou 204 novos empregos em maio. Santa Fé do Sul criou 28, enquanto Tanabi criou 25. Já os destaques negativos foram Votuporanga, que fechou 84 empregos, e Mirassol, que fechou 24.

Nos cinco primeiros meses do ano, o saldo de Jales é positivo, pero no mucho, já que soma apenas 09 novos empregos. Nos mesmos cinco meses, Fernandópolis contabiliza 703 novos empregos, Mirassol registra 202, Tanabi soma 83 e Santa Fé do Sul apresenta saldo de 76 novos empregos. Votuporanga é o destaque negativo, com 190 empregos fechados em cinco meses.

O saldo positivo de Jales, 09 novos empregos em cinco meses, é pior do que Ouroeste, com saldo de 125 novos postos de trabalho, Palmeira D’Oeste (25), Paranapuã (26), Santa Albertina (27) e Pontalinda (30).

Nos estados vizinhos, Iturama(MG) produziu 1.293 novos empregos em cinco meses, e Aparecida do Taboado(MS) criou 855.

LEI DO ICMS SANCIONADA POR BOLSONARO IRÁ TIRAR CERCA DE R$ 1,8 MILHÃO DE JALES EM 2022

Segundo matéria do Diário da Região, o projeto aprovado pelo Congresso – e sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro – que estabelece o teto de 17% para o ICMS dos combustíveis irá causar uma perda de R$ 88,6 milhões aos 97 municípios da região de São José do Rio Preto, apenas neste ano.

Rio Preto, a maior cidade da região, irá perder R$ 16,3 milhões em 2022 e cerca de R$ 34 milhões em 2023, o que está deixando o prefeito Edinho Araújo com os cabelos em pé. O cálculo é da Confederação Nacional dos Municípios (CNM).

A CNM estima que Votuporanga irá perder R$ 3,4 milhões, enquanto Fernandópolis deixará de arrecadar R$ 2,8 milhões até o final do ano. Jales não é citada na matéria do Diário, mas tudo indica que vamos perder cerca de R$ 1,8 milhão em 2022.

Para o ano que vem, o estrago será bem maior: segundo os cálculos da CNM, as perdas de 2023 serão de pouco mais que o dobro das perdas deste ano. No caso de Jales, coisa de R$ 4 milhões.

JOVENS DE URÂNIA VISITAM A DELEGACIA DA POLÍCIA FEDERAL DE JALES

Meu ex-colega de Banco do Brasil, o Wladi Gouvea, perdeu alguns quilos por conta da dengue, mas parece já ter recuperado. O conselho do Wladi sobre “estudar, ter foco, disciplina e objetivo” faz todo sentido, já que ele próprio é um exemplo disso.

Trabalhávamos juntos quando ele estudava para o concurso da PF e pude testemunhar o esforço dele. À época, o Wladi aperfeiçoou seus conhecimentos sobre a língua pátria com uma das melhores professoras de Jales. Não por acaso, é ele quem redige as notícias divulgadas pela Polícia Federal de Jales.  

 A notícia abaixo não é da PF, mas da página da Prefeitura de Urânia:

A Secretaria Municipal da Assistência Social, por meio do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Urânia, realizou na segunda-feira (13), uma visita com as crianças e adolescentes inseridas no Projeto Sonho Meu e no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), a sede da Polícia Federal de Jales. Esta atividade de cunho preventivo foi realizada com o objetivo de orientar o grupo sobre a importância do combate ao tráfico de drogas.

Durante a visita, o grupo foi recebido pelo policial Federal, Wladi Gouvêa que apresentou as repartições do setor e explicou sobre o funcionamento. Wladi, ressaltou ainda, como ingressar na Polícia Federal. “Essa instituição está de portas abertas para todos, mas quero lembrar que para se tornar um agente é preciso estudar, ter foco, disciplina e objetivo”, pontuou.

O delegado de Polícia Federal, Alexandre Manoel Gonçalves também recepcionou as crianças e comentou sobre a atuação da Polícia Federal na sociedade e principalmente no combate as drogas.

Para a secretária Municipal da Assistência Social, Jaqueline de Oliveira ações como essa são de grande importância pois leva o jovem a ter uma outra visão.

“A aproximação dessas crianças e adolescentes a realidade, ao trabalho da Polícia Federal faz com que reforce o que é ensinado através das oficinas, sobre a importância do trabalho de conscientização a não violência, ao combate aos crimes de tráfico de drogas e ao uso. Agradecemos todo acolhimento que a equipe da Polícia Federal de Jales se dispôs as nossas crianças e adolescentes”, ressaltou a secretária.

SURTO DE CINOMOSE MATA 20 CÃES EM ABRIGO DE FERNANDÓPOLIS. PROTETORA PEDE AJUDA PARA COMPRAR VACINAS

A amiga Simone Protetora, de Fernandópolis, está pedindo socorro para salvar alguns animais do abrigo que ela mantém na zona rural da vizinha cidade. O abrigo sobrevive normalmente de doações e da promoção de eventos, mas, nas últimas semanas, vem passando por enormes dificuldades por conta de um surto de cinomose canina, uma doença contagiosa e altamente perigosa, causada por um vírus..

O surto causou um morticídio entre os animais cuidados pela Simone. Até ontem, quando conversei com ela, pelo menos 20 cachorros já tinham morrido, vítimas da doença, enquanto 03 tinham ficado paraplégicos ou tetraplégicos e outros 03 já não conseguem andar. 

Simone se emocionou ao falar dos cães atingidos pela doença, mas, agora, ela está empenhada em salvar os outros 90 que ainda estão vivos. Há cerca de um mês, a Simone investiu recursos próprios na compra de vacinas, de modo que todos os cães receberam a primeira dose. O problema agora é conseguir recursos para a segunda dose, que deixará os cães totalmente imunizados. 

“Graças a Deus e alguns amigos que ajudaram, todos os animais do abrigo foram vacinados, mas agora vem um problema mais sério, pois para eles estarem mesmo imunizados, precisam da segunda dose, caso contrário será perdida a primeira dose”, explicou a protetora. Ela explicou, também, que se a segunda dose não for aplicada em até 21 dias após a aplicação da primeira, tudo estará perdido.

Por conta disso, ela está pedindo socorro. “Peço pelo amor de Deus, que continuem me ajudando para que possamos salvar o restante dos animais que ainda estão vivos. A vacina não irá curar os que já estão contaminados, mas irá proteger os animais que ainda estão saudáveis e correm risco de contaminação”, disse Simone. 

As pessoas interessadas em ajudar a Simone, que é pessoa séria e há 15 anos se dedica à causa animal, podem fazer sua contribuição através do PIX 142.664.378-03. Cada vacina custa entre R$ 45,00 e R$ 50,00. Ou se preferirem, podem fazer um depósito na conta 27.664-2, agência 0402-2, do Banco do Brasil.

POLÍCIA CIVIL ESCLARECE HOMICÍDIO DE IDOSO EM MARINÓPOLIS E PRENDE CASAL

Na última segunda-feira (13), à tarde, um idoso de 77 anos de idade foi encontrado em frente à sua casa, na rua Goiás, em Marinópolis. Ele sangrava bastante e tinha sinais de ter sido espancado e esfaqueado.Enquanto era socorrida, a vítima repetia o nome de uma mulher. Apesar dos esforços, o idoso não resistiu e acabou falecendo ainda naquele dia.Policiais conheciam a mulher que foi citada pela vítima e a localizaram em sua casa, que ficava distante apenas cerca de 200m da casa da vítima. Ela foi levada à Delegacia, porém negou qualquer envolvimento no crime, sendo então liberada após prestar depoimento.Imediatamente a Polícia Civil iniciou as investigações e, trabalhando diuturnamente, conseguiu identificar algumas testemunhas, que foram ouvidas. Após coletar outras evidências, foi solicitada à Justiça Estadual a prisão temporária da mulher citada pela vítima e de um homem que seria seu comparsa.A Justiça prontamente atendeu o pedido da Polícia Civil e determinou a prisão do casal. Na quarta-feira (15), os investigadores foram à casa da mulher dar cumprimento à prisão e ela acabou confessando ser a autora do homicídio, narrando com riqueza de detalhes os fatos que levaram à morte do idoso.O homem, que também foi preso na quarta-feira, negou ter participado das agressões à vítima, mas confessou que sabia o que havia acontecido, dizendo inclusive que a autora foi à sua casa e pegou uma faca que foi usada para matar o idoso. Posteriormente, ele teria auxiliado a mulher, dispensando a faca em um matagal próximo, e também dando cobertura à autora, dizendo inicialmente que ela estava com ele na hora do homicídio.O homem, de 55 anos de idade, foi preso e levado à cadeia de Santa Fé do Sul. Já a mulher, de 27 anos, foi levada à cadeia de Nhandeara. A polícia, que deu uma resposta rápida à sociedade esclarecendo e levando à Justiça os responsáveis por este crime bárbaro, agora trabalha para tentar localizar a faca utilizada pela autora.

REGIÃO TEM CRESCIMENTO NAS CONTAMINAÇÕES POR COVID. JALES TEVE PIOR SEMANA DESDE FEVEREIRO

Levantamento feito pelo portal de notícias FocoNews, do amigo Matheus Augusto, mostra que os 333 casos confirmados de Covid-19 registrados em Jales de 30/05 a 03/06 fizeram com que a semana passada fosse a semana com o maior número de contaminações constatadas no município desde fevereiro, quando vivíamos o pico de casos positivos por conta da variante Ômicron. Além disso, foram contabilizadas três mortes durante a semana.

Em Fernandópolis, a situação parece ser pior que Jales. Segundo o portal Extra, o boletim epidemiológico divulgado ontem, segunda-feira, 06, registrou 503 casos positivos a mais desde a divulgação do boletim anterior, que ocorreu na quinta-feira, 02.

Em Votuporanga, a situação está um pouco melhor que Jales e Fernandópolis, mas, segundo boletim divulgado ontem, 06, pelo Diário de Votuporanga, o fim de semana registrou 187 casos confirmados. Além disso, Votuporanga tem 07 pessoas internadas, três delas na UTI.

Importante ressaltar que segundo o Comitê de Saúde do Estado de São Paulo, o número de contaminações é muito maior, já que muitos testes são feitos em farmácias ou em casa e não entram nas estatísticas oficiais. Mesmo assim, diz o Comitê, o estado registrou nos últimos dias um aumento de 84% nas contaminações e de 40% nas internações.

EX-PREFEITA ANA LÚCIA, DE VITÓRIA BRASIL, TEVE TODAS AS 8 CONTAS DE SEUS 2 MANDATOS APROVADAS PELO TCE

Em julgamento realizado no dia 03 de maio de 2022, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) emitiu parecer favorável à aprovação das contas da Prefeitura Municipal de Vitória Brasil, relativas ao exercício de 2020, último ano da administração da prefeita Ana Lúcia Olhier Módulo (na foto acima, com o então governador Geraldo Alckmin).

Até aí nada de mais, certo? Certo, não fosse o detalhe fundamental de que, com a aprovação das contas de 2020, Ana Lúcia fechou seus dois mandatos com todas as oito contas – de 2013 a 2020 – aprovadas pelo TCE, demonstrando que é possível atender as regras da legislação e cuidar bem das contas públicas.

Para tanto, basta administrar com responsabilidade e cercar-se de bons assessores. Registre-se que, durante os oito anos de seus dois mandatos, Ana Lúcia teve entre seus principais assessores o advogado jalesense José Luiz Nunes e o também jalesense Luís Antonio Colombo. 

POLÍCIA CIVIL DE JALES CONSEGUE RECURSOS PARA OBRAS DE REFORMA E AMPLIAÇÃO DE DELEGACIAS

A Polícia Civil de Jales, comandada pelo delegado seccional Charles Wiston de Oliveira (foto), em gestões diretas à Unidade Orçamentária da Delegacia Geral de Polícia, obteve a liberação de recursos financeiros para a realização de obras de reforma e ampliação em cinco delegacias vinculadas a sua área circunscricional.

Serão beneficiadas as delegacias de polícia dos municípios de Paranapuã, Santa Albertina e Três Fronteiras, além da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Santa Fé do Sul e a própria Delegacia Seccional de Polícia, em Jales.

As delegacias receberão ampliação na área construída para melhor conformação de sua estrutura de trabalho e de atendimento ao público, com modernização de suas instalações, enquanto a DDM de Santa Fé do Sul e a Delegacia Seccional também contarão com elevadores para adequada acessibilidade a pessoas com mobilidade reduzida.

Os editais de concorrência pública já estão sendo publicados para que as empresas de engenharia interessadas participem dos certames, que serão individualizados por unidade policial.

FURTOS DE CELULARES PREOCUPAM POLÍCIA CIVIL DA REGIÃO

Segundo o delegado Higor Vinícius Jorge, de Santa Fé do Sul, a nova modalidade de golpe é praticada por quadrilhas especializadas em crimes cibernéticos. A notícia é do Diário da Região:

Prática que já se tornou comum na capital, o furto de celulares por criminosos que usam o aparelho para ter acesso a contas bancárias tem preocupado a Polícia Civil em Rio Preto. Se antes o foco dos bandidos era o aparelho em si, agora o objetivo é ter acesso a aplicativos que permitem operações financeiras como Pix, transferências bancárias e até a contratação de empréstimos em nome das vítimas.

Segundo o delegado assistente da Seccional de Rio Preto, Alexandre Arid, o avanço da tecnologia e o aumento do uso de aplicativos para fazer transações bancárias fez com que os criminosos migrassem para esse tipo de crime. “O criminoso vai migrando de delito. Pela facilidade, o furto é mais comum”, destacou.

Especialista em crimes cibernéticos, o delegado Higor Vinicius Nogueira Jorge, diz que, geralmente, quem comete o crime de furto e roubo de celular visando acessar a conta bancária das vítimas são quadrilhas especializadas em crimes cibernéticos.

“Geralmente são organizações compostas por várias pessoas, com atribuições definidas de modo que existem criminosos com a incumbência de promover a subtração e outros que acessam o dispositivo e realizam as transações. Além disso, existem os meliantes que recebem o dinheiro transferido. A todos eles é imputado o crime. E tem sido comum a identificação destes criminosos”, disse o delegado.

HOMEM AGREDIDO NA RUA EM PALMEIRA D’OESTE MORRE NO HOSPITAL DE BASE

Deu no Diário da Região:

Um homem de 36 anos morreu no Hospital de Base, em São José do Rio Preto, depois de ter sido agredido em uma rua de Palmeira D’Oeste por pessoas desconhecidas. A agressão aconteceu na noite do dia 1º de maio.

Segundo informações da comunicação de óbito registrada pelo hospital, Amarildo Cléber de Almeida Faccin teve traumatismo craniano grave e não resistiu. A morte dele foi confirmada na manhã de quarta-feira, 4.

Conforme dados do boletim de ocorrência, Amarildo foi encontrado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) caído na rua com diversos ferimentos. Ele foi levado ao Pronto Socorro da cidade.

Devido à gravidade dos ferimentos, o homem precisou ser transferido para Santa Casa de Jales e, depois, foi encaminhado para Rio Preto. À polícia, o pai de Amarildo disse não saber por que o filho foi agredido e nem quem seriam os autores do crime.

O corpo foi encaminhado para exame necroscópico no Instituto Médico Legal (IML). Um inquérito deve ser aberto para tentar esclarecer o motivo da agressão e também identificar os agressores.

1 2 3 129