AUMENTO NA PROCURA POR UVAS SEM SEMENTE ANIMA PRODUTORES DE JALES E REGIÃO

nc-uva-sem-semente4-300717

A reportagem é do programa “Nosso Campo”, da TV Tem – Sorocaba. O vídeo pode ser visto aqui.

No sítio da família Fação, em Jales, cerca de 35 toneladas de uva devem ser colhidas até o final da safra. Marcos Fação diz que a produção começou cerca de 30 anos atrás com as variedades itália e rubi. Com o passar do tempo, outras também passaram a ser cultivadas.

Atualmente, 60% dos 1.600 pés da propriedade são da variedade centennial, que foi desenvolvida na Califórnia, nos Estados Unidos. A fruta não tem sementes, uma característica muito apreciada no mercado. O produtor diz que a variedade não é tão exigente com mão de obra, mas que requer muitos cuidados técnicos.

O preço pago ao produtor é melhor, chegando a atingir o dobro das variedades tradicionais. Isso fez com que o produtor João Guilherme Cardoso também investisse em outra variedade sem sementes: a BRS Vitória. Hoje, o plantio dessa uva ocupa quase metade dos cinco hectares do sítio em Palmeira D’Oeste (SP). na safra atual, a expectativa é colher mais de 20 toneladas.

O desenvolvimento da BRS Vitória levou quase 30 anos de pesquisa, realizada na região Noroeste de São Paulo. O pesquisador da Embrapa, João Dimas, foi um dos responsáveis pelo desenvolvimento da variedade.

Segundo ele, a BRS Vitória foi testada em várias regiões do país, mostrando características da planta original e se destacando pela produtividade. Para João Dimas, as uvas sem sementes são uma tendência e a demanda deve aumentar daqui pra frente.

De olho no mercado, João Guilherme já tomou uma decisão para as próximas safras. Ele diz que vai dedicar uma área maior para as uvas sem sementes. A safra em Jales, segundo a Casa de Agricultura do município, deve somar 23 mil toneladas de uvas colhidas.

2 comentários

  • MALES QUE VEM PRA BEM

    COMO SERIA HOJE NOSSA AGRICULTURA SE NUM FOSSE EM 1975

    O TEMPO

    E O NOSSO SAUDOSO PATRIARCA DA GRANDE FAMILIA NAGATA

    QUEM PLANTOU AS PRIMEIRA PARREIRA DE UVAS (ITALIA)…???… …

  • GALO ATALIBA

    Aumento da Procura, ou melhor, tá tendo um desaumento dessa procura…é crise pura mesmo…mesmo com a oferta dos produtores não está havendo giro da uva de mesa tanto em Jales quanto na região. ainda mais como competir com grandes grupos produtores de uvas…a produção e a produtiva sempre vem caindo ano a ano na região de Jales. Além de diminuir também a quantidade de pés plantados de todas as variedades. E com o aumento de custos de produção, além da crise tudo fica dificil, até porque com o aumento do dólar tem comprometido o lucro de produtores, ou seja, o produtor pra produzir uva já ESTA PAGANDO PRA TRABALHAR…os insumos que compra como fertilizantes são importatos…e comprar produtos importados agora fica muito caro..

    Sem falar que além da concorrencia direita entre todos os produtores que produzem uva há também os de concorrencia indireta, aqueles que compram outros tipos de frutas mais baratas e de qualidade. assim como alimentos, dentre produtos alimenticios industrializados e até mesmos processados de suco que já vem pronto…

    A agricultura familiar na região de Jales não utiliza novos conceitos de tecnologias e além disso não realizam investimentos para diminuição de custos e não trocam conhecimentos e compartilham experiencias, não agregam valor ao produto, dentre outros fatores ,,,

    Sabe-se também que enquanto no Brasil avança o conceito de agronegocio em produtividade e produção com eficiencia e eficacia, Já existe a produção tecnificada de uva, com colheita mecanizada pra suco, aumento de produção por meio de controle da radiação solar com a cor de tela…novas formas de tratos culturais e investimentos em novas tecnologias…além disso o cuidar do solo na parte ambiental que é utilizar meios para impermebialização do solo para poder minimizar a contaminações do lençol freatico e ainda poder manter a qualidade dos recursos naturais…

    Enquanto isso temos que aprender como juazeiro e petrolina os conhecimentos de tecnificação rural na região que é um pólo de frutas e além disso tem mercado para escoamento garantido de sua produção com contratos assinados, coisa que a região de Jales está longe disso…. Se perguntar se as propriedades rurais tem um administrador de empresa…mais tecnico rural…nossa deixa a desejar enquanto região de alta produção e produtividade investem em novas formas e metodos de trabalho, tecnologias e principalmente em recursos humanos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *