JORNAL DE JALES: EMPRESÁRIO FABRÍCIO FUGA, DA FUGA COUROS, É HOMENAGEADO EM SUA CIDADE NATAL

Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, onde uma das manchetes diz que os ricos também dependem dos repasses do SUS. A matéria trata do cadastramento da população no Sistema Único de Saúde, que, segundo a secretária municipal de Saúde, Maria Aparecida Moreira Martins, é fundamental para que o município melhore a arrecadação através dos repasses do SUS. A secretária lembrou que mesmo quem não usa o SUS depende dele para muitos serviços que são executados nos municípios. Segundo ela, o cadastramento é uma meta imposta pelo governo e, em Jales, será necessário ampliar o número de cadastrados em seis ou sete mil pessoas, a fim de que os repasses de recursos para o município não sejam reduzidos.

O jornal está destacando, também, o convênio assinado pelo prefeito Flá Prandi junto à Secretaria Estadual de Saneamento e Recursos Hídricos que vai possibilitar investimentos de R$ 394 mil em obras de infraestrutura no bairro São Judas Tadeu. Serão realizadas obras de drenagem urbana nas ruas Amazonas, São José, “Joaquim Catarino” e “João Batista de Mello”, com o objetivo de combater a erosão do córrego Tamboril. O prefeito lembrou que recentemente foram realizadas obras de recapeamento no São Judas, com recursos viabilizados pelo vice-governador Rodrigo Garcia. Flá ressaltou que, com esse novo convênio, será possível executar obras que irão transformar a realidade do São Judas.

O encontro que reuniu oito bispos e um arcebispo em Jales, para discutir o Pacto Global Pela Educação, uma iniciativa do papa Francisco; o sucesso do pré-carnaval promovido pelo Lar Transitório e realizado no Almería Eventos; a solenidade de formatura da primeira turma do Curso de Formação de Psicanalistas, realizada na Câmara Municipal; os elogios dos vereadores jalesenses ao desempenho da Fatec Jales, que obteve excelentes notas em avaliação feita pelo MEC; a reeleição do empresário Leandro Rocca Lima para a presidência da ACIJ; e a crise na Santa Casa de Fernandópolis, que resultou na prisão de alguns dirigentes após investigação da Polícia Civil, são outros assuntos do JJ.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior destaca a condecoração recebida pelo empresário jalesense Fabrício Fuga – da Fuga Couros – em sua terra natal, Marau, cidade gaúcha de 36 mil habitantes. Fabrício foi homenageado pela Câmara Municipal daquela cidade com a “Comenda Migrante Grande Empreendedor”, honraria concedida aos filhos de Marau com relevantes serviços prestados dentro e fora do município. A Fuga Couros, gerenciada por Fabrício, se instalou em Jales em meados dos anos 90 graças ao empenho do  então prefeito José Carlos Guisso, que, após algumas viagens ao Rio Grande do Sul, convenceu a cúpula da empresa a trazer uma filial para Jales. 

6 comentários

  • Carlos

    Recado para o Flávio, prefeito eleito de candidatura única:
    Que tal tirar o traseiro do assento do gabinete e copiar o exemplo do saudoso e competente José Carlos Guisso nos anos 90, corre que ainda dá tempo.

  • Eu

    Procurei neste jornal matéria sobre a falta de merenda na ETEC não encontrei, porque será?
    Quem souber ganha um pirulito!!!

  • Porteiro de Motel

    O jornal do tio do prefeito gosta de assumir o papel de baluarte da educação, mas ignorou solenemente a interrupção da alimentação para os alunos da ETEC causada por pura incompetência do prefeito. Brigando com a notícia. Apostando a sua reputação para tentar reelege-lo. Pode parar que tá feio. Contra fatos não se pode brigar. Saiu até na TV TEM e Diario da Região. Como se pode fingir que não aconteceu?

  • Indignado

    Aí, os puxa saco do lh

  • Rapizodia

    Este final de semana li o Jornal de Jales. Vi uma reportagem sobre desvios de dinheiro público em hospital da região. A reportagem cita gente importante do convívio social e político regional sendo presa. Observei que as fotos que estampavam a reportagem estavam muito ruins, pareciam desfocadas de propósito para dificultar o reconhecimento ou identificar e relacionar a pessoa da foto com o assunto, já que na foto haviam mais pessoas e não tinha qualquer legenda inferior para ajudar a identificar. Quero crer que foi apenas relacho do editor. As demais fotos de outras reportagem estavam boas. Depois reclamam da boataria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *