Arquivos mensais: Maio 2013

PREFEITURA DE SÃO PAULO PROÍBE SOM ALTO EM CARRO PARADO NA RUA

Mas só os carros parados? E os babacas que passam em seus carros com o som no último volume? E o que é pior: ouvindo  funk. Vamos à notícia:

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, sancionou lei que proíbe a emissão de som alto por carros parados em vias públicas e estacionamentos, especialmente no horário noturno. A infração resultará em multa no valor de R$ 1 mil, que pode ser dobrada na primeira reincidência e quadruplicada a partir da segunda. A nova lei tem de ser regulamentada em até 60 dias.

A proibição não vale para aparelhos de som usados em veículos em movimento. Também não se enquadram nas normas aqueles utilizados em veículos profissionais previamente adequados à legislação vigente e devidamente autorizados, em veículos publicitários e em manifestações sindicais e populares.

“Nós queremos organizar. Não queremos que a cidade se entristeça. Ao contrário, nós entendemos que a juventude tem todo o direito a ter seu momento de lazer, o seu momento de diversão”, disse o prefeito, em entrevista à imprensa após a abertura da 6ª Conferência Municipal das Cidades. 

NO DOMINGO TEM LEILÃO E ALMOÇO EM PROL DA SANTA CASA DE POPULINA

O amigo Aparecido Donizete Carrapicho, provedor da Santa Casa de Populina, está convidando toda a região para um leilão e almoço a ser realizado no próximo domingo, 02/06, em prol daquele hospital.

O evento será promovido no Salão Paroquial de Populina e está previsto para começar a partir das 11h. Assim como a maioria dos hospitais brasileiros, a Santa Casa de Populina sobrevive da ajuda da comunidade e do esforço de sua diretoria. 

Além de possibilitar algumas horas de lazer e de congraçamento com os amigos, o leilão/almoço do próximo domingo é mais uma oportunidade de ajudarmos o hospital.  

JUSTIÇA DE SÃO PAULO ANUNCIA CONSTRUÇÃO DE FÓRUM EM URÂNIA

O presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), Ivan Sartori, divulgou o início do processo licitatório para a construção de novos fóruns em Araçatuba, Olímpia e Urânia. Os novos fóruns é uma antiga reivindicação da população dessas cidades. 

Em Urânia, o prefeito Francisco Airton Saracuza ficou feliz com a notícia. Ele está encaminhando para aprovação da Câmara, o projeto que faz a doação de um terreno de 5.000m², situado no Parque Flamboyant, para a construção do novo fórum. O terreno já foi aprovado pelo setor de Engenharia do TJ-SP e o projeto de doação deverá ser votado nas próximas semanas.

A juíza da Vara Única de Urânia, Marina de Almeida da Gama Matioli, que está em Urânia desde 2009, também ficou contente com confirmação da notícia. Ela é uma das pessoas que estão se empenhando para que a cidade obtenha essa conquista. Segundo a juíza, a construção de fóruns em cidades onde a Justiça não conta com prédio próprio é uma meta do atual presidente do TJ-SP, Ivan Sartori.

Atualmente, o fórum de Urânia está instalado em um prédio onde funcionava uma creche do município. O prédio foi adaptado para abrigar o fórum e, no ano passado, passou por mais algumas reformas, mas, mesmo assim, o atendimento ainda está prejudicado pela falta de espaço. 

POLÍCIA PRENDE TRÊS EM SANTA ALBERTINA POR PEDOFILIA

Um amigo que está em Santa Albertina para um encontro político ligou, há cerca de duas horas, pra dizer que a Polícia Civil prendeu três pessoas daquela cidade, nesta quinta-feira, por suposto crime de pedofilia.

Uma denúncia teria levado os policiais até uma residência, em Santa Albertina, onde foi encontrado vasto material pornográfico envolvendo crianças. O flagrante ainda está sendo feito pela polícia e amanhã, certamente, teremos mais detalhes sobre o caso.

PREFEITOS DO NOROESTE PAULISTA ENTRAM NA MIRA DAS INVESTIGAÇÕES DA OPERAÇÃO FRATELLI

A manchete aí de cima é do G1-São José do Rio Preto, mas, pelo que já foi noticiado desde o início da operação, penso que os prefeitos e ex-prefeitos já estão na mira das investigações há muito tempo.

Mais abaixo, um trecho da notícia. E, quem quiser vê-la por inteiro – incluindo o vídeo veiculado na TV Tem com uma entrevista do promotor de Jales, André Luiz de Souza – é só clicar aqui.

Depois de investigar e prender empresários suspeitos de fraudes em licitações, a Operação Fratelli agora mira prefeitos e agentes públicos, em acusações que podem mudar o futuro político dessas pessoas.

Ontem, quarta-feira, o Gaeco, Grupo de Combate ao Crime Organizado, passou parte da responsabilidade das investigações a promotores de justiça de cada cidade. A expectativa é que, nas próximas semanas, dezenas de ações civis públicas sejam instauradas, pedindo a devolução de milhares de reais aos cofres públicos e a cassação de mandatos de alguns prefeitos da região.

A cópia detalhada das provas obtidas pelo Gaeco durante a operação foi entregue ao Ministério Público da região inteira. Os documentos devem dar sustentação às ações de improbidade administrativa, que começam a ser montadas.

A partir de agora, os promotores de cada cidade vão investigar as denúncias de fraude em contratos de asfaltamento. Para o Gaeco, há indícios suficientes nas escutas obtidas com a autorização da justiça para incriminar dezenas de políticos e agentes públicos.

“Conseguimos reunir provas que comprovam as situações colocadas, demonstrando a existência de conluios de empresas em fraudes em licitações e encaminhamos aos colegas para seguirem com as investigações na área de improbidade administrativa”, afirma o promotor Evandro Ornelas Leal.

CONTRA GRIPE, PAI-NOSSO DE MÃO DADA É VETADO DURANTE MISSAS

A notícia é da Folha de S.Paulo:

O receio de transmissão da gripe H1N1 levou dioceses do interior paulista a mudar rituais na liturgia católica.

Enquanto o frio persistir, o clero manterá suspenso o abraço da paz de Cristo, a oração do pai-nosso feita de mãos dadas e a entrega da hóstia na boca em algumas cidades como Aparecida, Taubaté e Franca. Em São Paulo, as medidas não foram adotadas pela igreja.

O Estado concentra 90% das mortes por H1N1 do país –55 dos 61 óbitos. O vírus é transmitido pela saliva e secreções e se propaga com mais facilidade no frio.

No Santuário Nacional de Aparecida, que recebe até 200 mil romeiros por final de semana, as orientações são dadas antes das missas e passaram a ser adotadas no dia 21.

“O santuário é um pouco mais abafado e recebe gente do Brasil todo, inclusive de locais com ocorrência mais frequente de H1N1”, disse o prefeito do santuário, João Batista de Viveiros.

A maior preocupação, porém, é a entrega da hóstia na boca. Evitar o contato da mão do padre com a saliva de várias pessoas é prioridade.

Apesar da aceitação das regras, Viveiros conta que já houve o caso de uma religiosa que expôs um vídeo na internet em protesto.

Em Taubaté, também no vale do Paraíba, até o ofertório –quando o pão e o vinho são levados em procissão ao altar–, foi suspenso. A cidade confirmou nesta semana a quarta morte por H1N1.

Na diocese da cidade, o monsenhor Irineu Batista da Silva disse que agora o ofertório fica no altar. Os folhetos que auxiliam os fiéis a acompanhar as diversas missas do dia foram suspensos.

Em Franca, que confirmou o primeiro caso de H1N1 na última terça-feira, a mudança divide fiéis. Andréa Randi Nascimento concorda com as regras. “O que sinto pelo próximo é de coração e não precisa do gesto”, afirmou.

A aposentada Maria Antonio Bahia, 67, discorda. “Quando se tem fé, nenhuma enfermidade te pega.”

FALECE EM JALES, AOS 72 ANOS, SERVIDOR APOSENTADO JOSÉ MOREIRA

Faleceu nesta madrugada, aqui em Jales, o servidor público municipal aposentado e ex-jogador de basquete José Moreira, aos 72 anos de idade. Ele lutava contra um câncer já há algum tempo.

Moreira veio para Jales nos anos 60, para integrar o time de basquete de Jales, que, na época, era um dos melhores do Estado, rivalizando com Franca, Rio Claro e outras cidades com tradição no esporte da bola ao cesto. Após encerrar a carreira, ele continuou em Jales, como servidor público municipal.

O corpo de José Moreira está sendo velado em nosso Velório Municipal e o sepultamento está previsto para as 14 horas desta quinta-feira.

CÂMARA DE BEBEDOURO APROVA CRIAÇÃO DE 11 CARGOS COMISSIONADOS

Este aprendiz de blogueiro já disse por aqui, que nós podemos até fazer críticas à atuação dos nossos vereadores. Os de agora e os do passado. Mas uma coisa é certa: a Câmara de Jales é uma das mais enxutas da região e também uma das mais transparentes no que diz respeito à votação dos vereadores, uma vez que no nosso Legislativo não existe o tal voto secreto.

Vai longe o tempo em que, na Câmara de Jales, vereadores sem escrúpulos traíam seus companheiros e vendiam seus votos nas eleições para a presidência da Casa, protegidos pelo voto secreto. De outro lado, podemos afirmar que a nossa Câmara é uma das mais econômicas do Estado.

Por exemplo: em muitas cidades por aí, cada vereador tem direito a nomear um, dois, três ou até quatro assessores parlamentares. Aqui em Jales, a Câmara possui apenas um assessor parlamentar para atender a todos os vereadores. Agora, vejam essa notícia do Diarioweb:

Vereadores da Câmara de Bebedouro aprovaram projeto para criação de 11 cargos de apadrinhados no Legislativo, o que vai gerar impacto financeiro anual de R$ 264 mil. Os parlamentares articulavam apresentação da proposta desde o começo da atual legislatura, em janeiro, mas não tinham votos suficientes até então.

Na semana passada, porém, nove – dos 11 vereadores – apoiaram a proposta. Os cargos são para assessoria dos vereadores. “Não tinha assessores. Se (os vereadores) se ausentam, o gabinete fica fechado”, afirmou o advogado da Câmara, Antônio Salvatti.

O salário previsto é de R$ 2 mil, sem os descontos. Apenas Luis Carlos de Freitas (PT) e Nasser José Delgado Abdallah (PV) não apoiaram o projeto. Nasser, que se absteve na votação, disse que pediu para ter acesso ao projeto, o que foi negado pelo presidente Angelo Daólio (PSDB).

Ainda segundo Nasser, a proposta não passou pela Comissão de Finanças da Casa. “Agora, o departamento jurídico vai ter que responder por isso”, afirmou. Com a aprovação, o Legislativo de Bebedouro passa a contar com 14 cargos em comissão.

E podem escrever: os dois vereadores que não apoiaram o projeto também vão nomear seus assessores. É só uma questão de tempo.    

TJ-SP CONFIRMA CONDENAÇÃO DE MORADORES DE JALES POR FURTO DE CALCINHAS

Eles devem ser fãs do Wando! Segundo o site Ethos on Line, o Tribunal de Justiça de São Paulo manteve a condenação de três homens, moradores de Jales, por um furto de calcinhas ocorrido em 2011.

As penas impostas a eles estão previstas no artigo 155, § 4º, incs. I e IV, do Código Penal, e incluem a condenação de quatro meses em regime semiaberto, além de multa correspondente a 30 dias.

Além de 40 calcinhas, o furto incluiu 22 calças jeans, 10 bolsas femininas, 36 camisetas e seis blusas femininas, tudo de propriedade de uma loja da região de Jales.

Esse não foi, porém, o único caso dos últimos anos, na região. No ano passado, um ex-morador de Fernandópolis foi condenado a oito meses em regime semiaberto, também por furto de algumas calcinhas, em Ribeirão Preto.

A misteriosa série de furtos de calcinhas em residências durou cerca de três anos e só terminou quando uma testemunha flagrou o acusado invadindo uma residência e furtando as peças que estavam penduradas no varal.

À época, a polícia localizou mais de 120 peças – entre elas calcinhas e sutiãs – guardadas em caixas e armários na residência do acusado. Ele chegou a declarar que, de vez em quando (só de vez em quando!), vestia as peças íntimas.

Querem mais? Em Votuporanga, um homem de 55 anos já foi condenado à pena de cinco meses em regime semiaberto, substituída por prestação de serviços à comunidade, pelo furto de sete calcinhas estampadas de cores diversas, todas pertencentes a uma mesma mulher e avaliadas em R$ 50,00.

Pitaco do blogueiro: não sei, sinceramente, que diferença faz sabermos  se as calcinhas são coloridas ou não, mas é o que diz a notícia do Ethos on Line.

EM CINCO DIAS, POLÍCIA DE JALES PRENDE TRÊS TRAFICANTES. DOIS DELES SÃO MÃE E FILHO

Policiais civis da Central de Polícia Judiciária de Jales realizaram, na manhã desta quarta-feira, uma busca domiciliar – devidamente autorizada por mandado expedido pela Justiça – na residência de A.A.R.T., morador do bairro São Judas Tadeu.

Com A.A.R.T. – que tem 23 anos de idade e não possui antecedentes criminais – foram encontrados 1,450kg de “crack”, uma minibalança de precisão e R$ 92 em dinheiro. Trata-se da maior apreensão desse tipo de droga, em Jales, nos últimos anos.

E família que trafica unida, vai presa unida. Na tarde de sexta-feira, a polícia fez uma visita surpresa ao Jardim São Gabriel, onde, após revista em uma residência do bairro, prendeu, em flagrante, a senhora J.R., de 45 anos, e o jovem M.F.S.J., que são, respectivamente, mãe e filho. Eles são acusados de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Com os dois, foram encontradas 01 porção de maconha e 17 porções de “crack”, todas embaladas e prontas para a comercialização, além de uma pedra maior de “crack”, pesando cerca de 27 gramas.

1 2 3 13