Categoria: Política

DATAFOLHA: 64% DOS PAULISTAS NÃO VOTARIAM DE JEITO NENHUM EM CANDIDATO INDICADO POR BOLSONARO

Deu no Congresso em Foco:

Novos dados da pesquisa Datafolha divulgados nesta sexta-feira (1) indicam que o presidente Jair Bolsonaro (PL) é o “padrinho que mais atrapalha” na disputa eleitoral para o governo de São Paulo.

Dos entrevistados, 64% não votariam de jeito nenhum em um nome apoiado por ele, enquanto 17% afirmaram que talvez votassem, e igualmente 17% disseram que votariam com certeza em uma indicação de Bolsonaro.

O percentual dos que não souberam opinar ficou em 2%.

O candidato do Palácio em São Paulo é o ex-ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas. Ele obteve 13% das intenções de voto de acordo com Datafolha feita no mesmo período. Nesta simulação, Tarcísio ficou empatado com Rodrigo Garcia (PSDB), também com 13%. Lidera a corrida o ex-prefeito paulista Fernando Haddad (PT), que teve 34%.

A margem de erro da pesquisa Datafolha é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Foram entrevistados 1.806 eleitores entre os dias 28 e 30 de junho.

EM EVENTO, BOLSONARO PERGUNTA: “O QUE FALTA PARA SERMOS FELIZES?”. E ALGUÉM RESPONDE: “A VOLTA DO LULA!”

A notícia é do UOL:

Em evento de entrega do Residencial Jardim Canguru, em Campo Grande (MS), o presidente Jair Bolsonaro (PL), respondeu diretamente a uma pessoa que pedia a volta de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), ex-presidente e pré-candidato às eleições de outubro. Em sua fala, Bolsonaro afirmou que os “maus vencem quando os bons se dividem.”

Durante seu discurso, o presidente perguntou: “O que falta para nós sermos felizes?”, referindo-se à situação brasileira. Em resposta, uma pessoa, não identificada, respondeu “A volta de Lula!”. Bolsonaro, então, parou o discurso para rebater a declaração.

“Esse não ouviu o que acabei de falar aqui no início. Quando os bons se dividem, os maus vencem”, afirmou. A resposta foi seguida por gritos de “mito, mito, mito!” pelos presentes.

Após a resposta ao pedido de “volta Lula”, Bolsonaro continuou normalmente com seu discurso, destacando os impactos das entregas. “Temos um evento pela frente, a entrega das chaves de habitações para gente humilde. A gente sente, no olhar dessas pessoas, em qualquer lugar do Brasil, um olhar de felicidade”, disse o presidente.

PEDRO GUIMARÃES JÁ TERIA ASSEDIADO MULHER QUANDO TRABALHAVA NO SANTANDER

Reparando bem, parece que ele e o Bozo já andaram se assediando. A notícia é da Forum:

Já praticamente fora do posto de presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, que se recursa “a ser demitido”, exigindo uma espécie de afastamento para que possa se defender, viu o mundo desabar sobre sua cabeça após dezenas de funcionárias do gigante estatal de 161 anos se reunirem e denunciarem ao Ministério Público Federal (MPF) e à imprensa os casos de assédio sexual cometidos por ele.

Os relatos caíram como uma bomba em Brasília e o governo de Jair Bolsonaro, profundamente rejeitado pelas mulheres por conta de seu caráter abertamente misógino e machista, resolveu rifar Guimarães, um dos funcionários de alto escalão da administração pública federal mais próximos do presidente da República.

No entanto, as histórias horrendas de um homem que passava a mão nas partes íntimas de bancárias na frente de todo mundo, que ia ao quarto delas em hotéis em roupas mínimas e sem cueca e que as chamava para ir à sauna e à piscina não seriam uma novidade na trajetória “profissional” de Pedro Guimarães.

O bolsonarista convicto e bajulador trabalhou em muitas instituições bancárias desde que ingressou no mercado e em 2004 ele foi demitido do Santander, o titã espanhol das finanças. As versões sobre o real motivo do desligamento divergem, mas um episódio também de assédio sexual teria ocorrido pouco tempo antes de Guimarães ser mandado embora e igualmente gerou escândalo à época.

VEREADORES QUEREM INFORMAÇÕES SOBRE CONTRATAÇÃO DE ESCRITÓRIO DE ADVOCACIA PARA ELABORAÇÃO DE PARECER JURÍDICO

Como noticiado por este modesto blog em maio passado a Prefeitura de Jales, como se não tivesse uma Procuradoria Jurídica com meia dúzia de advogados, contratou o escritório de advocacia Soares de Melo Sociedade de Advogados, de São Paulo, para elaborar, por módicos R$ 120 mil, um parecer jurídico sobre a constitucionalidade da taxa do lixo. É sobre isso que os três vereadores estão querendo explicações.

Da assessoria de imprensa da Câmara Municipal:

Os vereadores Carol Amador (MDB), Elder Mansueli (Pode) e Hilton Marques (PT), em requerimento, questionaram a Prefeitura por que o parecer técnico do Processo da Lei Complementar 350/2021, que criou taxas de lixo e saneamento, não foi elaborado pelos procuradores do Município.

A LC 350/2021 que criou taxas de lixo e saneamento foi aprovada pela Câmara e as novas taxas foram inclusas no carnê do IPTU de todos os imóveis.

Os vereadores justificaram que a base de cálculo foi fundamentada na metragem do imóvel e fere o princípio da igualdade, uma vez que gera mais prejuízos para um munícipe, que embora produza menor quantidade de lixo a ser coletado, paga o mesmo valor  que outro, cuja produção de lixo é superior.

Os parlamentares explicaram que há a cobrança de taxas de imóveis baldios, que não produzem qualquer lixo a ser coletado. O parecer jurídico foi contratado por R$ 120 mil, de acordo com o Portal da Transparência.

Na Prefeitura há procuradores jurídicos qualificados e que poderiam elaborar um parecer fundamentado sobre a lei ,no entanto, não foi apresentado qualquer tipo de documento no processo que originou a Lei Complementar 350/2021.

Os vereadores indagaram por que a Prefeitura contratou um escritório para emitir o parecer e solicitaram uma cópia dos orçamentos realizados com outros escritórios e que resultou na escolha daquele com menor preço.

FRACASSO DE PÚBLICO EM ATO NO ESTADO MAIS BOLSONARISTA DO PAÍS ACENDE ALERTA DE BOLSONARO

Segundo um observador atento, Bolsonaro esperava 50.000 pessoas, a média de público do Flamengo, no Maracanã, mas apareceram cerca de 1.500 fanáticos, a média de público do Novorizontino na segundona. Deu no Brasil 247:

A participação de Jair Bolsonaro na Marcha para Jesus em Balneário Camboriú, Santa Catarina, no último sábado (25), foi um fracasso de público e não chegou nem perto das 50 mil pessoas estimadas pela organização. 

Para a colunista Dagmara Spautz, do site catarinense NSC Total, a falta de apoio simboliza a fase difícil enfrentada por Bolsonaro na busca pela reeleição. “Mesmo em Santa Catarina, um os estados mais bolsonaristas do país, onde teve mais de 70% de votação em 2018, desta vez o presidente não teve o engajamento que esperava”, afirmou. 

Para a colunista, a menos de 100 dias das eleições, o principal adversário do governo é a vida real – o supermercado, o aluguel, o posto de gasolina.

“Na espiral de crises em que o governo gira sem cessar, este é provavelmente o momento mais agudo. Com respostas a dar e problemas a resolver, Bolsonaro tentou levantar o ânimo da tropa com a multidão que Santa Catarina sempre lhe deu. Desta vez, não funcionou”, avaliou. 

BOLSONARO DIZ QUE PESQUISA DATAFOLHA É FAKENEWS E INDICA MAIS UMA VEZ QUE NÃO ACEITARÁ DERROTA

De fakenews o Bozo entende. A notícia é do Brasil 247:

Jair Bolsonaro (PL) atacou mais uma vez nesta segunda-feira (27) o Datafolha, após o instituto de pesquisas de opinião apontar, de novo, para uma vitória do ex-presidente Lula (PT) no primeiro turno da eleição presidencial.

“Se tivesse um inquérito sério de fake news, investigaria o Datafolha”, disse o chefe do governo a apoiadores no Palácio da Alvorada, em referência ao inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF), relatado pelo ministro Alexandre de Moraes, que investiga a atuação de milícias digitais.

Bolsonaro tem intensificado suas declarações no sentido de que não aceitará o resultado das urnas eletrônicas. No último final de semana, ele resgatou no WhatsApp uma mensagem antiga de um coronel da Polícia Militar para avisar que a corporação “seguirá o Exército em caso de ruptura institucional”. As Forças Armadas se aliaram aos ataques de Bolsonaro ao processo eleitoral.

A jornalista Maria Christina Fernandes, analista política do Valor Econômico, afirma que Bolsonaro já deixou claro que não espera mais vencer as eleições no voto.

Sua estratégia é contestar o resultado que caminha para a vitória inexorável e incontestável de Lula, que foi mantido como preso político em 2018 para que Bolsonaro pudesse ser eleito. “Bolsonaro está mais focado na contestação dos votos do que na obtenção de um resultado eleitoral favorável nas urnas”.

VEREADOR ELDER MANSUELI VAI A TABOÃO DA SERRA E DECLARA APOIO A ADVERSÁRIO DE ANALICE FERNANDES

O vereador Elder Mansueli(Podemos) que tirou fotos com a deputada Analice Fernandes(PSDB) na última visita que ela fez a Jales, aproveitou a segunda-feira, 20, para fazer uma incursão a Taboão da Serra, principal reduto da deputada. Não pensem, no entanto, que Elder foi até lá para um tête-à-tête com Analice. Muito pelo contrário…

Segundo um jornal de Taboão da Serra, Elder esteve por lá para uma visita ao prefeito José Aprígio da Silva, também do Podemos, adversário político do grupo de Analice Fernandes.

Elder estava acompanhado pelo pré-candidato a deputado estadual Eduardo Nóbrega, que ocupou um cargo na administração de Aprígio até março deste ano. Nóbrega, que já foi vereador por dois mandatos em Taboão vai, com o apoio de Aprígio, tentar atrapalhar a reeleição de Analice.

Aprígio, que foi deputado estadual até 2020, quando deixou a Assembleia para disputar a Prefeitura de Taboão, não é muito fã da família Fernandes. Para chegar ao comando da Prefeitura, ele derrotou o apadrinhado de Fernando Fernandes, marido de Analice. Mas o clima entre Aprígio e os Fernandes já vinha esquentando bem antes das eleições.

Em dezembro de 2019, por exemplo, ele e Analice trocaram farpas durante uma sessão da Assembleia Legislativa. Dirigindo-se a Analice, Aprígio disse que, “depois de certas mentiras de alguns políticos da nossa região, resolvi usar a tribuna e perguntar para a deputada Analice se ela sabe quantas casas o marido dela construiu em 16 anos?”.

Analice tentou dar uma resposta, mas Aprígio não deixou e cuidou ele próprio de responder. “Nenhuma! O último conjunto habitacional de Taboão foi feito pelo PT e o seu marido nem foi na inauguração. A Dilma foi, o Lula foi, e o seu marido que era prefeito nem apareceu lá”, esbravejou o desafeto de Analice.

Na visita a Taboão, Elder Mansueli afirmou que vê com bons olhos a candidatura de Eduardo Nóbrega, mas, como se vê, ao apoiar um aliado de Aprígio para deputado estadual, o nosso vereador pode estar se metendo em briga de gente grande.

MANCHETE DE JORNAL

O Bozo conseguiu algo que muitos julgavam impossível. O preço do óleo diesel S10, o mais usado no Brasil, ultrapassou, pela primeira vez desde que a ANP começou a acompanhar os preços dos combustíveis, em 2004, o preço da gasolina.

Segundo a pesquisa semanal da ANP (Agência Nacional de Petróleo) o diesel S10 foi vendido por R$ 7,678 por litro, na média nacional. Já a gasolina foi vendida, no mesmo período, por R$ 7,39 por litro, em média. Desde janeiro deste ano, o óleo diesel já aumentou 41%.

Aqui em Jales, a maioria dos postos está vendendo a gasolina a R$ 7,57 e o diesel S10 por R$ 7,89.

1 2 3 517