Categoria: Cidade

PREFEITURA PODERÁ PAGAR ATÉ R$ 1,3 MILHÃO POR ALUGUEL DE ÔNIBUS E VANS PARA SAÚDE

A Prefeitura de Jales publicou, nesta semana, a homologação de uma licitação aberta para a contratação de empresas especializadas na locação de ônibus, micro-ônibus e vans, para a prestação de serviços de transporte de pacientes usuários dos SUS, para hospitais de outras cidades.

Esse tipo de terceirização não é novidade. Ele foi inaugurado em 2020, pelo ex-prefeito Flá, depois de diversas reclamações sobre as condições precárias dos ônibus do município, utilizados pela Secretaria de Saúde para transportar pacientes para outras cidades, como Fernandópolis, Votuporanga e São José do Rio Preto e Barretos.

No ano passado, os serviços foram contratados por R$ 717 mil, mas devem ter custado menos, uma vez que o pagamento seria realizado por quilômetros rodados. 

Neste ano, são duas as empresas contratadas. A Turística Araçatuba Locadora de Veículos ficará responsável pela locação de duas vans de 16 lugares, por 12 meses, e poderá receber até R$ 174 mil por isso. 

Já a empresa Roela & Roela Transportadora Turística Ltda, de Santa Fé do Sul, se incumbirá de disponibilizar dois micro-ônibus de 27 lugares por R$ 384 mil (ano), e dois ônibus de 47 lugares que poderão custar até R$ 750,6 mil, em 12 meses de contrato.

Como se vê, as contratações poderão custar até R$ 1,3 milhão em um ano, mas, provavelmente, custarão menos, já que, também nesses casos, o pagamento será feito por quilômetros rodados. As vans custarão R$ 2,90 por quilômetro. Já os micro-ônibus custarão R$ 3,20, enquanto os ônibus custarão R$ 4,17 por quilômetro.   

ADVOGADO VAI AO MINISTÉRIO PÚBLICO COM REPRESENTAÇÃO CONTRA PREFEITO LUÍS HENRIQUE

O advogado jalesense José Luiz Penariol protocolou, na semana passada, uma representação junto ao Ministério Público Estadual contra o prefeito Luís Henrique Moreira e a Organização Social “Mãos Amigas”, de Santos(SP). O caso está com o promotor Horival Marques de Freitas Júnior.

Como já noticiado pelo blog, a Organização Social foi contratada – sem licitação – pela Prefeitura de Jales para prestação de serviços, “com fornecimento de profissionais na área de enfermagem, farmácia e limpeza, para atuar na APS – Atenção Primária à Saúde”. 

Traduzindo, a OS foi contratada para ajudar no combate à pandemia do coronavírus, fornecendo profissionais da área da saúde. Segundo publicação do Diário Oficial do Município, o contrato custará R$ 278 mil por mês, que, provavelmente, serão pagos com o dinheiro da ajuda financeira repassada aos municípios pelo governo federal.

Quem viu a representação de 30 páginas protocolada pelo advogado – eu não vi! – garante que ela está muito bem fundamentada. Penariol menciona a suposta inidoneidade da OS, que responde a quatro processos na Justiça Estadual, em pelo menos três cidades. Segundo fontes, o documento cita, igualmente, processos na Justiça Trabalhista.

O advogado argumenta, também, a falta de economicidade da contratação. Segundo ele, a Prefeitura poderia ter chamado pessoas aprovadas em um concurso público, cujo prazo de validade ainda estaria em vigor, o que – sempre de acordo com o advogado – geraria economia para o município e ajudaria o Instituto Municipal de Previdência.

A representação ainda acusa o prefeito de ter desobedecido um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado há alguns anos junto ao Ministério Público do Trabalho, onde a Prefeitura se compromete em não terceirizar alguns serviços.

Segundo fontes, o TAC foi assinado pelo ex-prefeito Parini e, pôs fim à terceirização de setores da saúde, à época sob administração da Aderj.

O advogado Penariol – que é também comerciante (hotel) – já andou fazendo duras críticas ao prefeito Luís Henrique nas redes sociais, por conta das medidas restritivas impostas ao comércio há algumas semanas.

Na edição do dia 21 de março passado, o Jornal de Jales classificou como “contundente” o discurso de Penariol contra o fechamento do comércio em manifestação realizada em frente ao prédio da Prefeitura, como mostra a foto lá de cima, registrada pelo jornal.

Aguardemos os próximos capítulos.

JALES RECEBE MAIS VACINAS NESTA SEGUNDA-FEIRA. VACINAÇÃO DE PESSOAS COM 63 ANOS SERÁ NESSA TERÇA-FEIRA, 27

A diretora do Grupo de Vigilância Epidemiológica (GVE) de Jales, Sandra Roberta da Cruz, já comunicou às prefeituras da região, que deverá receber na tarde desta segunda-feira, 26, mais dois lotes de vacinas contra a covid.

As vacinas deverão ser distribuídas nessa terça-feira, 27, no período da manhã, das 08 às 12 horas. A GVE de Jales é um órgão estadual e está encarregada de distribuir as vacinas para 35 municípios da região.

Um dos lotes de vacinas é da Astrazeneca-Oxford e deverá ser utilizado na imunização dos idosos de 63 anos. O outro lote é da Coronavac vai ser destinado à SEGUNDA DOSE da vacina para os idosos de 68 anos, que, aqui em Jales, receberam a primeira dose no dia 05 de abril.

Por conta disso, a Prefeitura de Jales já distribuiu release comunicando que o grupo da faixa etária de 63 anos será vacinado nessa terça-feira, 27, das 09 às 12 horas. A vacinação será feita em sistema drive-thru (sem precisar sair do carro), na 1ª IGREJA BATISTA, com acesso pela Avenida Paulo Marcondes.

A aplicação da segunda dose nos idosos de 68 anos deverá ficar para quarta-feira, 28. Para receber a vacina dessa terça-feira, os idosos de 63 anos deverão apresentar o CPF e um comprovante de residência. Para evitar a formação de filas e facilitar o atendimento os idosos podem se cadastrar antecipadamente no site vacinaja.sp.gov.br.

Lembrando que quem não possui veículo poderá comparecer a pé no local de vacinação para receber a imunização.

Vacinação solidária:

Continuam sendo arrecadados alimentos não perecíveis para a campanha Vacinação Solidária, realizada pelo Fundo Social de Solidariedade, com objetivo de amparar famílias que tiveram a situação agravada pela pandemia.

MORADORA DE JALES QUE SOFREU QUEDA DE 7 METROS EM BURACO DE PONTE ACIONA PREFEITURA E PEDE INDENIZAÇÃO DE R$ 1,5 MILHÃO

Uma moradora do Jardim do Bosque ajuizou uma ação de reparação por danos contra a Prefeitura de Jales e a empresa de asfalto Noromix Ltda. Na ação, protocolada na semana passada junto ao Fórum local, ela está pleiteando indenizações que totalizam mais de R$ 1,5 milhão.

Funcionária de um supermercado no Jardim Paraíso, a mulher passava todos os dias pela ponte que liga o Jardim do Bosque ao bairro São Judas Tadeu, na Rua Dezenove, até que se iniciaram os serviços de construção de galerias e recapeamento executados pela Noromix, quando a ponte foi interditada e a mulher passou a fazer outro trajeto, bem mais longo, para chegar ao trabalho.

Sucedeu que, no dia 15 de novembro de 2020, ela percebeu que a ponte já não tinha qualquer sinalização impeditiva de trânsito, de modo que, acreditando que a mesma já estava liberada para o tráfego, resolveu encurtar o caminho.

Ao passar pela ponte, com sua Honda Bizz, ela se desequilibrou e o que era para ser uma simples queda, com alguns arranhões, transformou-se em algo bem mais grave, uma vez que, de repente, abriu-se uma cratera pela qual ela despencou por longos sete metros abaixo, sofrendo gravíssimas lesões.

Socorrida pelo Corpo de Bombeiros, a vítima foi internada e submetida a tratamentos intensos e dolorosos. Não obstante o empenho dos médicos, restaram-lhe sequelas de natureza permanente que a impossibilitam de se locomover e realizar até as tarefas domésticas mais leves.

Segundo seu advogado, a moradora do Jardim do Bosque “encontra-se totalmente incapacitada para o exercício de qualquer atividade profissional” e está impossibilitada inclusive de cuidar de sua filha, de três anos. Por isso, ele está solicitando que a Prefeitura e a Noromix paguem, juntas, uma indenização por danos morais de R$ 500 mil.

Além disso, o advogado, considerando que a mulher tinha apenas 36 anos à época do acidente e ganhava cerca de R$ 1,8 mil por mês com funcionária do supermercado, está requerendo que a Prefeitura e a empresa paguem – em parcela única – o valor de R$ 1,07 milhão correspondente ao que ela ganharia até os 78 anos.

A ação está tramitando na 3ª Vara Cível de Jales, cujo titular é o juiz Adílson Vagner Ballotti.

ACIJ LANÇA PROMOÇÃO “DIA DAS MÃES, MOMENTOS INESQUECÍVEIS”

A notícia é da assessoria de imprensa da ACIJ:

A Associação Comercial e Industrial de Jales lança nesta segunda-feira, 26 de abril, a promoção “Dia das mães, momentos inesquecíveis”, para incentivar as compras no comércio de Jales nos dias que antecedem a data que homenageia as mamães, uma das principais no calendário comercial, e faz parte da campanha #compreemjales.

Serão sorteados 12 vale-compras, sendo 10 no valor de R$ 250 e outros dois no valor de R$ 500.

Para participar o consumidor deverá:

1) Tirar uma foto com o presente que comprou para a mãe em uma loja associada à ACIJ;

2) Postar a foto no Instagram ou no Facebook e marcar os perfis da ACIJ;

3) Marcar o perfil da loja onde comprou ou citar o nome da loja na publicação;

4) Curtir a página da ACIJ no Facebook e seguir o perfil no Instagram;

5) Usar a hashtag #compreemjales.

Seguindo esses passos, o consumidor receberá pelas redes sociais um número da sorte para concorrer. Quanto mais fotos postar comprando em lojas associadas, mais números da sorte ele vai receber, consequentemente, mais chances terá de ganhar.

Os ganhadores poderão usar o vale-compras apenas nas empresas associadas à ACIJ. Uma lista será disponibilizada no site da ACIJ (www.acijales.com.br) para que os consumidores saibam em qual loja tirar a foto para que a participação na promoção seja validada, juntamente com o regulamento completo da promoção.

“É uma promoção sem custo nenhum para os associados e um pouco diferente das outras que estamos acostumados a promover. Nosso comércio ainda está sofrendo bastante com os impactos da pandemia, mas não podemos deixar essa data tão importante passar em branco. O dia das mães vai aquecer as vendas e ajudar na retomada da nossa economia”, destacou o presidente da ACIJ, Leandro Rocca.

A promoção começa no dia 26 de abril de 2021 e termina no dia 08 de maio de 2021. O sorteio dos vale-compras será no dia 11 de maio de 2021, às 10h da manhã, online e transmitido ao vivo pelas redes sociais da ACIJ. 

JORNAL DE JALES: LIVRO COM QUADROS DE PINTOR PRIMITIVISTA CONTA PARTE DA HISTÓRIA DE JALES

Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, que traz uma entrevista com o jalesense, radicado há décadas em Ourinhos, Luiz Carlos Seixas, que está lançando um livro em edição digital, com quadros do pintor primitivista Armando Pereira – falecido há quase 20 anos – que contam a história de Jales. Apesar do pouco estudo, ele produziu quadros que retratam Jales e o colocam na seleta galeria dos poucos pintores primitivistas da história da cidade. Segundo Seixas, o pintor deixou mais de 1 mil telas espalhadas pelo Brasil, das quais 35 estão no livro. Além dos quadros, o livro tem textos de Deonel Rosa Júnior, Rui Rodrigues, José Devanir Rodrigues (Garça) e de outro jalesense que está fora há muito tempo, Marcos Pachi.

Destaque, igualmente, para a vacinação contra a covid no estado de São Paulo. Segundo matéria do jornal, Jales ocupa o 49º lugar no ranking estadual de vacinação, conforme dados do vacinômetro, atualizados na quinta-feira, 22. De acordo com o levantamento, dos estimados 49.201 habitantes desta pacata urbe, pelo menos 10.540 já tomaram a primeira dose da vacina (21,4%) e, desses, 4.824 já receberam a segunda dose. A líder do ranking é Serrana, que já vacinou 65% de sua população de 45.644 pessoas. A nossa vizinha Fernandópolis ocupa a 63ª posição, com 20,9% de sua população vacinada.

A peça teatral do Ponto de Cultura Escola Livre de Teatro, cujo objetivo é conscientização contra o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes; o emocionante adeus ao comerciante Carlinhos Mazete, vítima da covid; o artigo do cardiologista Manoel Paz Landim sobre a representação contra o Conselho Federal de Medicina, por conta da omissão a respeito do contestável tratamento precoce; e a 1ª Semana Esportiva On Line, que terá palestras de grandes nomes do esporte, incluindo o ex-árbitro internacional de vôlei e beatlemaníaco José Antonio de Carvalho, são outros assuntos do JJ.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior reverbera matéria do jornal “O Estado de S.Paulo”, publicada no dia 20 de abril, com o título “Verba federal ajuda a pagar custeio e 13º nos Estados“. A matéria, de quase página inteira, coloca um ponto final nas especulações surgidas em Jales a partir de entrevista do atual prefeito, Luís Henrique Moreira, que colocavam o ex-prefeito Flá Prandi sob suspeita por ter aplicado verba federal no pagamento da folha salarial da Prefeitura. O texto do Estadão explica que a aplicação da fatia mais robusta do auxílio federal não estava atrelada à saúde, como já havia explicado o ex-prefeito. 

A TRIBUNA: PREFEITURA ABRE NOVA LICITAÇÃO PARA VARRIÇÃO DE RUAS E COLETA DO LIXO DOMICILIAR

No jornal A Tribuna deste final de semana, a principal manchete destaca a prorrogação da suspensão das aulas presenciais no município de Jales. Um decreto do prefeito Luís Henrique Moreira, publicado no fim da tarde de sexta-feira, 23, estendeu até o dia 14 de maio a suspensão que já estava em vigor. Segundo a matéria, a data foi sugerida pelo Comitê de Enfrentamento à covid, que se reuniu horas antes com o prefeito e a secretária de Educação, Adriana Campos. Em seu perfil, no facebook, a secretária adiantou que “a Saúde recomendou a permanência do ensino remoto para que a imunização atinja mais profissionais e os índices epidemiológicos continuem com a tendência de redução”.

Destaque, igualmente, para o projeto da Secretaria Municipal de Agricultura iniciado na semana passada, cujo objetivo é manter limpas as saídas da cidade, onde os cidadãos de bem costumam despejar entulhos e lixo. De acordo com a secretária Sandra Gigante, a equipe da Agricultura estará escolhendo os pontos onde se encontra lixo acumulado, fazendo a limpeza e o correto descarte do material. A limpeza, que será semanal, começou pela estrada de terra paralela ao Aeroporto Municipal, de onde, segundo a secretária, foram retirados três caminhões de entulhos com todo tipo de lixo, totalizando 56 toneladas.

A licitação aberta pela Prefeitura para contratar a empresa que cuidará da limpeza urbana e do recolhimento do lixo nos próximos anos; a diminuição na ocupação de leitos na UPA de Jales, após o mini lockdown decretado pelo prefeito; a eleição de cinco mulheres para os conselhos Fiscal e Deliberativo do Instituto Municipal de Previdência; os questionamentos do vereador Deley sobre a demora no atendimento em agências bancárias; e as investigações que envolvem uma educadora do município, sob suspeita de maus tratos contra crianças de uma creche, são outros assuntos de A Tribuna.

Na coluna Enfoque, destaque para a ação de reparação por danos que foi protocolada na Justiça contra a Prefeitura de Jales, na qual uma moradora do Jardim do Bosque está pleiteando uma indenização de R$ 1,5 milhão. Segundo a ação, a moradora sofreu um acidente que causou sequelas permanentes, deixando-a totalmente incapacitada para o exercício de qualquer atividade profissional ou pessoal. A mulher – que estava indo de moto para o seu trabalho, em um supermercado da cidade – sofreu uma queda de 7 metros de altura em um buraco que se abriu na ponte de madeira da Rua Dezenove, que liga o Jardim do Bosque ao bairro São Judas.     

DEU NA FOLHA NOROESTE DE HOJE

No jornal Folha Noroeste, edição digital deste sábado, o principal destaque é um estudo britânico sobre a eficácia da primeira dose das vacinas da Pfizer e da Atrazeneca-Oxford. De acordo com o estudo, divulgado na sexta-feira, 23, a probabilidade e uma pessoa ser infectada pelo coronavírus diminui drasticamente após receber a primeira dose de qualquer uma das duas vacinas. O trabalho descobriu que há uma forte resposta imunitária em todas as faixas etárias – ou seja, em idosos e em jovens – depois da primeira dose. Os pesquisadores indicam que, ao reduzir as taxas de infeção, as vacinas não vão apenas prevenir as internações hospitalares e as mortes por covid-19, mas também permitir a quebra das cadeias de transmissão.

O jornal está destacando, também, o mutirão de imunização contra a gripe – Influenza H1N1, Influenza H3N2 e Influenza B – que será realizado neste sábado, das 09 às 15 horas, pela Secretaria Municipal de Saúde. Nesta primeira fase, estão sendo imunizadas as crianças menores de 6 anos, as gestantes, e as puérperas (mulheres que tiveram bebê a menos de 45 dias). Destaque, ainda, para os números da covid-19 em Jales, que registraram, na sexta-feira, 23, mais um óbito, chegando a 180 falecimentos desde  o início da pandemia. Até ontem, foram registrados 5.516 casos positivos da doença, dos quais, pelo menos 5.122 já estão curados.

Na coluna FolhaGeral, o impoluto redator-chefe Roberto Carvalho, o Neco, comenta que o ex-vereador Fábio Kazuto(PSB), o Kazutinho, não foi reeleito no pleito de 2020, mas continua ativo nas redes sociais, enquanto, de outro lado, o também ex-vereador Vagner Selis(PSDB), o Pintinho, o mais votado na eleição de 2016, desapareceu da mídia. Da mesma forma, diz o colunista, ninguém sabe por onde anda o também ex-vereador Luiz Henrique Viotto(PSD), o Macetão. Roberto calcula que, no caso de Pintinho, o sumiço se deve ao um erro político, uma vez que, se tivesse permanecido no partido pelo qual se elegeu em 2016, poderia ter sido reeleito em 2020.

PREFEITURA REALIZARÁ MUTIRÃO DE VACINAÇÃO CONTRA GRIPE NESSE SÁBADO

Não confunda! A vacinação desse sábado não é contra a “gripezinha”, mas contra a GRIPE. A notícia é da Secretaria Municipal de Comunicação:

A Prefeitura de Jales, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, realizará no sábado, dia 24, das 9h00 às 15h00, um mutirão de vacinação contra gripe (Influenza A-H1N1, Influenza A-H3N2 e Influenza B), visando imunizar crianças menores de 6 anos, gestantes e puérperas (mulheres que tiveram bebê a menos de 45 dias).

O grupo, considerado mais vulnerável ao vírus da Influenza, poderá se vacinar nas Unidades Básicas de Saúde do Jardim Arapuã, do Jardim Paraíso e no Núcleo Central de Saúde.

A previsão é de que a primeira etapa de imunização contra a gripe seja finalizada no dia 10 de maio. Em seguida, serão vacinados idosos com mais de 60 anos e professores, de 11 de maio a 08 de junho.

“Solicitamos às pessoas que irão se vacinar, que não se esqueçam da caderneta de vacinação e cartão SUS. É importante se prevenir também contra a gripe, portanto vá até uma das unidades de saúde indicadas e não se esqueça de tomar as medidas protetivas contra a Covid-19”, frisou a enfermeira responsável pelo setor de Imunização, Renata Forti Rachieli.

A população que não puder comparecer ao mutirão de vacinação deverá entrar em contato por telefone com a Unidade de Saúde com sala de vacina mais próxima de sua residência para agendar o melhor dia e horário para receber a imunização contra gripe. 

As doses da vacina estarão disponíveis nas unidades dos seguintes bairros: Jardim Municipal (99706-9937), Jardim Arapuã (99669-1529), Roque Viola (99625-6513), Jardim São Jorge (99625-3265), JACB (99670-8061), Jardim Paraíso (99631-1149), Novo Mundo (99673-9211) e Núcleo Central de Saúde (3632-7575 ou 99703-9278). 

VACINAÇÃO: JALES APLICARÁ A SEGUNDA DOSE EM IDOSOS DE 69, 70 E 71 ANOS NESSA SEXTA-FEIRA E NO SÁBADO

Na sexta-feira, serão vacinados os idosos de 71 anos. E no sábado, os de 69 e 70 anos. Da Secretaria Municipal de Comunicação:

A Prefeitura de Jales realizará a aplicação da segunda dose para completar o esquema vacinal dos idosos que foram imunizados com a CoronaVac, nos dias 26 e 27 de março.

Na sexta-feira, 23 de abril, receberá o reforço da vacina os idosos de 71 anos que foram imunizados com a primeira dose no dia 26/03. Já no sábado, 24 de abril, a segunda dose do imunizante será voltada aos idosos de 69 e 70 anos, que receberam a primeira dose no dia 27/03.

A vacinação ocorre das 8h às 12h, em sistema drive-thru (de carro), na 1ª Igreja Batista, com acesso pela Avenida Paulo Marcondes.

Para se vacinar é necessário apresentar a carteira de vacinação com o registro da primeira dose e o CPF.

Continuam sendo arrecadados alimentos não perecíveis para a campanha Vacinação Solidária, realizada pelo Fundo Social de Solidariedade. A participação é espontânea e quem não puder ou quiser participar, não deixará de receber a imunização.

1 2 3 4 5 542