JORNAL DE JALES: POLÍCIA FEDERAL CONTINUA INVESTIGANDO SE ROMBO NA PREFEITURA TEVE OUTROS ENVOLVIDOS

Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, cuja principal manchete diz que o prefeito Flávio Prandi nomeou alguns procuradores jurídicos do município para conduzir a sindicância interna que investigará os malfeitos da ex-tesoureira Érica Cristina Carpi. Eles contarão, ainda, com a assessoria do procurador geral Pedro Callado. Além de escalar advogados para a missão, Flá determinou a expedição de convites para que os trabalhos da sindicância – inclusive as oitivas – sejam acompanhados por representantes do Ministério Público, da Câmara Municipal, do Fórum da Cidadania e da Comissão de Controle dos Gastos Públicos da OAB.

Ainda sobre o assunto, matéria do jornalista Luiz Ramires diz que a Polícia Federal está investigando se existem mais envolvidos no rombo descoberto pela operação “Farra do Tesouro”. Várias pessoas que ocupavam cargos próximos à acusada foram e continuam sendo ouvidas pelo delegado Cristiano Pádua da Silva, que quer saber se existem outros envolvidos não só na área da Saúde, mas também em outros setores da Prefeitura. O delegado deverá ouvir os superiores hierárquicos que trabalharam com Érica nos últimos dez ou doze anos e também os responsáveis pelo controle interno, encarregados de fiscalizar internamente os gastos da Prefeitura.

A palestra de um especialista do Sebrae sobre os riscos de se fazer compras pela internet, realizada na ACIJ; as comemorações dos cinquenta anos de existência do Sindicato Rural de Jales; o sucesso do 24º “Chá da Amiga”, realizado pela Primeira Igreja Batista de Jales; os números do Detran que mostram a existência de um carro para cada dois habitantes de Jales; a participação do jalesense Aparecido Ferreira Pacheco em uma entidade de Rio Preto, criada para defender os direitos das pessoas com deficiência; e a expectativa de dois jalesenses que estão de malas prontas para ir morar e trabalhar na Europa, são outros assuntos do JJ.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior diz que a ex-secretária municipal de Saúde, Maria Aparecida Moreira Martins, que se viu envolvida no escândalo da ex-tesoureira Érica, possui trinta anos de ficha limpa como funcionária do estado. Ex-colegas de trabalho de Maria Aparecida no Núcleo Regional de Saúde a descrevem como uma profissional rigorosa e metódica no exercício de suas funções. Segundo Deonel, Maria Aparecida – que teve sua prisão provisória revogada a pedido da PF, após ser ouvida – também tem ótimo conceito na Unijales, onde é coordenadora do curso de Serviço Social. 

7 comentários

  • BOLSONARO DE DEUS

    SINCERAMENTE,TENDO EM VISTA TODOS OS ACONTECIMENTOS,QUE NOS ENTRISTECEU PROFUNDAMENTE O POVO DE JALES,ESSA ROUBALHEIRA INEXPLICÁVEL FICA EM DESCREDITO ESSA SINDICANCIA PELA PREFEITURA,COM PESSOAS QUE NA VERDADE SÃO SUSPEITAS NO ENVOLVIMENTO DESSA VERGONHOSA SITUAÇÃO,NA VERDADE O SENTIMENTO GERADO NO CORAÇÃO DO POVO DE JALES É DE TOTAL DESGOSTO E DESCONFIANÇA,DESSA ADMINISTRAÇÃO,SE TORNARAM INCONFIAVEIS,O QUE ESCUTO EM PRAÇAS,BARES RESTAURANTES,JÁ SABIAMOS A VIDA QUE MUITOS LEVAM NÃO É COMPATIVEL COMO O QUE GANHAM ,POLICIA FEDERAL FAÇA SEU TRABALHO,NÃO SE VENDAM FAÇA JUSTIÇA PARA QUE O POVO DE JALES POSSA TER ORGULHO DESSA CIDADE

  • Emerson

    O diabo mora e se esconde no. detalhe’ Afaste todo e qualquer detalhe.. Regra universal…

  • Emerson

    O diabo mora e se esconde no. detalhe’ afaste os detalhes…

  • Tudo terminará em pizza

    Certamente o prefeito quer dar uma resposta a sociedade que também o critica e desconfia de sua participação no esquema. O prefeito pode ser acusado de ter participado no assalto. Eu não acredito!
    A abertura de uma sindicância pelos seus procuradores não vai virar nada e deveria ter sido feita, quando entrou. Ele convida outras entidades para dar mais confiabilidade a este ato.
    Os procuradores não tem tempo para cuidar de seu serviço quanto mais fazer uma sindicância de seus “amigos” de prefeitura. Será mais teatro de austeridade!
    O que vai valer é a investigação da PF que tem mais poder inclusive para quebrar o sigilo bancário dos envolvidos que em 12 ou 13 anos participaram do esquema. Eles estão na mão dela de continuar presa, ao longo dos anos ou diminuir a sua pena, fazendo a delação premiada para “entregar” todos eles.
    Ninguem rouba sozinho tanto tempo assim

  • Nem para minha mãe, eu assino cheque em branco!

    O jornalista Deonel Rosa quer trazer a opinião publica para ficar ao lado da demitida e ex secretaria que ficou com a moral arranhada quando assinou vários cheques em branco. Um erro imperdoável!
    Achou até que ela fazia isso para diminuir o seu serviço de conferir a documentação e as notas fiscais. Muito comum no serviço do funcionalismo publico. Mostrou muita negligencia e está pagando muito caro por isso.
    A tesoureira presa disse que vai livrar os funcionários inocentes desta roubalheira. Vamos ver se o jornalista está certo.

  • BOLSONARO DE DEUS

    DUAS ASSINARAM CHEQUES,SÓ UMA VAI SER EXONERADA JUSTIÇA DESIGUAL,AS DUAS FORAM NEGLIGENTES,MAS COMPETENTES,SE NÃO PROVAR NADA CONTRA ELAS O QUE FAZER?O PREFEITO GOSTA DE AMBAS QUE ARAPUCA EM FLÁ,NÃO QUERIA ESTAR EM SUA PELE,AINDA RECEBERAM UM PROCESSO DE PECULATO DOLOSO,ISSO QUE DÁ CONFIAR NAS PESSOAS

  • Antonio Carlos Pinto

    “Sindicância interna”! Para que? Todo mundo sabe que sindicância raramente chega nos objetivos. Por que não esperar o resultado das investigações da PF? Essa sim tem resultados. Para que Auditoria externa? Gastar mais dinheiro? Só servem para uma resposta política.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *