QUASE UM MÊS DEPOIS DAS PROVAS, RESULTADOS DE CONCURSOS DA PREFEITURA AINDA NÃO FORAM DIVULGADOS

Muita gente já anda se perguntando o que estaria acontecendo com os concursos realizados pela Prefeitura de Jales, sob a organização e aplicação do Instituto Brasileiro de Administração Municipal (IBAM).

As últimas provas objetivas dos dois concursos foram aplicadas no dia 03 de dezembro – há quase um mês, portanto – e até agora ainda não foram divulgadas as notas obtidas pelos candidatos e, é claro, as listas de classificação. Fontes confiáveis diziam que os resultados seriam divulgados até o dia 18 de dezembro, mas…

O concurso nº 01/2017, por exemplo, que visa contratar professores para a Secretaria de Educação, teve suas provas realizadas no dia 03 de dezembro e a última informação divulgada pelo IBAM, em seu site, foi publicada no dia 06 de dezembro e diz respeito aos gabaritos. Sobre notas ou classificação, nenhuma informação.

O concurso nº 02/2017, com vagas para diversos cargos, teve provas em duas datas – 19/11 e 03/12 – mas, até esta sexta-feira apenas as notas relativas aos candidatos que fizeram as provas no dia 19/11 foram divulgadas. A classificação, no entanto, ainda é um mistério. Quanto aos candidatos que fizeram suas provas no dia 03/12, nenhuma informação nem mesmo sobre as notas.

Para que os prezados leitores tenham uma noção, o mesmo IBAM foi responsável por um concurso para diversos cargos realizado pelo Prefeitura de Porto Ferreira em outubro deste ano. As provas foram aplicadas no dia 08 e duas semanas depois, no dia 20, a lista de classificação já estava sendo divulgada.

Acho que, no mínimo, a Prefeitura e o IBAM deveriam explicar aos interessados o que estaria acontecendo. 

6 comentários

  • TARABALHO QUE TRÁS FALSAS NOTÍCIAS

    É QUE AINDA NÃO DEFINIRAM OS APADRINHADOS

  • Ana chistetmar

    Tem que denunciar para o ministério público quem eles possam dar essa resposta

  • Todo concurso sem cronograma é péssimo para os candidatos. Deveria ser proibido não ter cronograma pré-definido.
    Agora, o que devem ficar de olho é nessa tal redação para o cargo de professor. Deveriam ter colocado uma única questão dissertativa valendo 10 pontos, e não a redação valendo mais que a prova objetiva. A melhor solução seria ter colocado uma nota mínima para redação com caráter apenas eliminatório. Quem não tirar a mínimo está fora e a nota que vale é a objetiva. Assim, verificariam quem sabe escrever ao invés de praticamente menosprezar a nota da objetiva como está neste concurso.
    Uma lástima para a excelente educação jalesense…

  • Anonima

    Muito obrigada Cardosinho por relatar meu questionamento aqui, acho no mínimo estranho, colocaram os acertos no site, dois dias depois tiraram, acredito que por conta dos recursos,mas até agora nada.

  • Grobo

    Se fosse a Nice a turma do Fla estava organizando panelinha para tirar a mulher e colocar o Dr Golpista.

  • Injustiçado

    Ai ai ai. Só espera sair os classificados se vai dar o q falar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *