“FÁTIMA DE TUBARÃO”, A IDOSA QUE PROMETEU “PEGAR O XANDÃO”, É PRESA PELA POLÍCIA FEDERAL

Mais uma patriota atrás das grades. Deu na Carta Capital:

A bolsonarista Maria de Fátima Mendonça Jacinto Souza, conhecida como “Fátima de Tubarão“, está na lista de pessoas presas nesta sexta-feira 27, após a Polícia Federal (PF) ter deflagrado a terceira fase da operação Lesa Pátria. 

Ao total, 11 mandados de prisão preventiva e 27 de busca e apreensão estão sendo cumpridos nesta sexta-feira, em Santa Catarina, no Rio de Janeiro, no Paraná, no Espírito Santo, em Minas Gerais e no Distrito Federal. Na manhã de hoje, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, comentou sobre a terceira fase da operação, dizendo que “a autoridade da lei é maior do que os extremistas”.

A ação da PF visa investigar o possível cometimento de crimes como abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, associação criminosa, incitação ao crime, destruição e deterioração ou inutilização de bem especialmente protegido. Os crimes foram cometidos nos atos golpistas de invasão das sedes dos Três Poderes, em Brasília (DF), no último dia 8 de janeiro.

Maria de Fátima Souza, de 67 anos, aparece em vídeos dos invasores. Ela se tornou uma das personagens mais conhecidas do 8 de janeiro. Nos vídeos, a apoiadora do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) diz que “vamos para a guerra, vou pegar o Xandão [em referência ao ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes] agora”. Além das ameaças, “Fátima de Tubarão” declara que estava “quebrando tudo”.

A investigação sobre a participação de Maria de Fátima nos atos golpistas em Brasília não é o primeiro caso da bolsonarista na seara criminal. Em 2014, ela foi condenada a 3 anos e 10 meses por tráfico de drogas.

Na época, a denúncia foi apresentada pelo Ministério Público de Santa Catarina, que descreveu que a mulher foi descoberta por policiais que faziam ronda na região em que ela estava no momento do crime em flagrante. Os policiais viram Fátima oferecendo crack a um usuário menor de idade.

No segundo caso, ocorrido em 2012, o Ministério Público denunciou Maria de Fátima por falsificação de documento e estelionato. Ela teria falsificado documentos de uma mulher para realizar contratos de linhas telefônicas.

HOMEM QUE HOSTILIZOU ADVOGADO DE LULA É INDICIADO POR INJÚRIA

Luiz Carlos Basseto Júnior, o valentão, é empresário em São Paulo. Deu no Poder360:

A Polícia Civil do Distrito Federal indiciou Luiz Carlos Basseto Junior por injúria contra o advogado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Cristiano Zanin, por um episódio que envolveu agressão verbal e ameaças no aeroporto de Brasília, em 11 de janeiro deste ano.

Segundo a Polícia Civil, o caso foi distribuído na 4ª feira (25.jan.2023) para ao juiz Francisco Antônio Alves de Oliveira, do 2º Juizado Criminal de Brasília. Na peça disponibilizada pelo TJDFT (Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios) é indicado somente o crime de injúria.

O Poder360 entrou em contato com o órgão para questionar se outros crimes também foram indicados no relatório enviado pela polícia, mas foi informado que “não há nenhum documento público disponível no andamento”. 

A agressão aconteceu em 11 de janeiro depois que Zanin desembarcou na capital federal. No vídeo gravado pelo próprio agressor, é possível ver o advogado escovando os dentes em um banheiro, quando um homem chega e o xinga de “corrupto”, “bandido”, “safado” e “vagabundo”.

O homem também pergunta porque Zanin não está “no aviãozinho do seu chefe” e diz que tem “vontade de meter a mão na orelha de um cara desse”.

PGR DENUNCIA CARLA ZAMBELLI POR PORTE ILEGAL DE ARMA

Deu na coluna do Paulo Cappelli, no Metrópoles:

Procuradoria-Geral da República (PGR) apresentou denúncia contra Carla Zambelli por porte ilegal de arma de fogo e constrangimento ilegal com emprego de arma de fogo, por conta do episódio ocorrido em outubro do ano passado.

A PGR solicitou ao ministro Gilmar Mendes a decretação da pena de perdimento da arma de fogo, bem como o cancelamento definitivo do porte de arma de fogo da denunciada.

Pediu ainda que ela seja condenada por danos morais coletivos, no valor de R$ 100 mil.

A defesa de Zambelli alega que a vice-procuradora-geral, Lindôra Araújo, não considerou pontos essenciais apresentados. Argumenta que o porte de arma de Zambelli é federal e não de CACs, que estariam proibidos de portar arma na véspera da eleição.

Pondera também que não foram identificados outros quatro homens que teriam cercado a parlamentar. E que a pessoa que teve a arma apontada contra si se recusou a cumprir ordem de prisão dada por um policial militar que acompanhava Zambelli.

Procurada, a parlamentar afirmou:

“Espero que o ministro Gilmar Mendes observe os artigos 301 e 302 do Código de Processo Penal, que provam minha inocência, além das diversas provas como a perícia e as testemunhas que comprovam que fui vítima de violência política e agi conforme manda a lei”.

EM SESSÃO EXTRAORDINÁRIA, CÂMARA APROVA REAJUSTE DE SERVIDORES

Da assessoria de imprensa da Câmara:

A Câmara, em Sessão Extraordinária (24), aprovou o Projeto de Lei 4/2023, de autoria do prefeito Luis Henrique Moreira, que concede reajuste salarial de 7% aos servidores, com efeito retroativo a 1º de janeiro de 2023. O reajuste será concedido aos servidores ativos, inativos e pensionistas.

O valor da cesta básica de alimentos, com efeito retroativo a 1º de janeiro de 2023, passará a ser de R$ 550 para todos os empregados e servidores.

A Câmara também aprovou o Projeto de Lei 5/2023, de autoria da Mesa da Casa, que concede reajuste salarial de 7% aos servidores do Legislativo e a cesta básica de alimentos passará a ser de R$ 550.

Foram aprovados, ainda três projetos de créditos adicionais. O PL 2/2023, autoriza o Poder Executivo a incluir no orçamento do Município crédito adicional especial no valor de R$ 16 mi para a abertura de diversas dotações para obras de convênios estaduais e federais.

Os projetos de lei foram aprovados por unanimidade. O vereador Riva Rodrigues (PP) esteve ausente na sessão.

PT DENUNCIA BOLSONARO AO TCU POR USO DE DINHEIRO PÚBLICO EM MOTOCIATAS

A notícia é do Conjur:

O líder do PT na Câmara, deputado Reginaldo Lopes, e o deputado Zeca Dirceu, que assume a liderança do partido em fevereiro, entraram com uma representação no Tribunal de Contas da União contra o ex-presidente Jair Bolsonaro por suposto uso indevido de dinheiro público em “motociatas” durante os quatro anos de mandato.

Segundo reportagem do Estadão, em parceria com a agência de dados Fiquem Sabendo, as “motociatas” teriam sido financiadas com dinheiro público por meio do cartão corporativo da Presidência da República. Há suspeita de que cada passeio de moto de Bolsonaro e seus apoiadores tenha custado cerca de R$ 100 mil aos cofres públicos. 

Para os parlamentares, as denúncias do jornal e da agência revelam a má administração do dinheiro público com a única finalidade de enaltecer a figura do ex-presidente junto a seus apoiadores, sem qualquer vinculação a atos de interesse público ou a políticas públicas em benefício da população brasileira.

“É irrefutável o desvio de finalidade no uso do cartão corporativo da Presidência da República nos eventos apelidados de ‘motociata’, devendo os responsáveis devolver os recursos ao erário, além de sofrer as consequências administrativas pertinentes”, dizem Lopes e Dirceu ao pedir que o TCU adote medidas administrativas para apurar as denúncias.

Além disso, os petistas pedem que o eventual prejuízo aos cofres públicos em razão de eventos de “caráter pessoal, sem qualquer interesse público”, seja ressarcido em sua integralidade, “para que possa ser destinado a ações de interesse da coletividade”.

EM MENOS DE 30 MINUTOS, BOLSONARO GASTOU MAIS DE R$ 1 MIL EM PERFUMARIA NO CARTÃO CORPORATIVO

A notícia é do Congresso em Foco:

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) gastou R$ 1.022,15 em menos de 30 minutos somente com itens de higiene e beleza comprados em quatro farmácias diferentes. Gastos realizados no cartão corporativo em um único dia mostram a aquisição de shampoos, condicionadores, sabonetes e desodorantes suficientes para montar dez kits básicos de higiene.

As notas fiscais do cartão corporativo foram repassadas pela Secretaria-Geral da Presidência à agência de transparência Fiquem Sabendo por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI) na última segunda-feira (23) e ainda estão sendo digitalizadas. De acordo com dados divulgados pelo Planalto, em quatro anos de mandato, Bolsonaro gastou R$ 27.621.657,23 com o cartão corporativo.

A Secretaria-Geral informou, no entanto, que os dados estão incompletos e que o valor atualizado será divulgado em breve. As compras analisadas pelo Congresso em Foco foram feitas no dia 18 de abril de 2019, todas em farmácias localizadas na quadra 302 Sul de Brasília (DF) e constam somente itens de perfumaria.

A primeira compra, feita às 17h59, foi a mais cara para os cofres públicos: R$ 799,35. Nesta compra, o cartão corporativo pagou por 13 sabonetes, nove frascos de shampoo, nove condicionadores, seis desodorantes, quatro pacotes de algodão, duas pastas de dente, três espumas para barbear, um aparelho de barbear, um pacote de toalhas umedecidas e outro pacote de lenços umedecidos. A compra total deu R$ 825,26, mas foram concedidos R$ 25,91 de desconto em promoções.

Dez minutos depois, o cartão corporativo foi utilizado em outra farmácia localizada no mesmo bloco comercial. Uma compra de R$ 80,96 aponta a aquisição de mais dois aparelhos de barbear e duas escovas de dente. Seis minutos depois, outra compra: R$ 25,90 por um kit composto por um shampoo e um condicionador.

A última compra foi feita às 18h28, menos de 30 minutos depois da primeira. O cartão corporativo foi utilizado para adquirir mais dois shampoos, um condicionador, três escovas de dente e um aparelho de barbear, somando mais R$ 115,94 à fatura do cartão.

O ÚLTIMO GRANDE ATO DE COVARDIA DE BOLSONARO FOI COM SEU PARTIDO, O PL

Deu no portal da Fórum:

O último grande ato de covardia do ex-presidente Jair Bolsonaro foi com seu partido, o PL, logo após ser derrotado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no segundo turno das eleições.

Bolsonaro exigiu do presidente do PL, Valdemar Costa Neto, que entrasse com uma ação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) questionando a validade de quase 300 mil urnas, e só no segundo turno, fato que poderia, na visão dele, mudar o resultado.

O resultado foi catastrófico para o partido, que acabou tomando uma multa do presidente da Corte, Alexandre de Moraes, de R$ 22,9 milhões aplicada por litigância de má-fé — quando a Justiça é acionada de forma irresponsável, além do bloqueio das contas da sigla.

O grande problema, no entanto, é que o documento acabou sendo assinado pelo advogado Marcelo Bessa, que tinha uma procuração Costa Neto, representando a coligação.

Bolsonaro tirou o corpo fora e se negou a assinar, fato que, segundo informa a coluna de Bela Megale, causou grande irritação entre lideranças alinhadas a Valdemar, que, consideraram que o ex-presidente deixou o cacique partidário sozinho e com o “problema no colo”.

ENQUANTO YANOMAMIS MORRIAM, ONG EVANGÉLICA FATURAVA R$ 872 MILHÕES COM PROGRAMA DE SAÚDE INDÍGENA DE BOLSONARO

Deu no DCM:

Nos quatro anos do governo do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), segundo os dados do Portal da Transparência, o Programa de Proteção e Recuperação da Saúde Indígena teve um orçamento de R$ 6,13 bilhões.

De acordo com informações do jornal O Globo, a entidade que mais recebeu recursos foi uma ONG evangélica chamada Missão Caiuá. A ONG, sediada no Mato Grosso do Sul, recebeu R$ 872 milhões nesses quatro anos e diz “estar a serviço do índio para a glória de Deus”.

O presidente da Urihi Associação Yanomami, Júnior Hekurari Yanomami, explica que a ONG Caiuá realiza apenas a contratação de funcionários, a exemplo de médicos e enfermeiros. No entanto, eles não têm entrado nas terras indígenas durante nesse período, ou seja, recebem salários, mas não executam nenhum tipo de trabalho.

O Portal da Transparência ainda mostra que R$ 51 milhões de um orçamento de R$ 59 milhões em 2022 foram executados para as terras indígenas yanomamis. Júnior Hekurari, por sua vez, destaca que a maior parte desses recursos foi utilizada para a contratação de empresas de transporte aéreo.

Ainda segundo o jornal O Globo, uma outra fonte que trabalhou na Funai aponta que muitos dos aviões e helicópteros que levam médicos e funcionários à região, tem como donos os próprios garimpeiros que passaram a diversificar os seus negócios.

“O que houve foi descaso e crime. O dinheiro foi mal gasto e mal planejado. Quase tudo foi gasto com “aéreo”. Avião e helicóptero para levar profissionais dentro do território, mas apenas na hora da emergência, quando muitas vezes já é tarde demais”.

“PERDEU, MANÉ”: FOTOS INDICAM POSSÍVEL PICHADORA DA ESTÁTUA DA JUSTIÇA

A notícia é da Folha de S.Paulo:

Fotos registradas pela Folha de S.Paulo durante a invasão e destruição das sedes dos Três Poderes, no dia 08 de janeiro em Brasília, mostram uma mulher que possivelmente foi a pichadora da estátua “A Justiça”, obra que fica em frente ao STF (Supremo Tribunal Federal).

Em uma das imagens, ela está em cima da escultura com uma das mãos tocando a frase pichada: “Perdeu, mané”. Em seguida, ainda em cima da obra, ela exibe as mãos sujas de tinta e sorri.

A frase pichada na estátua é uma referência à resposta do ministro Luís Roberto Barroso (STF) ao assédio de um apoiador do ex-presidente Jair Bolsonaro. “Perdeu, mané. Não amola!”, disse o ministro ao homem que o abordou na rua, em Nova York, em novembro.

A Folha identificou um moradora do interior de São Paulo, que seria a mulher das fotos e falou com ela por telefone. Ela foi localizada por meio de buscas em redes sociais, o que levou a uma pessoa que, sob condição de anonimato, indicou conhecer a mulher das imagens.

Segundo essa pessoa, a mulher esteve em Brasília no final de semana da invasão à sede dos Três Poderes e transmitiu a ação dos vândalos em tempo real em seu perfil no Instagram. Embora ela tenha apagado postagens de suas redes sociais, foram feitos prints de um de seus perfis reforçando a sua ligação com os atos.

A Folha falou com a mulher por telefone na sexta-feira, 20. Ela demonstrou surpresa quando foi questionada sobre a vandalização da estátua e disse: “Eu vandalizei estátua?”. A partir desse momento ela ficou em silêncio e deixou de responder às perguntas que lhe eram feitas.

Depois desse contato, ela não atendeu mais as ligações nem respondeu as mensagens.

A escultura “A Justiça” é uma das principais obras do mineiro Alfredo Ceschiatti e está avaliada entre R$ 2 milhões e R$ 3 milhões. Esculpida em granito, a estátua tem mais de três metros de altura e fica na Praça dos Três Poderes, em frente à entrada principal do STF.

PASTOR VALDEMIRO PEDE R$ 10 MILHÕES A FIÉIS PARA PAGAR DÍVIDAS

E o salafrário ainda tem coragem de atacar o presidente Lula. A notícia é do UOL:

Em pregação na TV Mundial, o pastor Valdemiro Santiago lançou um “desafio” aos seus fiéis: que se unam para doar R$ 10 milhões para a igreja até o próximo dia 31.

Segundo o pastor, esse dinheiro seria destinado ao pagamento de funcionários da TV, que estão em greve há cerca de 10 dias.

Essa estratégia não é nenhuma novidade, diga-se: em abril de 2022, ele fez a mesma coisa quando os funcionários ameaçaram entrar em greve também por atrasos nos salários.

Os trabalhadores alegam que não receberam 13º salário, que os pagamentos vêm sendo atrasados com frequência há três anos, e que Valdemiro não deposita o FGTS nas contas. A igreja jamais desmentiu as dívidas.

No sábado os grevistas divulgaram um manifesto com acusações contra a igreja.

Valdemiro se disse “machucado” com a atitude dos grevistas e chegou a citar trecho da Bíblia para “mostrar” como eles estão sendo injustos.

“Tenho dado um duro danado. Minha vontade é acabar com essa TV, e aí eles que vão trabalhar lá na Globo, na Record.”.

Valdemiro, 59 anos, afirmou que a greve “é coisa de quem não gosta de trabalhar, e aproveitou para voltar a atacar Lula, ainda que sem citar seu nome.

“É assim que age quem não gosta de trabalhar. São como ‘aquele’ que cortou o dedo só pra se aposentar.”.

1 2 3 1.776