EM NOTA, POLÍCIA FEDERAL DIZ QUE HENRIQUE DO CAJ NÃO FOI AUTOR DA DENÚNCIA CONTRA EX-TESOUREIRA

Em agosto, quando era candidato a deputado federal, o despachado Henrique do CAJ disse a este aprendiz de blogueiro (veja aqui) que não tinha nada a ver com a denúncia anônima que levou a PF a descobrir os malfeitos da ex-tesoureira Érica.

Na quinta-feira, 29, enquanto esperava sua vez de depor como testemunha de acusação, nos corredores do Fórum, Henrique teria confessado ao jornalista Deonel Rosa Júnior – e a outras testemunhas – que tinha sido de sua autoria a denúncia que botou a PF no encalço das irmãs Carpi e respectivos maridos.

A versão que Henrique teria contado ao jornalista está sendo, no entanto, desmentida pela Polícia Federal, em nota de esclarecimento emitida ontem à noite. Ei-la:   

Operação “Farra no Tesouro” – Nota de Esclarecimento

A assessoria de imprensa da PF em Jales/SP esclarece que a informação que deu início às investigações que originaram a Operação Farra no Tesouro *NÃO* partiu da suposta denúncia de indivíduo citado em matéria do Jornal de Jales neste último domingo.

Trata-se de informação equivocada, pois esta pessoa não forneceu nenhuma informação que a PF já não tivesse conhecimento, ele apenas reverberou o que várias pessoas na cidade já suspeitavam: que a tesoureira do município de Jales estava ostentando padrão de vida incompatível com sua renda, informação esta que a PF já tinha desde o início das investigações.

O verdadeiro denunciante, que comunicou a existência do esquema criminoso, conforme solicitado, permanecerá no anonimato.

14 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *