PREFEITURA TERÁ QUE INDENIZAR MORADOR DO SÃO JUDAS E RECONSTRUIR MURO DE RESIDÊNCIA

DSC01996-ed

A foto acima é de agosto de 2012. Ela mostra como ficou o quintal da casa do pedreiro Israel Alves de Paula, um morador da Rua Joaquim Catarino, no São Judas Tadeu.

À época, o pedreiro reclamava que os tubos de uma galeria de águas pluviais, que passavam sob seu quintal, tinham se rompido e, com as chuvas, surgira uma erosão que destruiu o muro e ameaçava “engolir” a casa que ele estava reformando.

O rompimento dos tubos ocorrera no final de 2011, mas até aquela data – agosto de 2012 – nenhuma providência tinha sido tomada, apesar de o então prefeito Humberto Parini ter visitado pessoalmente o local.

A falta de providências por parte da municipalidade fez com que o caso fosse parar na Justiça, através de uma ação de indenização por danos morais e materiais ajuizada por Israel em fevereiro de 2014, distribuída para a 3ª Vara Judicial de Jales.

Há cerca de 15 dias, saiu a decisão de primeira instância. E a Prefeitura foi condenada a pagar uma indenização de R$ 15 mil ao pedreiro. E a falta de providências da administração Parini ainda poderia ter saído mais cara ao município, pois o pedreiro tinha pedido quase R$ 30 mil de indenização. 

Além de pagar os R$ 15 mil, a municipalidade – que só agora em 2015, quase quatro anos depois, tapou o buraco mostrado pela foto – terá que reconstruir o muro da residência, derrubado pela erosão.

4 comentários

  • Rogério

    Saiu foi muito barato esta ação, quato anos = 48 meses a um aluguel irrisório de R$ 350,00 já dariam R$ 16.800,00.

  • cabe recurso

    Neste processo ainda cabe recurso, o qual, segundo informaçoes esta sendo providenciado.
    Vamos ver se depois sera publicado aqui.

  • Anônimo

    Um probleminha bem simples deixado pelo Parini… Vai lá Pedro, agora é com você…

  • Duvidas crueis

    Um problema deixado pelo Parini que certamente o prefeito ira’ recorrer, e a prefeitura vai ter que pagar essa divida mas nao ele mas para o proximo prefeito
    Mas esse cidadao vai ficar com esse buraco em seu quintal, por muito tempo sendo um absurdo
    Porem fica a duvida, que “nasceu” primeiro, a casa ou a tubulaçao?
    Ou melhor, sera’ que quando ele fez a casa, a tubulaçao ja’ estava enterrada?
    Sera’ que ele sabia?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *