PREFEITURA DO SERTÃO PERNAMBUCANO CONTRATA SHOWS DE GUSTAVO LIMA E WESLEY SAFADÃO POR R$ 1,7 MILHÃO

Serra Talhada foi onde nasceu Virgulino Ferreira, o Lampião, que tem até uma estátua por lá. Mas não só: é também a terra natal do estimado médico e ex-vereador Antonio Figueira Filho, nosso concidadão. E mais: é a terra do ex-deputado Inocêncio de Oliveira, sogro do jalesense Renato Rollemberg. 

A notícia é do Brasil 247:

A Prefeitura de Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco, contratou o cantor Gusttavo Lima para fazer um show no dia 7 de setembro. O artista receberá R$ 1 milhão, de acordo com a Inexigibilidade 009/2022.

O cantor Wesley Safadão também se apresentará na cidade por R$ 700 mil. A informação foi publicada nesta quinta-feira (11) pelo Jornal do Commercio.

O teto da Lei Rouanet para cachês de artistas individuais é de R$ 3 mil, conforme publicação do governo federal no Diario Oficial de fevereiro. Antes, o limite era de R$ 45 mil (diminuição de 93%).

O cantor Gusttavo Lima teve problemas em pelo menos cinco eventos nos estados de RoraimaMinas GeraisRio de JaneiroBahia e Ceará.

Há investigações em pelo menos 35 cidades. Além de Gusttavo Lima e Wesley Safadão, foram citados artistas como Bruno e Marrone, Xand Avião, Simone e Simaria e Luan Santana. 

DIA DOS PAIS: COMÉRCIO DE JALES TERÁ HORÁRIO ESTENDIDO NO FINAL DE SEMANA

Da assessoria de imprensa da ACIJ:

O comércio de Jales vai funcionar em horário estendido neste fim de semana do Dia dos Pais para que os fregueses tenham mais tempo de pesquisar os produtos e presentear.

Nesta sexta-feira, 12 de agosto, as lojas ficarão abertas até às 22h, e, no sábado, dia 13, até às 16h. Vale lembrar que o fim de semana também será prolongado na cidade, já que na segunda-feira, 15 de agosto, é feriado municipal, em ocasião ao dia da padroeira da Diocese de Jales, Nossa Senhora da Assunção.

Estimativa de aumento nas vendas

A estimativa da Associação Comercial e Industrial da cidade é otimista e prevê um crescimento de cerca de 10% nas vendas do varejo local até o Dia dos Pais.

A expectativa é maior entre os comerciantes de lojas de produtos voltados para o público masculino, mas a mudança de coleção e também do clima, que esfriou nesta semana, favorece vários segmentos como calçadistas e roupas em geral.

Promoção da ACIJ

Para agradar os consumidores e incentivar as vendas nas lojas físicas, a ACIJ apostou na promoção “Acelere o coração de quem você ama”, que tem a participação de cerca de 150 empresas do comércio de Jales e de outras cidades da região e já premiou quatro pessoas no Dia das Mães e no Dia dos Namorados. A promoção segue e ainda vai premiar mais duas pessoas no Dia dos Pais.

Comprando nas lojas participantes, o consumidor recebe cupons para concorrer a uma moto 0 KM Honda Start, 160 cilindradas, cor vermelha, e o sorteio está marcado para o dia 17 de agosto, data limite para que os consumidores cadastrem os cupons. O vendedor também vai levar um vale-compras de R$ 500,00.

As lojas participantes estão identificadas com cartazes. Depois de comprar e receber o cupom, é necessário cadastrar no aplicativo ACIJ Jales. Foram distribuídos mais de 150 mil cupons entre as lojas da região. Em caso de dúvidas na hora do cadastro, o telefone da ACIJ para ligações ou mensagens é o (17) 3622-1540.

DEPUTADO VAI A ATO PELA DEMOCRACIA VESTINDO CAMISA COM NOME DE BOLSONARO

Deu no DCM:

O deputado federal Coronel Tadeu (PL-SP) compareceu nesta quinta-feira (11) ao ato em defesa da democracia  realizado na Faculdade de Direito da USP (Universidade de São Paulo).

O parlamentar estava vestido com uma camisa com o nome do presidente Jair Bolsonaro (PL), de Tarcísio Freitas (Republicanos), candidato ao governo de São Paulo, e do astronauta Marcos Pontes (PL), ex-ministro e candidato ao Senado.

Segundo o UOL, ele disse não ter sido hostilizado, mas que foi chamado de “peitudo” por alguns presentes no evento.

“Estou aqui desde o começo, desde as nove e meia, dez horas. Ninguém me barrou. Mas escutei gente dizendo assim, ‘pô, esse coronel é corajoso’. Outros falaram, ‘esse cara é peitudo’. Então, o que eu entendo como um cara desse fala assim é que não é para eu estar aqui”, disse o deputado.

Tadeu não vê o ato como defesa da democracia e afirmou que chamou atenção a falta da cor verde e amarela. O ato, porém, contou com pessoas com bandeira do Brasil, como a cantora Daniela Mercury, que ficou enrolada em uma bandeira brasileira. Além de faixas a favor da democracia na cor verde e amarela.

“A primeira conclusão que eu tive é que não é pela democracia. Se fosse, nós teríamos um verde amarelo colorindo tudo isso daqui, né? E por exemplo, os balões são brancos, tá bom, cadê uma bandeirinha do Brasil nesse balão?”, questionou.

O parlamentar ainda disse que o evento teve predominância de camisetas vermelhas, o que não é verdade. Havia pessoas de camiseta vermelha, mas não foi a cor predominante.

“Nós estamos vendo tantos atentados à democracia que deveriam ser objeto dessa manifestação, mas não. O que eu tô vendo é simplesmente uma claque política”, afirmou Tadeu.

“ACABOU A MAMATA”: BRAGA NETTO E OUTROS MILITARES DO GOVERNO RECEBERAM SUPERSALÁRIOS DE ATÉ R$ 1MILHÃO

É por isso que eles não querem largar o osso. Deu no portal Congresso em Foco:

O candidato a vice na chapa do presidente Jair Bolsonaro (PL), general Walter Braga Netto, recebeu R$ 926 mil de salários em dois meses de 2020. Em um único mês, só de férias, o general recebeu R$ 120 mil.

Outros militares do governo, como Luiz Eduardo Ramos, atual chefe da Secretaria-Geral da Presidência, e Bento Albuquerque, ex-ministro de Minas e Energia, também receberam valores expressivos no mesmo período.

Os dados são de levantamento feito pelo deputado Elias Vaz (PSB-GO) e publicado em primeira mão pelo jornal O Estado de S. Paulo. Bento Albuquerque chegou a receber mais de R$ 1 milhão.

Junto com o também deputado Camilo Capiberibe (PSB-AP), Vaz apresentou nesta manhã requerimento ao ministro da Defesa, general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, pedindo explicações sobre o pagamento das remunerações extraordinárias superiores a R$ 1 milhão, além do salário mensal, a militares da ativa, inativos e pensionistas no ano de 2020. 

TCU CONFIRMA QUE EX-PREFEITO PARINI TERÁ QUE DEVOLVER R$ 200 MIL E PAGAR MULTA DE R$ 40 MIL POR IRREGULARIDADES EM FACIP 2010

Em dezembro de 2019, o Tribunal de Contas da União (TCU) condenou o ex-prefeito Humberto Parini a devolver R$ 120 mil ao Ministério do Turismo e a pagar uma multa de R$ 40 mil. Além de Parini, a encrenca incluía a empresa Anísio Miotto Eventos, condenada a devolver, junto com Parini, mais R$ 80 mil.

Pois bem, na semana passada o Tribunal deu provimento a um recurso da Anísio Mioto Eventos e reformou a decisão anterior, livrando a empresa de ter que ajudar Parini a devolver os R$ 80 mil.

De acordo com a nova sentença, Parini terá que devolver R$ 200 mil sozinho, devidamente corrigidos desde 2010, além de pagar a multa de R$ 40 mil, também corrigida.

A encrenca se refere à Facip 2010, realizada entre 14 e 18 de abril daquele ano. O TCU considerou que a prestação de contas referente à contratação da banda Roupa Nova – que fez o último show daquela Facip, por R$ 80 mil  – contém irregularidades. A contratação foi intermediada pela Anísio Miotto Eventos.

GISELE FARINA, REPÓRTER DA REDE TV TROCA SÃO PAULO POR JALES

Com informações do Observatório da TV:

Para Gisele Farina, comunicar-se é se reinventar constantemente. Com uma carreira consolidada no telejornalismo paulistano, a colaboradora da RedeTV! encarou o desafio de trocar o fluxo imparável do trabalho na capital pelo dia a dia do interior do noroeste do estado.

Após mais de duas décadas alocada na cidade de São Paulo – onde se formou jornalista em 1999, pela Universidade São Judas Tadeu -, ela agora exerce suas atividades diretamente de Jales, município com 49 mil habitantes situado na divisa do Mato Grosso do Sul com Minas Gerais, para o qual se mudou durante a pandemia.

“É um desafio. Uma cidade de pequeno porte, a 600 km de São Paulo… Para mim agora é um mundo novo. Nunca tinha ido a um rodeio, por exemplo, e aqui as ‘festas de peão’ são super badaladas. Nelas eu tenho feito alguns trabalhos bacanas, sempre vêm artistas, e aí emplaco algumas pautas de cultura também”, acrescenta.

A chegada de Gisele à RedeTV! se deu em 2012. Ela já tinha passagens por veículos como TV São Judas, CNT e revista Exame, da editora Abril, quando veio a oportunidade de integrar a equipe do telejornal Leitura Dinâmica, em cartaz até hoje.

Lá eu descobri minha editoria do coração ,que é a cultura. Eu fazia as pautas de cinema, teatro, shows e entretenimento, cobria as estreias. Estava nos eventos mais badalados de São Paulo”, recorda ela. “Foram muitas entrevistas legais nesse período: Ivete Sangalo, Sandy, Gilberto Gil, Laura Pausini, Hugh Laurie, Lulu Santos, Nando Reis… A lista é longa”.

A mudança para Jales proporcionou a ela a chance de atuar como repórter remota para vídeo e web – ‘um projeto bem bacana que é o futuro da TV‘, como a própria Gisele destaca.

Fico atenta a tudo que acontece aqui na região. Sejam os rodeios, shows, eventos e até os factuais. Aconteceu, tô lá!‘, orgulha-se. ‘Minha estreia foi em um acontecimento triste aqui, de uma briga entre alunos e um pai perto de uma escola. Fiz o VT e abriu o jornal Alerta Nacional.

Abaixo, uma reportagem da Gisele sobre um assunto que interessa a muita gente:

PAI QUE DEMITIU A PRÓPRIA FILHA POR CRÍTICAS A BOLSONARO TERÁ QUE INDENIZÁ-LA EM R$ 20 MIL

A juíza Camila Afonso de Novoa Cavalcanti, do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região (AP e PA), condenou uma empresa a indenizar uma trabalhadora em R$ 20 mil pela prática de dispensa discriminatória.

A profissional trabalhava na empresa do seu próprio pai e foi demitida após se manifestar de forma crítica ao presidente Jair Bolsonaro (PL) nas redes sociais. Inicialmente a profissional foi contratada como designer e, posteriormente, como supervisora de cadastro e de vendas. 

De acordo com os autos, o pai da profissional não se conformava com a opinião política de sua filha. Ele classificava a posição da trabalhadora como “debochada” e, em um áudio, afirmou que estava “irado” com seu posicionamento e que, como era dono da empresa, ela estava demitida. 

Em sua sentença, a magistrada ponderou que, no cenário de polarização política vivido no Brasil, seria até compreensível que uma empresa aconselhasse — jamais obrigasse — que seus funcionários não se manifestassem politicamente nas redes sociais. 

“No caso dos autos, as conversas entre a reclamante e seu genitor denota que a motivação da dispensa foi de natureza estritamente política, tendo o mencionado diálogo demonstrado que o conflito entre as partes se deu após a reclamante, em sua rede social pessoal, ter feito uma postagem criticando o atual presidente da República”, registrou a julgadora. 

Além de condenar a empresa a indenizar a trabalhadora por dispensa discriminatória, a juíza também determinou a correção do registro em carteira da funcionária, o pagamento de aviso prévio e as custas processuais.

TRIBUNAL DE CONTAS SUSPENDE LICITAÇÃO DE R$ 10,7 MILHÕES ABERTA PELA PREFEITURA DE JALES PARA LIMPEZA DA CIDADE

O Tribunal de Contas do Estado (TCE), através do conselheiro Edgard Camargo Rodrigues, determinou a suspensão da licitação aberta pela Prefeitura de Jales visando a contratação de empresa para cuidar da varrição de ruas e outros serviços que incluem até tomografia em árvores. A sessão de abertura das propostas estava prevista para esta terça-feira, 09/08, mas já foi suspensa pela Prefeitura.

A determinação do TCE, além de suspender o certame, deu 48 horas para a Prefeitura encaminhar ao Tribunal todos os documentos relativos à licitação, incluindo cópia do edital. Como demonstra a planilha acima, a licitação estimava os serviços em R$ 10,7 milhões.

A suspensão da concorrência atende solicitação de duas senhoras – uma de São Paulo e a outra de Serrana-SP – possivelmente representantes de empresas do setor, que apontaram falhas no edital da licitação.

As duas senhoras podem ter prestado, sem querer, um favor ao prefeito Luís Henrique Moreira que, se tiver juízo, poderá aproveitar a situação para suspender a licitação definitivamente. Isso porque, sem o dinheiro da combatida taxa do lixo e das duas contribuições que começaram a ser revogadas pela Câmara ontem, a Prefeitura não terá recursos para bancar esses serviços.

MANCHETE DE JORNAL

O jornal A Tarde, de Salvador, deu como principal destaque a morte da cantora e atriz americana Olívia Newton-John, que lutou contra um câncer de mama durante trinta anos.

Olívia conquistou o coração do planeta interpretando a personagem Sandy, no filme Grease, que inspirou muitos pais a batizar as filhas com esse nome, incluindo o cantante Xororó, de deu o nome à filha – a cantora Sandy Leah – em homenagem a Olívia.

As homenagens a Olívia são merecidas, mas o que me chamou a atenção foi a chamada para o artigo do professor universitário, economista e jornalista Helington Rangel: “Governo Bolsonaro fixou moradia no universo psiquiátrico da política”. Me desculpe o professor, mas acho que nem a psiquiatria pode explicar esse governo.

POR 7 VOTOS A 3, CÂMARA DÁ O PRIMEIRO PASSO PARA REVOGAR TAXA DO LIXO

Também na sessão desta segunda-feira, a Câmara de Jales aprovou – em primeira votação – o projeto de iniciativa popular que revoga a taxa do lixo e as duas contribuições aprovadas em agosto do ano passado e, para desassossego dos contribuintes jalesenses, incluídas no carnê do IPTU deste ano.

O projeto foi aprovado pelo placar de 7 votos favoráveis e 3 contrários. Os três vereadores que votaram contra o projeto foram Rivelino Rodrigues, Ricardo Gouveia e Andrea Moreto. Para ser definitivamente aprovado, o projeto ainda necessita de uma segunda votação, o que deverá ocorrer na sessão do dia 22 de agosto.

Durante as discussões, ocorreram algumas curiosidades. O vereador Rivelino Rodrigues, por exemplo, cobrou do presidente Bismark a mesma disposição com que ele desengavetou o projeto de iniciativa popular, para desengavetar e mandar ao Conselho de Ética uma representação protocolada contra Elder Mansueli, que, segundo a acusação, teria omitido a posse de um imóvel em sua declaração de bens.

Em resposta, Elder, para delírio dos contribuintes que acompanhavam a sessão in loco, revelou que Rivelino teria telhado de vidro, uma vez que também omitiu alguns imóveis em sua declaração de bens. E mais: segundo Elder, Rivelino estaria respondendo a um processo por crime ambiental.

Elder ainda aproveitou para criticar a imprensa local. Antes, o vereador Bruno de Paula também já tinha criticado setores da imprensa que, segundo ele, o perseguem. 

Resumindo, a sessão foi bem animada.   

1 2 3 4 1.711