Arquivos mensais: maio 2019

INSCRIÇÕES PARA ELEIÇÃO DO CONSELHO TUTELAR COMEÇARAM HÁ DUAS SEMANAS

O prazo para os interessados em concorrer a uma vaga de conselheiro tutelar em Jales providenciar suas inscrições começou há duas semanas, no dia 06 de maio,  e vai até o próximo dia 05 de julho.

Segundo informações, muitas gente já procurou a sede da Secretaria de Assistência Social (foto), na Avenida Arapuã, onde estão sendo recebidas as inscrições, em busca de informações sobre as eleições, mas, até o final de semana passado, não havia nenhum inscrito.

A expectativa, no entanto, é de que as cinco vagas do Conselho Tutelar deverão ser disputadas por mais de 30 candidatos. Nas eleições de 2015, foram 31 os candidatos inscritos. O advogado João Luiz Socorro de Lima, assessor jurídico do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), lançou uma alerta para que os interessados não deixem para se inscrever no último dia, pois alguns dos documentos exigidos não podem ser obtidos da noite pro dia.

Para se inscrever, o candidato não poderá ter idade inferior a 21 anos e terá que residir em Jales há mais de cinco anos, além de possuir, no mínimo, o segundo grau completo. Eis os documentos exigidos para inscrever-se:

  • certidão negativa de distribuição criminal do Poder Judiciário Estadual e Federal;
  • certidão expedida pela Vara de Execuções Criminais da Justiça Estadual;
  • certidão de quitação eleitoral;
  • certidão de nascimento ou casamento;
  • documentos pessoais, como RG, CPF e Título de Eleitor e certidão de nascimento ou casamento.

A eleição marcada para o dia 06 de outubro deste ano será a décima, desde que o Conselho Tutelar de Jales – o primeiro do estado e o segundo do país – foi criado, na década de 90. A primeira eleição foi realizada em 1992, quando 4.119 eleitores jalesenses compareceram às urnas.

De lá para cá, o número de candidatos vem aumentando ano a ano, mas, em contrapartida, o número de eleitores vem diminuindo. Na eleição de 2010, tivemos a participação de 2.894 eleitores, número que caiu para 2.723 eleitores em 2013. Em 2015, mais uma queda, com apenas 2.511 eleitores comparecendo às urnas. 

MORADORA DO JACB QUER SER INDENIZADA POR INUNDAÇÕES

Ainda na seara das inundações, uma moradora do JACB também está recorrendo à Justiça com uma ação de obrigação de fazer com pedido de indenização contra a Prefeitura de Jales e o Departamento de Estradas e Rodagem do Estado de São Paulo (DER).

A moradora, que reside em uma rua próxima à marginal que acompanha a Rodovia “Jarbas de Moraes” reclama que, toda vez que há a ocorrência de uma chuva mais intensa, as galerias da marginal transbordam ocasionando alagamentos que invadem sua casa, causando a deterioração de móveis e utensílios, atém de danos à estrutura do imóvel.

O problema, segundo ela, não é novo e já dura mais de 20 anos. A moradora conta que, em certa ocasião, após perder boa parte de seus móveis, teve que se mudar com a filha de apenas 01 ano para o prédio do Centro Comunitário do JACB, onde permaneceu em situação crítica, por quase três meses.

Neste ano de 2019, a casa foi novamente invadida, o que a está levando a procurar a Justiça com um pedido para que a Prefeitura e o DER sejam obrigados a realizar obras para evitar novas enchentes e enxurradas. Ela está pedindo, também, uma indenização no valor de R$ 8,2 mil, alegando que “cansei de esperar por providências práticas do poder público, capitaneado nos últimos 20 anos por políticos que nada fizeram para resolver nossos problemas com alagamentos”. 

PREFEITURA TERÁ QUE PAGAR REFORMA DA CASA DE MORADORA DO JARDIM ALVORADA

O juiz da 5ª Vara de Jales, Adílson Vagner Ballotti, julgou parcialmente procedente a ação de indenização por danos morais e materiais movida por uma moradora do Jardim Alvorada. Em sua sentença, o magistrado determinou que a Prefeitura de Jales e a empresa RV Coelho Engenharia Ltda – responsável pelo loteamento Nova Jales II – paguem à moradora o valor necessário para a reforma de sua residência.

O valor da reforma da casa ainda deverá ser apurado. Além de pagar a reforma do imóvel, a Prefeitura e a empresa terão que indenizar a moradora em R$ 10 mil, relativos aos danos morais causados a ela e à família. O valor dos danos morais deverá ser reajustado monetariamente, a partir de abril de 2017, quando ocorreram os fatos que ensejaram a ação.

A moradora recorreu à Justiça no ano passado, alegando que, logo após o início das obras de construção do conjunto habitacional Nova Jales II – que fica ao lado do Jardim Alvorada – começaram as enxurradas com grande volume de água das chuvas, acompanhada de barro, que invadem sua residência, destruindo móveis e causando estragos ao imóvel.

Não bastasse isso, a moradora alegou que as máquinas de construção civil utilizadas pela empresa abalaram a estrutura de sua casa e causaram rachaduras nas paredes do imóvel. Uma testemunha confirmou que mora no bairro há seis anos e que o local não tinha problemas de inundação antes do início da construção do Nova Jales II. Para a Justiça, ficou comprovada a responsabilidade da Prefeitura e da construtora.

FRASES

“Bozo é um idiota patológico, um demente com sérias restrições mentais que fazem dele motivo de riso e pavor. Um Calígula com pitadas de Nero cercado de três Incitatus a regurgitar, dia e noite, absurdos nas redes sociais”.

(Do jornalista Leandro Fortes, no artigo “Bolsonarismo apela ao gado”, publicado nesta segunda-feira)

“Eu peço que vocês assistam e respondam: um presidente da República, na plenitude de suas faculdades mentais, publicaria um vídeo desse?”.

(Da deputada estadual Janaína Paschoal, aliada de Bolsonaro, sobre vídeo compartilhado pelo presidente, onde um pastor francês diz que o Bozo é um enviado de Deus).

GOVERNO ESCONDE FOTO EM QUE ALUNOS DE COLÉGIO DA ELITE PEDEM ‘LULA LIVRE’ DURANTE ENCONTRO COM BOLSONARO

A “foto oficial” do encontro de Jair Bolsonaro com alunos do Colégio Bandeirantes na noite de sábado (18) acabou engavetada pelo governo e pela direção da escola de elite de São Paulo. A razão é a presença na foto de dois estudantes, Ivan, de 15 anos, e G., de 16 anos, que corajosamente, fizeram o sinal de Lula Livre ao lado de Bolsonaro. 

Segundo reportagem do site Jornalistas Livres, pelo menos quatro alunas não quiseram sair na foto e se retiraram. O encontro com alunos do colégio – que cobra mensalidades de até R$ 4 mil – foi armado pela assessoria de Bolsonaro, com o objetivo de mostrar que o mito ainda tem “apoio” entre estudantes. E Bolsonaro aproveitou o encontro para xingar novamente os estudantes que foram às ruas no dia 15, chamando-os de “idiotas”.

JORNAL DE JALES: LUIZ HENRIQUE MOREIRA EMITE SINAIS DE QUE DISPUTARÁ PREFEITURA EM 2020

Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, cuja principal manchete destaca a iniciativa de alguns empresários do Distrito Industrial I, que, cansados de esperar por providências para resolver a deficiência no fornecimento de energia elétrica, resolveram recorrer à polícia. O jornal apurou que, há alguns dias, foram lavrados três boletins de ocorrência na Central de Polícia Judiciária. Um desses boletins foi registrado pelo empresário Waldemar Cândido da Silva, sócio-proprietário da Biscoitos Keleck, que está prometendo ir à Justiça em busca de reparação para os prejuízos causados por constantes quedas na energia elétrica. A Fuga Couros, outra que foi à polícia, contabiliza um prejuízo de R$ 40 mil.

Destaque, igualmente, para o movimento contra o abuso sexual de crianças e adolescentes que teve, na manhã da sexta-feira, 17, uma passeata no centro de Jales, promovida pela Prefeitura Municipal. Participaram da passeata em comemoração ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de menores, as escolas municipais e entidades que cuidam de crianças e adolescentes – como é o caso da APAE e da SACRA – além das secretarias municipais de Assistência Social, Educação e Saúde. O tema da campanha foi “Esquecer é permitir, lembrar é combater”.

A homenagem da Câmara ao comerciante e músico Elder Mansueli; as duas apreensões de drogas ocorridas em Jales, que chamaram a atenção da Polícia Militar e retiraram do mercado boa quantidade de maconha, crack e cocaína; a campanha Maio Amarelo, que chama a atenção para as mortes e outras consequências dos acidentes de trânsito; a formação de uma comissão que irá tentar revitalizar o abandonado Clube do Ipê; a campanha do agasalho de 2019, que terá 70 pontos de coleta; e a utilização da energia solar, que está ganhando espaço em empresas e residências, são outros assuntos do JJ.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior informa que o empresário e ex-candidato a deputado estadual, Luiz Henrique Moreira, não confirma nem desmente uma possível candidatura a prefeito, em 2020. Segundo o colunista, apesar de não confirmar nem desmentir, LH emite sinais cada vez mais claros de que pretende botar seu bloco na rua, nas eleições do ano que vem. Deonel comenta, também, a tática do confronto utilizada pelo vereador Tiago Abra, outro que pretende disputar a cadeira de prefeito. Há alguns dias, Abra classificou a administração municipal como “corja”, palavra que, entre outras coisas, significa “coletivo de ladrões”.

GILBERTO GIL – “PESSOA NEFASTA”

Um dia desses, uma ouvinte do “Brasil & Cia” – o programa musical que apresento aos domingos, na Regional FM – mandou um recado pedindo para tocar “Pessoa Nefasta”, do Gilberto Gil, e dedicá-la ao Bozo.

Achei bem a propósito, mas, em verdade, quando Gil compôs “Pessoa Nefasta”, em 1984, o Bozo ainda nem tinha iniciado sua carreira de deputado medíocre, de modo que a música não foi inspirada na figura com aura de besta que ocupa o Planalto. Não se pode descartar, porém, uma premonição, pois a canção, incrivelmente contemporânea, tem a cara do Bozo.

Quando “Pessoa Nefasta” foi lançada, no LP “Raça Humana”, espalhou-se o boato de que ela teria sido inspirada em Paulo Maluf – que, convenhamos, era bem melhor que o Bozo – mas Gil desmentiu. Educado que é, Gil garantiu que não pensara em ninguém especificamente, mas admitiu que a música poderia se referir à categoria dos “políticos nocivos”.  

Mas não é somente aos “políticos nocivos” que se deve a canção. Deve-se também a dois bandidos que tinham assaltado Gil. Eis a explicação do compositor:

“Eu havia sido assaltado e, sem dúvida alguma, o fato influiu na minha criação: ‘Pessoa Nefasta’ foi pra eles. Eram dois e, armados, nos imobilizaram, ficaram nos encarando, ameaçaram estuprar minha mulher e poderiam ter me matado, porque eu discuti com eles. É pro tipo de espírito deles que eu falo na letra, de sonoridades agressivas, toda no imperativo, como se dita por uma mãe de santo, um padre, um sacerdote, um guia espiritual, um exorcista: como um ‘vade retro, Satanás’. ‘Pessoa Nefasta’ é uma canção de exorcismo.”

Eu bem que tentei postar um vídeo com o Gil cantando “Pessoa Nefasta” ao vivo, mas não está disponível. Estou postando, então, a versão original:

DEPUTADAS JOICE HASSELMANN E CARLA ZAMBELLI LAVAM ROUPA SUJA EM REDE SOCIAL

Antes da lavação de roupa suja, as duas trocavam juras de amor, como se pode ver abaixo. Deu no portal MSN:

Duas das deputadas mais votadas do PSL, Joice Hasselmann e Carla Zambelli trocaram ofensas na noite de sexta-feira (17), no Twitter.

Zambelli acusou a líder do governo no Congresso de não defender que o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) seja mantido no Ministério da Justiça, pasta comandada por Sergio Moro. Na série de postagens, marcou o presidente Jair Bolsonaro, Moro e o líder do governo na Câmara, o Major Vitor Hugo.

A deputada Zambelli também se justificou por não ter mantido a conversa no privado (“já tentei”). A reposta de Hasselmann pôs mais combustível à querela: questionou a inteligência da colega, enquanto afirmava conhecer “matemática básica” para saber que “sem a maioria não se aprova nada” (em letras maiúsculas).

A reação dos seguidores de ambas, entre piadas e galhofas, não foi das mais positivas. Uma seguidora de Zambelli chegou a pedir que a deputada não praticasse “fogo amigo”, outro acusa ambas de darem munição para a militância de esquerda ao exporem suas rusgas em redes sociais. O episódio é mais um capítulo da bagunça que marca a articulação política do governo.

Obs.: a notícia do MSN não diz, mas a Joice expôs um podre de Carla que já provocou pelo menos uma vítima. Joice contou que Carla havia nomeado em seu gabinete um irmão do Secretário de Assuntos Fundiários do Ministério da Agricultura, que, em retribuição, nomeou um irmão de Carla no Incra. Ou seja, o chamado nepotismo cruzado.

Hoje, muito irritada, Carla comunicou ao mundo que seu irmão – Bruno Zambelli Salgado – pediu demissão. Carla, para quem não sabe, era líder do movimento “Nas Ruas”, que pregava moralidade na política. E teve gente que acreditou!

1 2 3 8