Arquivos do autor: cardosinho

ATRIZ ALINNE MORAES DECLARA VOTO EM LULA

Bonita, inteligente, vascaína e… “comunista”. Deu no DCM:

A atriz Alinne Moraes anunciou que votará em Lula (PT) nas eleições deste ano. Em entrevista à revista Claudia que foi às bancas nesta sexta-feira (14), ela disse que Lula é o único capaz de “tombar Bolsonaro”.

“Espero que não faltem vacinas, que o Bolsonaro caia e que as pessoas não desperdicem seu voto. A gente precisa tombar o Bolsonaro. E a pessoa que é capaz de tombar esse homem é o Lula”, declarou.

Alinne Moraes relembrou sua origem humilde e enalteceu as políticas sociais da era petista no governo. “Minha mãe ganhava 9 reais a hora/aula e passou a ganhar 12. Não parece muito, mas é. As políticas sociais colocaram carne no prato”, disse.

A atriz não esconde que é contra o governo de Jair Bolsonaro. Em novembro do ano passado, Alinne disse que Jair Bolsonaro destriu o Brasil: “Para mim, falar de futuro é falar ‘Fora Bolsonaro’. Com ele, é impossível. É como se a gente estivesse estagnado para pior. Ele destruiu o Brasil. Destruiu tudo”.

Ela também participou de manifestações contra o presidente ainda em 2018, quando o atual chefe do Executivo era candidato, e postou nas redes sociais imagens de panelaços contra o presidente em 2020 e 2021.

JORNAL DE JALES: CARNÊS DO IPTU CAUSAM INDIGNAÇÃO EM JALES E O ASSUNTO VAI PARAR NO NOTICIÁRIO DA TV

Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, com destaque para o caso do IPTU de Jales que foi parar no noticiário televisivo durante a semana. A matéria diz que, assim que os carnês do IPTU começaram a ser distribuídos, as redes sociais foram inundadas com violentas críticas não somente à administração municipal como também aos sete vereadores que votaram favoravelmente ao projeto que criou a chamada “taxa do lixo”. O inconformismo e as críticas dos contribuintes chamou a atenção da TV Tem, que despachou para cá o repórter Patrick Lima e veiculou reportagem sobre o caso, alimentando ainda mais a indignação e a revolta dos moradores.

O jornal destaca, também, a opinião do médico infectologista da Santa Casa e da Secretaria Municipal de Saúde, Maurício Kenzo, sobre a vacinação de crianças dos 05 aos 11 anos de idade. Claro que, sendo um homem que respeita a ciência, o médico ressaltou a importância da vacinação. De acordo com o infectologista, a imunização das crianças permitirá maior segurança às suas atividades, como ir à escola, brincar ou abraçar familiares. Questionado sobre o aumento dos casos positivos de covid, Maurício enfatizou que isso se deve às aglomerações e festividades do final de ano.

O projeto “Ecolônia de férias”, da professora Dayse Romagnoli, que levou crianças para conhecer o espaço agroecológico implantado pelo superintendente da Sabesp, Antonio Rodrigues da Grela Filho, o Dalua, em sítio de sua propriedade; o merecido destaque obtido pela jalesense Maristela Martins de Camargo – irmã do conselheiro do TCE, Márcio Martins Camargo – autora da revisão científica do livro mais vendido nos Estados Unidos; e os dois casos de estelionato registrados durante a semana pela Polícia Judiciária de Jales, oriundos de anúncios de venda veiculados nas redes sociais, são outros assuntos dessa edição do JJ.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior destaca notícia divulgada pelo Estadão dando conta de que a deputada federal Carla Zambelli, madrinha do projeto de instalação de uma unidade da Casa Hunter em Jales, não será a única pessoa de sua família a disputar as eleições de 2022. Consta que seu irmão Bruno, que é empresário, fará dobradinha com ela como candidato a deputado estadual. E o maridão dela, o coronel Aguinaldo de Oliveira, está sendo escalado pelo presidente Bolsonaro para disputar uma vaga de deputado federal, provavelmente pelo Ceará. Carla e Aguinaldo se casaram no final de 2019, tendo o ex-juiz imparcial Sérgio Moro como padrinho e uma versão brega de “La vie en rose” como fundo musical. 

MARIA BETHÂNIA E OMARA PORTUONDO – “SÓ VENDO QUE BELEZA”

Eu me lembro de ter lido, na Folha de S.Paulo, provavelmente em 1984, uma crônica do Carlos Heitor Cony falando sobre o compositor Henricão, que morreu em junho daquele ano. Nascido em janeiro de 1908, em Itapira(SP), Henrique Felipe da Costa era um negro de quase dois metros de altura, daí o justificado apelido Henricão.

Ator e compositor, ele era um gigante também quando o assunto era compor músicas. Embora tenha ficado meio esquecido depois de sua morte, ele foi autor de diversas canções, algumas delas inesquecíveis, entre elas o clássico “Está Chegando a Hora”, um dos maiores sucessos da história do carnaval.

Por sinal, Henricão era um entusiasta do carnaval e, segundo os mais antigos, foi o primeiro Rei Momo negro. Ele desfilava na escola de samba Vai-Vai, uma das mais tradicionais do carnaval paulista.

A marchinha “Está Chegando a Hora” é, em verdade, uma adaptação de “Cielito Lindo”, uma canção rancheira mexicana composta há mais de 130 anos por Quirino Mendoza, provavelmente um antepassado da Tereza Mendoza, a “Rainha do Tráfico” que inspirou uma série da Netflix.

Eu já mostrei aqui no blog uma versão recente de “Cielito Lindo”, com a Luiza Possi. A versão original de “Está Chegando a Hora” foi gravada por volta de 1941, pela Carmem Costa, a cantora predileta do Henricão.

Mas a obra de Henricão não se limita à adaptação de “Cielito Lindo”, que o mal humorado Ary Barroso classificou de plágio. Ele é o autor, também, da deliciosa “Só Vendo Que Beleza”, em parceria com Rubens Campos, gravada em 1942, adivinhem por quem? Ela mesma: Carmem Costa.

Essa canção foi regravada por Elis Regina em 1980, quando recebeu o subtítulo de “Marambaia”, sugerido pela Pimentinha. A sambista Teresa Cristina foi outra que regravou “Só Vendo Que Beleza”, junto com o Grupo Semente.

No vídeo, duas deusas da música – a baiana Maria Bethânia e a cubana Omara Portuondo – interpretam, ao vivo, “Só Vendo Que Beleza”, gravada por elas em disco de estúdio de 2008. Confiram o vídeo aqui.

A TRIBUNA: SERVIDORES MUNICIPAIS TERÃO REAJUSTE SALARIAL DE 15% RELATIVO À REPOSIÇÃO DE PERDAS OCORRIDAS EM DOIS ANOS

No jornal A Tribuna deste final de semana, a principal destaca o pacote de projetos que deverá ser votado pela Câmara na primeira sessão extraordinária do ano. Os projetos indicam a realização de algumas obras, entre elas a reforma – ou revitalização – do “Comboio”, que custará cerca de R$ 1 milhão, a ser paga com recursos de convênio com o governo estadual. O governo estadual está destinando, também, R$ 790 mil para a construção da chamada “Casa da Juventude” em local ainda não informado. Da mesma forma, estão sendo reservados R$ 359,5 mil para a retomada da construção da pista de caminhada da avenida “Euphly Jalles”.

O jornal está destacando, também, o projeto encaminhado à Câmara pelo prefeito Luís Henrique Moreira, que estabelece um reajuste de 15% nos salários dos servidores municipais de Jales. O reajuste pretende cobrir as perdas salariais do funcionalismo no período 2020/2021, quando seus vencimentos ficaram congelados por conta da pandemia. O projeto prevê, ainda, um aumento de R$ 100,00 no valor da ajuda alimentação paga aos servidores, que passará a ser de R$ 500,00. O prefeito LH disse ao jornal que os índices de reajuste foram acordados com o Sindicato dos Servidores em maio do ano passado.

A promoção “imposto premiado” da Prefeitura que, neste ano, irá sortear um carro zero quilômetro e 04 motos; o início da vacinação contra covid em crianças de 05 a 11 anos, em Jales; a presença da Carreta da Mamografia em Jales, que deverá ocorrer entre 02 de fevereiro e 04 de março; o início do recapeamento asfáltico das marginais paralelas à rodovia “Euclides da Cunha”; o crescimento de 65% no atendimento de síndromes gripais na UPA; os aumentos constatados nos carnês do IPTU, que estão aborrecendo a população; e o artigo do advogado Guilherme Mataruco Calabretti sobre aumento do IPTU, são outros assuntos de A Tribuna.

Na coluna Enfoque, este aprendiz de blogueiro comenta que, se já não bastasse o desgaste que a celeuma em torno do aumento do IPTU está causando às imagens do prefeito Luís Henrique e dos vereadores, tudo indica que eles ficarão ainda mais chamuscados com a aprovação de outros dois projetos. O primeiro é aquele que autoriza o pagamento de diárias ao prefeito e secretários em suas viagens a São Paulo e Brasília. E o segundo trata da nova “reforma administrativa” promovida pelo prefeito que vai aumentar o número de secretarias para 12 (atualmente são 10) e o número de cargos de confiança, o que irá provocar um aumento de R$ 2 milhões por ano na folha de pagamento da Prefeitura.  

IPTU DE JALES: TRÊS VEREADORES PEDEM REVOGAÇÃO DE LEI. E OS OUTROS SETE PEDEM REVISÃO DAS TAXAS DE LIXO PARA TERRENOS

Os vereadores Carol Amador(MDB), Hílton Marques(PT) e Elder Mansueli(PODE) – que votaram contra a criação das malsinadas e polêmicas taxas do lixo – encaminharam na sexta-feira, 14, um ofício ao prefeito Luís Henrique Moreira(PSDB), no qual pedem a revogação da lei que autorizou o município a cobrar as tais taxas.

Segundo os três vereadores, “a população de Jales foi surpreendida neste início de ano com carnês do IPTU e ITU registrando valores muito elevados, até mesmo impagáveis”.

No ofício, cheio de considerandos, os vereadores argumentam, entre outras coisas, “que vivemos um período pandêmico, onde a grande maioria das pessoas perdeu significativamente seu poder aquisitivo”, enquanto, de outro lado, as taxas recém-criadas proporcionaram aumentos de até 200% nos carnês do IPTU.

Já o grupo dos sete vereadores que aprovaram a criação das taxas – Rivelino Rodrigues(PP), Deley Vieira(DEM), Ricardo Gouveia(PP), Andrea Moreto(PODE), Brundo de Paula(PSDB), Bismark Kuwakino(PSDB) e João Zanetoni(PSD) – também enviou um ofício ao prefeito solicitando mudanças na cobrança. Eis um trecho do ofício:

Difícil de entender, não? Segundo me explicou o vereador Deley, em contato telefônico na manhã deste sábado, a revisão visa atender aos proprietários de algumas pequenas chácaras, cujos carnês do IPTU chegaram com aumentos de até 300%. 

De acordo com o vereador Deley, alguns proprietários alegam não haver motivos para que a Prefeitura lhes cobre as tais taxas, uma vez que suas chácaras não são beneficiadas pelos serviços de varrição, coleta de lixo, etc. Não é isso, porém, o que está escrito no ofício, que fala em “imóveis não edificados”, o que inclui os lotes vagos. 

Em tempo: um amigo deste aprendiz de blogueiro ligou para dizer que, no caso dele, além do reajuste de 10,42% no IPTU e da cobrança das taxas de lixo, a Prefeitura ainda cortou, sem explicações, o desconto que ele tinha desde 2017, por conta da lei que instituiu o imposto verde em Jales. Ele está cogitando ir ao Ministério Público.

NOVO COMANDANTE DA POLÍCIA CIVIL DA REGIÃO DE RIO PRETO VIRÁ DE BARRETOS

A notícia é do Diário da Região:

Salvo reviravolta de última hora, o delegado José Luiz Ramos Cavalcanti será mesmo, conforme adiantou a Coluna do Diário na edição desta sexta-feira, 14, o novo comandante do Departamento de Polícia Judiciária de São Paulo Interior (Deinter-5), departamento da Polícia Civil que tem sob sua tutela 96 cidades e indica os titulares de seis Seccionais (Rio Preto, Catanduva, Novo Horizonte, Votuporanga, Fernandópolis e Jales).

Cavalcanti respondia desde janeiro de 2019 pela Delegacia Seccional de Barretos, com 11 cidades sob seu comando. Assim como o atual diretor do Deinter-5 de Rio Preto, João Pedro Arruda, ele está longe de ser “sangue novo” na corporação. O novo coordenador do Deinter-5 faz parte dos quadros da Polícia Civil há 39 anos, tendo exercido as funções de escrivão e investigador antes de se tornar delegado, o que ocorreu em 1986.

O currículo de Cavalcanti inclui ainda atuação no Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), no Departamento de Investigações sobre Narcóticos (Denarc), na Corregedoria da Polícia Civil e no Departamento de Polícia Judiciária da Macro São Paulo (Demacro), além da Academia de Polícia Civil.

A publicação em Diário Oficial do Estado com a mudança estava prevista para este sábado, 15, mas deverá ocorrer na terça-feira, 18. Isso porque virá no pacote de outras quatro diretorias cujos comandos sofrerão alterações: o Deinter-1, de São José dos Campos; o Deic, o Departamento de Polícia Judiciária da Capital (Decap) e o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Em Rio Preto, caiu como uma bomba nesta quinta-feira, 13, a notícia da exoneração de João Pedro Arruda, que foi pego de surpresa ao receber, no dia anterior, uma ligação do delegado geral da Polícia Civil de São Paulo dizendo que ele estava fora. Há 11 anos no posto, ele teria ficado “muito chateado”, segundo apurou a Coluna. A informação é de que ele fica como assistente no mesmo departamento até que saia sua aposentadoria.

DEU NA FOLHA NOROESTE DE HOJE

No jornal Folha Noroeste, edição digital deste sábado, a principal manchete trata do aumento de autuações na área ambiental. Segundo a matéria, a média de autos de infração ambiental registrados anualmente no Estado de São Paulo cresceu 53% nos últimos cinco anos, de acordo com dados disponibilizados através do Sistema Integrado de Gestão Ambiental (SIGAM). Para o 1° Tenente da Polícia Militar Ambiental, Gabriel Huerte, isso se deve à utilização de novas tecnologias como o uso de drones em operações de monitoramento e fiscalização. Atualmente, a Polícia Militar Ambiental conta com cinco batalhões que cobrem todo o Estado. Todos eles possuem drones disponíveis e oficiais treinados e especializados na operação dessas aeronaves não tripuladas.

O jornal está repercutindo release da Secretaria de Comunicação, dando conta de que a pavimentação asfáltica da via Marginal Ayrton Senna da Silva que dá acesso à Rodovia Euclides da Cunha pela avenida João Amadeu está recebendo a melhoria do recapeamento asfáltico. Nesta semana, a Secretaria de Obras realizaria a execução do recape da via Marginal como também em várias outras vias públicas da cidade que carecem de receber o melhoramento. Segundo o secretário municipal Manoel de Aro, as vias marginais Áureo Fernandes de Faria e Dr. Eduardo Ferraz Ribeiro do Valle, que também dão acesso à rodovia Euclides da Cunha, vão receber o recapeamento e pavimentação asfáltica.

Na coluna FolhaGeral, o abufelado redator-chefe Roberto Carvalho, o Pestinha, lembra o caso do terreno do minicampo do Clube do Ipê, paralelo à Avenida “Maria Jalles”, que foi transferido ao município em troca de dívidas com impostos e, posteriormente, doado ao governo do estado para construção de um prédio para a brigar a EE “Juvenal Giraldelli”. Segundo Roberto, o governo estadual concluiu, há algum tempo, que Jales não tinha necessidade de ter mais uma escola estadual e, desse modo, o terreno ficou sem utilização. O colunista conclui seu comentário dizendo que o município deveria pedir a restituição do terreno e construir nele um prédio para abrigar setores da administração municipal.

MEME DE BOLSONARO NO PAREDÃO DO BBB VIRALIZA NAS REDES

Deu no portal Portal360:

Um meme que coloca o presidente Jair Bolsonaro (PL) como participante do programa Big Brother Brasil, da Rede Globo, viralizou nesta 5ª feira (13.jan.2021) nas redes sociais. Na imagem, o chefe do Executivo aparece ao lado de um breve perfil: “pior presidente da história do Brasil”.  

Mais cedo, o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos) criticou a Globo por não cancelar o BBB22. Para ele, a emissora deveria desistir da atração depois que 3 participantes foram diagnosticados com covid-19.

O meme de Bolsonaro foi compartilhado por políticos de oposição, como a deputada Sâmia Bomfim (Psol-SP) e a ex-vice-candidata à Presidência Manuela d’Ávila (PC do B), além de usuários do Twitter.

LUÍS HENRIQUE CRIA NOVOS CARGOS DE CONFIANÇA QUE IRÃO AUMENTAR FOLHA DE PAGAMENTO EM R$ 2 MILHÕES

Alguém já disse que a incoerência é uma virtude das pessoas inteligentes. Visto por esse ângulo, podemos dizer que nós temos um gênio refestelado na cadeira de prefeito.

Senão vejamos: em janeiro do ano passado, assim que assumiu a Prefeitura, o tucano Luís Henrique Moreira, com o objetivo de demonstrar austeridade, promoveu uma “reforma administrativa” que, segundo ele, iria proporcionar uma economia de R$ 40 mil/ano aos combalidos cofres municipais.

À época, este modesto blogueiro anotou em um post que a “reforma” – anunciada com entusiasmo por parte da nossa imprensa – era do tipo “me engana que eu gosto”, comentário que provocou protestos de alguns baba-ovos do prefeito.

Pois bem, transcorrido exatamente um ano desde que Luís Henrique sancionou a Lei Complementar nº 335, de 13 de janeiro de 2021, regulamentando a tal reforma, eis que o prefeito está remetendo à Câmara um novo projeto de lei que reforma a “reforma”.

Confesso que estou às voltas com um filme do Mel Gibson, de modo que ainda não me debrucei mais detidamente sobre as 59 páginas do projeto encaminhado ao jugo da nossa atenta e responsável Câmara Municipal. Deu pra notar, porém, que o projeto joga por terra toda a retórica sobre economia apregoada pelo prefeito no ano passado.

Pelo que pude observar em uma rápida passada de olhos, o projeto está criando duas novas secretarias, que passam de 10 para 12. É bem verdade que ele extingue 7 cargos de segundo escalão, com salários de R$ 3 mil, mas, em compensação, cria 10 cargos com remuneração de R$ 5,2 mil e outros 08 cargos de R$ 3,4 mil.

O prefeito está extinguindo, também, 43 funções gratificadas que pagavam, a maioria, gratificações de R$ 450,00.  Em contrapartida, ele está criando outras 47 funções gratificadas, sendo que 44 delas pagarão gratificações de R$ 1,5 mil aos seus titulares, ou seja, mais que o triplo do que vinha sendo pago.

Resumo da ópera: segundo o estudo de impacto financeiro que acompanha o projeto, a nova reforma do prefeito irá proporcionar, ao fim e ao cabo, um aumento de pouco mais de R$ 2 milhões na folha de pagamento da Prefeitura neste ano de 2022.

Facip de graça, diárias para o prefeito, criação de novos cargos, aumento nos gastos com publicidade… Reparando bem, acho que aumento no carnê do IPTU está mais do que justificado.  

1 2 3 1.641