ESTAÇÃO CULTURAL SESI AINDA NÃO SAIU DO PAPEL

Há muito tempo que não se fala nada sobre o tal projeto que previa a construção, em Jales, de uma “Estação Sesi de Cultura”. Como vocês se lembram, a Câmara aprovou a doação de uma área nos fundos do Terminal Rodoviário para a instalação da tal “Estação”.

A doação gerou protestos entre ambientalistas, uma vez que a construção importaria no corte de algumas árvores. Dois deles – a advogada Alzira Mara de Azevedo Novaes e o estudante de Direito, Luiz Henrique Vicente de Oliveira – coletaram mais de 2.000 assinaturas contra o corte das árvores e protocolaram uma representação no Ministério Público.

Hoje, o Diário Oficial do Estado está publicando a homologação de uma decisão do Conselho Superior do Ministério Público, que mandou ao arquivo morto a representação dos dois cidadãos. A essa altura do campeonato, porém, parece que o arquivamento não vai fazer nenhuma diferença. Tudo indica que, diante da celeuma, o SESI já tenha desistido do projeto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *