Categoria: Política

JORNALISTA DIZ QUE MORO ESTRÉIA NO “PODEMOS” COMO CORRUPTO QUE JÁ DESVIA DINHEIRO DO FUNDO PARTIDÁRIO

O ex-juiz parcial Sergio Moro receberá um salário de R$ 22 mil mensais do Podemos, sem exercer qualquer cargo na direção do partido. A justificativa é que ele estaria prestando ajuda ao partido no tema “combate à corrupção”.

O salário do imparcial de Curitiba será pago com dinheiro do fundo partidário que, ressalte-se, é dinheiro público. Resumindo, quem irá pagar o soldo mensal de Moro – para que ele não faça nada – é o povo brasileiro.

Segundo o jornalista Joaquim de Carvalho, um dos mais premiados repórteres do Brasil, Sergio Moro está estreando no Podemos já cometendo o que seria, na sua visão, um ato de corrupção, ao receber dinheiro do fundo partidário sem ter qualquer cargo no partido.

Confira a postagem do jornalista, no Twitter:

FRASE

“Moro é uma versão piorada da matriz (Bolsonaro). Bolsonaro, na sua estupidez, tem alguma coerência. É um grande genocida, que nunca negou que era. Um apologista da ditadura, que nunca negou que era. O Moro é muito pior, é um juiz político, que condena um político e depois vai ser ministro do político que foi beneficiado por essa condenação”.

(Do presidenciável Ciro Gomes, em entrevista à Agência Sputnik)

NO MESMO DIA EM QUE BOLSONARO SE FILIARÁ AO PL, SÉRGIO MORO LANÇA LIVRO COM SUPOSTAS BOMBAS CONTRA O PRESIDENTE

Só para lembrar: a esposa do imparcial de Curitiba, a senhora Conja, tuitou em certo momento que “Bolsonaro e Moro são a mesma pessoa”. E o juiz supeito, depois de puxar o saco do Bozo durante dois anos, agora me vem com revelações sobre fatos que ele deveria ter denunciado quando era ministro.

Deu na coluna do Guilherme Amado, no Metrópoles:

Sergio Moro prepara uma bomba para estourar no colo de Jair Bolsonaro nessa terça-feira (30/11), nada menos do que o dia em que o presidente se filiará ao PL. Por coincidência, sairá também amanhã o livro “Sergio Moro — contra o sistema de corrupção”, autobiografia do ex-juiz, com algumas histórias pouco agradáveis para o presidente.

Um conjunto delas promete ser especialmente constrangedor para Bolsonaro: o livro detalhará o processo do presidente no esforço para proteger seus filhos políticos, Flávio, Carlos e Eduardo Bolsonaro. São histórias nunca antes contadas por Moro, abaixo de quem, no Ministério da Justiça, ficava a Polícia Federal.

O pior é que as informações da obra não ficarão restritas às livrarias amanhã. Às 10h30, quando começa o ato de filiação de Jair Bolsonaro num centro de convenções em Brasília, as histórias do livro já terão corrido o país. Moro deu diversas entrevistas nos últimos dias, sobre o livro, narrando alguns desses episódios, com vistas à publicação amanhã.

Embora não necessariamente tenha sido esse o objetivo, o fato é que, no dia em que deveria brilhar sozinho, Bolsonaro verá as páginas de jornais cheias de fotos daquele que, hoje, é quem mais lhe mete medo.

A tempo: o livro de Moro melhorou no ranking de mais vendidos da Amazon. Do 44° lugar, pulou para o 25°.

MULHER É DETIDA PELA POLÍCIA APÓS CHAMAR BOLSONARO DE “NOIVINHA DO ARISTIDES”

A chacota já está a todo vapor, com “Aristides” entre os assuntos mais comentados da internet nesta segunda-feira (29). Se tivessem deixado a mulher ir embora em paz, ninguém estaria falando dessa estória. Deu no Diário do Estado:

Uma mulher de 40 anos foi presa pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), no sábado (27), após xingar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em uma rodovia do Rio de Janeiro. A mulher teria chamado Bolsonaro de ”noivinha do Aristides”.

A prisão aconteceu enquanto Bolsonaro estava em Resende, no Rio de Janeiro, para participar de um evento na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman). O presidente aproveitou a ocasião para ir até a margem da Via Dutra e acenar para motoristas e cumprimentar policiais.

A mulher, que passava de carro pelo local no momento, viu a cena e proferiu xingamentos contra Bolsonaro. Momentos depois, o carro onde ela estava foi abordado pela PRF e a mulher detida por injúria contra o presidente da República.

O que teria causado a prisão não foram os xingamentos proferidos contra o presidente, e sim o fato dela o chamar de ”noivinha do Aristides”.

Aristides é um sargento e instrutor de judô na AMAN no tempo em que Bolsonaro foi cadete. A frase chegou a bombar nas redes sociais, que curtiram a ”ofensa” e chegaram a querer montar um bloco de carnaval com o nome.

Em nota, a PRF informou que um termo circunstanciado foi lavrado pelo crime de injúria. A mulher foi liberada após assumir o compromisso de comparecer em juízo, como determina a lei.

No vídeo, o comentário do Luiz Megale sobre o assunto:

DORIA IRONIZA CONSULTORIA AMERICANA QUE PREVIU SUA DERROTA

O governador de São Paulo, João Doria, ironizou a consultoria estadunidense Eurasia Group, que produziu três relatórios sobre as prévias tucanas, prevendo sua derrota. Após a vitória, o governador paulista defendeu unidade interna no PSDB e disse que Arthur Virgílio e Eduardo Leite estarão na sua chapa. Confira:

Embora Doria garanta que Leite estará na sua chapa, um tweet do governador do Rio Grande do Sul, derrotado nas previas presidenciais do PSDB, sinaliza a possibilidade dele deixar o ninho tucano. No tweet, Leite diz que “onde estiver” buscará dar sua contribuição ao Brasil. Confira:

NUNES MARQUES É XINGADO POR BOLSONARISTAS APÓS VOTO A FAVOR DO DESBLOQUEIO DOS BENS DE LULA

Edson Fachin, indicado para o STF pela Dilma (que bela escolha, hein Dilminha!) votou contra o Lula, como sempre. Já o Nunes Marques… Deu no portal da revista Fórum:

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Nunes Marques, indicado ao cargo pelo presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido), foi parar entre os assuntos mais comentados do Twitter, na manhã deste sábado (27), após votar a favor da liberação imediata dos bens do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Bolsonaristas furibundos xingaram o ministro, que passou a ser considerado como “o maior erro de Bolsonaro”, “um esgoto” entre outros.

O presidente chegou a afirmar com relação a Nunes Marques“Hoje, tenho 10% de mim no STF”.

2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) determinou, na tarde desta sexta-feira (26), que os bens do ex-presidente Lula bloqueados no âmbito da Operação Lava Jato devem ser liberados imediatamente. O julgamento virtual havia começado há uma semana (19), após uma longa pausa por conta do pedido de vista do ministro Ricardo Lewandowski, que ao devolver o processo decidiu em favor do petista.

O relator da ação, Edson Fachin, votou contra o desbloqueio, mas foi vencido pelos votos favoráveis à liberação de Gilmar Mendes e Nunes Marques. A 2ª Turma tem um integrante a menos, em decorrência da aposentadoria do ministro Marco Aurélio Mello, que ainda não foi substituído.

JOGADORES E DIRETORIA DO PALMEIRAS SE IRRITAM COM BOLSONARO

O Bozo, que se diz palmeirense, afirmou ontem, no Rio de Janeiro, que “amanhã somos todos Flamengo”. A notícia é do DCM:

O Palmeiras jogará a final da Libertadores neste sábado (27) contra o Flamengo e o Bolsonaro afirmou que torcerá para a equipe rubro-negra. Tal declaração irritou jogadores e diretoria do clube alviverde. Isto porque o presidente da República já se declarou palmeirense. Inclusive, em 2018, participou da festa do título Brasileiro ao lado de Felipe Melo e companhia.

Conforme apurou o DCM, atletas e diretores que apoiam o governante se sentiram traídos. Tanto que Felipe Melo foi perguntado sobre o presidente e ele optou por não comentar. Uma postura incomum, pois o volante sempre foi apoiador declarado de Bolsonaro.

Ele não assumiu seu descontentamento, mas esperava a torcida do presidente. Seus colegas também não gostaram nem um pouco da manifestação do governante a favor do Flamengo. Os dirigentes, que sempre abriram as portas do clube para Bolsonaro, ficaram insatisfeitos.

Só que os diretores do Palmeiras pediram aos atletas que não se manifestem. Mesmo com a chateação, seguirão buscando ter uma boa relação com o presidente. Caso vençam a competição continental, não vão criar barreiras se o chefe do executivo federal resolver visitá-los.

TIRIRICA É O DEPUTADO DO PL QUE MAIS VOTA CONTRA BOLSONARO

Deu no site Congresso em Foco:

O deputado Tiririca (PL-SP) é o principal “opositor” de Jair Bolsonaro dentro do PL, futuro partido do presidente. Dados do Radar do Congresso, ferramenta do Congresso em Foco que compila e qualifica a participação de parlamentares, apontam que Tiririca é, de longe, o deputado da legenda que mais vota contra as orientações do governo Bolsonaro.

Desde o início do atual mandato, o primeiro palhaço profissional eleito para o Congresso acompanhou as recomendações do Planalto em apenas 58% das vezes. Tiririca e Bolsonaro serão companheiros de partido a partir da próxima terça-feira (30), quando o presidente deverá se filiar à legenda comandada pelo ex-deputado Valdemar Costa Neto.

A bancada do PL seguiu o governo em 93% das votações, o que faz dela a segunda mais fiel a Bolsonaro – atrás apenas do PSL, que votou com o governo em 95% das vezes. O percentual de adesão do partido é o mesmo do PP, do presidente da Câmara, Arthur Lira (AL).

O deputado artista votou, por exemplo, contra as privatizações dos Correios e da Eletrobras, a obrigatoriedade do voto impresso, o repasse de dinheiro do Fundeb a escolas religiosas e o veto aos reajustes de servidores, entre outras medidas defendidas pelo Executivo. No teste mais recente, porém, na análise da PEC dos Precatórios, ele votou sim, acompanhando o governo.

O segundo deputado do PL que menos votou com o Planalto é o sergipano Valdevan Noventa, com fidelidade de 78%. Os demais integrantes do futuro partido do presidente votaram em mais de 90% das ocasiões de acordo com a recomendação governista.

SOBRE A INCLUSÃO DE JALES NO PROGRAMA “MEU PET” DO GOVERNO ESTADUAL

A imprensa chapa branca andou festejando, no início desta semana, o anúncio feito pelo vereador Ricardo Gouveia(PP), dando conta de que Jales conseguiu mais uma grande conquista junto ao governo João Doria. Segundo a notícia, Jales foi incluída no programa “Meu Pet”, do governo estadual, e deverá receber, em 60 dias, um consultório veterinário.

Registre-se que, aqui em Jales, a vereadora Carol Amador(MDB) foi a primeira – e única, por enquanto – a fazer um pedido, em junho deste ano, para que o prefeito Luís Henrique Moreira(PSDB) solicitasse junto ao governo estadual a inclusão de Jales no programa “Meu Pet”, que fornece serviços gratuitos no atendimento de cães e gatos.

A conquista é realmente importante, mas é igualmente importante ressaltar que, diferentemente do que sugerem as “notícias” que correm nas redes sociais, não se pode comparar o que será disponibilizado para Jales com o que já está sendo feito em Votuporanga, por exemplo.

Por lá, está sendo construída, desde maio deste ano, uma clínica veterinária com 480m², com salas cirúgicas, em um terreno de mais de 3.400m². Somente a construção da clínica deverá custar cerca de R$ 3,5 milhões, como mostra a placa da foto ao lado. Os equipamentos deverão consumir mais R$ 1,5 milhão. A mesma coisa será feita em Rio Preto, Araçatuba, Ribeirão Preto, Jundiaí e outras cinco cidades. Em dez cidades, o governo Doria planeja investir R$ 50 milhões no programa “Meu Pet”.

Já em Jales, o que nós teremos é alguma coisa parecida com o que se vê na foto lá de cima, ou seja, um contêiner de 60m²,  cedido pelo governo do estado. De qualquer forma, trata-se de um benefício a mais.

1 2 3 489