O QUE AS MERENDEIRAS DISSERAM AO PROMOTOR

Ontem, recebi a visita amável de um oficial de justiça. Ele veio me trazer a notificação sobre o caso da merenda, onde estou sendo acusado de direcionamento da licitação. A peça tem mais de 80 páginas, de sorte que nem vou tentar resumi-la por aqui. Vou apenas reproduzir para os preclaros visitantes do blog, alguns trechos dos depoimentos das três merendeiras que foram ouvidas pelo Ministério Público. Vale a pena perder um tempinho com a leitura:

MARIA HELENA GOMES LUCHETA:  “Que existiam 02 supervisoras e 01 coordenadora vinculadas à empresa e que eram responsáveis por fiscalizar os locais. Estas funcionárias se omitiam diante das questões. Havia também uma nutricionista da Prefeitura que, muitas vezes, fez relatórios sobre as irregularidades. Tais relatórios feitos pela sra. Ellis, chegaram ao conhecimento da sra.Élida”.

“Como a contagem das refeições servidas era feita por prato sujo, eram as merendeiras orientadas a colocar alguns pratos limpos dentro daqueles usados, para que o número de refeições fosse maior do que aquele realmente servido. Isso era feito escondido das merendeiras da Prefeitura Municipal, pois elas não aceitavam a situação”.

“A Elis (nutricionista da Prefeitura) sabia desta fraude e nunca foi conivente, tanto que comunicava a secretária municipal de Educação. A Elis confeccionou relatórios sobre as irregularidades…”

“… a comunicação para a realização da fraude era feita pelas nutricionistas da empresa em cada local e a conversa era ‘ao pé do ouvido’, de forma individual. Caso não cumprissemos a determinação, as nutricionistas da empresa relatavam e recebíamos advertências que poderiam culminar em demissão”.

ZORAIDE APARECIDA DOS SANTOS: “…se numa escola, no período da manhã, eram consumidas 140 refeições, era determinado às merendeiras que contassem 150 a 200 alunos a mais”.

MÁRCIA DOS SANTOS MARQUES:  “Éramos orientadas a aumentar os pratos de refeição. Melhor esclarecendo, havia uma meta, por exemplo, na escola onde eu trabalhava havia a necessidade de sempre marcar aproximadamente 350 pratos de refeições e nunca deveria ser baixado esse número”.

“Os mesmos fatos ocorriam no período da tarde… …no período da noite éramos   orientadas a fixar um total de cerca de 160 a 180 pratos de refeição, quando, na realidade, eram consumidos cerca de 60 a 90 pratos”

“Havia orientação para que esses fatos nunca fossem realizados perto do pessoal da Prefeitura Municipal…  …quero esclarecer que nas creches havia um pouco de dificuldade para realizar esta fraude, pois as mulheres da Prefeitura ficavam em cima”

“Comunicamos tal fato à Secretaria Municipal de Educação… No mesmo sentido, comunicamos o fato ao prefeito municipal, que não acreditou na nossa história e disse que poderíamos ser processadas por levantar falsa calúnia (sic)…”

Pois é, além de não tomar nenhuma atitude contra a empresa, o nosso premiado estadista, segundo o depoimento desta última merendeira, ainda falou em processar as denunciantes. Alguém aí sabe me dizer por que o prefeito, aparentemente, queria que as coisas continuassem como estavam?

10 comentários

  • Juju 1030

    Segundo a fala das merendeiras, dá-se a entender que a Dona Élida realmente sabia das irregularidades.

  • zÉ DAS cOVES

    Quero ver o Rivelino Rodrigues e o Luiz Especiato fingir que isso não existiu.Ouvi no rádio que eles precisam entregar o relatório da CPI na sexta-feira. Devem estar preocupados com o que vão fazer pra livrar a cara do prefeito desta.

  • BX

    agora o bicho vai pegar pra esses corruptos. se o prefeito coagiu as funcionárias a ficarem quietas, com certeza ele estava colocando uma boa grana no bolso. E esse maldito ainda se diz perseguido pelo MP

  • Não coloco a mão no fogo pela honestidade de ninguém,podem pegar assinatura até do papa.Só tem malandro.PTRALHAS.

  • Le

    De todo esse povo unicos inocentes sao as crianças!!!!

    NAO SALVA MAIS NINGUEM….O PASSADO POR SER DE ETICA E HONESTIDADE…MAIS O PRESENTE NAO É MAIS!!! VAO SE APOIAR EM QUAL PESSOA AGORA PARA TENTAR FUGIR DAS RESPONSABILIDADES!!!!!

  • Chiquinho

    calúnia Sr. Prefeito… Ou seria ´´improbidade´´????

  • ANONIMO

    UMA VERDADEIA VERGONHA….

  • Roberto Injustus

    Este último trecho em que a merendeira diz que avisou o prefeito e foi ameaçada de processo é estarrecedor. Agora estou ficando curioso prá saber como o Especiato e o Rivelino vão se sair com o relatório da CPI.

  • Anônimo

    QUE VERGONHA… QUANTO ROUBO!

  • Betto Mariano

    Caríssimos, entendam a questão, uma batata podre no saco estraga todas as outras, Dona Élida, que diga-se de passagem (como dizia meu gde. amigo Osmar Puxa Saco do Parini de Rezende), com renomada inteligência que possui deveria ter pensado antes de entrar para este ninho de cobras que é esta administração. E viva o boçal do Rubens Chaparim!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *