POLÍCIA DE JALES PRENDE QUATRO LADRÕES DE VEÍCULOS

IMG_2546

Uma operação conjunta das polícias Civil, Militar e Rodoviária de Jales, que contou também com a colaboração da Polícia Federal, prendeu quatro ladrões de veículos nesta quarta-feira e recuperou duas caminhonetes que haviam sido furtadas durante a madrugada.

O furto aconteceu em uma revendedora de veículos usados – uma “garagem” – localizada no final da avenida “Alfonso Rossafa Molina”. Os ladrões levaram duas caminhonetes e tentaram furtar uma terceira. Eles levaram, também, o computador IMG_2544com as imagens das câmeras de segurança, para evitar que a polícia tivesse acesso a elas. O computador também foi recuperado.

De acordo com as informações preliminares, os ladrões são de Minas Gerais. Eles levaram as duas caminhonetes até um canavial de Iturama(MG) e voltaram a Jales para resgatar um companheiro de furtos que havia ficado por aqui.

A Polícia de Jales já desconfiava de que os ladrões fossem de Minas Gerais e solicitou a ajuda da Polícia Civil de Iturama. Fotos enviadas pela polícia mineira possibilitaram o reconhecimento de um dos ladrões enquanto eles comiam salgadinhos em um bar de Vitória Brasil.

Presos, eles confessaram o furto e indicaram os locais onde haviam deixado as duas caminhonetes. O delegado operacional da Polícia Civil de Jales, Sebastião Biazi, está lavrando o flagrante neste instante.     

2 comentários

  • Prof: Zico

    A coisa mais moderna que existe nesta vida é envelhecer.
    A barba vai descendo e os cabelos vão caindo pra cabeça aparecer.
    Isso é pra valer.
    Os outros vão morrendo e a gente aprendendo a esquecer.
    Não quero morrer pois quero ver.
    Como será que teve ser envelhecer.
    Eu quero é viver pra ver qual é.
    E dizer venha pra o que vai acontecer.
    Eu quero que o tapete voe no meio da sala de estar.
    Eu quero que a panela de pressão pressione.
    E que a pia comece a pingar.
    Eu quero que a sirene soe.
    E me faça levantar do sofá.
    Eu quero por Rita Pavone.
    No ringtone do meu celular.
    Eu quero estar no meio do ciclone .
    Pra poder aproveitar.
    E quando eu esquecer o meu nome.
    Que me chamem de velho gagá.
    Pois ser eternamente adolescente nada é mais demodé.
    Com uns ralos fios de cabelo sobre a testa que não para de crescer.
    Não sei por que essa gente vira a cara pro presente e esquece de aprender.
    Que felizmente ou infelizmente sempre o tempo vai correr.

    Musica: Envelhecer.
    Cantor e compositor: Arnaldo Antunes.

  • Anônimo

    Ninguém pode negar, a polícia de Jales desempenha muito bem a sua função, faz um excelente trabalho. Tiro o chapéu para a eficiência da polícia Jalesense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *