Arquivos do autor: cardosinho

JALESENSES PASSAM A INTEGRAR MAGISTRATURA DO MATO GROSSO DO SUL

Na foto acima, os dois novos magistrados com os desembargadores Odemilson Roberto Castro Fassa e Sideni Soncini Pimentel, que também são jalesenses.  A notícia é do Jornal de Jales:

Em solenidade realizada no plenário do Tribunal Pleno do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul, quarta-feira, dia 15 de setembro, foram empossados 14 novos juízes aprovados em concurso público.

Conforme registrou este jornal na edição de 12 de setembro, entre os empossados estão dois jalesenses — Laisa de Oliveira Ferneda e Bruce Henrique dos Santos Silva.

Todos os novos magistrados farão curso de formação inicial oferecido pela Escola Judicial de MS até 17 de dezembro. Após o recesso forense, no dia 7 de janeiro, os magistrados iniciarão efetivamente suas atividades.

Além dos dois novos juízes, já integram a magistratura de Mato Grosso do Sul mais seis jalesenses: os desembargadores Sideni Soncini Pimentel, (vice-presidente do TJ) e Odemilson Roberto Castro Fassa (2ª Câmara Cível), os juízes Aluizio Pereira dos Santos, Mariel Cavalin e Cassio dos Santos (todos na capital Campo Grande) e Daniela Endrice Rizzo (Três Lagoas). Também já honraram o nome da cidade vestindo toga no vizinho estado os juízes aposentados Manoel de Araujo Azevedo Neto e Paulo Rodrigues.

VEREADORES CRITICAM CONDIÇÕES DO PARQUINHO DA PRAÇA DO JACARÉ E PEDEM REFORMA

A notícia é da assessoria de imprensa da Câmara:

Os vereadores Andrea Moreto (Pode) e Bruno de Paula (PSDB), em Sessão Ordinária (13), apresentaram um requerimento questionando se a Prefeitura tem previsão para realizar a reforma do parque infantil da Praça “João Mariano de Freitas”. 

Os vereadores justificaram que já foi solicitada a reforma do parque. A maioria dos brinquedos está quebrada e é um dos poucos locais de lazer para crianças no município. 

Paula falou sobre a propositura: “Foi feito um questionamento sobre isso no início do mandato, acho que está havendo fala de interesse em fazer algo para o lazer das crianças. Não temos lazer aqui para as crianças. Numa praça central em que o parque está abandonado, os balanços não existem mais, há buracos em quase todos os brinquedos. É uma praça no centro da cidade, que tem tudo para ficar a coisa mais linda e está do jeito que está. Está na hora de cobrar o Executivo para que possa dar uma solução”. 

A vereadora Carol Amador (MDB) comentou o requerimento: “Na época, o requerimento foi respondido que teria alguma manutenção, mas não houve. Além do que o Bruno citou, não tem balanço, escorregador, tem muitas queixas de pregos e parafusos soltos que podem causar lesões nas crianças. Acho que ali tem que ser um lugar com investimento, que tenha sempre manutenção, limpeza da areia, porque é o local de lazer das crianças”. 

O requerimento foi aprovado por unanimidade e encaminhado à Prefeitura, que tem até 15 dias úteis para encaminhar a resposta. Todos os requerimentos e respostas ficam disponíveis ao público no site da Câmara Municipal (www.jales.sp.leg.br). 

BOLSONARO É REPROVADO POR 52% DOS PAULISTAS. E JOÃO DÓRIA TEM REPROVAÇÃO DE 38%

Na capital de São Paulo, a desaprovação do governo Bolsonaro bate em 65%, ou 12 pontos percentuais acima da reprovação nacional, que é de 53%. Deu no Brasil 247:

A gestão de João Doria (PSDB) no governo de São Paulo é avaliada como ruim ou péssima por 38% dos paulistas, segundo a mais recente pesquisa Datafolha. No estado, 38% classificam o governo de Doria como regular, enquanto 24% o classificam como ótimo ou bom.

Os índices de aprovação, regular e reprovação são semelhantes no interior (25%, 37% e 37%), capital (24%, 37% e 39%) e região metropolitana (24%, 37% e 39%). 

O levantamento ouviu presencialmente 2.034 pessoas, em 70 cidades do estado, de 13 a 15 de setembro. A margem de erro é de dois pontos para mais ou menos.

Jair Bolsonaro é reprovado por 52% dos paulistas, aprovado por 23% e considerado regular por 24%. Na capital, os índices de aprovação e reprovação de Bolsonaro chegam a, respectivamente, 16% e 65%. 

JORNAL DE JALES: CARLÃO PIGNATARI PROMETE APOIO A RECLASSIFICAÇÃO DA SANTA CASA DE JALES QUE PROPORCIONARÁ MAIS VERBAS

Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, cuja principal manchete destaca o despacho do diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Gustavo Maiurino, que pôs fim aos boatos que indicavam a desativação da delegacia da PF em Jales. O jornal ressalta as mobilizações de políticos e da sociedade civil organizada que impediram o fechamento da delegacia e diz que a semana terminou com sensação de alívio entre os moradores de Jales e região, após a divulgação de um despacho do diretor-geral Maiurino. O JJ destacou a atuação dos vereadores Ricardo Gouveia e Hílton Marques, do prefeito Luís Henrique e do advogado Carlos Alberto Brito Neto, o Betinho, coordenador do Forum da Cidadania.

O JJ está destacando, também, o trabalho de inteligência da Polícia Civil de Jales, que, em operação conjunta com a Polícia Militar, realizada na quinta-feira, 16, apreendeu pouco mais de 14 quilos de drogas como maconha, crack e cocaína. De acordo com a matéria, o indivíduo que estava com as drogas é conhecido pelo apelido de “Japonês” e tinha saído do sistema prisional há cerca de três meses, após cumprir pena por tráfico. Ele deverá voltar ao convívio de seus companheiros de penitenciária, mas, por enquanto, está preso na cadeia de Santa Fé do Sul, à disposição da Justiça.

O apoio do presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, Carlão Pignatari, à mudança de classificação da Santa Casa de Jales, que passaria de “hospital de apoio” para “hospital estratégico”; a promessa da Prefeitura de continuar com a vacinação contra a covid em adolescentes, não obstante orientação em contrário do Ministério da Saúde; a solenidade de posse dos dois jalesenses – Laísa de Oliveira Ferneda e Bruce Henrique dos Santos Silva – aprovados no concurso para juiz do Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul, são outros assuntos do JJ. Por sinal, Laísa, que foi a primeira colocada no concurso, discursou em nome dos outros 13 novos juízes.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior está informando que o provedor da Santa Casa de Jales, Carlos Toshiro Sakashita, voltou muito animado da audiência que teve na segunda-feira, 13, com o deputado Carlão Pignatari, presidente da ALESP. Carlão ouviu atentamente as explanações dos representantes da Santa Casa, que estão pleiteando a reclassificação do hospital, e prometeu seu empenho pessoal. Segundo Deonel, a delegação que viajou a São Paulo tinha, além de Toshiro, os assessor jurídico Carlos Alberto Brito Neto, o administrador do hospital Rafael Carnaz, e a assessora de comunicação Íris Leite. O grupo foi recepcionado pelo ex-prefeito Flá Prandi, assessor especial da presidência da ALESP, responsável pelo agendamento da reunião.    

MARTINHO DA VILA E ADELE – “MULHERES” / “MILLION YEARS AGO”

Antonio Eustáquio Trindade Ribeiro é o nome que consta da certidão de nascimento de Toninho Geraes, cujo sobrenome artístico – Geraes – faz referência a Minas Gerais, seu estado de origem. Nascido em Belo Horizonte, em 14 de março de 1962, e morador do Rio de Janeiro desde 1979, ele conta 59 anos de idade e 35 de carreira.

Pouco conhecido, o compositor mineiro, autor de alguns sambas e pagodes de sucesso, ganhou os holofotes e o noticiário de TVs, jornais e sites de notícias nos últimos dez dias, além de ser um dos nomes mais citados nas redes sociais durante a semana.

Tudo porque Toninho está acusando a cantora e compositora britânica Adele de plagiar o samba “Mulheres”, canção composta por ele e gravada por Martinho da Vila em 1995, no álbum “Tá Delícia, Tá Gostoso”.

Vinte anos depois da gravação de Martinho, a gordinha Adele – que ganhou um Oscar em 2013 e diversos Grammys nos últimos anos – lançou, em 2015, a canção “Million Years Ago” (Um Milhão de Anos Atrás), composta por ela e o norte-americano Greg Kurstin.

Transcorridos mais alguns anos, os atentos e musicais ouvidos do produtor Misael Hora, filho do gaitista Rildo Hora, perceberam semelhanças entre as duas músicas. Submetida a uma perícia, constatou-se que a canção de Adele tinha nada menos que 48 compassos idênticos e outros 40 muito semelhantes aos de “Mulheres”.

Para configurar um plágio, bastam 8 compassos idênticos. Segundo a perícia, dos 3 minutos e 43 segundos da música de Adele, pelo menos 3 minutos são parecidíssimos com a melodia de “Mulheres”. Para quem entende do assunto, trata-se de um plágio descarado.

Outro caso famoso de plágio envolveu Jorge Benjor e Rod Stewart. Uma música do cantor e compositor escocês – “Da Ya Think I’m Sexy” – que alcançou o primeiro lugar nas paradas em 1979, tem um trecho idêntico ao refrão de “Taj Mahal”. Processado, Stewart teve que desembolsar uma grana, mas Benjor decidiu doar o dinheiro à Unicef. (Se você tiver um tempinho, veja reportagem do Fantástico, aqui)

Compositores como John Lennon e George Harrison também já foram acusados de plágio, por “Come Together” e “My Sweet Lord”, respectivamente. Aqui no Brasil, nem sua majestade o Rei Roberto Carlos escapou. O músico Sebastião Braga processou Roberto por “O Careta”, que seria um plágio de “Loucuras de Amor”.

Sebastião, que era maestro, brigou por 15 anos na Justiça com Roberto Carlos e acabou chegando a um acordo para receber R$ 200 mil. Quatro meses depois do acordo, ele morreu de parada respiratória, aos 49 anos, sem ver a cor do dinheiro.

Voltando ao caso Toninho Geraes/Adele, o fato é que o assunto gerou muita discussão e diversos memes nas redes sociais. Gerou, também, alguns vídeos com mixagens das duas músicas. O vídeo abaixo, que junta as duas canções, é um dos mais interessantes:

 

A TRIBUNA: EM DESPACHO, DIRETOR DA POLÍCIA FEDERAL DESCARTA FECHAMENTO DA DELEGACIA DE JALES

No jornal A Tribuna deste final de semana, o principal destaque é um despacho do diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Gustavo Maiurino, que rejeita a desativação da Delegacia da PF em Jales. Segundo o jornal, o diretor-geral recusou o pedido de fechamento de duas delegacias da Polícia Federal no estado de São Paulo – a de Jales e a de Cruzeiro. Em despacho, Maiurino afirmou que “tendo em vista que os estudos técnicos não demonstraram de forma cabal a necessidade do encerramento das atividades das delegacias de Cruzeiro e Jales, entende-se pela manutenção das unidades”. O despacho foi emitido no dia 06 de setembro, duas semanas depois que o prefeito Luís Henrique esteve em Brasília.

E o prezado leitor acha que é só a gasolina, a carne e a energia elétrica que estão subindo? O jornal está noticiando que as passagens rodoviárias também estão sendo reajustadas. Segundo a matéria, desde o dia 09 de setembro, os passageiros que viajam de ônibus pelo estado de São Paulo já estão pagando 10% a mais nas passagens interurbanas. Com o reajuste, a tarifa básica cobrada por uma passagem simples de Jales a São José do Rio Preto passou a custar R$ 42,38, mas, com a taxa de embarque, o valor final sobe para R$ 44,90.

O aniversário de dois anos do incêndio ocorrido no Bosque Municipal, sem que os culpados tenham sido encontrados; as 40 moradoras de Jales que foram selecionadas para o programa Bolsa Trabalho, do governo estadual; o sucesso da “Semana do Freguês”, que atraiu milhares de turistas para o comércio de Jales; os preparativas da Prefeitura para a volta das aulas presenciais nas creches do município; e a importância do projeto “Comunidade Ativa”, que está orientando as pessoas sobre a retomada dos exercícios físicos, após passarem pela covid, são outros assuntos de A Tribuna.

Na coluna Enfoque, o novo alvo do vereador Bruno de Paula(PSDB) que agora está direcionando sua metralhadora giratória na direção do Sindicato dos Servidores Municipais. Na sessão de segunda-feira passada, 13, ele apresentou um requerimento no qual questiona, entre outras coisas, o longevo reinado do presidente do Sindicato, José Luiz Francisco, que, segundo Bruno, já dura 16 anos. E para a sessão dessa segunda-feira, 20, Bruno vai submeter ao crivo dos seus nobres colegas, outro requerimento com pelo menos 13 perguntas, querendo saber detalhes sobre o cartão Luna Card, que o Sindicato disponibiliza aos seus associados. 

PREÇO MÉDIO DA GASOLINA SOBE PELA SÉTIMA SEMANA SEGUIDA. NO ANO, ALTA JÁ É DE 35,5%

Em Jales, o preço da gasolina (R$ 5,979 a R$ 5,999) está abaixo da média nacional (R$ 6,076), mas está acima da média do estado de São Paulo (R$ 5,771).

A notícia é do portal Metrópoles:

O preço da gasolina voltou a subir pela sétima semana seguida. A Agência Nacional do Petróleo (ANP) informou, nesta sexta-feira (17/09), que o preço médio do litro no país é de R$ 6,076 na semana entre os dias 12 e 18 de setembro.

Em relação às últimas quatro semanas, quando o litro estava a R$ 5,982, o avanço foi de 1,57%. Em relação à semana passada (entre os dias 5 e 11), a alta foi de 0,2%. No ano, a gasolina já subiu 35,5% de acordo com a ANP.

Em três estados, o preço do litro da gasolina continua acima de R$ 7. É o caso do Acre (com preço máximo de R$ 7,13), Rio de Janeiro (R$ 7,199) e Rio Grande do Sul (R$ 7,185).

O diesel também subiu nesta semana, em sua quarta alta semanal. O preço médio do litro chegou a R$ 4,709 no país, maior que os R$ 4,695 da semana anterior e os R$4,608 de quatro semanas atrás. No ano, a alta é de 30,5%.

 

DATAFOLHA: APENAS 15% DOS BRASILEIROS CONFIAM NAS DECLARAÇÕES DE BOLSONARO

Com certeza, são os mesmos 15% que acreditam em Papai Noel, saci-pererê, mula sem cabeça, curupira e lobisomem. Deu no Brasil 247:

Apenas 15% dos brasileiros sempre confiam nas declarações de Jair Bolsonaro. Segundo a mais recente pesquisa Datafolha, divulgada nesta sexta-feira (17), 57% dizem nunca confiar nas declarações de Bolsonaro, enquanto 28% afirmam confiar às vezes.

O índice de desconfiança a Bolsonaro é o maior já registrado pelo instituto. Na pesquisa anterior, de julho, o índice estava em 55%.

O levantamento nacional foi realizado em 190 cidades com 3.667 eleitores, de 13 a 15 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou menos.

DEU NA FOLHA NOROESTE DE HOJE

No jornal Folha Noroeste, edição digital deste sábado, destaque para a vereadora Andrea Moreto(PODE) que está questionando o prefeito Luís Henrique Moreira(PSDB) sobre a conclusão de um estudo para incluir os educadores das EMEIs do município no Plano de Cargos, Carreiras e Salários da Educação. De acordo com a vereadora, desde o ano de 2016, os educadores de EMEIs de Jales cumprem funções que são estabelecidas para os professores de ensino infantil da Educação Básica, “no entanto, não estão enquadradas na categoria nem recebem remuneração compatível com as atribuições”. Andrea quer saber, no caso de o estudo ainda não ter sido concluído, qual é o prazo para a conclusão do mesmo.

Destaque, igualmente, para iniciativa da Secretaria Municipal de Esportes, Cultura e Juventude, que publicou os editais de chamamento público relativos à Lei Aldir Blanc, que prevê incentivos financeiros a atividades culturais. São dois editais em que artistas, trabalhadores da cultura e coletivos culturais da cidade poderão se inscrever. Podem se inscrever pessoas com atuação no setor cultural na cidade de Jales das mais variadas modalidades artísticas e culturais, tais como arte-educação, artes visuais, artesanato, audiovisual, capoeira, circo, cultura popular, dança, hip-hop, gestão cultural, grafite, literatura, música, teatro, entre outros. As inscrições vão até o dia 04 de outubro.

Na coluna FolhaGeral, o profético redator-chefe Roberto Carvalho, o Pestinha, está pressagiando que a indigitada covid-19 não deverá ter muito futuro em Jales, onde ela já provocou a morte de 265 pessoas. O colunista chegou a essa conclusão depois de analisar o boletim do coronavírus divulgado na sexta-feira, 17, pela Vigilância Epidemiológica, que registrou apenas 03 casos positivos em 24 horas. Além disso, no mesmo dia, o boletim da Santa Casa informou a inexistência de pacientes internados no hospital por causa da covid. Roberto concluiu que, “mantendo-se essa perspectiva, com a vacinação acelerada e as pessoas se cuidando, em breve Jales estará livre da covid-19”.

1 2 3 1.606