A TRIBUNA: BEXIGA ASSINA CONTRATOS E DEVE ANUNCIAR SHOWS DA FACIP NA SEGUNDA-FEIRA

capa tribuna 31.01.16No jornal A Tribuna deste final de semana, a principal manchete destaca a presença do cantor Wesley Safadão na grade de shows da Facip 2016. O pintassilgo do momento deverá soltar seus trinados em solo jalesense no dia 14 de abril, véspera do aniversário da cidade. O empresário Osvaldo Costa Júnior, o Bexiga, dono da BX Eventos, assinou os contratos na sexta-feira e deverá anunciar a grade completa na próxima segunda-feira.

A posse do novo bispo da Diocese de Jales, dom Reginaldo Andrietta, marcada para esse domingo, às 10:00 horas, é outro destaque desta edição de A Tribuna. São esperadas mais de 3.000 pessoas para acompanhar a missa da posse, vindas dos 46 municípios da Diocese. Como a Catedral comporta cerca de 950 pessoas sentadas, a organização da cerimônia providenciou tendas com cadeiras do lado de fora, além de dois telões de Led, para que os diocesanos possam acompanhar a missa. As rádios Assunção AM e Regional FM transmitirão a missa.

Denúncias de cidadãos sobre possíveis criadouros do mosquito Aedes, incluindo a piscina do Clube do Ipê; o cancelamento do carnaval popular de Jales; as investigações da Secretaria Municipal de Saúde sobre um caso suspeito de Chikungunya em Jales; e a intenção do prefeito Pedro Callado de realizar um concurso público, ainda antes do período eleitoral, são outros assuntos de A Tribuna.

Na página de opinião, o infatigável Marco Antônio Poletto escreve artigo sobre o compositor Chico Buarque, enquanto o Victor Pereira, filho do meu amigo Fernando Pereira, escreve sobre o campeonato da Liga Sul-Minas-Rio. Na coluna Enfoque, a grande possibilidade de que Flá e Garça repitam a dobradinha de 2012. No caderno social, destaque para o casamento da Thaís Geraldelli com o Pablo Morais Rosa. O casamento dos dois médicos é também o principal assunto da disputada coluna do Douglas Zílio. 

23 comentários

  • anonimo

    A que ponto chegamos, Wesley Safadão, como dizia uma amigo gosto não se discute, mais mau gosto se discute sim.

    • Valdeir Caires

      Concordo plenamente com você.

    • Valdeir Caires

      Não conheço as músicas desse cidadão, mas hoje somos obrigados a ouvir muita porcaria, basta ir ao centro da cidade a noite, são músicas que transformam a mulher em objeto sexual, banalizam o uso do álcool e drogas fazem uma lavagem cerebral nos adolescentes criando uma ilusão que pra serem aceitos perante os amigos é normal praticarem tais atos.
      O “sertanejo universitário” se tornou uma derivação do Funk carioca, esses gêneros musicais não entram em minha casa.

      • Ninguém é obrigado!

        Denuncie os músicos, compositores e responsáveis do sucesso chamado sertanejo universitário ao MP! Ninguém é obrigado a ouvir nada, ouve o que gosta, e o que quer. Tão pouco você é obrigado a ir na Facip, pois festa de peão, só trás artistas do momento, ou queria Chico Buarque, Roberto Carlos no palco? Rapaz, TODAS AS FESTAS DO GÊNERO tem essa linha de shows, e você vem e reclama da Facip? Crie uma festa você e trás seus artistas favoritos!

      • Thiago

        Valdeir Caires, sou obrigado a concordar quando diz que

        “O “sertanejo universitário” se tornou uma derivação do Funk carioca”.

        Acho que deveriam chamar esse novo gênero musical de “Sertafunk” ou algo assim.

  • JACINTO DE PAULA TEJANO

    showsssssssssssssssss??????????????????????

  • E aí, quer pagar quanto?

    Maiara e Maraisa, Safadão, Fiduma e Jeca e Cabaré!

  • Até algumas horas atrás constava o show do Leonardo e Eduardo Costa e porque foi tirado?

  • anonimo

    Nao gastar dinheiro publico com carnaval e futebol (CAJ), mostra evoluçao do adiministrador , pois o dinheiro é coletivo e quem gosta dessas duas opçoes é minoria.
    O CAJ se confirmado tera uns 200 que podera acompanahr e comentar nas ruas e só.

  • Anônimo

    Quem não gosta de certas músicas, que no seu entender é porcaria que banaliza certos seres humanos, que levam alguém para as drogas, o correto é não ouvi-las,pois este pais tem milhões de habitantes, consequentemente, também tem gosto para todas músicas. Compra um tapa ouvido e vai passear.

  • ze do bar

    Hoje longe de Jales consigo enxergar o tanto que nossa querida cidade está parada no tempo.
    Um Jornal traz de capa uma festa de rodeio que acontecerá em ABRIL por sinal FACIP ja foi hoje é rodeio e shows tocada por um sujeito que se julga RICO EMERGENTE.
    Outro JORNAL trás na capa o parente do editor dono do jornal, que tem um sonho de ser prefeito de Jales de qualquer forma.

    TRISTE JALES, que não tem empregos, desenvolvimento, e está virando ruas de terra de tantos buracos.

    Uma pena!

  • UNIVERSITÁRIO

    Eu confesso ano de 2016 que vai ser muito pior que 2015, o Santo do Empresário Bexiga é muito forte, corajoso e determinado………….na vida a gente tem que arrojado, determinado e acreditar na sorte……… aquele ditado a vida é duro para quem é mole………..um ano de eleição municipal e ensaiando para eleição presidencial 3018, onde o povo está descrente e político no STF e até a religião está sendo abalada…… o numero da besta 666 meste ano tem 6.

  • anonimo

    Parabéns Valdeir Caires pelo seu comentário e para o Ninguém é obrigado fica meus pêsames pelo mau gosto.

  • Anônimo

    o cancelamento do carnaval popular de Jales? CARNAVAL POPULAR DE JALES? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  • Thiago

    Se alguém chegasse em mim e dissesse nomes de cantores (e eu não conhecesse o trabalho desses artistas) pra que eu associasse esses nomes ao gênero musical, seria algo mais ou menos assim :

    João Carreiro e Capataz = Sertanejo
    Zezé de Camargo e Luciano = Sertanejo
    Leonardo = Sertanejo ou MPB
    Daniel = Sertanejo ou MPB
    Wesley Safadão = Funk

    Um cara com “safadão” no nome artístico cantar sertanejo é uma blasfêmia, uma piada de mal gosto. Tião Carreiro deve se revirar no túmulo.

    Seria bem mais justo criarem um novo nome para esse tipo de gênero musical, algo como Sertafunk ou algo assim, seria bem mais apropriado.

    Não estou criticando a organização da festa até porque eles dão o que o povo quer.

    Igual a globo passando BBB, é uma porcaria, com certeza mas, se eles exibem é porque tem público e dá ibope.

    Eu não culpo quem gosta de qualquer gênero musical mas acho muita ousadia pegar o nome de um gênero consagrado (sertanejo) e usar pra classificar um estilo de música que não tem nada a ver. Falta de criatividade.

  • anonimo

    Se não canta sertanejo que porcaria canta então.

  • Amigo do BX

    Meu amigo Bexiga está corretíssimo. Trouxe o que toca no momento. Festa não é pra agradar gregos e troianos e sim para dar lucro, renda. Tenho certeza que o nobre amigo Cardosinho e vários que comentaram o post estarão lá assistindo ao show do Safadão.
    Um forte abraço.
    Tamo junto BX, gente boníssima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *