NIKE COGITA REAVIVAR CAMISA BRANCA DA SELEÇÃO PARA A COPA AMÉRICA DE 2019

O uniforme branco foi utilizado no primeiro tempo de um jogo amistoso entre Brasil e França, em maio de 2004, para comemorar o centenário de fundação da FIFA. A notícia é do portal MSN:

Ainda é uma especulação, mas que possui o seu sentido. Nessa terça-feira, 09, o site Footy Headlines (especializado em camisas de futebol e responsável em divulgar diversos ‘vazamentos’ dos materiais que serão lançados) anunciou um rumor sobre a seleção brasileira. Segundo a página, há a possibilidade de que a Nike produza uma camisa branca com detalhes azuis para a Copa América de 2019, que será realizada no país.

Serviria para comemorar o centenário da primeira edição do torneio sediada em território brasileiro e também para lembrar o uniforme usado pela equipe nacional durante as primeiras décadas de sua história. Mas, mais notável ainda, a decisão marcaria o rompimento sistemático com o alegado “trauma” que perdurou a partir da Copa do Mundo de 1950.

Desde sua “criação”, em 1914, a Seleção passou a adotar o branco como cor principal. Até 1919, o fardamento contou com diferentes detalhes em azul, verde, amarelo ou vermelho. Além disso, o Brasil também vestiu camisas com listras em verde e amarelo no Campeonato Sul-Americano de 1916. Já a partir do Sul-Americano de 1919, o time transformou em padrão a combinação que perdurou até 1945: camisa branca com detalhes azuis, bem como calções azuis.

A partir da metade final da década de 1940, uma ligeira novidade com os calções brancos se tornando o novo padrão. Assim, de camisas e calções brancos, a Seleção disputou o Mundial de 1950. Ainda manteve o branco na combinação principal durante o Pan-Americano de 1952, as Olimpíadas de 1952 e o Campeonato Sul-Americano de 1953.

A história da “Amarelinha” começa no segundo semestre de 1953. Com a permissão da CBD, o jornal Correio da Manhã realizou um concurso para escolher a nova camisa da seleção. O vencedor foi o jovem gaúcho Aldyr Garcia Schlee, idealizador da camisa amarela com detalhes verdes e dos calções azuis. Em seu anúncio oficial, o periódico enfatiza que o branco “seguirá apenas para casos emergenciais”. E a estreia da Canarinho aconteceu em fevereiro de 1954, durante a campanha do Brasil nas Eliminatórias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *