AS RUAS DESTRUÍDAS E ESBURACADAS DO RESIDENCIAL NOVA JALES I

“Em razão das grandes máquinas de construção civil utilizadas pela construtora, as ruas do bairro Nova Jales estão destruídas e cheias de buracos”.

A frase acima foi extraída das ações que duas moradoras do Residencial Nova Jales I levaram à Justiça local, onde ambas estão solicitando uma liminar para suspender as obras do Nova Jales 2 (foto acima). Elas alegam que a poeira da obra e os tremores causados pelas máquinas pesadas estão lhes causando desconforto e prejuízos.  

Além da interrupção das obras, as duas moradoras estão pedindo uma indenização de R$ 50 mil, por conta dos supostos danos que a construção do novo residencial estaria causando às suas casas. Um dos processos tem o número 1002063.36.2018.8.26.0297.

Nas fotos abaixo, algumas das ruas do Nova Jales, que, como se pode observar, estão todas “destruídas e esburacadas”:

Rua “Manoel Rossafa Rodrigues”

Rua Elvo Pigari

Rua “Aparecido Pinheiro Faria”

Rua “Marcelo Regis Reame”

3 comentários

  • Cláudio

    A destruição ocorre nas vias de acesso ao bairro, principalmente na Avenida Paranapuã, que está toda esburacada e desnivelada no trecho que vai da APAE até o fim do asfalto, já no Residencial Nova Jales.

    Essa mesma avenida não tem calçadas para os pedestres, nem qualquer redutor de velocidade, além de um trecho de ponte sem calçada para os pedestres e sem iluminação. Os pedestres precisam acender o celular para não serem atropelados durante a noite naquele trecho da ponte.

  • Lu

    Aí que mimimi do CARALH* !
    O povo que tá pagando aluguel não vê a hora de mudar logo e as obras acabarem !

  • Construiram um conjunto habitacional perto da minha casa,e de fato as casas da vizinhança davam umas tremidas de vez em quando,sem contar a sujeira,mas querer interditar as obras e pedir indenização é um pouco demais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *