Categoria: Cidade

JALES TERÁ REDE ATACADISTA COM 130 OPORTUNIDADES DE TRABALHO

Deu no Diário da Região:

A Prefeitura de Jales informou nesta segunda-feira, 08, que a rede atacadista Leve Mais vai construir um superatacado na marginal “Dr. Eduardo Ferraz Ribeiro do Valle”, no município. A novidade, que terá investimentos de R$ 20 milhões, entre obras e equipamentos, deverá gerar, segundo a Prefeitura, pelo menos 130 empregos diretos.

Ainda de acordo com o Executivo, a empresa, que começou a limpar o terreno na última semana para iniciar os primeiros passos do empreendimento, deverá anunciar em breve como concorrer às novas vagas de trabalho.

A rede, cuja matriz está instalada na cidade de Dourados(MS), possui 33 anos de tradição e 26 lojas espalhadas pelos estados de Mato Grosso do Sul e São Paulo. A unidade de Jales será a segunda no Estado de São Paulo (a primeira está instalada em Andradina) e terá uma construção de 8 mil metros quadrados.

O prefeito de Jales, Luís Henrique Moreira(PSDB), comemorou a novidade. “É mais emprego chegando em nosso município, é mais desenvolvimento e renda para nossa população”, disse o gestor.

FERNANDÓPOLIS FECHA TEMPLOS RELIGIOSOS POR 15 DIAS. EM JALES, ELES PODERÃO FUNCIONAR

O prefeito de Fernandópolis, André Pessuto(DEM), adotou medidas mais duras que os prefeitos de Jales, Luís Henrique Moreira(PSDB), e de Votuporanga, Jorge Seba(PSDB). Ele foi o único dos três prefeitos que incluiu entre as medidas restritivas em seu município a proibição do funcionamento de atividades presenciais em templos religiosos, como missas e cultos.

Em Jales, o decreto do prefeito Luís Henrique estabelece que algumas atividades essenciais – farmácias, hotéis, funerárias, etc – poderão funcionar 24 horas por dia, enquanto outras – entre elas as atividades religiosas – poderão funcionar todos os dias das 06:00 às 20:00 horas. Votuporanga, assim como Jales, está permitindo o funcionamento de templos religiosos.

André Pessuto ainda tentou convencer os prefeitos de 12 pequenos municípios da região de Fernandópolis a adotarem as mesmas medidas estabelecidas por ele em sua cidade, mas os prefeitos desses municípios preferiram seguir apenas as normas do Plano SP, que não incluem a suspensão das atividades religiosas, nem a suspensão de aulas presenciais.

Na região, além de Fernandópolis, apenas o município de Urupês decretou a suspensão das atividades presenciais em templos religiosos. Segundo o prefeito Alcenir Cássio Greggio, o Bica(DEM), a decisão foi tomada com a finalidade evitar o aumento dos casos de covid na cidade. Urupês, com 14.000 habitantes, contabiliza 655 casos positivos e 15 óbitos. 

JORNAL DE JALES: CLÓVIS PEREIRA COMANDA PROJETO QUE IRÁ MUDAR OS RUMOS DE JALES

Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, cuja principal manchete destaca ação da deputada federal Carla Zambelli que poderá viabilizar um centro de tratamento de doenças raras no Jales Clube. A matéria diz que um movimento liderado pelo presidente do clube, Clóvis Pereira, deverá mudar os rumos da cidade. O passo decisiva para essa mudança foi dado na segunda-feira passada, 01/03, quando a cúpula do Jales Clube recepcionou a deputada federal Carla Zambelli, vice-lider do governo Bolsonaro na Câmara. Ela anunciou que Jales terá uma unidade da Casa Hunter, uma instituição de caráter humanitário para tratamento de doenças raras. A deputada disse que destinará R$ 3,7 milhões para colocar o projeto de pé.

Destaque, igualmente, para o decreto do prefeito Luís Henrique Moreira, que fecha quase tudo em Jales para evitar o colapso do sistema de saúde da cidade. O jornal diz que “em linhas gerais, o referido documento legal segue, com pequenas modificações, as diretrizes do Plano São Paulo de flexibilização econômica que vem sendo executado pelo governo paulista”. A decisão sobre algumas medidas restritivas foi tomada de comum acordo com os prefeitos André Pessuto(DEM), de Fernandópolis, e Jorge Seba(PSDB), de Votuporanga, em reunião transmitida através das redes sociais na quinta-feira, 04.

A vacinação contra a covid em Jales, que gerou grandes filas e emocionou alguns idosos; a parceria entre a ACIJ e o Sebrae, que vai oferecer curso gratuito de Comunicação de Mídias Digitais; a prisão de estelionatários que se diziam funcionários de agências bancárias e aplicavam golpes em idosos; e os casos de dengue ocorridos em Jales neste início de ano, são outros assuntos do JJ. O jornal traz, ainda, um especial a propósito do Dia Internacional da Mulher, destacando ações proativas de mulheres jalesenses que estão fazendo a diferença, além de um artigo da professora e jornalista Ayne Regina Salviano, cujo título é “Dia da Mulher, o dia da hipocrisia”.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior volta a destacar o assunto Casa Hunter. Segundo ele, dois engenheiros da instituição, que tem sede em Porto Alegre, já estiveram em Jales para conhecer o Jales Clube e teriam gostado muito do que viram. O colunista destacou, também, que a simplicidade da deputada Carla Zambelli causou ótima impressão em seus interlocutores jalesenses. “Embora seja uma das mulheres mais influentes do país e com acesso aos altos escalões da República, ela se comportou em Jales sem estrelismo”, registrou Deonel em sua lidíssima coluna.  

A TRIBUNA: DECRETO DE LUÍS HENRIQUE SUSPENDE AULAS PRESENCIAIS NAS ESCOLAS ESTADUAIS E PARTICULARES DE JALES

No jornal A Tribuna deste final de semana, o principal assunto é o decreto assinado pelo prefeito Luís Henrique(PSDB), com medidas restritivas para tentar impedir o avanço da indigitada covid-19 em Jales, onde a taxa de ocupação da UTI da Santa Casa bateu em 100% durante a semana. A matéria diz que, além das restrições determinadas pela fase vermelha do Plano SP, o prefeito determinou a suspensão das aulas presenciais nas instituições municipais, privadas e filantrópicas vinculadas ao Sistema de Ensino do Município de Jales, bem como nas escolas da rede pública estadual e nos estabelecimentos de ensino superior e de educação profissional.

O jornal está destacando, também, a vinda a Jales da deputada federal Carla Zambelli (PSL), considerada uma das maiores propagadoras de fake news da política nacional. Segundo a matéria, a parlamentar veio a Jales a convite do presidente do Jales, Clóvis Pereira, para acertar detalhes para a construção de uma unidade da Casa Hunter na cidade. Clóvis Pereira explicou ao jornal que vem mantendo contatos com a deputada há pelo menos 18 meses, com o intuito de tentar viabilizar o projeto para instalação da Casa Hunter, uma instituição especializada no atendimento de pessoas com doenças raras.

A reforma da Praça “Euphly Jalles”, que começou há um ano e até agora só concluiu 20% das obras previstas; a prisão de quatro golpistas que aplicaram o conhecido golpe do motoboy em Jales; a conquista de R$ 500 mil para reforma e ampliação da EMEI do Jardim Aeroporto; os danos causados pelas chuvas em calçadas e galerias do Jardim do Bosque; a vacinação de idosos em Jales, que teve longas filas mas sem problemas graves; os números da dengue em Jales e os bairros mais afetados pela doença; e a prisão de dois traficantes com 1,5 kg de maconha, são outros assuntos de A Tribuna.

Na coluna Enfoque, a informação dando conta de que o vereador Deley(DEM) foi ouvido pelo promotor Horival Marques de Freitas Júnior no caso do pregão realizado pela Prefeitura para contratação de empresa de assessoria e consultoria na área de compras e licitações. Deley foi autor de uma denúncia que antecipou ao Ministério Público o nome da empresa que venceria o pregão, a Lupiano Apoio Administrativo Ltda, de Três Fronteiras, cujo sócio proprietário – Olaide Lupiano de Assis – foi assessor do ex-prefeito de Santa Fé do Sul, Ademir Maschio, que é o atual secretário da Fazenda da Prefeitura de Jales.    

SINDICATO VAI AO MINISTÉRIO PÚBLICO POR VACINA PARA FUNCIONÁRIOS DA SANTA CASA

O Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Jales e Região está recorrendo ao Ministério Público com o objetivo de conseguir vacinação para cerca de 40 funcionários do setor administrativo da Santa Casa de Jales, que ainda não foram vacinados.

A presidente do Sindicato, Marta Alves de Carvalho, protocolou ofício junto ao MP Estadual na segunda-feira, 1° de março, e foi orientada a procurar também o MP Federal, onde ela protocolou outro ofício na quinta-feira, 04. 

O Sindicato argumenta que os funcionários frequentam os mesmos ambientes de pessoas que estão em permanente contato com pacientes contaminados pelo coronavírus. Informalmente, a presidente do Sindicato afirmou que quatro funcionários do setor administrativo da Santa Casa estão afastados, com suspeita de contaminação, enquanto o gerente administrativo foi confirmado com covid e está cumprindo quarentena.

Antes de procurar os ministérios públicos estadual e federal, o Sindicato oficiou o prefeito Luís Henrique Moreira em 12 de fevereiro e a Secretaria Municipal de Saúde no dia 24, solicitando a vacinação dos funcionários. O ofício encaminhado a Luís Henrique estava acompanhado de um abaixo-assinado com 31 assinaturas. Segundo a presidente, nem o prefeito, nem o secretário de Saúde se deram ao trabalho de ao menos responder aos ofícios.

Opinião do blogueiro: a reivindicação dos funcionários administrativos da Santa Casa é justa. Afinal, eles podem não estar na linha de frente, mas também estão correndo riscos na medida em que trabalham com pessoas que participam do tratamento de pacientes com covid. Tanto é que, segundo a presidente do Sindicato, o gerente administrativo do hospital foi contaminado e se encontra em isolamento domiciliar, enquanto outros quatro funcionários do setor também estariam afastados.

De outro lado, sabe-se que educadores físicos, fisioterapeutas, funcionários de clínicas e outros já foram vacinados, mesmo não estando tão expostos quanto os funcionários da Santa Casa. Existem, inclusive, rumores dando conta de que até um conhecido bolsonarista da cidade – sem nenhuma ligação com a saúde, mas com parentes importantes – já teria sido vacinado, o que, espero, seja apenas boato, já que bolsonaristas não gostam de vacina. 

RÁDIO ASSUNÇÃO VENCE LICITAÇÃO PARA TRANSMISSÃO DAS SESSÕES DA CÂMARA POR MENOS DA METADE DO VALOR PAGO ATUALMENTE

A Rádio Assunção Ltda foi a ganhadora do pregão realizado pela Câmara Municipal na quinta-feira, 05, para contratação da emissora que irá transmitir as sessões do Legislativo nos próximos 12 meses.

Além da Assunção, outras duas emissoras participaram da licitação: a Rádio Cultura de Jales Ltda (Antena 102 FM) e a Rádio Nova Cultura Ltda (Band FM), sendo que a Band FM, que apresentou a proposta inicial de R$ 70.400,00, desistiu da disputa já no primeiro lance.

A Antena 102, cuja proposta inicial era de R$ 64.000,00, continuou na disputa e, depois de incríveis 28 lances, baixou sua proposta para R$ 27.745,00 mas acabou desistindo, uma vez que a Assunção baixou sua proposta inicial (R$ 49.600,00) para R$ 27.475,00.

Em 2016, apenas a Nova Cultura (Band) e a Assunção participaram da licitação, sendo que a primeira foi a vencedora com uma proposta de R$ 48 mil, o que significava R$ 1,5 mil por sessão. Com os reajustes anuais, a Câmara está pagando, atualmente, quase R$ 1,8 mil pela transmissão de cada sessão.

Com a nova licitação, o custo de cada transmissão ficará em R$ 860,00, ou seja, menos da metade do valor que está sendo pago atualmente. Nada como a concorrência!

DEU NA FOLHA NOROESTE DE HOJE

No jornal Folha Noroeste, edição digital deste sábado, destaque para a medidas restritivas adotadas pelas prefeituras de Jales, Fernandópolis e Votuporanga, com o objetivo de conter o avanço da covid na região. Na matéria, o jornal informa que, “após reunião realizada através de videoconferência na manhã da quinta-feira, dia 4, o prefeito Luis Henrique Moreira, juntamente com os chefes do Poder Executivo de Fernandópolis, André Pessotto, e de Votuporanga, Jorge Seba, determinaram medidas que serão necessárias para proteger a população. Apresentadas em uma live. Em Jales, as medidas restritivas entraram em vigor a partir do zero hora deste sábado, 06 de março. Entre as principais medidas, está a suspensão das aulas presenciais nas escolas estaduais e particulares, que estavam funcionando parcialmente.

Destaque, igualmente, para os questionamentos do vereador Rivelino Rodrigues(PP), envolvendo a concessionária de energia elétrica, a Elektro. Ele quer saber o que a empresa pretende fazer com os cabos e fios soltos sobre as vias públicas da cidade. Segundo Rivelino, existe um grande número de fios e cabos soltos pendurados nas redes da Elektro, provocando acidentes – alguns muito graves – e causando preocupação à população. Ele quer saber, também, qual é a responsabilidade da Elektro com relação aos cabos de internet e de telefonia fixa instalados nos postes por empresas do ramo. “A Elektro cobra aluguel dessas empresas e precisa nos explicar como é feita a fiscalização, notificação e autuação das empresas que deixam fios soltos nas vias”.

Na coluna FolhaGeral, o audaz redator-chefe Roberto Carvalho, o Pestinha, está informando que, de acordo com o Portal da Transparência Municipal, a Prefeitura de Jales investiu, em janeiro, o valor bruto de R$ 4.979.686,56 no pagamento de 1.359 servidores municipais efetivos e comissionados. Feitos os descontos de praxe, os servidores receberam, líquidos, R$ 3,7 milhões. Já no mês de fevereiro, os gastos com a folha de pagamento alcançaram a cifra de R$ 4.833.431,15 e, deduzidos os descontos, os servidores receberam R$ 3,5 milhões. O colunista observa que, de janeiro para fevereiro, houve uma redução de R$ 146,2 mil, o que, segundo ele, comprova que o prefeito cumpriu, com sobras, a previsão de economizar R$ 70 mil. 

POLÍCIA DE JALES PRENDE HOMEM FORAGIDO DA JUSTIÇA DE GOIÁS E MATO GROSSO

Um homem foragido da Justiça de Mato Grosso foi preso em Jales após troca de informações entre as Polícias Civis dos dois estados.

Policiais civis de Jales (SP) entraram em contato com a Delegacia de Polícia de Campo Novo dos Parecis (396 km a noroeste de Cuiabá), solicitando apoio para verificar a identificação de um suspeito que acabara de ser preso na cidade.  

Durante checagem via sistemas de segurança pública, os policiais civis de Campo Novo dos Parecis conseguiram confirmar as informações da pessoa detida e constataram que havia duas ordens judiciais de prisão decretadas contra ele.

Um dos mandados de prisão foi decretado pela Comarca de Canarana e outro mandado expedido pela Comarca de Itajá, no estado de Goiás.

Diante das informações, os policiais paulistas cumpriram os dois mandados na Delegacia de Polícia de Jales e o preso encaminhado para a Cadeia de Santa Fé do Sul, onde permanecerá à disposição da Justiça.

JALES E TODO O ESTADO DE SÃO PAULO ENTRAM NA FASE VERMELHA A PARTIR DE SÁBADO

A notícia é da assessoria de imprensa da ACIJ:

O Governo de São Paulo anunciou no início da tarde desta quarta-feira, 03 de março, que todo o estado vai entrar na fase vermelha do Plano SP de flexibilização a partir da 0h de sábado, dia 06. Também foi ampliado o período de restrição de circulação, que agora será das 20h às 5h.

A justificativa é de que estamos passando pelo pior momento desde o início da pandemia. São mais de 17 mil pacientes internados, sendo 7.668 em UTIs de hospitais espalhados por São Paulo, o que representa mais de 75% de ocupação.

Nesta terça-feira, dia 02, o estado também registrou o maior número de mortes em 24h: 468. Ao todo, mais de 60 mil pessoas já morreram em SP vítimas da Covid-19 e os que já foram infectados passam de 2 milhões.

Restrições em Jales:

De acordo com o Governo de SP, os comércios e serviços não essenciais só podem atender em esquema de retirada na porta, drive-thru e pedidos por telefone ou internet. Sendo assim, o comércio de Jales pode atender nos próximos 14 dias, com restrições.

A Prefeitura da cidade informou que vai suspender todas as aulas das instituições de ensino públicas e privadas do município durante a fase vermelha.

A venda de bebidas alcoólicas será proibida a partir das 20h até as 6h, em qualquer tipo de estabelecimento, inclusive nos sistemas delivery e drive thru.

Academias, salões de beleza, cinemas, teatros, shoppings, concessionárias, escritórios e parques deverão ficar totalmente fechados ao público.

O que pode funcionar?

Podem funcionar normalmente os serviços essenciais como indústrias, bancos, lotéricas, serviços de saúde e de segurança públicos e privados, lojas de materiais para construção, construção civil, farmácias, mercados, padarias, lojas de conveniência, feiras livres, bancas de jornal, meios de comunicação em geral, postos de combustíveis, lavanderias, hotelaria, transporte público ou por aplicativo, transportadoras, locadoras de veículos, clínicas veterinárias e pet shops, oficinas mecânicas, táxis, igrejas e templos religiosos (com 30% da capacidade), entre outros.

Já para os bares, lanchonetes e restaurantes são permitidos os serviços de entrega por delivery e drive-thru.

Números em Jales:

Nesta semana, Jales superou a marca dos 4 mil infectados pelo coronavírus. No boletim epidemiológico desta quarta, a cidade já tinha 4.047 pessoas que tinham testado positivo desde o início da pandemia e 119 pessoas morreram. Nove moradores da cidade seguem internados em Jales ou em hospitais da região com suspeita ou confirmação da doença.

Na Santa Casa da cidade, nesta quarta, 81% dos leitos de UTI e 80% dos leitos de enfermaria estavam ocupados. Isso significa que o hospital tem apenas duas vagas em UTI e quatro em enfermaria.

Fiscalização em Jales:

A Prefeitura informou que a fiscalização em Jales será intensificada e realizada pela Polícia Militar, através das equipes de rotina e das que fazem parte da Atividade Delegada, além dos fiscais da Vigilância Sanitária do município e do estado.

Posicionamento da ACIJ:

A Associação Comercial e Industrial de Jales entende que estamos em um momento extremamente delicado por causa do agravamento de casos da Covid-19, mas segue se posicionando contra as medidas tomadas pelo Governo de São Paulo por defender que o comércio não é o responsável pelo aumento dos casos. No entanto, recomendamos que todos os estabelecimentos e empresas, bem como os cidadãos jalesenses, respeitem o momento que estamos passando e sigam as regras impostas pelo Plano SP. Esperamos que esse período de restrição não dure muito tempo e que a situação seja amenizada para que, em breve, possamos retomar o crescimento da nossa economia.

CENSO 2021: IBGE ABRE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO COM 96 VAGAS PARA JALES E REGIÃO

Da Secretaria Municipal de Comunicação:

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE abriu Processo Seletivo Simplificado para a contratação de Agentes Censitários Municipais / Agentes Censitários Supervisores (nível médio) e para Recenseadores (nível fundamental). Há vagas em todas as regiões do país.

Na nossa região serão oferecidas 96 vagas divididas entre Jales, Aspásia, Dirce Reis, Dolcinópolis, Mesópolis, Paranapuã, Pontalinda, Populina, Santa Salete, São Francisco, Turmalina, Urânia e Vitória Brasil. Serão ofertadas 12 vagas para Agentes Censitários Municipais / Agentes Censitários Supervisores e 84 para Recenseadores.

As inscrições podem ser feitas via internet até o dia 15 de março, pelo site www.ibge.gov.br.  A taxa de inscrição para as funções de nível médio e superior é de R$ 39,49 e para Recenseador de R$ 25,77. Os valores podem ser pagos em qualquer banco, casa lotérica ou pela internet. Esses profissionais irão trabalhar na coleta de informações do Censo 2021, entrevistando os moradores de todos os domicílios brasileiros.

Os cargos de Agentes Censitários Municipais (ACM) terão remuneração mensal de R$ 2.100,00 e de Agentes Censitários Supervisores (ACS) será de R$ 1.700,00. Já os Recenseadores terão remuneração por produção.

Para Jales são 06 vagas para Agentes Censitários Municipais / Agentes Censitários Supervisores e 49 para Recenseadores. As vagas são temporárias e os contratos poderão ser renovados de acordo com as necessidades do IBGE e a disponibilidade orçamentária.

A divulgação do edital com a relação de todos os locais de provas está programada para o dia 09 de abril para ACM / ACS e 16 de abril para Recenseadores. O cronograma completo de ambos os processos seletivos pode ser encontrado nos editais. As provas para ACM / ACS serão em 18 de abril e as provas para Recenseadores, no dia 25 do mesmo mês.

Os candidatos a Recenseador farão prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, com 10 questões de Língua Portuguesa, 10 questões de Matemática, 5 questões sobre Ética no Serviço Público e 25 questões de Conhecimentos Técnicos.

Os candidatos a ACM / ACS farão prova objetiva de caráter eliminatório e classificatório, com 10 questões de Língua Portuguesa, 10 questões de Raciocínio Lógico Quantitativo, 5 questões de Ética no Serviço Público, 15 questões de Noções de Administração / Situações Gerenciais e 20 questões de Conhecimentos Técnicos.

1 2 3 532