A TRIBUNA: COMISSÃO DIZ QUE PARINI NÃO TEVE CULPA EM DOAÇÃO QUE GEROU INDENIZAÇÃO DE R$ 1,3 MILHÃO AOS JALLES

No jornal A Tribuna deste final de semana, destaque para o reajuste de 24,42% da Contribuição para Custeio da Iluminação Pública (CIP) que os contribuintes de Jales pagarão a partir de janeiro de 2019. A matéria lembra que a iluminação pública vem sendo um dos principais alvos das reclamações dos jalesenses nos últimos tempos e ressalta que até o prefeito Flá Prandi já constatou o péssimo atendimento da Elektro ao telefonar para a companhia. Apesar disso, o prefeito assinou o decreto reajustando a contribuição, o que, segundo a matéria, já estaria arrancando protestos da população nas redes sociais.

Destaque, também, para o relatório final de uma Comissão de Sindicância instalada na Prefeitura, que isentou o ex-prefeito Humberto Parini de culpa na doação de um terreno anexo ao Distrito Industrial I. A Comissão foi instalada para responder representação dos vereadores Deley e Tiago Abra, que pediam a apuração da responsabilidade de Parini, já que a doação do terreno a uma empresa, efetivada em 2008, acabou gerando uma indenização de R$ 1,3 milhão à família Jalles. A Comissão concluiu, no entanto, que “todos os atos praticados pelo ex-prefeito ocorreram dentro da normalidade e legalidade”.

A polêmica em torno da instalação de uma “parede” vidros na Câmara Municipal, para atender normas de segurança dos bombeiros; as dificuldades da administração municipal para fechar as contas neste final de ano; o IPTU de 2019 que começará a ser cobrado em fevereiro, com um reajuste de 3,97%; a renúncia da cúpula do Instituto Municipal de Previdência, em protesto contra a criação de um cargo de advogado; os investimentos na decoração natalina; e a decisão do ministro Celso de Mello, que anulou as provas obtidas através de escutas telefônicas no caso da “Máfia do Asfalto”, são outros assuntos de A Tribuna.

Na coluna Enfoque, destaque para o desabafo da deputada Analice Fernandes, que veio a Jales anunciar uma emenda parlamentar de R$ 230 mil para o Hospital de Amor e aproveitou para dizer que a verba seria um “cala a boca” nos críticos. Na página de opinião, o bispo emérito dom Demétrio Valentini escreve sobre o Sínodo da Amazônia, enquanto o consultor Alexandre Pierro escreve sobre empresas sustentáveis. No caderno social, destaque para a concorrida coluna do Douglas Zílio, para o aniversário de três anos do garotinho Vittório Cardoso Venturini, e para a formatura dos médicos Luís Felipe Atihe e Ana Eduarda Tanios.     

4 comentários

  • Observador

    Aumento de impostos:
    Esperar o que desse povinho!!!!!!!

  • Tiago Abra/Carioca 2020

    GRAÇAS A DEUS TODOS OS PROBLEMAS DE JALES TERÃO UM PINTO FINAL A PARTIR DE 2021.

    O MELHOR PREFEITO E VICE VEM AÍ PARA MOSTRAR COMO É QUE SE FAZ GESTAO, AFINAL, NÃO É QUALQUER UM QUE PASSA POR DIVERSOS PARTIDOS DURANTE 2 MANDATOS (ELEITO GRAÇAS AO COEFICIENTE)

    NA GESTAO DO ABRA JALES ESTARÁ ISENTA DE QUALQUER TIPO DE PROBLEMA, ELE COM SUA SUPER CAPACIDADE TÉCNICA IRÁ SOLUCIONAR E BAIXAR TUDO O QUE SUBIU, EU QUERO QUE DEUS ME DÊ MUITA SAÚDE PARA VER TODOS OS FEITOS DO MAIOR VEREADOR DA HISTÓRIA DESSA PACATA URBE

    TCHAU BRIGADO

    • FLAViuu-O.... ..."" Calado +is Vend.O.O TUDO""...?...

      ESPERAMOS TIAGO ABRA COMO FISCALIZANDO O EXECULTIVO… …OU SEJA DEP MUNICIPAL(“‘VEREADO””)… …OU QUEM SABE EM 2022 DEP EST FISCALIZANDO O GOVERNADO DO EST DE S P…OU QUEM SABE DEP FED FISCALIZANDO O BOLSONARO EM SEU SEGUNDO MANDATO SE FOR REELEITO..

  • Trouxa

    Esse IPAsm tá uma baderna só….tem dono lá agora….tem comissão de arbitragem lá dentro tmb…. só não tem é busca de recursos no INSS….baderna total….abre a caixa preta MP….antes seja tarde igual foi na prefeitura……..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *