BOLSONARO MUDOU COMANDO DA POLÍCIA FEDERAL NO RIO PARA BRECAR INVESTIGAÇÕES SOBRE MILÍCIAS

Deu no Brasil 247, com informações do Valor Econômico:

Aparece o verdadeiro motivo da crise entre Jair Bolsonaro e o comando da PF no Rio, que teria levado à exoneração do delegado Ricardo Saad: um inquérito sobre as milícias e a lavagem de dinheiro. Há dois meses o inquérito chegou ao conhecimento de Bolsonaro, que teria ficado furioso. A crise ainda poder levar à queda do diretor -geral do órgão, Maurício Valeixo. A informação é do jornalista André Guilherme Vieira, no Valor Econômico.

“A PF chegou aos milicianos ao descobrir que um grupo estaria achacando doleiros investigados por lavagem de dinheiro. Apesar de mantida sob discrição, a notícia sobre a investigação teria sido transmitida ao Palácio do Planalto por policiais federais próximos de Bolsonaro”, informou o jornalista.

A notícia acendeu o sinal vermelho no clã. As relações entre os Bolsonaro e o ex-capitão do Bope Adriano Magalhães da Nóbrega, chefe do “Escritório do Crime”, no Rio, são antigas e conhecidas. Sua ex-mulher e mãe trabalharam no gabinete da Assembleia Legislativa do hoje senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ).  A mãe do miliciano participava do esquema de “rachadinha” de funcionários coordenado pelo ex-assessor Fabrício Queiroz.

Informado sobre o perfil técnico de Ricardo Saadi – que é especialista no combate a crimes financeiros e organizações criminosas -, Bolsonaro passou a dizer publicamente que o superintendente precisava ser trocado por “problemas de produtividade”. Saadi terminou exonerado no dia 30 de agosto.

A saída de Ricardo Saadi da PF do Rio marcou o início da crise do ministro Sergio Moro. A iniciativa para deixar a base fluminense da corporação foi do próprio Saadi. Mas acabou antecipada em ao menos quatro meses por decisão de Bolsonaro, alarmado com o rumo das investigações.

3 comentários

  • Cuidado : Vaccari está solto. Ele voltou!!!!!!

    As denúncias de 6 mil bancários foram lesados pela gestão do petista Vaccari Netto na presidência da Bancoop que: apostaram todas as suas economias na compra de apartamentos e seu dinheiro foi roubado por ele para beneficiar o partido e sua direção.
    Lula, a amante dele, Rosemary Noronha, e a cunhada do ex-tesoureiro do PT ganharam apartamentos num prédio na praia de Astúrias no Guarujá e o dinheiro sumiu.
    Graças ao indulto de corruptos pelo colega Temer, confirmado pela benemerência com bandidos do STF e há pouco por decisão de garantia de impunidade de Gilmar Mendes, da pena que Moro lhe impôs, de 45 anos e meio, cumpriu menos de 4 anos e meio, 41 a menos,
    Ele está comemorando com o partido dizendo que só cumpriu a lei e a vontade petista. Uma revista teve a coragem de dar capa desta semana a Lula com a frase “Estou aqui e os canalhas estão livres”
    Cinismo é pouco.

  • De novo, fofocas!

    Com objetivo principal de soltar Lula, os petistas quiseram criar uma crise entre STF, procuradores da Lava Jato e Moro com a divulgação das gravações hackeadas. Não conseguiram! Terminou em nada.
    Agora retornaram o assunto da PF, Moro e Bolsonaro. Requentaram a noticia. Já que até agora não há provas das suposições negativas do Bolso. A suposta crise entre o comando da PF com o presidente já foi. A suposta relação do Bolso com os milicianos não foi comprovada pelos petistas. Fofocas puras fofocas!
    A relação dos funcionários — do seu filho que não é do governo — não comprova nada para se criar uma crise neste governo. Já temos crise econômica, com o governo falido. Falar dos amigos do filho do presidente é uma piada.
    A saida de Ricardo Saadi não interfere na crise que passamos. Não o conheço e nem quero conhecer

  • se eu cozinho vc lava

    ACHA???

Deixe uma resposta para se eu cozinho vc lava Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *