Arquivos mensais: Janeiro 2017

BLOG SUSPENDE ATIVIDADES

Amigos leitores, ontem eu tirei um feriado pessoal para reflexão e concluí que devo suspender as atividades deste modesto blog por um tempo. Talvez até definitivamente. Problemas com a minha saúde – física e, dizem, mental – requerem que eu dedique mais tempo a mim mesmo.

Além dos atropelos com a saúde – nada graves, creio –  venho passando, também, por contratempos pessoais – estes bem mais graves – que estão me tirando o equilíbrio emocional e a concentração necessários para escrever. Sei que vocês não tem nada com meus problemas, mas creio que tenho a obrigação de dar esta explicação aos amigos que me acompanharam até hoje.

Foram seis anos completados agora em janeiro, 10.158 posts e mais de 100.000 visitantes únicos. Não sei se fiz por merecer a atenção e a amizade anônima de tanta gente, mas posso garantir que foi gratificante estar com vocês. Abraços e até quem sabe.

TEMER É RECEBIDO COM PROTESTOS NO RS E POLÍCIA REAGE COM GÁS LACRIMOGÊNIO

policia-utilizou-spray-de-pimenta-e-gas-lacrimogeneo

A notícia é do Jornal do Brasil:

O presidente Michel Temer (PMDB) foi recebido com protesto na sua primeira visita ao Rio Grande do Sul desde que assumiu a Presidência, na manhã desta segunda-feira (9).

Cerca de 150 pessoas protestavam contra Temer e o governador José Ivo Sartori (PMDB), do lado de fora do Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, na região metropolitana de Porto Alegre. Os manifestantes tentaram entrar no parque por volta das 9h30 e foram impedidos pela Brigada Militar (a PM gaúcha), que lançaram gás lacrimogêneo.

A rodovia BR-116 chegou a ser bloqueada pelos manifestantes em duas ocasiões e liberada em seguida. O evento gaúcho foi fechado para o público . O palco onde Temer discursou foi montado a cerca de um quilômetro de distância do portão de entrada do local. Antes de desembarcar em Esteio, Temer sobrevoou áreas atingidas pelas chuvas no interior do Estado.

Temer participou de uma cerimônia de anúncio de renovação da frota de ambulâncias do SAMU, com 340 veículos para o país, 61 delas para o estado do Rio Grande do Sul. Em discurso, Temer se confundiu e citou a moeda nacional como “cruzeiro”, e não “real”.

“Em pouquíssimo tempo [de governo], ele anunciou a economia de 800 milhões de cruzeiros, que significam novas UPAS, novas UBSs e também novas ambulâncias”, disse, referindo-se ao ministro da Saúde, Ricardo Barros.

NOIVO SORTUDO: CONSUMIDOR DE JALES GANHA CARRO DE PROMOÇÃO DA ACIJ NO DIA DO CASAMENTO

acij-foto-2

A notícia é da assessoria de imprensa da ACIJ:

José Marino Lopes, residente na Rua Augusto Lopes, 1655, no Jardim Municipal, em Jales que depositou seu cupom no Sakashita Supermercado, estava casando em Marinópolis quando foi informado que ganhou o carro zero quilômetro da promoção Feliz Natal e Próspero Ano Novo, da Associação Comercial e Industrial. O sorteio foi realizado no dia 7, sábado, às 10 horas, na Praça João Mariano de Freitas. A promoção do comércio jalesense aconteceu de 1º de novembro de 2016 a 7 de janeiro de 2017. O vendedor do cupom sorteado ganhou um vale compras de R$ 150,00.

A grande participação das empresas na promoção de fim de ano da ACIJ foi destacada pelo seu presidente, Carlos Roberto Altimari, lembrando que esse envolvimento, junto com o apoio do consumidor de toda a região, prestigiando o comércio de Jales é fundamental para o sucesso de eventos como este. Com o fortalecimento do comércio, quem ganha é a população, com mais variedade de produtos e o município, com mais recursos, através do ICMS, como afirmou Carlinhos.

O presidente da ACIJ lembrou que o sucesso da promoção de Natal, mantém o otimismo do comércio local e foi muito importante para se pensar no próximo grande evento, para comemorar o Dia das Mães. Ele informou que a associação já está trabalhando para definir como deverá ser a premiação que será anunciada nos próximos dias. 

Carlinhos fez um balanço bastante positivo do ano, destacando a parceria com o poder público municipal que está contribuindo para fazer da sede da ACIJ um centro de atendimento ao empresário. Ele lembrou que na associação já funciona o Posto de Atendimento ao Empreendedor, do Sebrae, o Escritório Regional da Junta Comercial do Estado de São Paulo e a agência do Banco do Povo Paulista, sendo que logo também deverá contar com o Via Rápida, para agilizar vários serviços para as empresas. Tudo isso, segundo Carlinhos é importante para fortalecer o empreendedorismo e oferecer condições para a expansão do comércio com abertura de novos negócios.

O sorteio contou com a presença do vereador Fábio Kazuto Matsumura (PSB), que se colocou à disposição da ACIJ para apoiar as iniciativas de interesse das empresas. Ele destacou a importância de eventos como este para fortalecer ainda mais o comércio jalesense que já é forte mas precisa de mais incentivo, a fim de promover o desenvolvimento da cidade. Também acompanhou o sorteio, Adler Fonseca da Costa, da diretoria da ACIJ.

ENQUANTO ISSO, NA PORTA DA CÂMARA…

dsc02843-ed

E um outro amigo me enviou e-mail para dizer o seguinte: “Cardosinho, tem um andarilho dormindo no hall de entrada da câmara municipal aqui de Jales. Vi agora depois do almoço”.

Na verdade, já faz algum tempo que o morador de rua adotou a entrada do Plenário “Trancredo Neves” como moradia. A foto acima foi registrada na segunda-feira passada, 02, e como se pode ver, o rapaz está bem instalado. Tudo indica que ele esteja esperando uma vaga no coreto da “Praça do Jacaré”, que está com a lotação completa.  

ABANDONADO, CAMPO DA FEPASA É USADO PARA CONSUMO DE DROGAS E PROSTITUIÇÃO, DIZ LEITOR

fepasa-20170108_154706

fepasa_20170108_155213

Um amigo enviou fotos do campo de futebol “Devanir Alves de Lima”, também conhecido como campo da Fepasa, mostrando a lamentável situação do local.

fepasa-20170108_154542Um dos mais tradicionais campos de futebol da cidade e celeiro de craques como Caselato, Odassinho, Paulo Fogueira e os professores Zé Antônio de Carvalho e Wilter Guerzoni, o campo da Fepasa parece totalmente abandonado, embora devesse estar reformado.

A placa da foto ao lado diz que a reforma iniciada, supostamente, em julho de 2014, deveria estar concluída em janeiro de 2015. Nós já estamos em janeiro de 2015 e, como as fotos mostram, talvez já seja o caso de fazer uma reforma da reforma.

Abaixo, a reclamação do amigo que enviou as fotos:

Boa tarde Cardosinho, estou enviando algumas fotos do Campo da Fepasa, que se encontra totalmente abandonado, sem qualquer manutenção, aberto, e que está sendo usado para uso de drogas e prostituição. Lamentável. Sem contar que a obra deveria ter sido concluída há exatos 02 anos, como mostra a placa. 

JORNAL DIZ QUE FLÁ SUSPENDEU COMPRAS E ESTÁ LEVANDO CAFÉ DE CASA PARA TOMAR NA PREFEITURA

dsc02847-fla

Reportagem do Diário da Região, de ontem, trata da situação de penúria de algumas prefeituras da nossa região. No trecho dedicado a Jales, o jornal diz que o cafezinho que se toma no gabinete do prefeito é patrocinado pelo próprio Flá. Abaixo, a notícia:

capa-diarioUma semana depois da festa da posse de prefeitos na região de Rio Preto, a ressaca bate forte. O choque de realidade após empolgados discursos mostra cenário caótico: prefeituras no vermelho, dívidas milionárias, fornecedores sem receber, funcionários com salário em atraso e frota sucateada. Diante da crise, eles têm adotado medidas drásticas para cortas gastos, o que inclui redução de cargos em comissão, os famosos apadrinhados. Em casos mais extremos, até o tradicional cafezinho foi suprimido.

É o que acontece, por exemplo, em Jales. Candidato único, com apoio maciço de partidos da cidade, Flávio Prandi Franco (DEM), o Flá, foi quem teve de pagar, na sexta, 6, o salário de servidores referente a dezembro. Agora, tenta renegociar contrato com credores. “Não acredito que vá dá para pagar tudo que está empenhado (com pagamento previsto). Com Orçamento de R$ 131 milhões, o prefeito resolveu suspender todas as compras. “Também vamos nomear o mínimo de cargos em comissão. E não é para comprar mais nada”, diz ele, que leva de casa o café para tomar na prefeitura. “É um ato simbólico, mas mostra como está difícil.”

Em Fernandópolis, o prefeito André Pessuto (DEM) constatou que a crise era maior do que imaginava. “Esperava encontrar uma situação melhor. Estamos à beira do caos. Herdei uma dívida de R$ 45 milhões, a maior parte do montante relativo a instituto de previdência municipal. É muito dinheiro. Cerca de 60% da frota da prefeitura está condenada. Tem um trator em que está nascendo um pé de mamona. Realmente não era o que esperava”, diz.

Fernandópolis, cujo Orçamento anual é de R$ 199 milhões, é outro município onde o cafezinho já foi cortado. Pessuto culpa a situação econômica do País e as gestões anteriores. “Infelizmente não temos hábito de formar gestores. Isso é no Brasil como um todo”, afirma. A Prefeitura de Fernandópolis pretende economizar cerca de R$ 500 mil no ano com redução de comissionados. “Reduzimos de 120 para no máximo 50”, disse Pessutto.

Em Olímpia, o prefeito Fernando Cunha (PR) tem como meta economizar R$ 10 milhões com cortes de secretarias e cargos. Diz ainda que vai renegociar contratos. Só com coleta de lixo, a dívida é de cerca de R$ 1,8 milhão. “Vamos analisar, mas pretendo romper o contrato”, afirmou. Em Tabapuã, a prefeita Maria Felicidade Peres Campos Arroyo (PMDB), também teve surpresas desagradáveis. Segundo ela, a Prefeitura acumula dívidas de R$ 3,6 milhões. 

“Até a conta de energia elétrica estava em atraso”, afirma. Servidores também estão com salários atrasados. A situação do município, cujo Orçamento anual é de R$ 36 milhões, é gravíssima. “Tem carro oficial que nem anda”, reclama. Segundo ela, os 55 cargos em comissão devem ser preenchidos apenas em parte. A prefeitura estima que cerca de 300 servidores não receberam o salário de dezembro. Em Catanduva, o prefeito Afonso Macchione (PSB) também diz ter pego a prefeitura com parte da frota sucateada. 

Assim como os colegas de outras cidades, ele resolveu “juntar” secretarias. “Nomeamos o mínimo possível. Temos três secretários nomeados e outros oito vão ocupar os cargos são funcionários de carreira. Tínhamos mais de 44 assessores técnicos e não estamos nomeando ninguém”, diz. De acordo com o prefeito, a folha de pagamento de dezembro também ficou para ser paga neste mês. “E estamos fazendo levantamento detalhado da situação da frota de veículos.”

Em José Bonifácio, o prefeito Celso Olimar Calgaro (PSD), o Gaúcho, resolveu cortar pagamentos de horas extras. A redução de comissionados é outra norma implementada. “Temos 46 cargos em comissão mas vamos nomear uns 15.” Outro prefeito da região que disse ter recebido a administração com caixa praticamente “zerado” é Flávio Alves (PSD), de Potirendaba. “O governo anterior citou que deixou R$ 3 milhões em caixa, mas é de dinheiro ‘amarrado’”, afirmou. O prefeito disse ter contratado dois mecânicos para analisar a situação da frota.

JORNAL DE JALES: NILTINHO DEFENDE LEVANTAMENTO SOBRE IMÓVEIS URBANOS PARA AUMENTAR ARRECADAÇÃO

capa-jj-08-01-17Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, cuja principal manchete destaca que o novo prefeito, Flávio Prandi(DEM), assumiu o cargo preocupado com as finanças do município. Durante a posse, tanto o prefeito quanto o vice ressaltaram a importância de trabalhar com austeridade e transparência para que Jales possa iniciar um novo ciclo de desenvolvimento.  Segundo o jornal, o prefeito disse, já em seu gabinete, “que é preciso ter juízo para fazer o que realmente precisa ser feito”.

O JJ destacou, também, entrevista do novo secretário de Planejamento, Niltinho Suetugo, na qual ele defende um novo levantamento da área urbana com o objetivo de atualizar a cobrança de impostos. “Uma das questões para aumentar a arrecadação envolveria um projeto de georreferenciamento, atualizando edificações que estão cadastradas como tendo 30 ou 40 metros quadrados, mas que na verdade têm 300 metros quadrados ou mais”, avaliou Niltinho.

A série de assaltos à mão armada, que já está assustando os jalesenses; a semana de prevenção de acidentes de trabalho da Fuga Couros; as prioridades da prefeita de Vitória Brasil, Ana Lúcia Olhier Módulo, que foi reeleita e está começando um novo mandato; o início do 46º Campeonato Aberto de Futsal de Jales; e a participação de 22 alunos da Academia New Corpus na 92ª corrida de São Silvestre, em São Paulo, são outros assuntos do JJ.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior diz que funcionários de carreira da Prefeitura, acostumados ao dia-a-dia do Paço Municipal, ficaram impressionados como pique do novo prefeito durante a sua primeira semana de trabalho. O jornalista destaca que Flá Prandi surpreendeu até o vigilante da Prefeitura ao aparecer para trabalhar às 07 horas da manhã de segunda-feira, dia 02 de janeiro. No primeiro dia útil do ano, o expediente começou só às 12:00 horas, mas o prefeito resolveu amanhecer no serviço, ressaltou Deonel.

VANESSA DA MATA – “ACREDITAR”

vanessa-da-mataDepois de dois domingos de folga, estarei de volta hoje ao Brasil & Cia, na Regional FM, onde tento mostrar o que há de melhor na MPB. E uma das melhores coisas da MPB, atualmente, é a mato-grossense Vanessa da Mata. Nascida em Alto Garças, a 400 quilômetros de Cuiabá, Vanessa, aos 14 anos, se mudou sozinha para Uberlândia(MG).

A ideia era se preparar para fazer medicina, mas a música falou mais alto. Aos 21 anos, ela conheceu o paraibano Chico César, com quem compôs “A Força Que Nunca Seca”, música gravada por Maria Bethânia. Aos 26 anos, Vanessa gravou seu primeiro CD, fazendo sucesso com “Nossa Canção”, música do Luiz Ayrão que o Roberto Carlos consagrou.

No vídeo abaixo, a esfuziante Vanessa da Mata canta “Acreditar“, de Dona Ivone Lara, gravada originalmente em 1976, pelo sambista Roberto Ribeiro. Vale a pena ver e ouvir a interpretação de Vanessa para o Sambabook com composições da quase centenária Dona Ivone (13 de abril de 1921):

You need to a flashplayer enabled browser to view this YouTube video

OPERADOR DE SERRA CONFESSA QUE RECEBEU DINHEIRO DA ODEBRECHT NA SUÍÇA

Deu no Brasil 247:

jose-serra-5O banqueiro Ronaldo Cezar Coelho, operador do PSDB, confessou ter usado sua conta na Suíça para receber R$ 23 milhões da Odebrecht para a campanha presidencial de José Serra, em 2010, segundo reportagem do jornalista Flavio Ferreira.

“O empresário e ex-deputado federal Ronaldo Cezar Coelho (PSDB) admite que recebeu recursos da empreiteira Odebrecht no exterior relacionados à campanha de 2010 do então candidato a presidente José Serra (PSDB). Os repasses seriam ressarcimento a Coelho por ele ter adiantado o pagamento de despesas da campanha tucana. Segundo o criminalista Antonio Cláudio Mariz de Oliveira, advogado de Coelho, tais valores foram incluídos na adesão do empresário ao recente programa de regularização de ativos no exterior”, informa o jornalista.

“Mariz afirma que essa adesão envolveu os valores recebidos da Odebrecht e dinheiro resultante de investimentos do empresário. Segundo o criminalista, Coelho pagou um montante correspondente a 30% do valor que estava no exterior, a título de impostos e multa. O ex-deputado federal, porém, preferiu não repatriar o dinheiro, o que é uma possibilidade prevista na lei, afirma Mariz”, diz ainda a reportagem.

A repatriação de recursos provenientes de doações eleitorais é considerada ilegal por advogados. “Falando em tese, em princípio, a questão da doação eleitoral não é expressamente prevista”, disse o advogado especialista em direito tributário Ronaldo Redenschi, sócio do escritório Vinhas e Redenschi Advogados. “Ela anistia a lavagem de dinheiro quando ela é decorrente dos outros crimes anistiados”, afirmou Redenschi.

Atual chanceler do governo Michel Temer, Serra, disse que sua campanha foi financiada dentro da lei e ainda não pediu demissão.

De acordo com a lei, partidos que recebem recursos eleitorais no exterior, podem ter seu registro cassado pela Justiça Eleitoral.

A TRIBUNA: COMANDO DA POLÍCIA MILITAR NÃO SE PRONUNCIA SOBRE ROUBOS

capa-tribuna-08-01-17No jornal A Tribuna deste final de semana, a principal manchete destaca a posse o prefeito Flávio Prandi(DEM), que, em seu discurso, prometeu austeridade, ética e trabalho, além de transparência. O jornal ressaltou que o deputado federal Rodrigo Garcia(DEM), padrinho político de Flá, e a deputada estadual Analice Fernandes(PSDB), madrinha da chamada “união por Jales”, não enviaram representantes para a posse do prefeito. Rodrigo e Analice foram os mais votados em Jales, em 2014.

Matéria do repórter Alexandre Ribeiro, o Carioca, relata que a ACIJ está pedindo providências contra a onda de assaltos que assola Jales nos últimos dias. Em 18 dias, ladrões cometeram 13 roubos, sendo 09 a estabelecimentos e 04 a transeuntes. Nessa contabilidade não estão os dois assaltos de ontem, sexta-feira, a um mercado e um bar. A matéria do Carioca ressalta o silêncio do comando da Polícia Militar de Jales que, apesar de insistentes pedidos de entrevista, não atendeu a reportagem, nem se pronunciou sobre os roubos.

A polêmica sobre a decoração natalina, que foi retirada antes do prazo para evitar furtos; o primeiro bebê a nascer na Santa Casa de Jales em 2017; a promessa cumprida pelo ex-prefeito Pedro Callado, que, no último dia de seu mandato, pagou as dívidas com entidades locais; a eleição de Vagner Selis, o Pintinho, para a presidência da Câmara; e a eleição do prefeito de Jales, Flá Prandi, para a presidência do Consirj, são outros assuntos de A Tribuna.

Na coluna Enfoque, a informação de que a Facip deste ano poderá ser a última, já que a Unimed, dona do recinto de exposições “Juvenal Giraldelli”, não estaria disposta a prorrogar a cessão do imóvel, que termina em fevereiro de 2018. Na página de opinião, Marco Polleto diz que 2016 ficará conhecido como o ano em que o Brasil se autoimplodiu, enquanto o santista Victor Pereira fala da Copa São Paulo. No caderno social, destaque para a coluna do Douglas Zílio, que traz os melhores flashes dos réveillons da região. 

1 2 3 4