PARINI INSISTE EM DESPEJAR ESCOLA DE TEATRO

Se depender da vontade do prefeito Humberto Parini, a Escola Livre de Teatro – Elite, vai ter mesmo que picar a mula da sala que ocupa nos fundos do Centro Cultural “Dr. Edílio Ridolpho”. Não obstante toda a retórica do vereador Luís Especiato(PT), que foi ao rádio garantir que o prefeito não quer expulsar ninguém do Teatro, a realidade é que a cisma contra o pessoal da Elite continua cada vez mais latente.

Tudo indica que o “interesse público” alegado por Parini para desalojar a Escola é apenas um pretexto. Na verdade, todo mundo sabe que o prefeito não morre de amores pela esposa do diretor da Elite, a Lisandra Campos. Como presidente do Conselho Municipal de Saúde, Lisandra tem sido uma pedra no sapato de Parini, uma vez que o prefeito só gosta de quem lhe diz amém e, de outro lado, não suporta quem contraria suas vontades ou as vontades da primeira-dama. E a Lisandra, definitivamente, não faz parte daquela turma que vive grudada ao saco do prefeito. 

Em um documento enviado à Câmara, Parini diz que a Escola ocupa ilegalmente a sala e a melhor maneira de sanar essa ilegalidade é desocupando aquele espaço público. Evidentemente que, se houvesse algum interesse por parte do prefeito, o caso poderia ser resolvido através de um decreto, como aconteceu, por exemplo, com a Facip. Tudo isso poderia ser resumido naquela famosa frase: “aos amigos, tudo; aos inimigos, os rigores da lei”.

E agora, estou indo até a Câmara Municipal para umas fotos da eleição do diretório municipal do PSDB, onde espero encontrar a minha amiga Néia, lá da Secretaria da Educação. Depois da visita aos tucanos, estarei na Regional FM, para apresentar o Brasil & Cia, das 10:00 às 14:00 horas. Mais tarde posto outras novidades.

11 comentários

  • Marcelo

    Estou morando em Ribeirão há 6 anos e fora de Jales, minha cidade natal, há 18 anos e cada dia fica claro que voltar para Jales seria um erro … Pena !!!

  • Marcos Silveira

    Marcelo, infelizmente muita gente está pensando assim como você, e é muito fácil entender isso. Mas o que realmente deve ser feito é o contrário. As pessoas do BEM devem se unir, se manifestar e fazer valer seus (nosso)direitos. Sinto muito pelo que esse pessoal da ELITE, os poucos que realmente fazem arte de maneira séria em nossa cidade. Não poque não existam mais, mas os outros acabaram se calando, se recolhendo por causa do descaso do poder público, e isso é triste. Basta, isso tem que acabar. Estou com esse pessoal da ELITE, quero convrsar pessoalmente com o Cleiton e oferecer meu apoio, assim como fizemos em São Bernardo do Campo quando tentaram tirar um grupo tradicional das suas atividades.
    Vamos nos unir às pessoas sérias!

  • Big

    Que papelão.
    Estão pensando que ESCOLA DE TEATRO é JACARÉ?
    Será que a ELITE terá o mesmo fim?

    • Big do Bem

      Jacaré não, Big. Pensam qu são os peixes da praça do “japoneis”. Se pensassem que fosse Jacaré, levariam para outro lugar e não tentariam mata-la asfixiada, rsrsrs.

  • André Mastrelin

    Caro Big, pode ser que você tenha razão. Da outra vez que tentaram expulsar os artistas do teatro o secretário de cultura de Santa Fé do Sul fez um convite para que o pessoal da Elite fosse para aquela cidade, e ofereceu boa estrutura para NOSSOS mestres do teatro. Nossa sorte é que esse pessoal tem respeito pela nossa cidade (bem diferente do prefeito “Parando” e de seus secretários Shima e Irineu – aliás, o que esse irineu faz mesmo?)e resolveram ficar por aqui.
    Será que desta vez eles vão querer continuar nessa cidade tomada pelos assassinos de bons projetos?

  • Claudir Aranda

    esse povo folgado tem que vazar de lá mesmo!!

  • Já disse aqui que não tenho nada contra comentários anônimos, mas penso que utilizar o nome de outras pessoas como pseudônimo – principalmente de pessoas públicas, como é o caso do Claudir Aranda – é um ato de extremo mau gosto, prá não dizer coisa pior.

  • big

    Deixem a ELITE em paz, deixem o pessoal da arte trabalhar.

  • BX

    tem que mudar tudo: prefeito, vice, vereadores, secretários, tá tudo uma sujeira sem tamanho. fora cambada de vagabundos!

  • Fernando Cavallari

    Gente,confesso que nao estou por dentro do anda ocorrendo em Jales, afinal moro longe há algum tempo, mas fui para Jales no feriado rever alguns familiares e o pouco tempo que passei por aí pude perceber que a coisa anda de mal a pior.
    Fico muito decepcionado em ver que uma cidade chamada centro de região está nessa calamidade.
    Que isso sirva para a população rever seus conceitos na hora de votar. Tomem decisões exatas,coerentes.
    Isso tudo que está acontecendo poderia ter sido evitado se os cidadãos tivessem refletido melhor antes de colocar o prefeito parini e seus “súditos” no poder.Afinal a sujeira já vem exposta faz muito tempo.
    Abraços… contem comigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *