Arquivos mensais: Abril 2015

PREFEITURA DE DOLCINÓPOLIS ABRE CONCURSO PARA DIVERSOS CARGOS. PROCURADOR JURÍDICO TERÁ SALÁRIO DE R$ 6,3 MIL

58948775

A Prefeitura Municipal de Dolcinópolis abriu um concurso público – cujas inscrições poderão ser feitas até o dia 13 de abril – para preenchimento de diversos cargos. No total, são 58 vagas para cargos de nível fundamental incompleto, médio/técnico e superior completo.

Os salários variam de R$ 728,36 (coletor de lixo, servente, vigia, etc) a R$ 3.925,51 (contador). Acima disso, só a remuneração do cargo de procurador jurídico, que está oferecendo uma vaga com salário de R$ 6.308,87, por uma jornada de 20 horas semanais.

Aparentemente, é um bom salário. Em Jales, somando o salário-base e uma gratificação de função, os procuradores jurídicos do município ganham R$ 2,6 mil, pelas mesmas 20 horas semanais.

O concurso de Dolcinópolis está a cargo da empresa Moura Melo Concursos. As taxas de inscrição são de R$ 20 (fundamental), R$ 32,00 (médio) e R$ 62,00 (superior). O edital completo pode ser visto aqui.

PF APREENDE HELICÓPTERO E CARROS DE LUXO DE PREFEITO TUCANO NO RIO DE JANEIRO

ferrari-prefeito-itaguai

As informações dão conta de que os desvios alcançavam cerca de R$ 30 milhões por mês. Detalhe: pesquisei no Google e não achei um único parágrafo sobre o prefeito tucano na revista Veja. Nem no blog do ídolo dos coxinhas, o tio Rei. A notícia é do DCM:

O prefeito de Itaguaí, Luciano Carvalho Mota (PSDB), foi afastado pela Justiça para que sejam apuradas irregularidades em licitações e desvios de verbas públicas, além dos crimes de responsabilidade, fraude à licitação, associação criminosa, lavagem de dinheiro e crime ambiental, entre outros delitos. A determinação é do desembargador federal Paulo César Morais Espírito Santo, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF).

Na mesma medida, o magistrado ordenou também que fossem apreendidos um helicóptero e três carros que pertenceriam ao prefeito, supostamente adquiridos com dinheiro desviado dos cofres públicos: um Porsche Panamera modelo 2012, um Mercedes Benz AMG, modelo 2011, e um BMW X-6, modelo 2014.

Os acusados, segundo informa a medida cautelar, são investigados por esquema de fraudes em concorrências para a contratação de prestadores de serviços. Inclui ainda na acusação o pagamento de R$ 400 mil em propina, que garantiria a contratação de empresa escolhida pela quadrilha.

Ainda no texto da decisão, o esquema comandado por Luciano poderia significar uma fraude que envolveria a prestação de serviços de coleta seletiva de lixo hospitalar, e a varrição de vias e logradouros públicos, gerando despesa mensal de R$ 2,4 milhões para os cofres de Itaguaí.

Vejam, agora, o que O Globo escreveu sobre o prefeito de Itaguaí, em dezembro do ano passado:

Desde que foi eleito prefeito em 2012, aos 30 anos, um feito para quem não tinha currículo político (nem na família), Luciano Mota (PSDB) passou a chamar atenção por seu estilo de vida em Itaguaí — município de 117 mil habitantes e uma arrecadação anual de R$ 1 bilhão.

Solteiro, ele era visto cercado por mulheres, em noitadas intermináveis em boates. Nos deslocamentos, usava uma Ferrari amarela, quando não um helicóptero. Nunca poupou dinheiro. Seu lema sempre foi esbanjar. Evangélico, costumava atribuir sua ascensão, no último ano, à fé.

tv-prefeito de itaguaíMota nasceu em Volta Redonda e, aos 14 anos, foi morar em Itaguaí com a família. O pai, então um mecânico especializado em motores pesados da CSN, virou empresário e dono de um areal na cidade.

Como prefeito, Mota recebe cerca de R$ 25 mil mensais. Pouco para quem pagou à vista R$ 99 mil por uma TV e comprou dez ternos por R$ 4,5 mil, cada. Recentemente, segundo a PF, teria adquirido uma casa em um condomínio de luxo no litoral de Mangaratiba.

ATRIZ PORNÔ DE 80 ANOS DIZ QUE ADORA ORGIAS

102_246-blog-cougar4

O mundo está mesmo do avesso. Vejam a notícia de O Globo:

Shirley Andrews aparenta ser uma aposentada de 80 anos de idade que vive em uma vila em Oroville, na Califórnia (EUA), fazendo tricô e crochê. Porém, não é bem assim: ela já dormiu com mais de 1.000 homens e ainda faz sexo com homens bem mais jovens. 

Shirley gosta tanto de sexo que começou a fazer filmes pornôs há 7 anos com muitos homens novos e tatuou o mamilo com a frase: “Gang Bang Queen”. Ela conta que tem fãs no mundo todo e recebe várias fotos sensuais e mensagens pedindo para conhecê-la.

“Eu fiz vários vídeos em casa. E eu comecei a postar os vídeos na internet e a receber muitos elogios. Eu me senti como uma princesa”, relatou. Seu maior papel foi em um filme com uma orgia envolvendo quinze homens muito mais jovens.

102_248-blog-cougar5Shirley tem inúmeros fãs, como Kyle Jones, de 31 anos, que participa de filmes amadores com ela. Kyle é conhecido por seu fetiche por idosas e tem um relacionamento aberto com Marjorie McCool, uma dançarina erótica de 92 anos. 

De todas as parceiras sexuais de Kyle, Shirley é sua favorita. Eles se conheceram na internet e moram a mais de 3.200 km de distância, por isso não conseguem se ver com frequência.

SALÁRIOS DE AGENTES DE SAÚDE: MATOGROSSO PEDE QUE PREFEITURA SEJA INVESTIGADA POR MPF

DSC03649 (2)Lauro Figueiredo, o irrequieto Matogrosso, voltou ao Ministério Público Federal na semana passada. A incursão ao MPF teve como objetivo pedir uma investigação dos procuradores da República a respeito dos salários pagos pela Prefeitura de Jales aos agentes comunitários de saúde (ACS) e aos agentes de controle de endemias(ACE).

Não é por acaso que, em Jales, em plena guerra contra a dengue, o número de agentes de combate ao feroz Aedes aegypti é reduzidíssimo. Apenas 09 estão na batalha contra o mosquito, quando deveriam ser, no mínimo, uns 24 (ou 01 agente para cada grupo de 1.000 imóveis). Um dos motivos para a evasão de agentes, seguramente, são os baixos salários.

Segundo Matogrosso, o salário-base que a Prefeitura de Jales paga aos seus agentes é menor do que um salário mínimo, quando a lei estabelece que o piso salarial deles deveria ser de R$ 1.014,00. Em Jales, para chegar ao salário mínimo, os agentes recebem também um abono. Juntando salário, abono e mais o adicional de insalubridade, chega-se a módicos R$ 945,60.

Com os descontos, o contracheque dos agentes – que enfrentam uma das rotinas mais estafantes do serviço público – nunca passa de R$ 800. Para o impoluto Matogrosso, essa situação, além de injusta, é ilegal, uma vez que o governo federal repassa à Prefeitura, mensalmente e com base no piso estabelecido em lei, os valores necessários ao pagamento dos agentes. 

E não é apenas o ex-lateral do Dom Bosco que está preocupado com isso. A Câmara também já questionou a Prefeitura sobre os salários dos agentes. A resposta, produzida ainda no governo Nice, dizia que o município está impedido de regularizar os salários, uma vez que os gastos com pessoal já estão acima do limite prudencial estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal.   

GOVERNADOR TUCANO COMPROU 3.500 TABLETS HÁ UM ANO, MAS NÃO ENTREGOU

A notícia está pendurada no blog do Hélcio Zolini:

Um total de 3,5 mil tablets comprados pelo governo mineiro no apagar das luzes da gestão Antonio Anastasia (PSDB), que deveriam ter sido distribuídos a professores da rede de ensino superior, estão abandonados num galpão particular próximo à Cidade Administrativa, em Vespasiano.

As compras foram feitas há praticamente um ano, no dia 4 de abril (data da desincompatibilização de Anastasia e da entrada de seu sucessor Alberto Pinto Coelho), e custaram ao caixa do estado R$ 2,3 milhões. Só com aluguel do galpão, onde as 350 caixas contendo os tablets estão armazenadas, o governo estadual já gastou R$ 4.680,00.

Além do desleixo com o dinheiro do contribuinte e da falta de comprometimento com o ensino público, chama a atenção também o fato das compras terem sido feitas por intermédio da Fundação Renato Azeredo.

A instituição leva o nome do pai do ex-senador Eduardo Azeredo (PSDB) e foi fundada quando ele, Eduardo, era governador do Estado. Desde então, se transformou numa espécie de faz-tudo nos governo tucanos, contratando pessoal, recebendo recursos, realizando compras etc, o que chamou a atenção do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), que abriu várias investigações, com suspeitas de superfaturamento e outras irregularidades.

Os aparelhos abandonados são da marca Samsung, modelo Galaxy 3 e deveriam ter sido entregues à Unimontes, Universidade Estado de Minas Gerais (UEMG), Hidroex e algumas fundações.

Oficialmente ninguém da gestão passada explicou o motivo para o abandono dos tablets, que já estão com suas garantias praticamente expiradas. Não foi explicado também a razão de eles estarem numa área particular muito menos o motivo que levou a administração da época fazer a compra com a intermediação da Fundação Eduardo Azeredo.

O caso veio à tona durante a auditoria encomendada pelo atual governador, Fernando Pimentel (PT), destinada a verificar a real situação do Estado que recebeu das mãos de seus antecessores do PSDB, Aécio Neves e Anastasia, e de Alberto Pinto Coelho (PP).

A assessoria de Pimentel informou que os tablets serão distribuídos rapidamente para os professores da rede estadual de ensino.

Segundo o Blog apurou, este é apenas um dos vários esqueletos descobertos em decorrência do trabalho realizado pelos auditores. Os resultados serviram de base para o “Diagnóstico do Estado” que será apresentado ao público na próxima segunda-feira (6) pelo próprio governador.

MULHER DE GOVERNADOR ERA SÓCIA DA ESPOSA DE ‘SUPOSTO’ PRIMO ACUSADO DE CORRUPÇÃO

A manchete é meio confusa, mas os prezados leitores irão entender ao ler a notícia que nos chega lá do Paraná, onde um “suposto” primo e caixa de campanha do governador Beto Richa foi preso sob a acusação de corrupção, logo depois de participar das manifestações contra – ou supostamente contra – a corrupção. O governador alegava que as relações com o aparentado eram meramente sociais.

Antes, porém, eu ressalto que o Diário Oficial desta quinta-feira está registrando o ajuizamento de uma Ação Civil Pública – por improbidade administrativa – contra uma pessoa muito próxima a um dos manifestantes que foi às ruas de Jales durante o protesto anti-corrupção realizado por aqui.

Lembro, igualmente, que, em Goiás, o suposto corrupto Demóstenes Torres está acusando seus ex-companheiros de DEM – os senadores Ronaldo Caiado e Agripino Maia, dois paladinos da ética – de utilizarem dinheiro do famoso  Carlinhos Cachoeira em suas campanhas. Caiado e Agripino também participaram das legítimas manifestações contra a corrupção.

De volta ao Paraná, registro que o senador Roberto Requião(PMDB) tuitou várias vezes, ontem, sugerindo que o governador Beto Richa(PSDB) teria contas secretas em Dubai e na Suíça. Vamos, agora, à notícia do Jornal de Londrina

tn_Casal_RichaAs esposas do governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), e de Luiz Abi Antoun foram sócias em um empreendimento em Londrina. Fernanda Richa e Eloiza Fernandes Pinheiro Abi Antoun foram duas das fundadoras da União Metropolitana de Ensino Paranaense Ltda., criada em 1999. Nos documentos obtidos pela reportagem no 1° Ofício de Londrina, elas aparecem como sócias de mais duas pessoas: Walter Montagna e Mauro Baratter.

Luiz Abi, preso no mês passado como parte da Operação Voldemort, do Gaeco, é parente distante do governador Beto Richa. Desde a prisão dele, que ocorreu devido à suspeita de manipulação para fraudar a contratação de uma oficina mecânica em Cambé para consertar carros oficiais, o governador vem tentando distanciar seu nome do de Abi. Segundo Richa, os dois mantêm apenas “relações sociais”.

Na época da fundação da Metropolitana, Fernanda Richa aparece como dona de 30% do empreendimento, que tinha capital inicial de R$ 300 mil. Ela tinha R$ 90 mil, assim como dois outros sócios. Eloiza Abi Antoun, que aparece ainda com o nome de solteira, de Eloiza Fernandes Pinheiro, tinha R$ 30 mil na sociedade.

Em 2002, pouco antes de a faculdade ser vendida para um grupo empresarial de Brasília, a participação de Fernanda Richa já havia subido para R$ 834 mil. Eloiza Abi Antoun aparecia como sócia minoritária, dona de R$ 139 mil do capital da empresa. Na época, a Metropolitana tinha capital social de R$ 2,6 milhões e já era dividida entre seis sócios.

Na última transação localizada pela reportagem, em 2007, a Metropolitana, que hoje se chama Pitágoras, foi vendida para o grupo Kroton por R$ 18 milhões. Na época, cinco anos após a saída das sócias originais, a instituição contava com pouco mais de 3 mil alunos.

A primeira-dama Fernanda Richa, que também é secretária de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social, afirmou à reportagem por meio de nota que a sociedade foi desfeita em 2002. “A sociedade foi constituída por quatro sócios em 1999 e em 2002 foi desfeita, quando a empresa foi vendida”, diz a nota.

A assessoria do governador Beto Richa informou que o fato de as duas esposas terem tido uma sociedade não muda em nada a afirmação de que a relação entre Richa e Luiz Abi Antoun era meramente social. A reportagem não conseguiu contato com Eloiza Abi Antoun.

PINATO COMEMORA APROVAÇÃO DA REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL NA CCJ

Foto 3 - Fausto comemora votação da PEC na CCJC

A notícia é da assessoria de imprensa do deputado Fausto Pinato:

O deputado federal Fausto Pinato (PRB-SP) comemorou o resultado da votação da redução da Maioridade Penal na CCJC (Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania) realizada nesta terça-feira, dia 31 de março.  O parlamentar foi contra o parecer do relator do PT que defendia a inconstitucionalidade da matéria e, como representante do bloco formado por 36 deputados do PRB, PTN, PMN, PRP, PSDC, PRTB, PTC, PSL, PT do B, Pinato, em comum acordo Marcos Pereira, Celso Russomanno e demais líderes políticos, optou pela aprovação da redução da Maioridade Penal em um resultado que garantiu vitória com 42 votos favoráveis e 17 contra.

Fausto Pinato, destacou que essa é uma bandeira defendida pela maioria dos deputados da bancada do PRB. “Precisamos dar uma resposta à sociedade. Esta matéria está parada há 22 anos na Câmara dos Deputados. Com a formação da comissão especial, que vai examinar a matéria, teremos a chance de ouvir especialistas e aprofundar a discussão. Em São Paulo, por exemplo, 93% da população é favorável à redução da maioridade penal”, informou.

“Entendemos que a Constituição é um livro vivo e a descrença das instituições atuando pouco a pouco, corrói a rocha inclusive das cláusulas pétreas. Logo não será um texto que vai garantir nosso estado, mas sim a aceitação popular. Os constitucionalistas estudam e contribuem muito para o mundo jurídico, mas não representam a vontade do povo. O PRB e o bloco votam contrário ao parecer do relator e favorável a redução da Maioridade Penal”, declarou Pinato na CCJC.

Fausto Pinato foi elogiado pelos líderes de seu partido pelo embate que está decorrendo na Câmara dos Deputados desde o começo da legislatura, onde depois de 22 anos tramitando na casa, o assunto enfim foi aprovado. O jovem parlamentar lidera seu partido e um bloco na CCJC.

O texto segue para uma comissão especial que terá o prazo de 40 sessões do Plenário para dar seu parecer. Depois, a PEC deverá ser votada pelo Plenário da Câmara em dois turnos. Para ser aprovada, precisa de pelo menos 308 votos (3/5 dos deputados) em cada uma das votações.

Depois de aprovada na Câmara, a PEC seguirá para o Senado, onde será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e depois pelo Plenário, onde precisa ser votada novamente em dois turnos.

Se o Senado aprovar o texto como o recebeu da Câmara, a emenda é promulgada pelas Mesas da Câmara e do Senado. Se o texto for alterado, volta para a Câmara, para ser votado novamente.

NICE TENTA APOIO POLÍTICO PARA VOLTAR AO CARGO

nilva e nice-1-O mundo está ficando cada vez mais pequeno. Ontem, algumas pessoas de Jales estiveram em São Paulo para contatos políticos de primeiro e segundo graus. E sabem o que aconteceu?

Elas encontraram por lá a nossa prefeita cassada, Nice Mistilides. Segundo as informações, a ex-prefeita, acompanhada por seu advogado, foi flagrada em pela Assembleia Legislativa do Estado, onde teria feito uma incursão ao gabinete do presidente, deputado Fernando Capez(PSDB).

É improvável que Nice tenha ido até lá apenas para ver os olhos do presidente da Assembleia. O tucano Fernando Capez é procurador de justiça licenciado, com grande prestígio nos meios jurídicos. Tudo indica, então, que a ex-prefeita ainda não desistiu de voltar ao cargo e esteja buscando apoio para virar o jogo nos tribunais.

Fica difícil de acreditar, porém, que o deputado – sendo procurador de justiça e tucano – vá colocar seu prestígio a serviço de algo que não interessa ao tucanato. Principalmente, se Capez resolver consultar a sua 2ª vice-presidente, Analice Fernandes.

1 12 13 14