Arquivos mensais: Março 2011

JULGAMENTO DE MACETÃO ADIADO PARA TERÇA-FEIRA

Informações obtidas agora há pouco garantem que o julgamento do vereador Luiz Henrique Viotto, o Macetão, que estava na pauta de hoje do Tribunal Regional Eleitoral-SP, teria sido transferido para a próxima terça-feira, 05/04, quando será o segundo processo a ser apreciado pelos desembargadores encarregados do caso. O motivo da transferência: a extensa pauta de julgamentos desta quinta-feira tomou muito tempo dos juízes do TRE-SP e, por conta disso, houve a necessidade do adiamento.

O vereador Macetão está sendo processado pelo seu ex-partido, o PMDB, por infidelidade partidária. A ação proposta pelos peemedebistas solicita o cargo do vereador para o partido, uma vez que ele desfiliou-se do PMDB. O suplente imediato de Macetão é o atual chefe de gabinete da Secretaria de Promoção Social, Jediel Zacarias, mas tudo indica que, no caso de o ex-filiado perder realmente o cargo, quem deverá assumir a vaga será o radialista Wilson Flumenal, o segundo suplente.

Mas isso, por enquanto, são hipóteses. Alguns “entendidos” garantem que Macetão, mesmo perdendo no julgamento da próxima terça-feira, ainda poderá permanecer no cargo por muito tempo.

CONVITE DO PREFEITO DESRESPEITA TAC

Esse pessoal da Prefeitura não se emenda mesmo! O prefeito Humberto Parini está distribuindo um convite onde anuncia um calendário de eventos para comemorar os 70 anos de fundação desta cidade de céu sempre azulado e amores sem pecado. É um calendário realmente extenso, que inclui uma série de inaugurações, lançamentos de selos e de pedras fundamentais, missas solenes, shows de acrobacias, corridas de pedestres, plantio de árvores e outras coisas igualmente importantes.

Sobre a entrega da “revitalização do centro”, nenhuma palavra, mas, em compensação, a entrega da nova Praça “João Mariano de Freitas”, devidamente repaginada, está prevista no tal calendário de eventos para o dia 30 de abril. Curiosamente, no convite oficial aquela praça ainda é chamada de “Praça do Jacaré“, apesar de a administração Parini ter perdido o jacaré para Araçatuba.

Outra curiosidade: não obstante ter assinado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) no Ministério Público, onde a Prefeitura e a BX Eventos se comprometiam em não utilizar o nome oficial da Feira, o papelucho distribuído pelo nosso premiado prefeito está nos convidando para participar da 42a. FACIP. Pelo que ficou combinado, a festa de peão deste ano seria chamada simplesmente de Facip 2011.

POLÍCIA PRENDE EX-PREFEITO PETISTA E JUSTIÇA MANDA SOLTAR

O ex-prefeito de Jandira, Paulo Henrique Barjud, o Paulinho Bururu(PT) ficou menos de um dia na cadeia. Ontem, numa operação do Ministério Público e da Polícia Civil – que investiga corrupção e irregularidades no fornecimento de merenda escolar na cidade – o ex-prefeito foi preso pelo porte de duas armas de fogo, sem registro. Na casa do político, foram encontrados ainda $ 7.300 dólares muito bem guardados.

Além da visita à residência de Paulinho Bururu, a polícia também cumpriu mandados de busca e apreensão nas casas de três assessores do ex-prefeito, inclusive do ex-secretário de Educação de Jandira, Paulo Fernandes Cubaquini. Todos eles são suspeitos de receber vantagens financeiras da empresa responsável pelo fornecimento da merenda escolar na cidade.

Hoje, no entanto, a Justiça mandou soltar Bururu, que foi prefeito de Jandira, pelo PT, de 2001 a 2008, e também foi o principal adversário do ex-prefeito assassinado no ano passado, Braz Paschoalim. O advogado de Bururu, Paulo Roberto Oliveira, disse que as armas não estão regularizadas, mas não houve flagrante.  

Antes, porém, da decisão de hoje, a Justiça já havia tomado uma salutar providência, por conta das investigações de fraude na merenda escolar: por decisão judicial, foram sequestrados dois apartamentos de alto padrão pertencentes a Paulinho Bururu.

A notícia não diz onde ficam os apartamentos, mas, um conhecido me garantiu que não é em Ribeirão Preto.

ONDE FORAM PARAR AS PEDRAS DO CENTRO?

De vez em quando, alguém pergunta o que foi feito das pedras petit-pavé (pronuncia-se peti pavê e significa, basicamente, pequento pavimento)  retiradas do centro da cidade e substituídas por aquele famoso tijolinho vermelho. No ano passado, o ex-secretário Antonio Marcos Miranda chegou a registrar, na polícia, um Boletim de Ocorrências, por conta da suspeita de que as pedras estariam sendo comercializadas pela empresa responsável pela obra, a Construtora Miranda & Alves Ltda. Diante da iniciativa do ex-secretário, que, apesar do sobrenome, não tem nada a ver com a empresa, parece que as pedras foram encaminhadas ao almoxarifado municipal e o BO foi devidamente arquivado. Não se pode afirmar, com certeza, que as pedras estejam todas no almoxarifado, mas, pelo menos uma parte delas pode ser vista nas fotos abaixo. Reparem bem como elas estão bem “armazenadas”:

VOTUPORANGA: COBRA VIAJA 400 KM EM MOTOR DE CARRO

Mecânicos levaram um enorme susto no início da noite de ontem em uma oficina de Votuporanga. Uma jiboia de 2,3 metros estava enlaçada ao motor de um veículo. O animal viajou cerca de 400 quilômetros entre o município sul- matogrossense de Águas Claras até Votuporanga.

A surpreendente jornada do animal foi descoberta pelo dono do carro, o gerente administrativo Carlos Coelho, de 43 anos. Ele disse à reportagem que seguia viagem quando parou para abastecer em um posto em Valentim Gentil, e ao conferir o óleo do motor, se assustou ao constatar que a cobra estava enrolada, próximo ao filtro de ar. Mesmo assim, o gerente administrativo seguiu até Votuporanga, para a Tornearia do Zé Cerezo, próximo à avenida Brasil, onde mecânicos utilizaram um laço para retirar o animal, que foi guardado em um barril de plástico, até a chegada dos bombeiros.

Coelho afirmou que fez o caminho entre Valentim Gentil e a oficina com muito medo. “Não conseguia acelerar a mais de 60 quilômetros por hora. Minhas pernas tremiam”, afirmou. Um dos mecânicos que retiraram a jiboia, Benedito Aparecido Adão, de 36 anos, disse que se surpreendeu com a situação no mínimo incomum. “Quando abri o capô, não acreditei que existia uma cobra lá. E muito menos que viajou tantos quilômetros dessa forma”, comentou.

A notícia e a foto foram extraídas do site Votuporangatudo.

VEREADORES DE FERNANDÓPOLIS “VOLTAM DE BRASÍLIA COM R$ 300 MIL”

Acabo de ler no site de notícias Região Noroeste que a presidenta da Câmara de Fernandópolis, Creusa Nossa(PDT), e os vereadores Dorival Pântano e Rogério Chamel, estiveram em Brasília na terça-feira, 29, onde fizeram um tour por vários gabinetes de deputados, entre os quais José Mentor(PT), Dimas Ramalho(PPS), Marcelo Aguiar(PSC), Pastor Marco Feliciano(PSC) e Guilherme Mussi(PV).

Segundo a notícia, os vereadores “saíram do gabinete do deputado João Dado(PDT) com R$300 mil, resultado de pedidos de recursos financeiros para praça (R$100 mil) e asfalto e galeria (R$200 mil), respectivamente solicitados por Chamel e Creusa.”

Esse é o tipo de notícia, provavelmente distribuído pelos assessores dos vereadores, que apenas confunde quem a lê ou ouve. Como é possível que eles tenham “saído do gabinete do deputado com R$ 300 mil”? Ora, bolas! Existe uma distância muito grande entre a promessa feita por um deputado sobre incluir verbas no orçamento da União e a efetiva liberação do recurso. Na ânsia de mostrar serviço e justificar suas viagens, os políticos acabam jogando contra si mesmos. 

Um dia desses, fui ao Jardim do Bosque tirar fotos de uns buracos e alguns moradores, em alto e bom som, me interpelaram sobre uma suposta verba que teria vindo para recapeamento das ruas onde eles moram. Na cabeça deles, o dinheiro foi desviado. Provavelmente, algum vereador ou até mesmo o prefeito tenha divulgado algo sobre a suposta verba e ela, pelo menos até agora, não se concretizou. E aí, cria-se no imaginário da população a idéia de que alguém está roubando.

E já que falamos no pastor-deputado Marco Feliciano, que tal darmos uma olhadinha na opinião dele – ou a que está correndo na internet – sobre os africanos e, possivelmente, sobre os afro-descendentes, divulgada via twitter:

POLÍCIA DE SÃO PAULO RECEBE O SEGUNDO MENOR SALÁRIO DO BRASIL

Um amigo mandou o vídeo abaixo, onde o jornalista João Leite Neto comenta a situação da Polícia Civil de São Paulo e dá sua opinião sobre a chamada Banda Podre da polícia. O vídeo tem mais de 14 minutos, mas vale a pena ser visto, principalmente, pelo final, quando o comentarista compara os salários pagos aos policiais de Brasília e São Paulo. E o João Leite, ao que parece, é tucano: 

You need to a flashplayer enabled browser to view this YouTube video

MINISTÉRIO PÚBLICO INVESTIGA DENÚNCIAS DE PERSEGUIÇÃO POLÍTICA EM DIRCE REIS

E agora uma notícia que vai deixar o assessor de imprensa da Câmara Municipal de Jales, professor Roberto Timpurim, muito triste.

O Diário Oficial de hoje publicou o pedido de abertura de um procedimento preparatório de inquérito civil onde o prefeito de Dirce Reis, Euclides Scriboni Benini, aparece como investigado. O procedimento está sendo iniciado pelo Ministério Público de Jales, com base em denúncias da senhora Maria Eunice da Silva, que está acusando o prefeito Cridão de perseguição política contra funcionários municipais de Dirce Reis.

Os funcionários, supostamente perseguidos, teriam sido testemunhas em um outro procedimento – aquele do concurso público com indícios de fraude – que culminou em uma ação civil pública contra o Cridão, por improbidade administrativa. Mas as denúncias da dona Maria Eunice não terminam por aí: ela também aponta irregularidades referentes ao provimento de cargos na Prefeitura de Dirce Reis.

As diligências do Ministério Público visam apurar as denúncias e, caso elas sejam confirmadas, o prefeito Euclides Scriboni Benini poderá ser alvo de outra ação civil pública por improbidade administrativa. Aguardemos.

OPERAÇÃO DA PF PRENDE PRIMEIRAS-DAMAS POR DESVIOS NA MERENDA ESCOLAR

Pois é, pelo menos três primeiras-damas foram presas hoje, em Alagoas, por conta da Operação Mascoth, da Polícia Federal. A notícia está no Estadão on Line:

A merenda dos alunos da rede pública de ensino de Maceió e de mais 12 cidades do interior do Estado estava sendo desviada para compras de produtos supérfluos, consumidos geralmente por pessoas de melhor poder aquisitivo. Pelo menos cinco pessoas – acusadas de participação no esquema – já estão presas na sede da Polícia Federal em Maceió. Outras onze estão sendo procuradas. A farra com o dinheiro público teria custado mais dos R$ 8 milhões.

As prisões, buscas e apreensões estão sendo executadas pela força tarefa, composta pela PF, Controladoria Geral da União e Procuradoria da República em Alagoas. A ‘Operação Mascotch foi deflagrada na manhã desta quarta-feira, 30.

O nome ‘Mascotch’ – segundo a PF – é uma referência às compras pessoais e aos produtos sofisticados comprados com o dinheiro da merenda escolar. Entre os produtos relacionados pela PF estavam: uísque 12 anos, ração para cachorro e caixas de vinho.

Os nomes dos acusados com mandados de prisões expedidos estão sendo preservados, mas a PF deverá divulgá-los em breve. São ex-secretários municipais, atuais secretários municipais, várias mulheres de prefeitos, uma ex-prefeita e uma vice-prefeita.

MUNDO NÃO VAI MAIS ACABAR EM 2012

Finalmente, uma boa notícia! Um arquéologo mexicano garante que não existe nenhuma palavra sobre o Apocalipse em uma pedra maia, encontrada há algum tempo. A civilização maia teve origem, segundo alguns estudos, em 1.500 a.C. e é conhecida por sua arquitetura e por suas observações astronômicas extremamente precisas. As previsões dos Maias sobre o fim do mundo inspiraram até um filme-catástrofe, “2012”, do diretor Roland Emmerich, do qual nem o Cristo Redentor escapou. Vamos à notícia do G1:

A pedra do calendário maia, que foi interpretada erroneamente como um anúncio do fim do mundo marcado para dezembro de 2012, foi apresentada na terça-feira (29) em Tabasco, sudeste do México.

A peça é formada de pedra calcária e esculpida com martelo e cinzel, e está incompleta. “No pouco que podemos apreciá-la, em nenhum de seus lados diz que em 2012 o mundo vai acabar”, enfatizou José Luis Romero, subdiretor do Instituto Nacional de Antropologia e História.

Na pedra está escrita a data de 23 de dezembro de 2012, o que provocou rumores de que os maias teriam previsto o fim do mundo para este dia. Até uma produção hollywoodiana, “2012”, foi lançada apresentando esse cenário apocalíptico.

“No pouco que se pode ler, os maias se referem à chegada de um senhor dos céus, coincidindo com o encerramento de um ciclo numérico”, afirmou Romero. A data gravada em pedra se refere ao Bactum XIII, que significa o início de uma nova era, insistiu o pesquisador.

1 2 3 20